A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 1 Distribuição de Energia Elétrica Aula 8 Custos e Tarifas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 1 Distribuição de Energia Elétrica Aula 8 Custos e Tarifas."— Transcrição da apresentação:

1 SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 1 Distribuição de Energia Elétrica Aula 8 Custos e Tarifas

2 SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 2 Sejam dois consumidores com hábitos diários de consumo diferenciados Sejam dois consumidores com hábitos diários de consumo diferenciados Quais as implicações para o sistema elétrico desta diferenciação? Quais as implicações para o sistema elétrico desta diferenciação? Quem consome mais energia? Quem consome mais energia? Quem determina a capacidade instalada no sistema? Quem determina a capacidade instalada no sistema? Energia versus demanda

3 SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 3 Consumo Consumo E 1 = kWh / dia = 458 MWh / mês = 35% E 1 = kWh / dia = 458 MWh / mês = 35% E 2 = kWh / dia = 844 MWh / mês = 65% E 2 = kWh / dia = 844 MWh / mês = 65% Participação demanda máxima (fator de contribuição & carga) Participação demanda máxima (fator de contribuição & carga) f cont,1 = 3500/3500 = 1 f carga,1 = 0,18 f cont,1 = 3500/3500 = 1 f carga,1 = 0,18 f cont,2 = 600/1500 = 0,4 f carga,2 = 0,77 f cont,2 = 600/1500 = 0,4 f carga,2 = 0,77 Energia versus demanda

4 SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 4 Resumo Resumo Contribuição Consumidor 1 Contribuição Consumidor 1 35% no consumo de energia 35% no consumo de energia 100% de seu consumo máximo no horário de maior consumo 100% de seu consumo máximo no horário de maior consumo Contribuição Consumidor 2 Contribuição Consumidor 2 65% no consumo de energia 65% no consumo de energia 40% de seu consumo máximo no horário de maior consumo 40% de seu consumo máximo no horário de maior consumo Qual deles é mais atrativo para o sistema elétrico? Qual deles é mais atrativo para o sistema elétrico? Energia versus demanda

5 SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 5 Energia versus demanda Energia Energia produto produto integralizado ao longo de um período mensal integralizado ao longo de um período mensal diretamente relacionado com produção diretamente relacionado com produção Demanda Demanda serviço serviço fornecer uma quantidade de energia durante um período curto (15 minutos) fornecer uma quantidade de energia durante um período curto (15 minutos) diretamente relacionado com o dimensionamento do sistema GTD diretamente relacionado com o dimensionamento do sistema GTD Como estabelecer justiça para hábitos diferenciados de consumo? Como estabelecer justiça para hábitos diferenciados de consumo?

6 SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 6 Energia versus demanda Justiça estabelecida pela tarifa binômia: Justiça estabelecida pela tarifa binômia: Energia kWh – remunera custos operacionais (aquisição e transporte da energia) Energia kWh – remunera custos operacionais (aquisição e transporte da energia) utilizado valor mensal registrado utilizado valor mensal registrado Demanda kW – remunera a amortização do investimento Demanda kW – remunera a amortização do investimento utilizado maior valor registrado utilizado maior valor registrado Consumidor 1: 458 C energia C demenda Consumidor 1: 458 C energia C demenda Consumidor 2: 844 C energia C demenda Consumidor 2: 844 C energia C demenda

7 SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 7 Sejam dois consumidores com hábitos anuais de consumo diferenciados Sejam dois consumidores com hábitos anuais de consumo diferenciados Quais as implicações para o sistema elétrico desta diferenciação? Quais as implicações para o sistema elétrico desta diferenciação? Por que a disponibilidade de energia é variável no Brasil? Por que a disponibilidade de energia é variável no Brasil? Variação anual no consumo

8 SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 8 Disponibilidade de energia/potência Justiça estabelecida pela tarifa horo-sazonal Justiça estabelecida pela tarifa horo-sazonal Horário/épocaPreço kWh e kW Baixo consumo< Baixo consumo< Consumo médio Consumo médio Alto consumo> Alto consumo> Tarifas de energia e demanda diferenciadas para as horas do dia e para os meses do ano Tarifas de energia e demanda diferenciadas para as horas do dia e para os meses do ano Objetivo Objetivo disciplinar o consumo por intermédio de sinais tarifários disciplinar o consumo por intermédio de sinais tarifários incentivos e penalidades incentivos e penalidades

9 SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 9 Normas sobre fornecimento de energia Condições gerais de fornecimento Condições gerais de fornecimento RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 414, DE 9 DE SETEMBRO DE 2010 RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 414, DE 9 DE SETEMBRO DE 2010 Normas gerais de tarifação Normas gerais de tarifação Decreto N o , de 17 de maio de 1968 Decreto N o , de 17 de maio de 1968 Decreto N o 479, de 20 de março de 1992 Decreto N o 479, de 20 de março de 1992 aumento limite fator de potência de 0,85 para 0,92 aumento limite fator de potência de 0,85 para 0,92 faturamento de reativos excedentes (capacitivos) faturamento de reativos excedentes (capacitivos) redução período de avaliação do fator de potência de mensal para horário redução período de avaliação do fator de potência de mensal para horário Condições gerais de contratação do acesso Condições gerais de contratação do acesso uso e a conexão, aos sistemas de transmissão e distribuição de energia elétrica. uso e a conexão, aos sistemas de transmissão e distribuição de energia elétrica. Resolução N o 281, de 1º de outubro de 1999 Resolução N o 281, de 1º de outubro de 1999

10 SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 10 Definições segundo Resolução ANEEL No 414, de 7 de setembro de 2010 Carga instalada Carga instalada soma das potências nominais dos equipamentos elétricos instalados na unidade consumidora, em condições de entrar em funcionamento, expressa em quilowatts (kW). soma das potências nominais dos equipamentos elétricos instalados na unidade consumidora, em condições de entrar em funcionamento, expressa em quilowatts (kW). Concessionária ou permissionária Concessionária ou permissionária agente titular de concessão ou permissão federal para prestar o serviço público de energia elétrica, referenciado, doravante, apenas pelo termo concessionária. agente titular de concessão ou permissão federal para prestar o serviço público de energia elétrica, referenciado, doravante, apenas pelo termo concessionária. Consumidor Consumidor pessoa física ou jurídica, de direito público ou privado, legalmente pessoa física ou jurídica, de direito público ou privado, legalmente representada, que solicite o fornecimento de energia ou o uso do sistema elétrico à distribuidora, assumindo as obrigações decorrentes deste atendimento à(s) sua(s) unidade(s) consumidora(s), segundo disposto nas normas e nos contratos. Consumidor livre Consumidor livre consumidor que pode optar pela compra de energia elétrica junto a qualquer fornecedor, conforme legislação e regulamentos específicos. consumidor que pode optar pela compra de energia elétrica junto a qualquer fornecedor, conforme legislação e regulamentos específicos.

11 SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 11 Quem pode ser Consumidor Livre? Critérios atuais de migração para o mercado livre foram estabelecidos em 1998, pela Lei no 9.648/1998, que criou dois grupos de consumidores aptos a escolher seu fornecedor de energia elétrica: Critérios atuais de migração para o mercado livre foram estabelecidos em 1998, pela Lei no 9.648/1998, que criou dois grupos de consumidores aptos a escolher seu fornecedor de energia elétrica: Unidades consumidoras com carga kW atendidas em tensão 69 kV Unidades consumidoras com carga kW atendidas em tensão 69 kV em geral as unidades consumidoras dos subgrupos A3, A2 e A1. em geral as unidades consumidoras dos subgrupos A3, A2 e A1. também são livres para escolher seu fornecedor novas unidades consumidoras instaladas após com demanda kW e atendidas em qualquer tensão. Estes consumidores podem comprar energia de qualquer agente de geração ou comercialização de energia. também são livres para escolher seu fornecedor novas unidades consumidoras instaladas após com demanda kW e atendidas em qualquer tensão. Estes consumidores podem comprar energia de qualquer agente de geração ou comercialização de energia. Unidades consumidoras com demanda maior que 500 kW atendidos em qualquer tensão, Unidades consumidoras com demanda maior que 500 kW atendidos em qualquer tensão, podem escolher seu fornecedor, mas seu leque de escolha está restrito à energia oriunda das chamadas fontes incentivadas, a saber: Pequenas Centrais Hidrelétricas – PCH´s, Usinas de Biomassa, Usinas Eólicas e Sistemas de Cogeração Qualificada. podem escolher seu fornecedor, mas seu leque de escolha está restrito à energia oriunda das chamadas fontes incentivadas, a saber: Pequenas Centrais Hidrelétricas – PCH´s, Usinas de Biomassa, Usinas Eólicas e Sistemas de Cogeração Qualificada.

12 SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 12 Definições segundo Resolução ANEEL No 414, de 7 de setembro de 2010 Contrato de adesão Contrato de adesão instrumento contratual com cláusulas vinculadas às normas e regulamentos aprovados pela ANEEL, não podendo o conteúdo das mesmas ser modificado pela concessionária ou consumidor, a ser aceito ou rejeitado de forma integral. instrumento contratual com cláusulas vinculadas às normas e regulamentos aprovados pela ANEEL, não podendo o conteúdo das mesmas ser modificado pela concessionária ou consumidor, a ser aceito ou rejeitado de forma integral. Contrato de fornecimento Contrato de fornecimento instrumento contratual em que a concessionária e o consumidor responsável por unidade consumidora do Grupo A ajustam as características técnicas e as condições comerciais do fornecimento de energia elétrica. instrumento contratual em que a concessionária e o consumidor responsável por unidade consumidora do Grupo A ajustam as características técnicas e as condições comerciais do fornecimento de energia elétrica. Contrato de uso e de conexão Contrato de uso e de conexão instrumento contratual em que o consumidor livre ajusta com a concessionária as características técnicas e as condições de utilização do sistema elétrico local, conforme regulamentação específica. instrumento contratual em que o consumidor livre ajusta com a concessionária as características técnicas e as condições de utilização do sistema elétrico local, conforme regulamentação específica. Demanda Demanda média das potências elétricas ativas ou reativas, solicitadas ao sistema elétrico pela parcela da carga instalada em operação na unidade consumidora, durante um intervalo de tempo especificado. média das potências elétricas ativas ou reativas, solicitadas ao sistema elétrico pela parcela da carga instalada em operação na unidade consumidora, durante um intervalo de tempo especificado.

13 SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 13 Definições segundo Resolução ANEEL No 414, de 7 de setembro de 2010 Demanda contratada Demanda contratada demanda de potência ativa a ser obrigatória e continuamente disponibilizada pela concessionária, no ponto de entrega, conforme valor e período de vigência fixados no contrato de fornecimento e que deverá ser integralmente paga, seja ou não utilizada durante o período de faturamento, expressa em quilowatts (kW). demanda de potência ativa a ser obrigatória e continuamente disponibilizada pela concessionária, no ponto de entrega, conforme valor e período de vigência fixados no contrato de fornecimento e que deverá ser integralmente paga, seja ou não utilizada durante o período de faturamento, expressa em quilowatts (kW). Demanda faturável Demanda faturável valor da demanda de potência ativa, identificado de acordo com os critérios estabelecidos e considerada para fins de faturamento, com aplicação da respectiva tarifa, expressa em quilowatts (kW). valor da demanda de potência ativa, identificado de acordo com os critérios estabelecidos e considerada para fins de faturamento, com aplicação da respectiva tarifa, expressa em quilowatts (kW). Demanda medida Demanda medida maior demanda de potência ativa, verificada por medição, integralizada no intervalo de 15 (quinze) minutos durante o período de faturamento, expressa em quilowatts (kW). maior demanda de potência ativa, verificada por medição, integralizada no intervalo de 15 (quinze) minutos durante o período de faturamento, expressa em quilowatts (kW).

14 SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 14 Definições segundo Resolução ANEEL No 414, de 7 de setembro de 2010 Energia elétrica ativa Energia elétrica ativa aquela que pode ser convertida em outra forma de energia, expressa em quilowatts-hora (kWh). aquela que pode ser convertida em outra forma de energia, expressa em quilowatts-hora (kWh). Energia elétrica reativa Energia elétrica reativa energia elétrica que circula continuamente entre os diversos campos elétricos e magnéticos de um sistema de corrente alternada, sem produzir trabalho, expressa em quilovolt-ampère- reativo-hora (kvarh). energia elétrica que circula continuamente entre os diversos campos elétricos e magnéticos de um sistema de corrente alternada, sem produzir trabalho, expressa em quilovolt-ampère- reativo-hora (kvarh). MUSD MUSD montante de uso do sistema de distribuição – MUSD: potência ativa média, integralizada em intervalos de 15 (quinze) minutos durante o período de faturamento, injetada ou requerida do sistema elétrico de distribuição pela geração ou carga, expressa em quilowatts (kW); montante de uso do sistema de distribuição – MUSD: potência ativa média, integralizada em intervalos de 15 (quinze) minutos durante o período de faturamento, injetada ou requerida do sistema elétrico de distribuição pela geração ou carga, expressa em quilowatts (kW);

15 SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 15 Principais itens da Resolução ANEEL No 414, de 7 de setembro de 2010 Estrutura tarifária horo-sazonal Estrutura tarifária horo-sazonal estrutura caracterizada pela aplicação de tarifas diferenciadas de consumo de energia elétrica e de demanda de potência de acordo com as horas de utilização do dia e dos períodos do ano, conforme especificação a seguir: estrutura caracterizada pela aplicação de tarifas diferenciadas de consumo de energia elétrica e de demanda de potência de acordo com as horas de utilização do dia e dos períodos do ano, conforme especificação a seguir: a) Tarifa Azul: modalidade estruturada para aplicação de tarifas diferenciadas de consumo de energia elétrica de acordo com as horas de utilização do dia e os períodos do ano, bem como de tarifas diferenciadas de demanda de potência de acordo com as horas de utilização do dia. b) Tarifa Verde: modalidade estruturada para aplicação de tarifas diferenciadas de consumo de energia elétrica de acordo com as horas de utilização do dia e os períodos do ano, bem como de uma única tarifa de demanda de potência. c) Horário de ponta (P): período definido pela concessionária e composto por 3 (três) horas diárias consecutivas, exceção feita aos sábados, domingos e feriados nacionais, considerando as características do seu sistema elétrico. d) Horário fora de ponta (F): período composto pelo conjunto das horas diárias consecutivas e complementares àquelas definidas no horário de ponta. e) Período úmido (U): período de 5 (cinco) meses consecutivos, compreendendo os fornecimentos abrangidos pelas leituras de dezembro de um ano a abril do ano seguinte. f) Período seco (S): período de 7 (sete) meses consecutivos, compreendendo os fornecimentos abrangidos pelas leituras de maio a novembro.

16 SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 16 Principais itens da Resolução ANEEL No 414, de 7 de setembro de 2010 Fator de carga Fator de carga razão entre a demanda média e a demanda máxima da unidade consumidora, ocorridas no mesmo intervalo de tempo especificado. razão entre a demanda média e a demanda máxima da unidade consumidora, ocorridas no mesmo intervalo de tempo especificado. Fator de demanda Fator de demanda razão entre a demanda máxima num intervalo de tempo especificado e a carga instalada na unidade consumidora. razão entre a demanda máxima num intervalo de tempo especificado e a carga instalada na unidade consumidora. Fator de potência Fator de potência razão entre a energia elétrica ativa e a raiz quadrada da soma dos quadrados das energias elétricas ativa e reativa, consumidas num mesmo período especificado. razão entre a energia elétrica ativa e a raiz quadrada da soma dos quadrados das energias elétricas ativa e reativa, consumidas num mesmo período especificado. Fatura de energia elétrica Fatura de energia elétrica nota fiscal que apresenta a quantia total que deve ser paga pela prestação do serviço público de energia elétrica, referente a um período especificado, discriminando as parcelas correspondentes. nota fiscal que apresenta a quantia total que deve ser paga pela prestação do serviço público de energia elétrica, referente a um período especificado, discriminando as parcelas correspondentes.

17 SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 17 Principais itens da Resolução ANEEL No 414, de 7 de setembro de 2010 Grupo A Grupo A grupo A: grupamento composto de unidades consumidoras com fornecimento em tensão igual ou superior a 2,3 kV, ou atendidas a partir de sistema subterrâneo de distribuição em tensão secundária, caracterizado pela tarifa binômia e subdividido nos seguintes subgrupos: grupo A: grupamento composto de unidades consumidoras com fornecimento em tensão igual ou superior a 2,3 kV, ou atendidas a partir de sistema subterrâneo de distribuição em tensão secundária, caracterizado pela tarifa binômia e subdividido nos seguintes subgrupos: a) Subgrupo A1 - tensão de fornecimento igual ou superior a 230 kV; b) Subgrupo A2 - tensão de fornecimento de 88 kV a 138 kV; c) Subgrupo A3 - tensão de fornecimento de 69 kV; d) Subgrupo A3a - tensão de fornecimento de 30 kV a 44 kV; e) Subgrupo A4 - tensão de fornecimento de 2,3 kV a 25 kV; f) Subgrupo AS - tensão de fornecimento inferior a 2,3 kV, atendidas a partir de sistema subterrâneo de distribuição e faturadas neste Grupo em caráter opcional. Grupo B Grupo B grupo B: grupamento composto de unidades consumidoras com fornecimento em tensão inferior a 2,3 kV, caracterizado pela tarifa monômia e subdividido nos seguintes subgrupos: grupo B: grupamento composto de unidades consumidoras com fornecimento em tensão inferior a 2,3 kV, caracterizado pela tarifa monômia e subdividido nos seguintes subgrupos: a) Subgrupo B1 - residencial; b) Subgrupo B1 - residencial baixa renda; c) Subgrupo B2 - rural; d) Subgrupo B2 - cooperativa de eletrificação rural; e) Subgrupo B2 - serviço público de irrigação; f) Subgrupo B3 - demais classes; g) Subgrupo B4 - iluminação pública.

18 SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 18 Principais itens da Resolução ANEEL No 414, de 7 de setembro de 2010 Iluminação Pública Iluminação Pública iluminação pública: serviço público que tem por objetivo exclusivo prover de claridade os logradouros públicos, de forma periódica, contínua ou eventual. iluminação pública: serviço público que tem por objetivo exclusivo prover de claridade os logradouros públicos, de forma periódica, contínua ou eventual. Pedido de fornecimento Pedido de fornecimento ato voluntário do interessado que solicita ser atendido pela concessionária no que tange à prestação de serviço público de fornecimento de energia elétrica, vinculando-se às condições regulamentares dos contratos respectivos. ato voluntário do interessado que solicita ser atendido pela concessionária no que tange à prestação de serviço público de fornecimento de energia elétrica, vinculando-se às condições regulamentares dos contratos respectivos. Ponto de entrega Ponto de entrega ponto de conexão do sistema elétrico da concessionária com as instalações elétricas da unidade consumidora, caracterizando-se como o limite de responsabilidade do fornecimento. ponto de conexão do sistema elétrico da concessionária com as instalações elétricas da unidade consumidora, caracterizando-se como o limite de responsabilidade do fornecimento. Potência Potência quantidade de energia elétrica solicitada na unidade de tempo, expressa em quilowatts (kW). quantidade de energia elétrica solicitada na unidade de tempo, expressa em quilowatts (kW). Potência disponibilizada Potência disponibilizada potência que o sistema elétrico da concessionária deve dispor para atender às instalações elétricas da unidade consumidora, segundo os critérios estabelecidos nesta Resolução e configurada nos seguintes parâmetros: potência que o sistema elétrico da concessionária deve dispor para atender às instalações elétricas da unidade consumidora, segundo os critérios estabelecidos nesta Resolução e configurada nos seguintes parâmetros: a) unidade consumidora do Grupo A: a demanda contratada, expressa em quilowatts (kW); b) unidade consumidora do Grupo B: a potência em kVA, resultante da multiplicação da capacidade nominal ou regulada, de condução de corrente elétrica do equipamento de proteção geral da unidade consumidora pela tensão nominal, observado no caso de fornecimento trifásico, o fator específico referente ao número de fases.

19 SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 19 Principais itens da Resolução ANEEL No 414, de 7 de setembro de 2010 Potência instalada Potência instalada soma das potências nominais de equipamentos elétricos de mesma espécie instalados na unidade consumidora e em condições de entrar em funcionamento. soma das potências nominais de equipamentos elétricos de mesma espécie instalados na unidade consumidora e em condições de entrar em funcionamento. Ramal de ligação Ramal de ligação conjunto de condutores e acessórios instalados entre o ponto de derivação da rede da concessionária e o ponto de entrega. conjunto de condutores e acessórios instalados entre o ponto de derivação da rede da concessionária e o ponto de entrega. Religação Religação procedimento efetuado pela concessionária com o objetivo de restabelecer o fornecimento à unidade consumidora, por solicitação do mesmo consumidor responsável pelo fato que motivou a suspensão. procedimento efetuado pela concessionária com o objetivo de restabelecer o fornecimento à unidade consumidora, por solicitação do mesmo consumidor responsável pelo fato que motivou a suspensão. Subestação Subestação parte das instalações elétricas da unidade consumidora atendida em tensão primária de distribuição que agrupa os equipamentos, condutores e acessórios destinados à proteção, medição, manobra e transformação de grandezas elétricas. parte das instalações elétricas da unidade consumidora atendida em tensão primária de distribuição que agrupa os equipamentos, condutores e acessórios destinados à proteção, medição, manobra e transformação de grandezas elétricas. Subestação transformadora compartilhada Subestação transformadora compartilhada subestação particular utilizada para fornecimento de energia elétrica simultaneamente a duas ou mais unidades consumidoras. subestação particular utilizada para fornecimento de energia elétrica simultaneamente a duas ou mais unidades consumidoras.

20 SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 20 Principais itens da Resolução ANEEL No 414, de 7 de setembro de 2010 Tarifa Tarifa preço da unidade de energia elétrica e/ou da demanda de potência ativas. preço da unidade de energia elétrica e/ou da demanda de potência ativas. Tarifa monômia Tarifa monômia tarifa de fornecimento de energia elétrica constituída por preços aplicáveis unicamente ao consumo de energia elétrica ativa. tarifa de fornecimento de energia elétrica constituída por preços aplicáveis unicamente ao consumo de energia elétrica ativa. Tarifa binômia Tarifa binômia conjunto de tarifas de fornecimento constituído por preços aplicáveis ao consumo de energia elétrica ativa e à demanda faturável. conjunto de tarifas de fornecimento constituído por preços aplicáveis ao consumo de energia elétrica ativa e à demanda faturável. Tarifa de ultrapassagem Tarifa de ultrapassagem tarifa aplicável sobre a diferença positiva entre a demanda medida e a contratada, quando exceder os limites estabelecidos. tarifa aplicável sobre a diferença positiva entre a demanda medida e a contratada, quando exceder os limites estabelecidos. Tensão secundária de distribuição Tensão secundária de distribuição tensão disponibilizada no sistema elétrico da concessionária com valores padronizados inferiores a 2,3 kV. tensão disponibilizada no sistema elétrico da concessionária com valores padronizados inferiores a 2,3 kV. Tensão primária de distribuição Tensão primária de distribuição tensão disponibilizada no sistema elétrico da concessionária com valores padronizados iguais ou superiores a 2,3 kV. tensão disponibilizada no sistema elétrico da concessionária com valores padronizados iguais ou superiores a 2,3 kV.

21 SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 21 Principais itens da Resolução ANEEL No 414, de 7 de setembro de 2010 Unidade consumidora Unidade consumidora conjunto de instalações e equipamentos elétricos caracterizado pelo recebimento de energia elétrica em um só ponto de entrega, com medição individualizada e correspondente a um único consumidor. conjunto de instalações e equipamentos elétricos caracterizado pelo recebimento de energia elétrica em um só ponto de entrega, com medição individualizada e correspondente a um único consumidor. Valor líquido da fatura Valor líquido da fatura valor em moeda corrente resultante da aplicação das respectivas tarifas de fornecimento, sem incidência de imposto, sobre as componentes de consumo de energia elétrica ativa, de demanda de potência ativa, de uso do sistema, de consumo de energia elétrica e demanda de potência reativas excedentes. valor em moeda corrente resultante da aplicação das respectivas tarifas de fornecimento, sem incidência de imposto, sobre as componentes de consumo de energia elétrica ativa, de demanda de potência ativa, de uso do sistema, de consumo de energia elétrica e demanda de potência reativas excedentes. Valor mínimo faturável Valor mínimo faturável valor referente ao custo de disponibilidade do sistema elétrico, aplicável ao faturamento de unidades consumidoras do Grupo B, de acordo com os limites fixados por tipo de ligação. valor referente ao custo de disponibilidade do sistema elétrico, aplicável ao faturamento de unidades consumidoras do Grupo B, de acordo com os limites fixados por tipo de ligação.


Carregar ppt "SHaffner - - Distribuição de Energia Elétrica (DEE) 1 Distribuição de Energia Elétrica Aula 8 Custos e Tarifas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google