A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. Marcelo Peixoto Parte 2. GENERALIDADES NBR 5410:2004 Editada em 30/09/2004 Válida a partir de 31/03/2005 Instalação Elétrica de Baixa Tensão Corrente.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. Marcelo Peixoto Parte 2. GENERALIDADES NBR 5410:2004 Editada em 30/09/2004 Válida a partir de 31/03/2005 Instalação Elétrica de Baixa Tensão Corrente."— Transcrição da apresentação:

1 Prof. Marcelo Peixoto Parte 2

2 GENERALIDADES NBR 5410:2004 Editada em 30/09/2004 Válida a partir de 31/03/2005 Instalação Elétrica de Baixa Tensão Corrente alternada: até V Corrente contínua: até 1.500V A energia gerada para atender a um sistema elétrico Trifásica Alternada Frequência de 60 Hz

3 GENERALIDADES Definição por decreto governamental Componentes de um sistema elétrico Produção Transmissão Distribuição

4 PRODUÇÃO Os geradores industriais de eletricidade necessitam de energia mecânica (energia cinética) para fazerem girar os rotores das turbinas, nos quais estão acoplados os rotores dos geradores.

5

6

7 TRANSMISSÃO Consiste no transporte de energia elétrica gerada até os centros consumidores. Para ser economicamente viável, a tensão da energia elétrica gerada, normalmente 13,8kV, deve ser elevada em função da potência e da distância a ser transmitida.

8

9

10 DISTRIBUIÇÃO Parte do sistema elétrico já dentro dos centros de utilização. A distribuição começa na unidade abaixadora, onde a tensão é baixada para valores padronizados nas redes de distribuição primária.

11

12

13

14

15

16 ELEMENTOS Fios rígidos; Cabos rígidos; Cabos Flexíveis.

17 Fios rígidos

18 Cabos rígidos

19 Cabos Flexíveis

20 ELEMENTOS Disjuntores Monopolar; Bipolar; Tripolar.

21

22 ELEMENTOS Quadro de distribuição

23 ELEMENTOS Eletrodutos Rígidos Flexíveis

24

25 ELEMENTOS Tomadas Interruptores

26 DEFINIÇÕES Unidade consumidora qualquer residência, apartamento, escritório, loja, sala, dependência comercial, depósito, indústria, galpão, etc., individualizado pela respectiva medição; Ponto de entrega de energia É o ponto de conexão do sistema elétrico público com as instalações de utilização de energia elétrica do consumidor; Entrada de serviço de energia elétrica Conjunto de equipamentos, condutores e acessórios instalados desde o ponto de derivação da rede de energia elétrica pública até a medição

27 DEFINIÇÕES Potência instalada É a soma das potências nominais dos aparelhos, equipamentos e dispositivos a serem utilizados na instalação. Inclui tomadas (previsão de cargas de eletrodomésticos, TV, som, etc.), lâmpadas, chuveiros elétricos, aparelhos de ar-condicionado, motores, etc.;

28 DEFINIÇÕES Aterramento Ligação à terra, por intermédio de condutor elétrico, de todas as partes metálicas não energizadas, do neutro da rede de distribuição da concessionária e do neutro da instalação elétrica da unidade consumidora

29 Partes componentes de um projeto elétrico O projeto é a representação escrita da instalação e deve conter no mínimo Plantas Esquemas (unifilares e outros que se façam necessários) Detalhes de montagem, quando necessários Memorial descritivo Memória de cálculo (dimensionamento de condutores, condutos e proteções ART


Carregar ppt "Prof. Marcelo Peixoto Parte 2. GENERALIDADES NBR 5410:2004 Editada em 30/09/2004 Válida a partir de 31/03/2005 Instalação Elétrica de Baixa Tensão Corrente."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google