A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Fisiologia do Exercício REGULAÇÃO HORMONAL DO EXERCÍCIO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Fisiologia do Exercício REGULAÇÃO HORMONAL DO EXERCÍCIO."— Transcrição da apresentação:

1 Fisiologia do Exercício REGULAÇÃO HORMONAL DO EXERCÍCIO

2 Sistema Nervoso Central Sistema Endócrino

3

4 HORMÔNIOS agitar ou excitar produzidos  tecido especializado (glândulas) ou tecido neuro secretor liberados diretamente na corrente sangüínea determinam efeito em tecidos - sensibilidade específica atuam em microgramas liberação é controlada pelo SNC ou hormônios funções  numerosas (homeostática) transportados  livremente ou por proteínas plasmáticas

5 Receptor Móvel

6

7

8

9 GLÂNDULAS ENDÓCRINAS ANTERIOR (GH) HIPÓFISE POSTERIOR (ADH) Medula supra-renal (Catecolaminas) SUPRA-RENAIS Córtex supra-renal ( Cortisol) Insulina PÂNCREAS Glucagon

10 Hormônio do Crescimento (GH) FUNÇÕES: 1.Aumenta o crescimento; 2.Mobilização dos ácidos graxos livres; 3.Diminui a captação de glicose. ESTÍMULO: 1.Exercício (estresse); 2.Hipoglicemia.

11

12 Hormônio antidiurético (ADH) AÇÃO: Diminui a perda de água pelos rins; ESTÍMULO: Volume plasmático; Osmolalidade plasmática

13

14 CATECOLAMINAS (adrenalina e noradrenalina) AÇÃO: 1.Aumenta a glicogenólise; 2.Mobilização de ácidos graxos livres; 3.FC, Vol. sistólico e resistência periférica; ESTÍMULO: 1.Pressão arterial e glicemias baixas; 2.Estresse exagerado; 3.Emoção.

15

16

17

18 CORTISOL AÇÃO: 1.Aumenta a gliconeogênese; 2.Aumenta a utilização de ácidos graxos livres; 3.Diminui a utilização de glicose. ESTÍMULO 1.Exercícios intensos

19

20 INSULINA AÇÃO: 1.Aumenta a captação de glicose, ácidos graxos e aminoácidos nos tecidos. ESTÍMULO: 1.Concentrações plasmáticas de glicose e de aminoácidos elevados; 2.Diminuição de catecolaminas.

21 GLUCAGON AÇÃO: 1.Aumenta a mobilização de glicose de ácidos graxos livres; 2.Gliconeogênese. ESTÍMULO: 1.Concentrações plasmáticas de glicose e de aminoácidos baixas; 2.Adrenalina e noradrenalina elevadas.

22 PÂNCREAS exócrinoendócrino ácinos enzimas digestivas ilhotas de langerhans Beta insulina Alfa glucagon

23 ATIVIDADE MUSCULAR Exige uma Interação coordenada entre os sistemas fisiológicos e bioquímicos.

24 SISTEMA ENDÓCRINO Intercomunicação entre os vários tecidos do corpo; Glândulas endócrinas. Ação dos HORMÔNIOS nas células alvo (receptores específicos) transporte.

25 INTRODUÇÃO Durante o Exercício Aumenta a taxa de utilização de energia; Acúmulo de subprodutos metabólicos que devem ser eliminados; Perda hídrica pela transpiração e osmolaridade sanguínea; Durante o Exercício Aumenta a taxa de utilização de energia; Acúmulo de subprodutos metabólicos que devem ser eliminados; Perda hídrica pela transpiração e osmolaridade sanguínea;

26 RESPOSTA ENDÓCRINA AO EXERCÍCIO Efeitos Hormonais sobre o Metabolismo e a Energia.IÕES IMPORTANTES:  Metabolismo de Carboidratos e Gorduras para manutenção dos Níveis de ATP.  Vários hormônios atuam para assegurar a disponibilidade de glicose e de Ác. Graxos livres para o metabolismo energético.

27 EFEITO DOS EXERCÍCIOS GH ADH CATECOLAMINAS INSULINA GLUCAGON

28 RESPOSTA ENDÓCRINA AO EXERCÍCIO Regulação do Metabolismo da Glicose durante o Exerc GLICOGENÓLISE E GLICONEOGÊNESE; 1.Ação Hormonal (4 hormônios):  Glucagon;  Adrenalina;  Noradrenalina;  Cortisol.

29 METABOLISMO GLICOGENÓLISE GLICONEOGÊNESE NORADRENALINA ADRENALINA GLUCAGONGLUCAGON CORTISOLCORTISOL GLICOSE PLASMÁTICA E ÁCIDOS GRAXOS

30 OBS: A quantidade de glicose liberada pelo fígado depende da intensidade e da duração do exercício. A medida que a intensidade aumenta, a taxa de liberação de catecolamina também aumenta.

31 RESPOSTA ENDÓCRINA AO EXERCÍCIO  Captação da Glicose pelos Músculos. AÇÃO DA INSULINA RECEPTORES CELULARES

32 RESPOSTA ENDÓCRINA AO EXERCÍCIO  Por indução das ações musculares, ocorre um aumento no nº de receptores celulares responsáveis pela entrada de glicose para o interior das células. Conseqüentemente, ocorre uma redução da necessidade de concentrações elevadas de insulina.

33 RESPOSTA ENDÓCRINA AO EXERCÍCIO Regulação do Metabolismo de Gordura durante o Exercício. Nas atividades de Endurance ocorre uma maior mobilização de Ac. Graxos livres em função da depleção das reservas de carboidratos. (baixas concentrações de glicose plasmática) Regulação do Metabolismo de Gordura durante o Exercício. Nas atividades de Endurance ocorre uma maior mobilização de Ac. Graxos livres em função da depleção das reservas de carboidratos. (baixas concentrações de glicose plasmática)

34 RESPOSTA ENDÓCRINA AO EXERCÍCIO HORMONIOS QUE ATUAM NA LIBERAÇÃO DA LIPASE (enzima responsável pela redução do triglicérides em ác. Graxo livre) 1.CORTISOL; 2.ADRENALINA; 3.NORADRENALINA; 4.HORMÔNIO DO CRESCIMENTO (GH)

35 RESPOSTA ENDÓCRINA AO EXERCÍCIO Efeito Hormonal sobre o Equilíbrio Hidroeletrolitico durante o Exercício. O aumento da atividade muscular eleva a pressão arterial, a qual impulsiona a água para fora do sangue; A transpiração aumenta durante o exercício; O sistema Endócrino tem um papel importante na monitoração dos desequilíbrios.

36 RESPOSTA ENDÓCRINA AO EXERCÍCIO AÇÃO HORMÔNAL: Aldosterona – promove a reabsorção renal de sódio. (retêm água) ADH (Hormônio Antidiurético) – liberado pela hipófise posterior. Ação em resposta a maior concentração (menos água no sangue)


Carregar ppt "Fisiologia do Exercício REGULAÇÃO HORMONAL DO EXERCÍCIO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google