A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL O que você deve saber sobre A regência verbal estuda a relação de dependência entre os verbos e seus complementos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL O que você deve saber sobre A regência verbal estuda a relação de dependência entre os verbos e seus complementos."— Transcrição da apresentação:

1 REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL O que você deve saber sobre A regência verbal estuda a relação de dependência entre os verbos e seus complementos. A colocação pronominal estuda a posição do pronome, em relação ao verbo, em um determinado período.

2 Efeitos de sentido das relações de regência Alguns verbos admitem mais de uma regência, com mudança de sentido. Aspirar: absorver ou inalar, quando transitivo direto, e desejar ou almejar, quando transitivo indireto. O rapaz aspirou o doce perfume que vinha dela. Não basta aspirar a um bom emprego: é preciso conquistá-lo. Contribuir: pode solicitar preposições distintas para estabelecer relações de sentidos diferentes. a) Com a preposição para, o complemento refere-se àquilo que é beneficiado pela contribuição. A fisioterapia contribui para a recuperação dos enfermos. b) Com a preposição com, o complemento refere-se àquilo que é ofertado na contribuição. Os fiéis contribuíram com dinheiro para a restauração do templo. I. Regência verbal REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL

3 Verbos com mais de uma regência Assistir a) No sentido de oferecer assistência, ajudar, socorrer, emprega-se sem preposição. O diretor assistia os atores novatos. b) No sentido de contemplar, olhar, ver, presenciar, emprega-se com a preposição a. Não assistimos ao espetáculo. c) No sentido de caber, pertencer, emprega-se com a preposição a. Assiste ao cidadão o direito ao voto. I. Regência verbal REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL

4 Verbos com mais de uma regência Chamar a) No sentido de convocar, solicitar a atenção ou a presença de, emprega-se sem preposição. Chamei você várias vezes. b) No sentido de denominar, apelidar, emprega-se com ou sem preposição (complemento e predicativo). A torcida chamou o/ao técnico burro. A torcida chamou o/ao técnico de burro. I. Regência verbal REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL

5 Verbos com mais de uma regência Custar a) No sentido de ser custoso, ser difícil, emprega-se com a preposição a. Custou aos governantes entender o problema das enchentes. b) No sentido de acarretar, exigir, obter por meio de, emprega-se com complemento sem preposição. O apartamento custou-me as economias de duas décadas. c) No sentido de ter valor de, ter o preço, emprega-se sem preposição. Imóveis custam caro. I. Regência verbal REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL

6 Verbos com mais de uma regência Esquecer/lembrar a) Quando não forem pronominais, empregam-se sem preposição. Sempre esqueço o nome dela. b) Quando forem pronominais, empregam-se com a preposição de. Lembro-me do nome dela com certeza. I. Regência verbal REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL

7 Verbos com mais de uma regência Implicar No sentido de causar, acarretar, é intransitivo. Esta decisão implicará sérias consequências. No sentido de embirrar, ter implicância, utiliza-se com preposição. Ela implica com a sogra o tempo todo. No sentido de envolver, comprometer, é transitivo direto e indireto. O depoimento implicou o deputado em atividades ilícitas. I. Regência verbal REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL

8 Verbos com mais de uma regência Pagar/perdoar a) Se o complemento for coisa, emprega-se sem a preposição. Ela pagou a conta do restaurante. b) Se o complemento for pessoa, emprega-se com a preposição a. Perdoou a todos. I. Regência verbal REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL

9 Verbos com mais de uma regência Proceder a) No sentido de ter fundamento, é intransitivo. As queixas em relação ao professor não procedem. b) No sentido de vir de algum lugar, emprega-se com a preposição de. Desavenças procedem da falta de compreensão. c) No sentido de dar início, emprega-se a preposição a. A polícia federal procedeu a uma série de investigações. I. Regência verbal REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL

10 Verbos com mais de uma regência Querer a) No sentido de desejar, emprega-se sem preposição. Queremos prestar vestibular neste ano. b) No sentido de ter afeto, emprega-se com a preposição a. João quer muito aos amigos. I. Regência verbal REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL

11 Verbos com mais de uma regência Visar a) No sentido de desejar, emprega-se com a preposição a. Lia visava ao cargo de gerente. b) No sentido de dar visto, emprega-se sem preposição. O gerente visou o cheque. c) No sentido de apontar, emprega-se com complemento sem preposição. O policial visava o alvo. I. Regência verbal REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL

12 Regência e orações adjetivas Essa é a cidade em que moro. Essa é a cidade a que me refiro. Aquele é o filme de cujo diretor gosto. Aquele é o filme sobre cujas cenas discutíamos. I. Regência verbal REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL

13 II. Colocação pronominal Posição do pronome nas orações Próclise (pronome antes do verbo) a) Nas orações que apresentem expressão de valor negativo. Nunca me fale isso. b) Nas orações iniciadas por palavras exclamativas e nas orações optativas. Como te amo! (oração exclamativa) Que Deus o ajude! (oração optativa) c) Em períodos compostos, depois de conjunções subordinativas e coordenativas. José não quis ajuda, embora lhe oferecessem. (subordinada adverbial) Espero que me ajude hoje. (subordinada substantiva) Esse é o prédio a que me refiro. (subordinada adjetiva) Vou participar, mas me sinto forçado a isso. (coordenada) REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL

14 II. Colocação pronominal Posição do pronome nas orações Próclise (pronome antes do verbo) d) Nas orações iniciadas por pronomes e advérbios interrogativos. Quem me deixa participar do projeto? (pronome interrogativo) Onde a encontrou? (advérbio interrogativo) e) Com gerúndio precedido de preposição em. Em se tratando de importância, saúde vem em primeiro lugar. f) Nas orações com advérbios e pronomes indefinidos, sem que ocorra vírgula ou outro sinal de pontuação. Aqui se trabalha. (advérbio) Alguém me ajuda, por favor? (pronome indefinido) REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL

15 II. Colocação pronominal Posição do pronome nas orações Mesóclise (pronome no meio do verbo) Ocorre somente com verbo no futuro do presente ou no futuro do pretérito do indicativo. Dir-me-ia a verdade, se soubesse? Resolver-se-á tudo rapidamente. Não ocorre mesóclise se houver um atrativo que solicite próclise. Não me diria a verdade, se soubesse? Espero que se realizará amanhã. REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL

16 II. Colocação pronominal Posição do pronome nas orações Ênclise (pronome depois do verbo) a) Nos períodos iniciados por verbos. Conte-me a história novamente. Não ocorre ênclise se o verbo que iniciar o período estiver no futuro do presente ou do pretérito do indicativo. Contar-me-á a verdade? b) Nas orações imperativas afirmativas. Pai, ajude-me, por favor! c) Nas orações reduzidas de infinitivo ou de gerúndio. Espero contar-lhe a verdade ainda hoje. REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL

17 II. Colocação pronominal Colocação dos pronomes oblíquos átonos nas locuções verbais Verbo principal no infinitivo ou gerúndio a) Geralmente, emprega-se o pronome após a locução. Quero ajudar-lhe ao máximo. b) O pronome deve ser colocado antes da locução (próclise) se houver as já referidas condições. Jamais me viram chorar. c) Com a preposição a e o pronome oblíquo o, o pronome será empregado depois do infinitivo. Voltei a vê-los depois de longa ausência. REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL

18 II. Colocação pronominal Colocação dos pronomes oblíquos átonos nas locuções verbais Verbo principal no particípio a) Com o verbo principal no particípio, o pronome oblíquo será empregado antes dele. Os turistas tinham-se perdido na selva. b) Próclise Não me haviam avisado da prova que teremos amanhã. REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL

19 III. Colocação do pronome e regência Pronome oblíquo o/a: papel de objeto direto (complemento sem preposição) Pronome oblíquo lhe: papel de objeto indireto (complemento com preposição) Informei o professor. = Informei-o. Informei ao professor. = Informei-lhe. Ela nunca lhe disse que o amava. Disse-lhe a verdade, ama-o muito. REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL

20 3 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: D (Fatec-SP) Considere as seguintes afirmações sobre o texto dos quadrinhos. I. A transposição das falas do primeiro quadrinho para o discurso indireto deve ser: O rato ordenou ao menino que se levante e pegue um sorvete para ele, e ele respondeu que sim ao mestre. II. No segundo quadrinho, o acréscimo de um complemento para o verbo hipnotizar está de acordo com a norma culta em Eu o hipnotizo. III. A relação de sentido entre as orações do período – Eu hipnotizo e ele usa a minha mente – é de causa e consequência. IV. A frase Levante e pegue um sorvete para mim me refrescar apresenta redação de acordo com a norma culta. Estão corretas apenas as afirmações: a) I e II. b) I, II e III. c) I e III. d) II e III. e) II, III e IV. FERNANDO GONSALES/ FOLHA IMAGEM GONSALES, Fernando. Níquel Náusea. Folha de S.Paulo, 13 set REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL NO VESTIBULAR

21 7 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: A quebra do paralelismo consiste na omissão do termo que é o núcleo do segundo elemento da comparação – o substantivo índice ou o pronome o, que o substituiria. (FGV-SP) 80% dos professores são mestres e doutores – ÍNDICE SIMILAR ÀS MELHORES FACULDADES PÚBLICAS BRASILEIRAS. Texto de anúncio publicitário. O trecho em destaque nesse texto é marcado por quebra de paralelismo entre os termos relacionados pela noção de similaridade. a) Explique em que consiste essa quebra de paralelismo no contexto dado. b) Reescreva o trecho, eliminando essa impropriedade. RESPOSTA: Possível resposta:... índice similar ao das melhores faculdades públicas brasileiras. REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL NO VESTIBULAR

22 12 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: E (Cesgranrio-RJ) Indique a alternativa que completa, respectivamente, as lacunas das frases a seguir, de acordo com a norma culta. I. É uma situação ____________ nunca nos esqueceremos. II. A situação ____________ chegamos é ímpar. III. A reportagem, ____________ teor discordei, foi censurada. IV. É uma revelação ____________ os fatos merecem uma análise detalhada. V. É uma situação ____________ se deve evitar. a) que / em que / de cujos / cujos / que b) da qual / a que / cujo / que / por que c) de que / a que / cujo / cujos / que d) da qual / em que / cujo /cujos / a que e) de que / a que / de cujo / em que / que REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL NO VESTIBULAR

23 13 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: D (FEI-SP) Assinalar a alternativa que completa corretamente as lacunas das seguintes frases: I. As flores, ____________ aroma tanto gosto, são efêmeras. II. Este foi o motivo ____________ não lhe telefonei antes. III. A pesquisa ____________ me refiro foi desenvolvida na Itália. IV. São precários os meios ____________ dispomos. V. Este é um fato ____________ não deve haver dúvidas. a) de que / sobre o qual / por que / a que / de cujo b) a que / de que / sobre o qual / de cujo / por que c) por que / de cujo / de que / sobre o qual / a que d) de cujo / por que / a que / de que / sobre o qual e) de que / a que / de cujo / sobre o qual / por que REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL NO VESTIBULAR

24 15 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA:... nas matérias que você tem maior dificuldade... Uma casa, onde na frente funcionava... (Unicamp-SP) Os trechos que seguem mostram que certas construções típicas do português falado, consideradas incorretas pelas gramáticas normativas da língua, já estão sendo utilizadas na modalidade escrita. Concentre sua atenção nas matérias que você tem maior dificuldade. Folha de S.Paulo, 3 jan Fovest. Uma casa, onde na frente funcionava um bar, foi totalmente destruída por um incêndio, na madrugada de ontem. O Liberal, Belém, 27 set a) Transcreva as marcas típicas da linguagem oral presentes nos trechos acima. b) Reescreva-as de modo a adequá-las às exigências da gramática normativa. RESPOSTA:... nas matérias em que você tem... Uma casa, em cuja frente funcionava... REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL NO VESTIBULAR


Carregar ppt "REGÊNCIA VERBAL E COLOCAÇÃO PRONOMINAL O que você deve saber sobre A regência verbal estuda a relação de dependência entre os verbos e seus complementos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google