A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Boa tarde!. Prof. Dr. Renato de Mello Prado Doutoranda Ivana Machado Fonseca Jaboticabal – SP Agosto de 2008 Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Boa tarde!. Prof. Dr. Renato de Mello Prado Doutoranda Ivana Machado Fonseca Jaboticabal – SP Agosto de 2008 Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita."— Transcrição da apresentação:

1 Boa tarde!

2 Prof. Dr. Renato de Mello Prado Doutoranda Ivana Machado Fonseca Jaboticabal – SP Agosto de 2008 Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias II Simpósio do Setor Sucroalcooleiro de Jaboticabal

3 Indústria Siderúrgica Elemento Silício Si no solo e na Planta Fontes de Si Escória de Siderurgia Síntese do processo de produção Caracterização Efeito na correção da acidez do solo Efeito no teor de Si foliar, na produtividade e na qualidade da cana-de-açúcar Recomendação de aplicação Considerações Finais

4 Consumo per capita de aço por ano: Alemanha: 607 kg EUA: 444 kg China: 286 kg México: 233 kg Brasil: 110 kg

5

6

7 Elemento Silício Amplamente distribuído nos solos em formas inertes e lábeis, e sua quantidade só é mais baixa do que a do oxigênio. (EPSTEIN, 1999)

8 8 Si disponível no solo

9 Em geral: Profundamente intemperizados e lixiviados e com acentuada dessilicatização e pobreza em bases. Fração argilosa essencialmente constituída de caulinita e sesquióxidos, com baixa relação molecular SiO 2 /Al 2 O 3 (relação Ki), algumas vezes inferior a 0,5 (EMBRAPA, 1982). Baixos teores de Si DISPONÍVEL!!!

10 Solo Transformações e processos mais importantes que influenciam a concentração de Si na solução do solo. Polimerização Polímeros de Si(OH) 4 Dissociação Si(OH) 4 na Solução do solo Minerais cristalinos e não cristalinos Dissociação Precipitação Dessorção Óxidos e Hidróxidos de Fe e Al Adsorção Fertilizantes silicatados Lixiviação Si na água de irrigação Decomposição dos restos culturais (SAVANT et al., 1997) Absorção

11 Si na planta

12 Em experimento com arroz, observou que o incremento da adubação nitrogenada provocou redução nos teores de Si (WALLACE; 1989). SISTEMAS DE PRODUÇÃO INTENSIVA Fertilização com N Os tecidos das plantas ficam tenros (pragas e patógenos), Maior auto-sombreamento das plantas no campo taxa fotossintética.

13 Efeito do Silício na arquitetura da planta. Foto cedida pelo Prof. Rodrigues e Zanão Junior/UFV. > Resistência ao acamamento > Taxa fotossintética (melhoria da arquitetura foliar) Auto-sombreamento RECOMENDAÇÃO: adubação nitrogenada associada com aplicação de silicato!!! Principalmente, após cultivos sucessivos... Si: elemento benéfico

14 Fonseca (2007)

15 Escórias de siderurgia Wollastonita Subprodutos da produção de fósforo elementar em fornos elétricos Metassilicato de cálcio, de sódio Cimento Termofosfato Silicato de cálcio e de magnésio... Escórias de siderurgia Wollastonita Subprodutos da produção de fósforo elementar em fornos elétricos Metassilicato de cálcio, de sódio Cimento Termofosfato Silicato de cálcio e de magnésio...

16 16 Material Corretivo & Fonte de SILÍCIO ESCÓRIA DE SIDERURGIA

17 Síntese do processo de produção

18 NEUTRALIZAÇÃO DA ACIDEZ DO SOLO

19 SOLOS Componentes ácidos Materiais Corretivos da Acidez dos Solos Componentes básicos ou alcalinos (neutralizantes) H+H+ geram H2OH2O OH -

20 Corretivos da Acidez dos Solos Componentes básicos ou neutralizantes Carbonatos Silicatos geram CALAGEM SILICATAGEM

21 EFEITOS BENÉFICOS Silicatagem Aumenta o pH do solo Favorece mineralização Aumenta a atividade microbiana Neutraliza Al e Mn (tóxicos) Fornece Ca, Mg e Si Aumenta a disponibilidade de P e Mo Fonte de micronutrientes: Zn, Mn, Cu, Fe

22 RECOMENDAÇÃO E APLICAÇÃO

23 Retirar amostras compostas da área total Amostragem do solo

24 Laboratório

25 Cálculo da necessidade de SILICATAGEM NS = Necessidade de silicatagem V2 = Saturação por bases desejada (%) V1 = Saturação por bases inicial (%) PRNT = Poder relativo de neutralização total da escória de siderurgia CTC = T = Capacidade de troca de cátions, encontrada na análise do solo CTC (V 2 – V 1 ) NS = = t/ha 10 x PRNT (0-20 cm) Método da Saturação por Bases

26 Isto é: pH > 6,0 e V > acima de 60%, NÃO SE DEVEM APLICAR DOSES SUPERIORES A: 800 kg ha -1 DE SILICATO!!! Fonte: KORNDÖRFER et al., 2002.

27

28 ½ Arado de aivecas ½ Grade aradora.

29

30 Efeito da aplicação do cimento como fonte de Si na cana- planta (Usina Nova União/SP) em duas variedades de cana. Fonte: Korndörfer et al, 2002

31 N o de perfilhos da cana-de-açúcar em função das fontes e doses de material corretivo 2,6 27

32 Produção de colmos da cana-de-açúcar em função das fontes e doses de material corretivo 89 2,1

33 Produção de soqueira de cana-de-açúcar, considerando as doses de corretivos da acidez do solo na produção de colmos. Silicatagem

34 Efeitos na produção de cana-de-açúcar e açúcar por hectare da aplicação de 20t/ha de silicato em 2 locais da região de Everglades/Flórida.

35 Fonte: Korndörfer et al, 1997 Menor ataque de pragas e doenças. Resistência ao acamamento. Plantas mais eretas (>fotossíntese). Silicatagem

36 Uso de corretivo Dose adequada de corretivo Forma e época de aplicação do corretivo

37 unesp OBRIGADO! Contatos:


Carregar ppt "Boa tarde!. Prof. Dr. Renato de Mello Prado Doutoranda Ivana Machado Fonseca Jaboticabal – SP Agosto de 2008 Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google