A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

André Luis Willerding Centro de Biotecnologia da Amazônia – CBA Luiz Antonio de Oliveira; Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA Francisco.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "André Luis Willerding Centro de Biotecnologia da Amazônia – CBA Luiz Antonio de Oliveira; Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA Francisco."— Transcrição da apresentação:

1 André Luis Willerding Centro de Biotecnologia da Amazônia – CBA Luiz Antonio de Oliveira; Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA Francisco Wesen Moreira; Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA PI2 - Caracterização e análise da dinâmica do soloCaracterização e análise da dinâmica do solo OCORRÊNCIA DE BACTÉRIAS SOLUBILIZADORAS DE FOSFATO EM RAÍZES DE PLANTAS UTILIZADAS NA RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS NA PROVÍNCIA PETROLÍFERA DE URUCU - AMAZONAS

2 Introdução Muitos microrganismos participam no ciclo do fósforo e o disponibilizam para as plantas através da imobilização de fosfato solúvel ou pela solubilização de fosfato insolúvel. A capacidade solubilizadora das bactérias beneficia as relações entre plantas e microrganismos. A presença de microrganismos solubilizadores de fosfato no solo é regra na natureza e facilita a absorção de nutrientes, influenciando no crescimento e estruturação das comunidades vegetais.

3 Objetivos Verificar a ocorrência de bactérias solubilizadoras de fosfato (BSF) em raízes de plantas utilizadas na recuperação das clareiras abertas em Urucu.

4 Metodologia Escolha das clareiras (22 clareiras) Determinação das espécies (5 spp / 5 exemplares) Escavação e coleta de raízes, solos e folhas Acondicionamento das amostras Envio para o laboratório de Microbiologia do Solo/INPA

5 De cada planta, cortou-se 10 segmentos de raízes (~1cm) Placas de Petri contendo meio de cultura (pH 6,5) Glicose (1%) Extrato de levedura (0,2%) Agar (1,8%) K 2 HPO 4 (10%) CaCl 2 (10%). Meio específico possibilita a observação de halos de solubilização. Metodologia

6 Resultados O contato das raízes com o meio possibilitou o crescimento das bactérias. Onde ocorreu o halo, determinou-se como solubilizadoras. As raízes de leguminosas apresentaram maiores índices de ocorrência de BSF. A mucuna (50% das raízes amostradas), seguido pelo feijão de porco e ingá (34% cada) e vermelhinho (30%) (Fig. 2). As espécies florestais não leguminosas apresentaram baixos índices de ocorrência de BSF (até 12%), quando comparadas com as leguminosas. Fig 1: Detecção das BSF

7 Tabela 1. Relação das espécies botânicas amostradas. Resultados

8 Fig.2. Ocorrência de BSF(%) nas raízes das plantas amostradas.

9 Conclusões A ocorrência de BSF variou entre 2 a 50% das raízes As leguminosas apresentaram maior ocorrência do que as espécies não leguminosas. Os resultados parecem indicar a existência de associação entre os microrganismos solubilizadores e leguminosas que propicie uma melhor adaptação dessas plantas com as condições do solo.

10 O Futuro Continuação das coletas Determinação de novas áreas Bioprospecção de enzimas de interesse industrial Seleção de microrganismo com potencial biotecnológico


Carregar ppt "André Luis Willerding Centro de Biotecnologia da Amazônia – CBA Luiz Antonio de Oliveira; Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA Francisco."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google