A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

APROVEITAMENTO DOS RESÍDUOS ORGÂNICOS, PRODUZIDOS NA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DA BASE DO URUCU, NO PROCESSO DE RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS PELA EXPLORAÇÃO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "APROVEITAMENTO DOS RESÍDUOS ORGÂNICOS, PRODUZIDOS NA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DA BASE DO URUCU, NO PROCESSO DE RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS PELA EXPLORAÇÃO."— Transcrição da apresentação:

1 APROVEITAMENTO DOS RESÍDUOS ORGÂNICOS, PRODUZIDOS NA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DA BASE DO URUCU, NO PROCESSO DE RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS PELA EXPLORAÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL NEWTON PAULO DE SOUZA FALCÃO - COORDENADOR COORDENAÇÃO DE PESQUISAS EM CIÊNCIAS AGRONÔMICAS FERTILIDADE DO SOLO E NUTRIÇÃO DE PLANTAS

2 Pesquisadores Newton Paulo de Souza Falcão (INPA / CPCA) Lucille M. M. K. dAmorim Antony (INPA /CPEC) Wenceslau Teixeira (EMBRAPA / CPAA) Adonis Moreira (EMBRAPA / CPAA) Gilvan Coimbra Martins (EMBRAPA/CPAA) Gilberto de Assis Ribeiro (INPA/CPCA) Pesquisadores colaboradores Nairam Felix de Barros (UFV), Nicholas Comerford (UF). Bolsistas graduandos e graduados Newton S. B. Pardo (Mestrando, UFAM, PPGCIFA); Dawson da Silva Ferreira (Mestrando, UFAM, PPGCIFA), André Rogério Matos da Silva (Bolsista), Gina Janet Vargas Pinedo (Bolsista), Elson da Costa Passos (Mestrando, UFAM, PPGCIFA) Jone Libório (Nilton Lins – INPA, PIBIC) Bruno José Castro Lima (UBRA-PIBIC) Apoio técnico Jose Edivaldo Chaves (LTSP/INPA) Orlando da Silva (LTSP/INPA) Sandoval do Nascimento Morais (CPCA/INPA) Antônio do Nascimento Morais (CPCA/INPA) Jonas de Oliveira Morais (CPCA/INPA)

3 OBJETIVO GERAL Determinar a eficiência agronômica desses fertilizantes e corretivos agrícolas não convencionais (lodo de esgoto tratado, composto orgânico, carvão vegetal moído e fosfato natural), visando a substituição total ou parcial dos fertilizantes e corretivos convencionais utilizados atualmente na recuperação das clareiras.

4 Meta I. Estudar os efeitos de diferentes doses de lodo de esgoto, composto orgânico, e composto orgânico com lodo de esgoto em algumas propriedades físicas e químicas do solo e no processo de revegetação de áreas degradadas na província petrolífera do Urucu.

5 Meta II. Determinar o estoque de carbono por meio de fracionamento físico, em solos adubados com diferentes doses de lodo de esgoto e composto orgânico, como indicador no processo de recuperação de áreas degradadas pela exploração de petróleo;

6 Meta III. Avaliar o efeito do carvão vegetal, composto orgânico e fosfato natural no estabelecimento de espécies florestais em solos degradados pela exploração de petróleo na Amazônia.

7 MATERIAL E MÉTODOS –Instalado em junho de 2003, na jazida 79 com aproximadamente 1,2 Ha. –O delineamento experimental: blocos casualizados, com 15 tratamentos e 3 repetições, em parcelas subdivididas. –Tratamentos em nível de parcelas são 3 tratamento: T1: Castanha com Jatobá mais Lacre; T2: Castanha com Jatobá mais Ingá; T3: Castanha mais Jatobá sem cobertura. –Espera-se avaliar a influência do lacre e do ingá no desenvolvimento da castanha e do jatobá e também na melhoria das propriedades físicas e incorporação de matéria orgânica no solo. –Em nível de subparcelas tem-se 5 tratamentos: T1: Testemunha, T2: fosfato natural, T3: fosfato natural + carvão, T4: fosfato natural + composto, T5: fosfato natural + composto orgânico + carvão misturado com o solo na cova de plantio.

8 Espera-se continuar avaliando os efeitos desses fertilizantes no crescimento da parte aérea, no desenvolvimento e volume do sistema radicular, na fertilidade do solo em nível de rizosfera e no estado nutricional das espécie plantadas. Dados referentes a altura, diâmetro do coleto e índice de mortalidade estão sendo coletados. As espécies ingá (Inga edulis) castanha do Brasil (Bertoletia excelsa), jatobá (Hymenaea courbaril L.) e lacre ), já se encontra plantadas em sistemas mistos conforme dimensionamento acima citado. As avaliações serão efetuadas nas 18 plantas centrais de cada parcela. Será feita, a biometria das 18 plantas centrais de cada subparcela. Serão coletados dados referentes ao diâmetro do coleto a 5cm do solo e altura da planta, em intervalos de 6 meses. A variação na fertilidade dos solos e o estado nutricional serão avaliados a cada 6 meses. O efeito do carvão vegetal sobre biodisponibilidade de nutrientes será medido com abertura de trincheiras paralela ao sistema radicular, onde serão retiradas amostras de solos à 5 cm da raiz para análise. A caracterização do potencial das espécies pioneiras, na produção de biomassa, e fonte de nutriente para incorporação ao solo. Será feita através do abate de aproximadamente 5 plantas de cada espécie em cada tratamento, serão separadas parte aérea e raiz, e pesados para determinação de biomassa ( intervalo de 1 ano). Partes como folhas, galhos, caules e raiz serão analisados para determinação da disponibilidade de nutrientes.

9 RESULTADOS E DISCUSSÃO –Todas as espécies responderam muito bem a adubação –O ingá e o Lacre são espécies com grande potencial para reciclar nutrientes; –O jatobá foi prejudicado pela falta de sombreamento; –A castanha e o Ingá foi atacado pelos herbívoros.

10

11

12

13


Carregar ppt "APROVEITAMENTO DOS RESÍDUOS ORGÂNICOS, PRODUZIDOS NA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DA BASE DO URUCU, NO PROCESSO DE RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS PELA EXPLORAÇÃO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google