A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Determinação físico-química e hídrica em profundidade de um solo de terra firme na Amazônia Central Aluno: Bruno Mena Barreto Bastos Aluno do 9 o período.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Determinação físico-química e hídrica em profundidade de um solo de terra firme na Amazônia Central Aluno: Bruno Mena Barreto Bastos Aluno do 9 o período."— Transcrição da apresentação:

1 Determinação físico-química e hídrica em profundidade de um solo de terra firme na Amazônia Central Aluno: Bruno Mena Barreto Bastos Aluno do 9 o período de Engenharia Florestal e de Iniciação Científica Orientadora: Dra. Regina C. C. Luizão Phd, Pesquisadora titular do INPA

2 INTRODUÇÃO Importância do solo para a vida e ciclagem de nutrientes Nutrientes disponíveis Textura Umidade do solo

3 OBJETIVOS Geral Avaliar quantitativamente as condições físico-químicas e hídricas nos solos, em grande profundidade, de uma floresta primária na Amazônia Central. Específicos Determinar as curvas de retenção de água no solo em condições de campo e laboratório, para avaliar as quantidades de água disponível às plantas. Determinar quantitativamente os macronutrientes no perfil do poço, avaliando a fertilidade de campo.

4 Engloba também a bacia do rio Tarumã- Açu MATERIAL Área de estudo ZF-2, Km 34 Acesso pela BR-174 Reserva Biológica do Cuieiras

5 MATERIAL Área de estudo Poço de 15 metros ao lado da torre K34 Provido de TDRs e Data Loggers Paredes revestidas com placas de acrílico

6 MATERIAL Latossolo amarelo álico, textura argilosa Formação geológica que predomina na área é Alter do Chão, do Cretáceo superior, constituído de arenitos cauliníticos, argilitos, grauvacas e brechas intraformacionais Solo da área

7 MATERIAL 1 o de Setembro de 2004 Os pontos selecionados foram 0,7; 1,50; 2,20; 3,10; 4,90; 6,30; 8,70; 11,20; 14,30m. Amostras para análises físicas: Anel de Kopec ± 100 mm 3 Amostras para análises químicas: pá metálica e armazenadas em sacos de 1Kg Potencial mátrico e curva de retenção Macronutrientes disponíveis e gradiente textural Coleta das amostras

8 MATERIAL Coleta das amostras Corte feito na parede de acrílico por onde foi possível serem feitas as coletas.

9 MÉTODOS Análise das amostras livres Densidade real Amostras secas a 105 o CBalão volumétrico 50 ml Completar o volume com álcool etílico Agitação e descanso de 12hs Completar o volume com álcool e anotar o volume total gasto Balão Volumétrico Análise dos dados

10 Análise das amostras livres Análise granulométricaMétodo de Bouyoucos Peso conhecido da amostra saturada com NaOH 1M por alguns minutos Após a dispersão, as partículas de areia (mais pesadas) decantam enquanto as de argila permanecem flutuando no meio líquido Análise dos dadosMÉTODOS

11 Análise das amostras livres Fósforo (P + ), Potássio (K + ), Cálcio (Ca 2+ ) e Magnésio (Mg + ) foram obtidos através da extração de duplo ácido ou do método Mehlich Macronutrientes Alumínio (Al + ) foi obtido através do mesmo método, porém utilizando a fenolftaleína como indicador Carbono e nitrogênio foram obtidos através de espectrofotometria Análise dos dadosMÉTODOS

12 Curvas de retenção em condições de campo e de laboratório Foram coletadas amostras não deformadas de solo usando-se cilindros volumétricos, anéis de Kopecky de aproximadamente 100 cm 3 As curvas de retenção utilizando-se a mesa de tensão nas tensões de 0 Kpa, 6 Kpa, e a câmara de Richards a 10 Kpa, 100 Kpa e 1500 Kpa As amostras foram pesadas e após serem secas a 105 o C foram novamente pesadas para obtenção da massa dos sólidos A porosidade do solo ou volume total de poros foi tomada como sendo a umidade para a tensão 0 (saturada) Análise dos dadosMÉTODOS

13 RESULTADOS Fósforo Análise química

14 RESULTADOS Potássio Análise química

15 RESULTADOS Cálcio e magnésio Análise química

16 RESULTADOS Alumínio Análise química

17 RESULTADOS Carbono, nitrogênio e relação C:N Análise química

18 RESULTADOS Gradiente Textural Análise física

19 RESULTADOS Densidade real Análise física

20 RESULTADOS Curva de retenção Análise física

21 RESULTADOS Análise física Gradiente Textural Densidade real Curva de retenção

22 CONCLUSÕES O solo possui uma maior capacidade de retenção de água a 1,5m; onde foi encontrada a menor densidade e baixas porcentagens de silte e areia. Ao longo de todo o perfil do poço as porcentagens de argila se mantiveram altas com o considerável aumento das porcentagens de areia e silte. Houve uma maior disponibilidade de Fósforo, Potássio, Alumínio, Carbono e Nitrogênio a 0,7m e de Cálcio e Magnésio a 14,30m.


Carregar ppt "Determinação físico-química e hídrica em profundidade de um solo de terra firme na Amazônia Central Aluno: Bruno Mena Barreto Bastos Aluno do 9 o período."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google