A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Deus é luz (1 João 1.5-10) Prof. Iberê Arco e Flexa Escola Dominical Igreja Presbiteriana do Jardim Guanabara 12/11/2006.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Deus é luz (1 João 1.5-10) Prof. Iberê Arco e Flexa Escola Dominical Igreja Presbiteriana do Jardim Guanabara 12/11/2006."— Transcrição da apresentação:

1 1 Deus é luz (1 João ) Prof. Iberê Arco e Flexa Escola Dominical Igreja Presbiteriana do Jardim Guanabara 12/11/2006

2 2 1 João A absoluta pureza, perfeição e santidade de Deus usando a luz como metáfora; A absoluta incompatibilidade do pecado com a santidade de Deus, tanto quanto a absoluta incompatibilidade das trevas com a luz.

3 3 1 João A natureza do homem, a natureza do pecado e a nossa correta atitude para com o pecado.

4 4 1 Jo 1.5 ARA 5 Ora, a mensagem que, da parte dele, temos ouvido e vos anunciamos é esta: que Deus é luz, e não há nele treva nenhuma. LH 5 A mensagem que Cristo nos deu e que anunciamos a vocês é esta: Deus é luz, e não há nele nenhuma escuridão.

5 5 1 Jo 1.6 ARA 6 Se dissermos que mantemos comunhão com ele e andarmos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade. LH 6 Portanto, se dizemos que estamos unidos com Deus e ao mesmo tempo vivemos na escuridão, então estamos mentindo com palavras e ações.

6 6 1 Jo 1.7 ARA 7 Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado. LH 7 Porém, se vivemos na luz, como Deus está na luz, então estamos unidos uns com os outros, e o sangue de Jesus, o seu Filho, nos limpa de todo pecado.

7 7 1 Jo 1.8 ARA 8 Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós. LH 8 Se dizemos que não temos pecados, estamos nos enganando, e não há verdade em nós.

8 8 1 Jo 1.9 ARA 9 Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. LH 9 Mas, se confessarmos os nossos pecados a Deus, ele cumprirá a sua promessa e fará o que é correto: ele perdoará os nossos pecados e nos limpará de toda maldade.

9 9 1 Jo 1.10 ARA 10 Se dissermos que não temos cometido pecado, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós. LH 10 Se dizemos que não temos cometido pecados, fazemos de Deus um mentiroso, e a sua mensagem não está em nós.

10 10 O combate de João aos falsos ensinamentos Ensinamentos errados conduzem a práticas reprováveis. Os fiéis se descuidavam de agradar a Deus por meio de uma vida santa. O verdadeiro cristianismo produz uma vida em que o pecado é (1)notado, (2)combatido e (3)deixado.

11 11 Absoluta autoridade do texto...a mensagem que da parte Dele temos ouvido... Ele é Jesus!

12 12 Nos evangelhos Jesus... Ensinou que Ele próprio era a luz do mundo (Jo 8.12; 9.5; 11.9,10) Ensinou que nós crentes, por conseqüência, somos a luz do mundo (Mt 5.14) –Portanto... João se refere a (a) ensino que os evangelhos não registraram ou (b) ao caráter santo (Jo 17.11), justo (Jo17.25) e perfeito de Deus (Mt 5.48) tantas vezes afirmado por Jesus.

13 13 Deus é puro e separado do pecado, incapaz de errar, assim como a luz é pura e cristalina (Tg 1.17; 1 Tm 6.16). Em Deus nada há de treva: pecado, erro, ignorância, contradição e iniqüidade (Tg 1.13; 2 Tm 2.13) 1 Jo 1.5 ARA 5 Ora, a mensagem que, da parte dele, temos ouvido e vos anunciamos é esta: que Deus é luz, e não há nele treva nenhuma. LH 5 A mensagem que Cristo nos deu e que anunciamos a vocês é esta: Deus é luz, e não há nele nenhuma escuridão.

14 14 A santidade de Deus traz à luz os pecados mais íntimos das pessoas. Nada pode continuar oculto Dele assim como nada se oculta da luz quando esta brilha em seu esplendor (Jo ; Ef ). Isaías sentiu-se compelido a confessar seus pecados quando se viu perante a luz brilhante da glória de Deus (Is 6.1-5). Se Deus é luz, quem professa estreito relacionamento com ele deve exibir certa qualidade na vida (1 Pe 1.15,16). 1 Jo 1.5 ARA 5 Ora, a mensagem que, da parte dele, temos ouvido e vos anunciamos é esta: que Deus é luz, e não há nele treva nenhuma. LH 5 A mensagem que Cristo nos deu e que anunciamos a vocês é esta: Deus é luz, e não há nele nenhuma escuridão.

15 15 O ser humano tem duas alternativas...

16 16 Duas alternativas: –1) Andar em trevas Andar em trevas (espirituais e morais) significa viver no erro, no pecado, na ignorância de Deus, e em hostilidade a ele (1 Jo ) O verdadeiro cristão reflete o caráter santo de Deus em seu caminho diário Os atos de um cristão professo são mais eloqüentes do que suas palavras e revelam o estado de sua relação com Deus (Ap 3.17,18) 1 Jo 1.6 ARA 6 Se dissermos que mantemos comunhão com ele e andarmos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade. LH 6 Portanto, se dizemos que estamos unidos com Deus e ao mesmo tempo vivemos na escuridão, então estamos mentindo com palavras e ações.

17 17 Duas alternativas: –2) Andar com Deus Manter comunhão com Deus significa participar com ele de algumas coisas em comum (koinonia = comunhão, At 2.44) Ter comunhão com Deus significa se identificar estreitamente com o que ele é, e com o que ele faz. A idéia implícita é viver na presença de Deus, pronto a admitir seus pecados quando a luz divina os revelar. 1 Jo 1.7 ARA 7 Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado. LH 7 Porém, se vivemos na luz, como Deus está na luz, então estamos unidos uns com os outros, e o sangue de Jesus, o seu Filho, nos limpa de todo pecado.

18 18 Benefício desfrutado pelos que vivem em comunhão com Deus: comunhão com os irmãos! Relacionamento estreito, transparente e mútuo entre os crentes: verdadeira comunhão dos santos (At ) em torno da doutrina dos apóstolos. 1 Jo 1.7 ARA 7 Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado. LH 7 Porém, se vivemos na luz, como Deus está na luz, então estamos unidos uns com os outros, e o sangue de Jesus, o seu Filho, nos limpa de todo pecado.

19 19 O sangue de Jesus é eficaz para purificar de todo pecado aqueles que andam na luz. Os pecados dos que andam na luz são trazidos a esta luz de Deus por meio da confissão e ali purificados pelo sangue precioso e poderoso de Jesus. 1 Jo 1.7 ARA 7 Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado. LH 7 Porém, se vivemos na luz, como Deus está na luz, então estamos unidos uns com os outros, e o sangue de Jesus, o seu Filho, nos limpa de todo pecado.

20 20 A atitude correta para com o pecado

21 21 O ensino de João sobre como encaramos o nosso pecado e quais são suas conseqüências: –1) Indisposição para o reconhecimento de nossa pecaminosidade; –2) Atitude humilde e franca de reconhecimento de nossa pecaminosidade.

22 22 Reflexo da doutrina de falsos mestres, que negam a pecaminosidade natural do homem. –Conseqüências: 1) A nós mesmos nos enganamos. 2) A verdade, ou seja, a Palavra de Deus, não está em nós. 1 Jo 1.8 ARA 8 Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós. LH 8 Se dizemos que não temos pecados, estamos nos enganando, e não há verdade em nós.

23 23 Confessar significa concordar com o diagnóstico de Deus a nosso respeito: Que somos pecadores e que temos cometido pecados. O Espírito Santo fala à nossa consciência apontando nossos pecados e nossa reação correta deve ser concordar plenamente, declarando sem reservas nossa culpa e maldade (Sl ). 1 Jo 1.9 ARA 9 Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. LH 9 Mas, se confessarmos os nossos pecados a Deus, ele cumprirá a sua promessa e fará o que é correto: ele perdoará os nossos pecados e nos limpará de toda maldade.

24 24 O que todos os verdadeiros crentes experimentam quando confessam seus pecados: Deus cumpre o que promete! A fidelidade de Deus significa, acima de tudo, que ele sempre cumpre o que promete! Nossa certeza do perdão não é uma questão de sentirmos que fomos perdoados, mas de Deus ser fiel ao que prometeu! (2 Tm 2.13). 1 Jo 1.9 ARA 9 Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. LH 9 Mas, se confessarmos os nossos pecados a Deus, ele cumprirá a sua promessa e fará o que é correto: ele perdoará os nossos pecados e nos limpará de toda maldade.

25 25 As duas coisas que Deus faz quando confessamos sinceramente nossos pecados: –Perdão: Deus envia para longe os nossos pecados! –Purificação: Deus remove as manchas e as conseqüências do pecado em nossas vidas (Ez 36.25; Ef 5.26) 1 Jo 1.9 ARA 9 Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. LH 9 Mas, se confessarmos os nossos pecados a Deus, ele cumprirá a sua promessa e fará o que é correto: ele perdoará os nossos pecados e nos limpará de toda maldade.

26 26 O homem é um ser caído, moral e espiritualmente (Gn 6.5,6); ao negarmos isso, negamos o diagnóstico de Deus a nosso respeito e o fazemos mentiroso. (1 Jo 5.10) 1 Jo 1.10 ARA 10 Se dissermos que não temos cometido pecado, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós. LH 10 Se dizemos que não temos cometido pecados, fazemos de Deus um mentiroso, e a sua mensagem não está em nós.

27 27 Conclusão: Ensino central da Palavra de Deus em 1 João...

28 28 1 Jo 1.7 Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado.

29 29 O sangue de Jesus é eficaz para purificar de todo pecado aqueles que andam na luz. Os pecados dos que andam na luz são trazidos a esta luz de Deus por meio da confissão e ali purificados pelo sangue precioso e poderoso de Jesus. 1 Jo 1.7 ARA 7 Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado. LH 7 Porém, se vivemos na luz, como Deus está na luz, então estamos unidos uns com os outros, e o sangue de Jesus, o seu Filho, nos limpa de todo pecado. A eficácia purificadora do sangue de Jesus é prometida apenas aos que andam na luz!

30 30 O sangue de Jesus é eficaz para purificar de todo pecado aqueles que andam na luz. Os pecados dos que andam na luz são trazidos a esta luz de Deus por meio da confissão e ali purificados pelo sangue precioso e poderoso de Jesus. 1 Jo 1.7 ARA 7 Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado. LH 7 Porém, se vivemos na luz, como Deus está na luz, então estamos unidos uns com os outros, e o sangue de Jesus, o seu Filho, nos limpa de todo pecado. A eficácia purificadora do sangue de Jesus é prometida apenas aos que andam na luz! 1 Pe Como filhos da obediência, não vos amoldeis às paixões que tínheis anteriormente na vossa ignorância; 15pelo contrário, segundo é santo aquele que vos chamou, tornai- vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento, 16porque escrito está: Sede santos, porque eu sou santo.


Carregar ppt "1 Deus é luz (1 João 1.5-10) Prof. Iberê Arco e Flexa Escola Dominical Igreja Presbiteriana do Jardim Guanabara 12/11/2006."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google