A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Surto de Klebsiella pneumoniae relacionada à mão de um profissional de saúde persistentemente colonizada Icaro Boszczowski Hospital Geral de Itapecerica.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Surto de Klebsiella pneumoniae relacionada à mão de um profissional de saúde persistentemente colonizada Icaro Boszczowski Hospital Geral de Itapecerica."— Transcrição da apresentação:

1 Surto de Klebsiella pneumoniae relacionada à mão de um profissional de saúde persistentemente colonizada Icaro Boszczowski Hospital Geral de Itapecerica da Serra SP SECONCI2006

2

3 ENDÊMICOXEPIDÊMICO

4 EPIDEMIOLOGIA IRAS EM UTI neonatais nos EUA No período de 1986 a Gram-positivos >60% No período de 1986 a Gram-positivos >60% -Gram-negativos 18%. -Gram-negativos 18%. Gaynes RP Pediatrics 01 Sep 1996;98(3pt): Gaynes RP Pediatrics 01 Sep 1996;98(3pt): National Institute of Child Health a 1993 National Institute of Child Health a 1993 Sepse tardia em MBP -Gram-positivos 75% Sepse tardia em MBP -Gram-positivos 75% -Gram-negativos 18%. -Gram-negativos 18%. Stoll BJ. J Pediatr : Stoll BJ. J Pediatr : Estudo transversal 1999-Gram-positivos 46,1% Estudo transversal 1999-Gram-positivos 46,1% -Gram-negativos 32,4%. -Gram-negativos 32,4%. J Pediat r2001;139: J Pediat r2001;139: Estudo prospectivo de Gram-positivos 33,5% Estudo prospectivo de Gram-positivos 33,5% -Gram-negativos 43% -Gram-negativos 43% PIDJ, 2002; PIDJ, 2002;839-42

5 Distribuição de patógenos associados com sepse tardia(> 3 dias). NICHD Neonatal Research Network. Maio 1991 a Dezembro 1993 AgenteN% Staphylococcus – coagulase negativos Staphylococcus aureus 2099 Outros2169 Enterobacter1024 E coli 1014 Klebsiella854 Pseudomonas532 Outros824 Fungos2199 Total

6 DISTRIBUIÇÃO DE PATÓGENOS EM UTIN Estudo transversal - 29 UTIN Estudo transversal - 29 UTIN 02 dias de avaliação – 1580 pacientes 02 dias de avaliação – 1580 pacientes Pediatr Infect Dis 2005;24: Distribuição de patógenos associados a IRAS Pediatric Prevention Network - Point Prevalence Survey 1999 AgenteN% Gram-positivos5446,2 Gram-negativos3732

7 Prevalência de infecção por bacilos gram-negativos em uma UTIN ao longo de 17 anos Cocos Gram- positivos 75,6%64,7%64% Bacilos Gram- negativos 12,6%20%24% Cordero L et al. AJIC (4)

8

9 IRAS EM UTI neonatais no Brasil Proporção de agentes isolados de líquidos estéreis de 07 unidades neonatais de 3 cidades brasileiras Staphylococcus coagulase- negativo 22,9% Staphylococcus aureus 13,6% Enterobacter sp. 14,6% Klebsiella sp. 10% E. coli 4,6% Pseudomonas sp. 2,6% ICHE 2004;25(9):772-7

10 UTIN de Hospital Unversitário - Klebsiella pneumoniae 20% UTIN de Hospital Unversitário - Klebsiella pneumoniae 20% AJIC (1). AJIC (1). UTIN de Hospital Privado – Bacilos Gram- negativos – 26,7% UTIN de Hospital Privado – Bacilos Gram- negativos – 26,7% AJIC (2). AJIC (2).

11

12

13 Bactérias Gram-negativas endêmicas em UTIN PRECOCEXTARDIA

14 A E. coli é o agente Gram-negativo mais comum em infecções precoces (<5 dias de vida) e são de origem materna.

15 Klebsiella sp., Enterobacter sp e Pseudomonas sp. são os mais prevalentes nas infecções tardias(>5 dias) e relacionadas à assistência hospitalar.

16

17 EPIDEMIOLOGIA Surtos de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde por bactérias Gram- negativas en Unidade de Terapia Intensiva Neonatal Pseudomonas aeruginosa 5 (21,7%) Klebsiella sp 4 (17,3%) Enterobacter sp 4 (17,3%) Serratia sp 3 (13%) Ralstonia picketti 2 (8,6%) Chryseobacterium meningosepticum 2 (8,6%) 2 (8,6%) Acinetobacter baumannii 1 (4,3%) Stenothrophomonas maltophilia 1 (4,3%) Burkholderia cepacia 1 (4,3%) Total 23 (100%) 23 (100%)

18 Bombas de ordenha de leite humano Klebsiella pneumoniae Banho-maria B. cepacia Acinetobacter baumannii Pseudomonas sp. Gel de USG Klebsiella pneumoniae Água potável Pseudomonas spp L. pneumophila C. parvum PiaGram-negativos Mãos de profissionais de saúde persistentemente colonizadas Pseudomonas aeruginosa Acinetobacter spp Klebsiella pneumoniae Unhas artificiais Pseudomonas aeruginosa Klebsiella pneumoniae

19 Surto de Klebsiella pneumoniae produtora de ESBL em UTI Neonatal – Hospital Geral de Itapecerica da Serra casos de ICS por K. Pneumoniae e 1 caso de ITU 3 casos de ICS por K. Pneumoniae e 1 caso de ITU Medidas gerais de controle e vigilância de colonizados foram adotadas Medidas gerais de controle e vigilância de colonizados foram adotadas PIDJ (7)

20 MEDIDAS ADOTADAS Culturas semanais de vigilância; Culturas semanais de vigilância; Isolamento de contato dos pacientes colonizados por Klebiella pneumoniae ESBL; Isolamento de contato dos pacientes colonizados por Klebiella pneumoniae ESBL; Treinamentos das equipes assistenciais: higienização de mãos, cuidados com cateteres e ventilação mecânica; Treinamentos das equipes assistenciais: higienização de mãos, cuidados com cateteres e ventilação mecânica;

21 Casos novos de colonização por K. pneumoniae produtora de ESBL identificados por vigilância ativa na UTIN HGIS SECONCI OSS

22 PFGE

23 Qual a contribuição do estudo desse surto? As descrições de surtos causados por BGN, quando têm fonte comum envolvida estão mais relacionadas à contaminação ambiental. O profissional de saúde como fonte comum de surto está mais comumente relacionado a surtos de Staphylococcus. Mãos de profissionais de saúde com lesão crônica deve chamar a atenção dos controladores de infecção para a possibilidade de fonte comum durante a ocorrência de um surto e também para a prevenção. Dermatites provavelmente levam a menor adesão da higienização de mãos e está relacionada a surtos de S aureus, C diversus, Acinetobacter calcoaceticus e Pseudomonas auruginosa. Há outro relato de mãos de profissional de saúde com onicomicose sendo fonte de surto de Pseudomonas aeruginosa

24 Medidas Preventivas Recomendar unhas curtas para toda a equipe de UTIN; Tratar lesões crônicas como dermatite e onicomicose; Evitar utilização de unhas artificiais.

25


Carregar ppt "Surto de Klebsiella pneumoniae relacionada à mão de um profissional de saúde persistentemente colonizada Icaro Boszczowski Hospital Geral de Itapecerica."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google