A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Plaquetopenia induzida por uso crônico de omeprazol: relato de caso Byanca Hekavei Hul, Mariana Nunes Viza Araújo Gibran Avelino Frandoloso, Odery Ramos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Plaquetopenia induzida por uso crônico de omeprazol: relato de caso Byanca Hekavei Hul, Mariana Nunes Viza Araújo Gibran Avelino Frandoloso, Odery Ramos."— Transcrição da apresentação:

1 Plaquetopenia induzida por uso crônico de omeprazol: relato de caso Byanca Hekavei Hul, Mariana Nunes Viza Araújo Gibran Avelino Frandoloso, Odery Ramos Júnior. Inibidores de bomba de prótons (IBPs) são medicamentos amplamente utilizados e bem tolerados. Poucos efeitos adversos são descritos e em geral não são Graves. Objetivo: Descrever um caso de trombocitopenia associada a uso crônico de omeprazol em um paciente avaliado pela disciplina de Clínica Médica do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (HC-UFPR). Relato de caso: Masculino, 67 anos, casado, natural e procedente de Curitiba-PR. Internou no HC-UFPR para drenagem de abcesso inguinal esquerdo pós herniorrafia inguinal. Hemograma pré operatório revelou plaquetopenia correspondente a , que, segundo o paciente, persistia há 3 anos sem sangramento. Ao investigar a etiologia da plaquetopenia persistente, foram descartados: déficit de produção oriundos de uma insuficiência medular, aumento de destruição e/ou consumo bem como distúrbios funcionais. Resultados laboratoriais: Hb 13,2g/dl; VG 40,2%, plaquetas 94,000mil, creatinina 0,9mg/dl, uréia 31mg/dl, lipase TGO 16U/L, TGP 26U/L, Fosfatase Alcalina 119U/L GamaGT 86U/L, albumina 3,5g/dl, anti-HIV, anti-HCV, anti-HBs, HBsAg, anti-HBc e FAN não reagentes. Eletroforese de proteínas com padrão normal. USG abdominal total normal. EDA evidenciando hérnia hiatal por deslizamento em 2007, quando iniciou uso crônico de omeprazol 20mg ao dia. Tratou Helicobacter pylori em 2011 confirmando erradicação posteriormente. Hemogramas prévios de 2008 a 2012 com contagem de plaquetas variando entre mil/mm³ e mil/mm³. Após descartado possíveis diagnósticos diferencias, optado pela retirada do omeprazol, baseando-se em relatos de literatura que correlacionavam o uso crônico de IBPs com a baixa contagem de plaquetas. Após 48h da retirada do medicamento o paciente respondeu com ascensão diária da linhagem megacariocítica para valores crescentes de 110 mil/mm³, 128 mil/mm³, 155 mil/mm³ 179mil/mm³ e 228mil/mm³. Nenhuma outra medida foi tomada entre a retirada da droga e a alta do paciente, favorecendo o diagnóstico de trombocitopenia induzida por omeprazol. Há registros na literatura da droga estar associada a aumento de casos de pneumonia de comunidade, de infecção por Clostridium, má absorção de cálcio por ossos,; Até esta data, há poucos relatos de trombocitopenia assintomática isolada induzida pelo omeprazol que respondeu positivamente à sua retirada. Conclusão: A facilidade de acesso à medicação atualmente, associado muitas vezes a banalização do uso tem gerado inúmeros casos de novos efeitos colaterais, como os já citado e outros, e entre eles a trombocitopenia que aqui foi relatada.Por consequência, os profissionais da saúde devem valorizar a possibilidade da ocorrência de alterações hematológicas secundárias ao uso de inibidores de bomba de prótons. Referências: Madanick RD. Proton pump inhibitor side effects and drug interactions: much ado about nothing? Clev ClinJ Med. 2011:78(1):39­49. MCEVOY, G. K. (Ed.) AHFS Drug Information. Bethesda: ASPH, 2011


Carregar ppt "Plaquetopenia induzida por uso crônico de omeprazol: relato de caso Byanca Hekavei Hul, Mariana Nunes Viza Araújo Gibran Avelino Frandoloso, Odery Ramos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google