A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

LEITURAS DA SUSTENTABILIDADE NOS TERRITÓRIOS DA AGRICULTURA FAMILIAR E CAMPONESA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA Bolsista: Vinicius Antonio Banzato.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "LEITURAS DA SUSTENTABILIDADE NOS TERRITÓRIOS DA AGRICULTURA FAMILIAR E CAMPONESA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA Bolsista: Vinicius Antonio Banzato."— Transcrição da apresentação:

1 LEITURAS DA SUSTENTABILIDADE NOS TERRITÓRIOS DA AGRICULTURA FAMILIAR E CAMPONESA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA Bolsista: Vinicius Antonio Banzato Facco Iniciação Científica Voluntária Orientador: Jorge Ramón Montenegro Gómez Introdução/Objetivos Metodologia Resultados Considerações finais Referências Em um contexto marcado por grandes discussões acerca da questão ambiental, emerge a temática da sustentabilidade. Caporal e Costabeber (2001) a definem sob dois enfoques: ecotecnocrático e ecossocial. A segunda abordagem da sustentabilidade conduz uma crítica ao modelo de desenvolvimento capitalista. Ainda, percebe-se que a produção do espaço agrário se dá de forma contundente a partir da agricultura. Com isso, o objetivo da pesquisa é compreender as dinâmicas, discursos e práticas dos agricultores que se enquadram no pressuposto da sustentabilidade ecossocial, sobretudo nos municípios de Colombo e Campo Largo. Para o levantamento bibliográfico, a escolha das opções teóricas e o trabalho de campo, foi empregado o procedimento metodológico de análise do discurso. Através desta ferramenta, foi possível compreender a heterogeneidade que compõe as falas dos atores sociais acerca do tema em estudo. Além disso, na pesquisa de campo foram feitas observações e entrevistas semiestruturadas, a fim de analisar o fenômeno da sustentabilidade ecossocial e a agroecologia. Os principais resultados da pesquisa estão relacionados com as opções teóricas adotadas até o presente momento. Disso, percebe-se que há uma grande imprecisão sobre o que se entende na academia, e muito mais no senso comum, sobre o que é sustentabilidade. Ou seja, a defasagem entre o sentido retórico e a prática desta noção é fortemente presente – principalmente nas grandes corporações. Consequentemente, é prudente falar em novos nichos de mercado, que se apropriam de uma abordagem que é crítica para mercantilizá-la. A partir do trabalho de campo realizado, em que foram feitas visitas a 7 agricultores de base ecológica do município de Campo Largo e 2 de Colombo, é possível constatar algumas convergências dos discursos e práticas destes sujeitos. A intenção de preservação da natureza é unânime para estes produtores, sendo que estes ainda destacam a preocupação das condições de saúde para os consumidores e a si próprios. Todavia, estes agricultores não estão pensando em uma sustentabilidade multidimensional (social, política e ecológica). ALTIERI, M. Agroecologia: bases científicas para uma agricultura sustentável. 3ª ed. Rio de Janeiro: Expressão Popular, CAPORAL, F. R; COSTABEBER, J. A. Agroecologia e sustentabilidade: base conceptual para uma nova Extensão Rural. Trabalho apresentado no X World Congress of Rural Sociology, Rio de Janeiro, As práticas dos sujeitos da pesquisa se enquadram na premissa de não degradar a natureza. Porém, não é possível afirmar que se tratam de experiências agroecológicas efetivamente, pois apesar de se verificar um manejo alternativo dos recursos naturais, não se constata o que Altieri (2012) destaca: o aspecto cultural, político e econômico que envolve a agroecologia. Esta, portanto, possui uma crítica abrangente ao atual modelo produtivo no espaço agrário. Imagens: produção de hortaliças de base ecológica no município de Colombo-PR.


Carregar ppt "LEITURAS DA SUSTENTABILIDADE NOS TERRITÓRIOS DA AGRICULTURA FAMILIAR E CAMPONESA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA Bolsista: Vinicius Antonio Banzato."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google