A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

POLUIÇÃO HÍDRICA EUTROFIZAÇÃO Prof. Paulo Roberto Koetz.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "POLUIÇÃO HÍDRICA EUTROFIZAÇÃO Prof. Paulo Roberto Koetz."— Transcrição da apresentação:

1 POLUIÇÃO HÍDRICA EUTROFIZAÇÃO Prof. Paulo Roberto Koetz

2 Eutrofização. Definição Crescimento excessivo das plantas aquáticas Planctônicas Nitrogênio e fósforo

3 Lagos e represas Em rios menos freqüente Turbidez velocidades elevadas.

4

5 Lagos baixa produtividade pouca atividade biológica de produção (síntese) O lago tende a reter sólidos que se sedimentam, constituindo uma camada de lodo no fundo A decomposição do material sedimentado aumenta o nível de nutrientes na massa líquida Elevação na população de plantas aquáticas na massa líquida Organismos situados em níveis superiores na cadeia alimentar (cadeia trófica)

6 Corpos hídricos sem poluição A maior parte dos nutrientes é retida dentro de um ciclo quase fechado As plantas, ao morrerem e caírem no solo, sofrem decomposição, liberando nutrientes Os nutrientes lixiviam pelo solo são absorvidos pelas raízes das plantas Fechando o ciclo O aporte de nutrientes ao corpo dágua é reduzido.

7 Agricultura

8 Eutrofização. Agricultura Retirada da vegetação natural da bacia para ocupação por agricultura Os vegetais plantados na bacia são retirados para consumo humano, muito possivelmente fora da própria bacia hidrográfica Retirada, não compensada, de nutrientes, causando uma quebra no ciclo interno dos mesmos Adição de fertilizantes superiores à própria capacidade de assimilação dos vegetais. Redução da capacidade de infiltração no solo Os nutrientes, já adicionados em excesso, tendem a escoar superficialmente pelo terreno, até atingir, eventualmente, o lago ou represa.

9 Eutrofização. Agricultura Aumento das algas dos outros organismos, situados em degraus superiores da cadeia alimentar, culminando com os peixes Esta elevação relativa da produtividade do corpo dágua pode ser até bem-vinda, dependendo dos usos previstos para o mesmo O balanço entre os aspectos positivos e negativos dependerá, em grande parte, da capacidade de assimilação de nutrientes do corpo dágua

10

11 Eutrofização. Urbana Assoreamento Loteamento implica em movimentos de terra para as construções Reduz também a capacidade de infiltração das águas no terreno As partículas de solo tendem a seguir pelos fundos de vale, até atingir o corpo receptor Tendem a sedimentar, devido às baixíssimas velocidades de escoamento horizontal A sedimentação das partículas de solo causa o assoreamento, reduzindo o volume útil do corpo dágua servindo de meio suporte para o crescimento de vegetais fixos de maiores dimensões (macrófitas) próximos às margens Deterioração no aspecto visual do corpo dágua.

12 Eutrofização. Urbana Drenagem pluvial urbana Transporta uma carga muito maior de nutrientes que os demais tipos de ocupação da bacia Aporte de nutrientes contribui para uma elevação no teor de algas no Corpo hídrico Esgotos. O maior fator de deterioração urbano Nitrogênio e fósforo fezes e urina nos restos de alimentos nos detergentes outros subprodutos das atividades humanas A contribuição de N e P através dos esgotos é bem superior à contribuição originada pela drenagem urbana

13 EUTROFIZAÇÃO. CONCEITOS Aumento da quantidade de nutrientes Nitrogênio e fósforo matéria orgânica ecossistema aquático maior produtividade primária. Blooms ٠aumentos de grande magnitude de algas verdes e de cianobactérias (algas azuis)algas verdes cianobactérias ٠provocam o aumento da produtividade primária

14 EUTROFIZAÇÃO. CONCEITOS Enriquecimento em nutrientes degradação dos sistemas aquáticos Lagos Rios zonas marinhas costeiras induzido por atividades humanas Limita a utilização da água

15 Eutrofização. Conceitos As plantas aquáticas necessitam de uma grande variedade de constituintes químicos O fósforo e/ou o nitrogênio estão em déficit nos sistemas aquáticos Fatores limitantes do crescimento de algas e vegetais A eutrofização Natural o sistema aquático torna-se eutrófico muito lentamente o ecossistema mantém-se em equilíbrio A água mantém-se com boa qualidade para o consumo humano a comunidade biológica continua a ser saudável e diversa. atividades humanas Aceleração do processo Os ciclos biológicos e químicos podem ser interrompidos O sistema progride para a um estado de morte

16 Eutrofização. Fontes Atividades agrícolas Fertilizantes Efluentes industriais Esgotos das áreas urbanas Desflorestação

17 Eutrofização. Efeitos Aumento da produtividade do fitoplâncton Diminui a transparência da água diminuição na penetração da luz afeta a comunidade de macrófitas diminui a diversidade do habitat litoral empobrece as comunidades de invertebrados e vertebrados

18 Eutrofização. Efeitos Diminuição da capacidade de auto- purificação do sistema Diminui o poder de reciclar a matéria orgânica acumulação de detritos e sedimentos Diminui a concentração de oxigênio Diminui a profundidade de compensaçãocompensação espécies que não conseguem tolerar concentrações de oxigênio baixas tendem a desaparecer nova redução na biodiversidade O pH se altera passando de neutro ou ligeiramente alcalino a ácido

19 Eutrofização. Efeitos Toxinas produzidas pelas algas e cianobactérias Parasitas Fortes impactos ao nível da saúde pública.

20 Eutrofização. Efeitos Aumento da produção de peixes Desejável para certas comunidades. Comprometimento de fontes de água de abastecimento e de recreação. Comunidades ocidentais e desenvolvidas

21 Eutrofização. Controle Biomanipulação Controlar os organismos que vivem nos corpos de água Controlar os seus habitats Controlar as relações tróficas para reduzir a biomassa de algas

22 Eutrofização. Biomanipulação Alterações na base da cadeia alimentar (ao nível dos nutrientes) reduzir a entrada dos nutrientes no sistema ETA (Estações de Tratamento de Águas Residuais) diminuição das quantidades de fósforo presentes nos detergentes fosfatados. Alterações dos níveis tróficos superiores (nível dos consumidores) Preservar o zooplanctonzooplancton Eliminar-se os peixes planctívoros que predam o zooplâncton criar refúgios para este último se manter ao abrigo dos peixes Aumentar a densidade de zooplâncton

23 Eutrofização. Efeitos Problemas estéticos e recreacionais Diminuição do uso da água para recreação, balneabilidade e redução geral na atração turística florações das algas crescimento excessivo da vegetação distúrbios com mosquitos e insetos eventuais maus odores eventuais mortandades de peixes

24 Eutrofização. Efeitos Condições anaeróbias no fundo do corpo dágua O aumento da produtividade do corpo dágua causa uma elevação da concentração de bactérias heterotróficas que se alimentam da matéria orgânica das algas e de outros microrganismos mortos consumindo oxigênio dissolvido do meio líquido No fundo do corpo dágua predominam condições anaeróbias à sedimentação da matéria orgânica à reduzida penetração do oxigênio a estas profundidades ausência de fotossíntese (ausência de luz) predominam condições redutoras compostos e elementos no estado reduzido

25 Eutrofização. Efeitos Condições anaeróbias no fundo do corpo dágua O ferro e o manganês encontram-se na forma solúvel problemas ao abastecimento de água O fosfato encontra-se na forma solúvel representando uma fonte interna de fósforo para as algas O gás sulfídrico problemas de toxicidade maus odores.

26 Eutrofização. Efeitos Condições anaeróbias no corpo dágua como um todo Dependendo do grau de crescimento bacteriano Em períodos de mistura total da massa líquida (inversão térmica) ou de ausência de fotossíntese (período noturno) mortandade de peixes e reintrodução dos compostos reduzidos em toda a massa líquida com grande deterioração da qualidade da água

27 Eutrofização. Efeitos Mortandades de peixes Anaerobiose Toxicidade por amônia pH elevado (frequentes durante os períodos de elevada fotossíntese) A amônia apresenta-se em grande parte na forma livre (NH 3 ), tóxica aos peixes, ao invés de na forma ionizada (NH 4 + ), não tóxica. Maior dificuldade e elevação nos custos de tratamento da água remoção da própria alga remoção de cor remoção de sabor e odor maior consumo de produtos químicos lavagens mais freqüentes dos filtros

28 Eutrofização. Efeitos Problemas com o abastecimento de água industrial Elevação dos custos para o abastecimento de água industrial Depósitos de algas nas águas de resfriamento. Toxicidade das algas Rejeição da água para abastecimento humano e animal presença de secreções tóxicas de certas algas. Modificações na qualidade e quantidade de peixes de valor comercial Redução na navegação e capacidade de transporte Navegação capacidade de transporte do corpo dágua

29 Grau de eutrofização Oligotrófico Claros e com baixa produtividade Mesotrófico Produtividade intermediária Eutrófico Elevada produtividade Outras classificações Ultraoligotrófico Oligomesotrófico Eupolitrófico hipereutrófico

30 Grau de eutrofização

31 Estadio de trofia

32 Eutrofização Profundidade de compensação = profundidade à qual o consumo de oxigênio iguala a sua produção

33 Zooplancton conjunto de animais aquáticos microscópicos com pouco ou nenhum poder de locomoção e que se deslocam segundo o movimento da água, predadores do fitoplâncton

34 Algas Eucarióticas Organismos aquáticos fotosintéticos Phylum Diatoms Chlorophyta Euglenophyta Dinoflagellata Chrysophyta Phaeophyta Rhodophyta Eukaryotic possuem um núcleo definido envolto por uma membrana. Possuem organelas envoltos por uma membrana

35 Algas procarióticas Organismos aquáticos fotosintéticos Phylum cyanobacteria. São prokaryoticSão prokaryotic O núcleo e as organelas não são envolvidas por membranas. O núcleo e as organelas não são envolvidas por membranas. O DNA não é organizado em cromossomas.

36 NATUREZA e ambiente. Sistemas aquáticos. Disponível em: =2499&iLingua=1. Acesso em: 10 nov =2499&iLingua=1 EUTROFIZAÇÃO dos corpos de água. Disponível em: Acesso em: 10 nov ttp://www.etg.ufmg.br/tim1/eutrofiz.doc on-water-bodies/introduction.htm.


Carregar ppt "POLUIÇÃO HÍDRICA EUTROFIZAÇÃO Prof. Paulo Roberto Koetz."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google