A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MÓDULO II- RECONHECIMENTO DOS PROCESSOS NOS RECURSOS NATURAIS Componente Curricular: Uso e conservação dos recursos naturais Profª Drª Vanessa David Domingos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MÓDULO II- RECONHECIMENTO DOS PROCESSOS NOS RECURSOS NATURAIS Componente Curricular: Uso e conservação dos recursos naturais Profª Drª Vanessa David Domingos."— Transcrição da apresentação:

1 MÓDULO II- RECONHECIMENTO DOS PROCESSOS NOS RECURSOS NATURAIS Componente Curricular: Uso e conservação dos recursos naturais Profª Drª Vanessa David Domingos INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA - TOCANTINS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA - TOCANTINS Campus Paraíso do Tocantins Campus Paraíso do Tocantins Curso: Técnico em meio ambiente e desenvolvimento sustentável Curso: Técnico em meio ambiente e desenvolvimento sustentável

2 Objetivos da Disciplina Conhecer e avaliar as características básicas de atividades de exploração de recursos naturais renováveis e não-renováveis que intervêm no meio ambiente e os riscos a eles associados; Conhecer e avaliar as características básicas de atividades de exploração de recursos naturais renováveis e não-renováveis que intervêm no meio ambiente e os riscos a eles associados;

3 Objetivos da Disciplina Conhecer e analisar métodos para redução de impactos ambientais e de desperdício dos recursos naturais. Conhecer e analisar métodos para redução de impactos ambientais e de desperdício dos recursos naturais. Conhecer procedimentos para a exploração racional dos recursos naturais (água, ar, solo,fauna, flora nos meios antrópicos). Conhecer procedimentos para a exploração racional dos recursos naturais (água, ar, solo,fauna, flora nos meios antrópicos).

4 Objetivos da Disciplina Compreender a necessidade de dominar alguns procedimentos de conservação e manejo dos recursos naturais com os quais interagem, aplicando-os no cotidiano. Compreender a necessidade de dominar alguns procedimentos de conservação e manejo dos recursos naturais com os quais interagem, aplicando-os no cotidiano.

5 BIBLIOGRAFIA BÁSICA PRUSKI, F.F Conservação do de solo e água: Práticas mecânicas para o controle da erosão hídrica. Viçosa: Ed.UFV, PRUSKI, F.F Conservação do de solo e água: Práticas mecânicas para o controle da erosão hídrica. Viçosa: Ed.UFV, ROMEIRO, A.R. & REYDON, B. P & LEORNARDI, M.L.A. Economia do Meio Ambiente. Campinas: Unicamp, ROMEIRO, A.R. & REYDON, B. P & LEORNARDI, M.L.A. Economia do Meio Ambiente. Campinas: Unicamp, 1997.

6 Aula 1. Meio ambiente MEIO AMBIENTE – Definição MEIO AMBIENTE – DefiniçãoMEIO AMBIENTEMEIO AMBIENTE É o conjunto de condições, leis, influências É o conjunto de condições, leis, influências e infra-estrutura de ordem física, química e biológica,que permite, abrigar e reger a vida em todas as suas formas.

7 Atmosfera Biosfera Crosta terrestre Hidrosfera Ecossistemas Aquáticos Ecossistemas Terrestres

8 Ecossistema (grego oykos, casa) Fatores Bióticos Fatores Abióticos

9 Ecossistema Organismos produtores Organismos consumidores H2OH2O CO 2 1°2° 3° Organismos Decompositores M.O N P K Ca Mg S MoMn Zn Fe

10 Ecossistema Fluxo de energia

11 Fluxo de energia e ciclos de matéria 90% 100% 10%

12 Fluxo de energia em uma cadeia alimentar Energia captada pelas plantas Produtores Energia química transferida 100% Consumidores primários Consumidores secundários Energia perdida sob forma de calor 0,9% Energia perdida sob forma de calor 0,9% 10% Energia química Transf. 1% Energia química Transf. 0,1% Energia perdida sob forma de calor 0,09% Consumidores Terciários

13 O que é biodiversidade? variedade de formas de vida na Terra e os padrões naturais que formam. combinação de formas de vida e das interações entre as mesmas. Variação em espécies ou habitats. Soma de toda a variação biótica em todos os níveis de organização, dos genes aos ecossistemas (Purvis & Hector, 2000) Importância para o homem: Proporciona um grande número de bens e serviços

14 Tipos de diversidade biológica Diversidade genética (Ex.: variação de genótipos dentro da população e entre as populações de uma espécie) Diversidade de espécies Diversidade de Comunidades Diversidade de paisagens

15

16 Diversidade biológica: 1,7 a 20 milhões de espécies vivas descritas 4000 espécies de mamíferos; 750,000 espécies de insetos

17 Concentra-se nos chamados hotspots, os quais contêm grandes concentrações de espécies em extensões geográficas pequenas Myer et al, 2000

18 Padrões de distribuição global: gradientes latitudinais de riqueza de espécies (Gascon, 2000) Trópicos: concentram uma grande parte das espécies de água doce e Terrestres. Latitudes elevadas para as baixas: observa-se um aumento na riqueza Média (núm. spp /área), para vários grupos taxonômicos (protistas, árvores, insetos e primatas). Estes gradientes podem ser mais pronunciados em áreas tropicais em comparação com as temperadas

19

20 Padrões locais

21 Brasil: Número estimado de espécies = 20% do número total do planeta. Endemismo: mamíferos 522 espécies, aves 1.622, répteis 468, anfíbios 516. Muitas dessas espécies são exclusivas para o Brasil: mámíferos 68, aves 191, répteis 172 e anfíbios 294.

22 Riqueza ?

23 Até a próxima Aula!!


Carregar ppt "MÓDULO II- RECONHECIMENTO DOS PROCESSOS NOS RECURSOS NATURAIS Componente Curricular: Uso e conservação dos recursos naturais Profª Drª Vanessa David Domingos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google