A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Q U E I M A D U R A S Escola Técnica Irmã Dulce Disciplina: Clínica Médica.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Q U E I M A D U R A S Escola Técnica Irmã Dulce Disciplina: Clínica Médica."— Transcrição da apresentação:

1 Q U E I M A D U R A S Escola Técnica Irmã Dulce Disciplina: Clínica Médica

2 PELE: a embalagem perfeita e o manto sagrado Pele = Pele = –maior órgão do corpo humano; –pesa aproximadamente 5 kg; –esticada mede mais de 2 metros quadrados; –é a parte do corpo que mais se mostra para o mundo, cobrindo todas as estruturas abaixo dela; –em suas diferentes variedades de textura e cores, ela diz sua origem, estado de espírito e idade.

3 PELE: a embalagem perfeita e o manto sagrado Sua estrutura é constituída de duas camadas: epiderme e derme. Sua estrutura é constituída de duas camadas: epiderme e derme. Epiderme: camada que fica em contato com o meio exterior, é renovada a cada seis semanas. Epiderme: camada que fica em contato com o meio exterior, é renovada a cada seis semanas. Derme: controla o funcionamento da capa do corpo humano fica abaixo da epiderme. É formada de colágeno e elastina, dividida em camada papilar, camada reticular e camada subcutânea ou hipoderme. É onde surgem os folículos pilosos, glândulas sebáceas, sudoríparas, veias e arteríolas. Derme: controla o funcionamento da capa do corpo humano fica abaixo da epiderme. É formada de colágeno e elastina, dividida em camada papilar, camada reticular e camada subcutânea ou hipoderme. É onde surgem os folículos pilosos, glândulas sebáceas, sudoríparas, veias e arteríolas.

4 PELE: suas funções Barreira física e mecânica; Barreira física e mecânica; Isolante térmico (Controle da temperatura corporal); Isolante térmico (Controle da temperatura corporal); Proteção contra invasão bacteriana (agindo como linha de defesa); Proteção contra invasão bacteriana (agindo como linha de defesa); Controle de entrada e saída de líquidos e eletrólitos; Controle de entrada e saída de líquidos e eletrólitos; Percepção de informações do meio ambiente; Percepção de informações do meio ambiente; Receptora dos raios solares para a formação de vit D. Receptora dos raios solares para a formação de vit D.

5 QUEIMADURA: conceito Queimadura é toda e qualquer lesão produzida pela ação de substâncias químicas, físicas ou biológicas no tecido de revestimento, presente no ser vivo denominado pele, podendo atingir mucosas, músculos, tendões, vasos sanguíneos, nervos e ossos.

6 QUEIMADURA: classificação I – QUANTO AO TIPO DE AGENTE CAUSADOR: Físicos: Elevadas Temperaturas: vapor, objetos aquecidos, água quente, chama, etc. Elevadas Temperaturas: vapor, objetos aquecidos, água quente, chama, etc. Eletricidade: corrente elétrica, raio, etc. Eletricidade: corrente elétrica, raio, etc. Radiação: sol, aparelhos de raios X, nucleares, etc. Radiação: sol, aparelhos de raios X, nucleares, etc.Químicos: Produtos Químicos:ácidos, bases, álcool, gasolina, etc. Produtos Químicos:ácidos, bases, álcool, gasolina, etc.Biológicos: Animais: lagarta-de-fogo, água-viva, medusa, etc. Animais: lagarta-de-fogo, água-viva, medusa, etc. Vegetais: o látex de certas plantas, urtiga, etc. Vegetais: o látex de certas plantas, urtiga, etc.

7 QUEIMADURA: classificação II – CONFORME A ETIOLOGIA: Queimaduras Simples: Causada por agentes físicos: vapor, objetos aquecidos, água quente, chama, sol, etc. Causada por agentes físicos: vapor, objetos aquecidos, água quente, chama, sol, etc. Queimaduras Complexas: Ácidos, bases, álcool, gasolina, corrente elétrica, raio, aparelhos de raios X, nucleares, etc. Ácidos, bases, álcool, gasolina, corrente elétrica, raio, aparelhos de raios X, nucleares, etc.

8 QUEIMADURA: classificação III – QUANTO AO GRAU DA LESÃO: Primeiro Grau: Atinge apenas a epiderme, o local apresenta hiperemia ou vermelhidão, calor, edema discreto, ardência e ressecamento da pele. Atinge apenas a epiderme, o local apresenta hiperemia ou vermelhidão, calor, edema discreto, ardência e ressecamento da pele. Geralmente, aparecem em pessoas que se expuseram demasiadamente ao sol (raios ultravioleta) e/ou ao calor extremo; Quando atinge mais da metade do corpo, tornar-se grave. Geralmente, aparecem em pessoas que se expuseram demasiadamente ao sol (raios ultravioleta) e/ou ao calor extremo; Quando atinge mais da metade do corpo, tornar-se grave. Queimadura Solar: Insolação e Intermação.

9 QUEIMADURA: classificação III – QUANTO AO GRAU DA LESÃO: Segundo Grau: Atinge a derme, podendo ser superficial e profunda. Atinge a derme, podendo ser superficial e profunda. Têm como característica a presença de flictenas ou bolhas com conteúdo líquido ou colóide; Têm como característica a presença de flictenas ou bolhas com conteúdo líquido ou colóide; Apresenta edema que atinge regiões circunvizinhas, causa dor intensa devido sua relação íntima com vasos e terminações nervosas periféricas, podendo sangrar; Apresenta edema que atinge regiões circunvizinhas, causa dor intensa devido sua relação íntima com vasos e terminações nervosas periféricas, podendo sangrar; Há perda de água e eletrólitos podem provocar desidratação e são geralmente causadas por vapor, líquidos e sólidos escaldantes. Há perda de água e eletrólitos podem provocar desidratação e são geralmente causadas por vapor, líquidos e sólidos escaldantes.

10 QUEIMADURA: classificação III – QUANTO AO GRAU DA LESÃO: Queimadura de Segundo Grau

11 QUEIMADURA: classificação III – QUANTO AO GRAU DA LESÃO: Terceiro Grau: Destrói todas as camadas da pele, atingindo tecidos adjacentes e profundos originando cicatrização hipertrófica por segunda e/ou terceira intenção; Destrói todas as camadas da pele, atingindo tecidos adjacentes e profundos originando cicatrização hipertrófica por segunda e/ou terceira intenção; A pele, apresenta-se endurecida, de coloração esbranquiçada ou enegrecida, com vasos trombosados, geralmente indolor; A pele, apresenta-se endurecida, de coloração esbranquiçada ou enegrecida, com vasos trombosados, geralmente indolor; Não apresenta sangramento; Não apresenta sangramento; É a mais profunda e a mais grave. É a mais profunda e a mais grave.

12 QUEIMADURA: classificação III – QUANTO AO GRAU DA LESÃO: Terceiro Grau:

13 QUEIMADURA: classificação III – QUANTO A EXTENSÃO: As queimaduras são classificadas quanto à área do corpo atingida. Regra da Palma da Mão: É a maneira mais simples, embora imprecisa, de se calcular o percentual de área queimada. É a maneira mais simples, embora imprecisa, de se calcular o percentual de área queimada. A palma da mão do paciente corresponde a 1% da sua superfície corpórea. A palma da mão do paciente corresponde a 1% da sua superfície corpórea. Quando a área afetada é maior que a da palma da mão, a vítima deve receber assistência qualificada depois que lhe forem prestados os primeiros socorros. Quando a área afetada é maior que a da palma da mão, a vítima deve receber assistência qualificada depois que lhe forem prestados os primeiros socorros.

14 QUEIMADURA: classificação III – QUANTO A EXTENSÃO: Regra dos Nove: Obs: Na criança a cabeça e o pescoço Formam 18% e cada membro inferior vale 14%, não contamos os genitais; No adulto o genital forma:1%;

15 QUEIMADURA: classificação IV - QUANTO A SEVERIDADE DA QUEIMADURA: Baixa: (Leve ou Pequeno Queimado) menos de 10% da superfície corporal atingida; Baixa: (Leve ou Pequeno Queimado) menos de 10% da superfície corporal atingida; Média: (Médio Queimado)entre 10 e menos de 20% da pele é atingida; Média: (Médio Queimado)entre 10 e menos de 20% da pele é atingida; Alta: (Grande Queimado) mais de 20% do corpo queimado. Alta: (Grande Queimado) mais de 20% do corpo queimado.

16 QUEIMADURA: manifestações clínicas As manifestações locais mais importantes nas queimaduras são: Dor intensa que pode levar ao choque: resultante do contato dos filetes nervosos com o ar; Dor intensa que pode levar ao choque: resultante do contato dos filetes nervosos com o ar; Não eliminação de toxinas (não há suor); Não eliminação de toxinas (não há suor); Perda de líquidos corporais; Perda de líquidos corporais; Destruição de tecidos e infecção. Destruição de tecidos e infecção.

17 QUEIMADURA: fatores agravantes Queimaduras localizadas nas seguintes regiões são consideradas graves: Queimaduras localizadas nas seguintes regiões são consideradas graves: –Face; r egião cervical e região axilar; punhos, mãos e pés; –Região anterior do tórax; cavidades; períneo e genitália. Queimaduras em idosos ou crianças; Queimaduras em idosos ou crianças; Queimados portadores de patologias associadas (diabetes, hipertensão); Queimados portadores de patologias associadas (diabetes, hipertensão); Fraturas e lesões em órgãos internos e externos. Fraturas e lesões em órgãos internos e externos.

18 QUEIMADURA: assistência ATENDIMENTO INICIAL: Tratamento Domiciliar de Emergência: O primeiro cuidado é o da interrupção da atividade agressiva aos tecidos orgânicos do agente agressor; O primeiro cuidado é o da interrupção da atividade agressiva aos tecidos orgânicos do agente agressor; Pode ser conseguido com a utilização de água corrente na zona lesada: um jato fraco de água zona queimada é o melhor tipo de tratamento imediato para a queimadura. Pode ser conseguido com a utilização de água corrente na zona lesada: um jato fraco de água zona queimada é o melhor tipo de tratamento imediato para a queimadura.

19 QUEIMADURA: assistência COMO PROCEDER: 1 - Retirar a vítima do contato com a causa da queimadura: a) Lavar a área queimada com bastante água e retirar a roupa do acidentado; b) Apagar o fogo, se for o caso, com extintor (apropriado), abafando-o com um cobertor ou simplesmente rolando o acidentado no chão; Nunca correr com o corpo em chamas;

20 QUEIMADURA: assistência 2 - Verificar se a respiração, o batimento cardíaco e o nível de consciência do acidentado estão normais; 3 - Para aliviar a dor e prevenir infecção no local da queimadura: a) Mergulhar a área afetada em água limpa ou em água corrente; b) Não romper as bolhas e nem retirar as roupas queimadas que estiverem aderidas à pele; c) Se as bolhas estiverem rôtas, não colocá-las em contato com a água; c) Não aplicar pomadas, líquidos, cremes e outras substâncias sobre a queimadura. Elas podem complicar o tratamento e necessitam de indicação médica. c) Retirar jóias, adornos e próteses.

21 QUEIMADURA: assistência 4- Encaminhar logo que possível a vítima ao Posto de Saúde ou ao Hospital, para avaliação e tratamento. 5- Outros cuidados: a)Não dê água a pacientes com mais de 20% do corpo queimado; b)Não coloque gelo sobre a queimadura; c)Não dê qualquer medicamento intramuscular, subcutânea ou pela boca sem consultar um Médico, exceto em caso de emergência cardíaca; d)Não jogar água em queimaduras provocadas por pós químicos; recomenda-se cal e escovação da pele e da roupa.

22 QUEIMADURA: assistência hospitalar CUIDADOS GERAIS: Limpeza sumária com Soro Fisiológico / Água Destilada; Limpeza sumária com Soro Fisiológico / Água Destilada; Remoção da epiderme solta; Remoção da epiderme solta; Em princípio não romper flictenas íntegras; Em princípio não romper flictenas íntegras; Curativo oclusivo compressivo com Sulfadiazina de Prata + Gase de queimados (complexo gase e algodão) + Atadura de Crepe + Esparadrapo. Curativo oclusivo compressivo com Sulfadiazina de Prata + Gase de queimados (complexo gase e algodão) + Atadura de Crepe + Esparadrapo. Obs: Queimaduras de face e períneo: Método exposto (Vaselina, Sulfadiazina de Prata a 1 %).

23 QUEIMADURA: assistência hospitalar COMBATE À DOR: O curativo pela oclusão e compressão tende a aliviar a dor; O curativo pela oclusão e compressão tende a aliviar a dor; Evitar o uso de analgésicos depressores respiratórios (meperidina), poderão ser usados, quando não houver referência de alergias, Voltaren, Profenid, Tilatil, Nubaim, Tramal; Evitar o uso de analgésicos depressores respiratórios (meperidina), poderão ser usados, quando não houver referência de alergias, Voltaren, Profenid, Tilatil, Nubaim, Tramal; Normalmente não há necessidade de prescrição para casa, caso questionado, orientar o uso de analgésicos habituais já testados, como Novalgina, Tylenol, nas doses já usadas, principalmente nas crianças. Normalmente não há necessidade de prescrição para casa, caso questionado, orientar o uso de analgésicos habituais já testados, como Novalgina, Tylenol, nas doses já usadas, principalmente nas crianças.

24 QUEIMADURA: assistência hospitalar DETERMINAR A SUPERFÍCIE CORPORAL ATINGIDA; CATETERISMO VESICAL: Quando houver queimaduras em genitais e/ou indicação de hidratação venosa ou na necessidade de melhor controle urinário; Quando houver queimaduras em genitais e/ou indicação de hidratação venosa ou na necessidade de melhor controle urinário; Manter o fluxo urinário entre 50 a 100ml/hora. Manter o fluxo urinário entre 50 a 100ml/hora. IMUNIZAÇÃO CONTRA O TÉTANO: Sem imunização prévia: Imunoglobulina Hiperimune Toxóide Tetânico; Sem imunização prévia: Imunoglobulina Hiperimune Toxóide Tetânico; Com imunização prévia: apenas o Toxóide Tetânico. Com imunização prévia: apenas o Toxóide Tetânico.

25 QUEIMADURA: assistência hospitalar HIDRATAÇÃO VENOSA: Para adultos: com queimaduras acima de 20%; Para adultos: com queimaduras acima de 20%; Para crianças: com queimaduras acima de 10%. Para crianças: com queimaduras acima de 10%. Para infusão venosa: veias (punção ou dissecção), especialmente de membros superiores. Para infusão venosa: veias (punção ou dissecção), especialmente de membros superiores. OXIGÊNIO POR CATÉTER: Utilizadas principalmente em casos de queimaduras de face (especialmente se em casos de aspiração de fumaça). Utilizadas principalmente em casos de queimaduras de face (especialmente se em casos de aspiração de fumaça). Em casos mais graves (com risco de evoluir para insuficiência respiratória aguda), avaliar a possibilidade de entubação (nunca traqueostomizar). Há indicação de câmara hiperbárica. Em casos mais graves (com risco de evoluir para insuficiência respiratória aguda), avaliar a possibilidade de entubação (nunca traqueostomizar). Há indicação de câmara hiperbárica.

26 QUEIMADURA: assistência hospitalar TRATAMENTO CIRÚRGICO: SÓ DEVE SER INICIADO DEPOIS DE TODOS OS CUIDADOS GERAIS TEREM SIDO REALIZADOS! Realiza-se: avaliação da extensão das queimaduras, limpeza das lesões, retirada de tecidos desvitalizados e confecção de curativos. Realiza-se: avaliação da extensão das queimaduras, limpeza das lesões, retirada de tecidos desvitalizados e confecção de curativos. Cabe ao cirurgião plástico: acompanhamento dos curativos, a indicação e execução de debridamentos e de enxertias cutâneas para revestimento de lesões. Cabe ao cirurgião plástico: acompanhamento dos curativos, a indicação e execução de debridamentos e de enxertias cutâneas para revestimento de lesões. Pode ser necessária a cirurgia para correção de seqüelas: como retrações (bridas) e cicatrizes hipertróficas. Pode ser necessária a cirurgia para correção de seqüelas: como retrações (bridas) e cicatrizes hipertróficas.

27 QUEIMADURA: assistência hospitalar CURATIVO DE PACIENTES QUEIMADOS: Analgesia realizada pelo médico anestesista; Analgesia realizada pelo médico anestesista; Rompimento das bolhas e vesículas; Rompimento das bolhas e vesículas; Balneoterapia com água corrente e sabão neutro, uso de sabão líquido degermante; Balneoterapia com água corrente e sabão neutro, uso de sabão líquido degermante; Higienização do paciente; Higienização do paciente; Curativo fechado com sulfadiazina de prata 1%, compressas e atadura de crepom. Curativo fechado com sulfadiazina de prata 1%, compressas e atadura de crepom. Obs: experimentos têm sido realizados com a utilização de pele de rã embebida em soluções antibióticas.

28 QUEIMADURA: complicações decorrentes Aproximadamente 80% dos óbitos em pacientes com queimaduras são decorrentes de COMPLICAÇÕES INFECCIOSAS. A aquisição de infecção decorre da perda tissular que serve de barreira mecânica, favorecendo a invasão do organismo por germes através da via sanguínea ou linfática. A aquisição de infecção decorre da perda tissular que serve de barreira mecânica, favorecendo a invasão do organismo por germes através da via sanguínea ou linfática.

29 QUEIMADURA: infecções Este problema pode ser favorecido se: Este problema pode ser favorecido se: –O estado precário de saúde e higienização do paciente; –Equipe multiprofissional manipula inadequadamente as lesões = infecções cruzadas; –O paciente desenvolve infecções de trato: respiratório, urinário e vascular; –Tratamento das lesões cutâneas não está de acordo com as fases do processo cicatricial retardando o mesmo; –Tempo de permanência hospitalar favorece a infecções por bactérias hospitalares resistentes e o uso, sem critério, de ATB favorece de microorganismos multirressistentes;

30 QUEIMADURA: atuação da equipe multiprofissional ENFERMAGEM: Participa de toda sua assistência, procedimentos técnicos e administrativos. A equipe de enfermagem deve estar preparada para quaisquer intercorrências junto ao paciente, orientando-o desde a internação para e até a alta, no autocuidado e na prevenção de complicações. Participa de toda sua assistência, procedimentos técnicos e administrativos. A equipe de enfermagem deve estar preparada para quaisquer intercorrências junto ao paciente, orientando-o desde a internação para e até a alta, no autocuidado e na prevenção de complicações.FISIOTERAPIA: A atuação do fisioterapeuta tem como objetivos a prevenção das retrações cicatriciais nas zonas de flexão dos membros, impedindo a formação de bridas cicatriciais que causarão incapacidade funcional, além de estimular o alinhamento das fibras cicatriciais proporcionando um bom controle cicatricial. A atuação do fisioterapeuta tem como objetivos a prevenção das retrações cicatriciais nas zonas de flexão dos membros, impedindo a formação de bridas cicatriciais que causarão incapacidade funcional, além de estimular o alinhamento das fibras cicatriciais proporcionando um bom controle cicatricial.

31 QUEIMADURA: atuação da equipe multiprofissional NUTRIÇÃO: O serviço de nutrição garante a oferta de alimentação balanceada que é de grande importância na recuperação do paciente queimado. Durante a fase de cicatrização é essencial um aumento das ingestões de proteínas, carbohidratos, vitaminas e minerais encontrados nas frutas, legumes e verduras e, principalmente a água para ajudar no processo de hidratação tissular. O serviço de nutrição garante a oferta de alimentação balanceada que é de grande importância na recuperação do paciente queimado. Durante a fase de cicatrização é essencial um aumento das ingestões de proteínas, carbohidratos, vitaminas e minerais encontrados nas frutas, legumes e verduras e, principalmente a água para ajudar no processo de hidratação tissular.PSICOLOGIA: O psicólogo tem por função entender e compreender o que está envolvido na queixa, no sintoma, para ter uma visão ampla do que possa auxiliá-lo no enfrentamento desse difícil processo, bem como dar à família e equipe de saúde subsídios para uma compreensão melhor do momento da vida da pessoa enferma. O psicólogo tem por função entender e compreender o que está envolvido na queixa, no sintoma, para ter uma visão ampla do que possa auxiliá-lo no enfrentamento desse difícil processo, bem como dar à família e equipe de saúde subsídios para uma compreensão melhor do momento da vida da pessoa enferma.

32 QUEIMADURA: atuação da equipe multiprofissional SERVIÇO SOCIAL: Atuação do assistente social se volta para o acesso a informações de saúde e direitos sociais e, ainda: quanto a direitos previdenciários e trabalhistas; encaminhamentos para aquisição de órteses e próteses e encaminhamento para a rede de serviços e recursos disponíveis na comunidade. Atuação do assistente social se volta para o acesso a informações de saúde e direitos sociais e, ainda: quanto a direitos previdenciários e trabalhistas; encaminhamentos para aquisição de órteses e próteses e encaminhamento para a rede de serviços e recursos disponíveis na comunidade. TERAPIA OCUPACIONAL: A atuação do Terapeuta Ocupacional é importantíssima, pois favorece situações que venham minimizar e facilitar o progresso na aceitação do tratamento até sua alta e pós alta. A atuação do Terapeuta Ocupacional é importantíssima, pois favorece situações que venham minimizar e facilitar o progresso na aceitação do tratamento até sua alta e pós alta.

33 QUEIMADURA: medidas de prevenção Evite fumar. Se fumar evite fazê-lo deitado no sofá, tapete ou na cama; Evite fumar. Se fumar evite fazê-lo deitado no sofá, tapete ou na cama; Utilize cinzeiros fundos com proteção lateral; Utilize cinzeiros fundos com proteção lateral; Evite manipular álcool próximo a cigarros, charutos, cachimbos ou fósforos acesos; Evite manipular álcool próximo a cigarros, charutos, cachimbos ou fósforos acesos; Investigue vazamento de gás; Investigue vazamento de gás; Feche o click do botijão antes de sair de casa; Feche o click do botijão antes de sair de casa; Evite deixar cair o botijão de gás no manuseio do mesmo; Evite deixar cair o botijão de gás no manuseio do mesmo; Mantenha o botijão de gás longe de calor direto; Mantenha o botijão de gás longe de calor direto; Mantenha o botijão de gás sempre em pé, nunca deitado; Mantenha o botijão de gás sempre em pé, nunca deitado; Mantenha as crianças longe da porta do forno e do fogão ao ligá-lo; Mantenha as crianças longe da porta do forno e do fogão ao ligá-lo;

34 QUEIMADURA: medidas de prevenção Evite abrir a panela de pressão antes de escapar todo o vapor.Limpar periodicamente a válvula; Evite abrir a panela de pressão antes de escapar todo o vapor.Limpar periodicamente a válvula; Mantenha cabos de panelas e frigideiras virados para a parte interna do fogão; Mantenha cabos de panelas e frigideiras virados para a parte interna do fogão; Evite a permanência de crianças na cozinha, principalmente nos horários de maior movimento; Evite a permanência de crianças na cozinha, principalmente nos horários de maior movimento; Teste a temperatura da água com o dorso de sua mão antes do banho da criança; Teste a temperatura da água com o dorso de sua mão antes do banho da criança; Evite o uso de veículos a gás sem a devida segurança; Evite o uso de veículos a gás sem a devida segurança; Evite fogos de artifício; Evite fogos de artifício; Evite abastecer com álcool: fogareiros, fogueiras, churrasqueiras com possibilidade de existência de chamas ocultas; Evite abastecer com álcool: fogareiros, fogueiras, churrasqueiras com possibilidade de existência de chamas ocultas;

35 QUEIMADURA: medidas de prevenção Esteja alerta ao prazo de segurança e validade dos extintores de incêndio; Esteja alerta ao prazo de segurança e validade dos extintores de incêndio; Evite usar elevadores em caso de incêndio; Evite usar elevadores em caso de incêndio; Providencie treinamento periódico de prevenção e combate a incêndios em estabelecimentos público e privado; Providencie treinamento periódico de prevenção e combate a incêndios em estabelecimentos público e privado; Use protetor de tomadas dificultando o acesso das crianças; Use protetor de tomadas dificultando o acesso das crianças; Isole fios desencapados; Isole fios desencapados; Mantenha instalações elétricas em bom estado de conservação; Mantenha instalações elétricas em bom estado de conservação; Verifique se a voltagem dos eletrodomésticos coincide com a voltagem da corrente; Verifique se a voltagem dos eletrodomésticos coincide com a voltagem da corrente; Utilize somente extensões adequadas aos eletrodomésticos; Utilize somente extensões adequadas aos eletrodomésticos; Desligue aparelhos eletrodomésticos/eletrônicos antes de sair de casa; Desligue aparelhos eletrodomésticos/eletrônicos antes de sair de casa;

36 QUEIMADURA: medidas de prevenção Evite contato com os fios soltos em dias de chuva; Evite contato com os fios soltos em dias de chuva; Mantenha a instalação elétrica protegida da umidade; Mantenha a instalação elétrica protegida da umidade; Use botas, máscaras, capacetes e luvas próprias quando em contato com altas temperaturas e/ou eletricidade; Use botas, máscaras, capacetes e luvas próprias quando em contato com altas temperaturas e/ou eletricidade; Evite mais de um aparelho na mesma extensão; Evite mais de um aparelho na mesma extensão; Evite soltar pipas e balões próximo à rede elétrica; Evite soltar pipas e balões próximo à rede elétrica; Evite armazenar quantidade excessiva de produtos inflamáveis numa mesma sala ou armário, mantendo-os longe do alcance de pessoas desabilitadas ao uso (crianças e idosos); Evite armazenar quantidade excessiva de produtos inflamáveis numa mesma sala ou armário, mantendo-os longe do alcance de pessoas desabilitadas ao uso (crianças e idosos); Evite o uso de bronzeadores caseiros; Evite o uso de bronzeadores caseiros; Exponha - se ao sol somente no inicio da manhã e no final da tarde. Exponha - se ao sol somente no inicio da manhã e no final da tarde.


Carregar ppt "Q U E I M A D U R A S Escola Técnica Irmã Dulce Disciplina: Clínica Médica."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google