A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Anorexia Nervosa Aluna: Renata Reis Lage (11°período) Orientador: Dr. Antônio Chambo Filho 2013.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Anorexia Nervosa Aluna: Renata Reis Lage (11°período) Orientador: Dr. Antônio Chambo Filho 2013."— Transcrição da apresentação:

1 Anorexia Nervosa Aluna: Renata Reis Lage (11°período) Orientador: Dr. Antônio Chambo Filho 2013

2 Epidemiologia Mais frequente no sexo feminino (10:1) 0,5 – 1% das mulheres Adolescentes e adultos jovens Am J Psychiatry 2007;164: N ENGL J MED 2009; 360:

3 Critérios gerais comportamentos visando a perda de peso e sua manutenção abaixo do normal; medo de engordar; distúrbio de imagem corporal; distúrbio endócrino (ex. amenorréia). Rev Bras Psiquiatr 2002;24(Supl III):7-12

4 Comorbidades Depressão Maior ou distimia (50 – 75%) Transtornos de Ansiedade (>60%) Transtorno obsessivo compulsivo (>40%) Abuso de álcool ou outras substâncias psicoativas (12 – 27%) N ENGL J MED 2005; 353:

5 Anorexia Nervosa X Bulimia Nervosa (DSM IV) Perda de peso e recusa em manter o peso dentro da faixa normal (85% do esperado) Medo mórbido de engordar mesmo estando abaixo do peso Perturbação na forma de vivenciar o baixo peso, influência indevida do peso sobre a auto-avaliação e negação do baixo peso Amenorréia por 3 ciclos consecutivos Episódios recorrentes de compulsão alimentar (excesso alimentar + perda de controle) Métodos compensatórios para prevenção de ganho de peso: indução de vômitos, uso de laxantes, diuréticos, enemas, jejum, exercícios excessivos ou outros Freqüência dos episódios compulsivos e compensatórios: em média pelo menos duas vezes/semana por três meses Influência indevida do peso/forma corporal sobre a auto-avaliação Diagnóstico de AN ausente Rev Bras Psiquiatr 2002;24(Supl III):7-12

6 Subtipos 1.restritivo: dieta e exercícios apenas (mais perfeccionistas e obsessivas) 2.compulsão periódica/purgativo: presença de episódios de compulsão e/ou purgação além da dieta, exercícios (mais impulsivas) Rev. Psiq. Clin. 2004; 31 (4); Rev Bras Psiquiatr 2002;24(Supl III):7-12

7 Prognóstico 50% se recuperam totalmente 30% recuperação parcial 20% assumem forma crônica Taxa mortalidade: 11,6% (5,6% por década de doença) 56,9% - suicídio Causas médicas principais: desnutrição e arritmias N ENGL J MED 2009; 360: N ENGL J MED 2005; 353: Rev. Psiq. Clin. 2004; 31 (4);

8 Prognóstico O prognóstico em adolescentes é melhor do que em adultos Maiores taxas de osteoporose e deficit cognitivo a longo prazo Intervenção precoce com recuperação total do peso parece estar relacionado a melhores resultados Am J Psychiatry 2007;164: N ENGL J MED 2009; 360:

9 Gosto do jeito que me sinto quando estou magra sou mais respeitada e recebo mais elogios é realmente nojento ter gordura em meu corpo e agora não tenho mais este problema Rev. Psiq. Clin. 2004; 31 (4);

10 não preciso ficar menstruada gosto do sentimento de autocontrole fico melhor desse jeito Rev. Psiq. Clin. 2004; 31 (4);

11 Aproximadamente um terço das pacientes com transtorno alimentar já usaram esses websites. TheLancet; 2012; Vol 379: 110 Recomeçando Olá pessoas que ainda me acompanham. (...).Se lhes interessa to pesando horrores. Tô muito triste, porque parece que todo meu sacrifício, toda aquela luta foi em vão. Mas to voltando com muita força de vontade. E desta vez ninguém vai me obrigar a comer. Ao contrário do que fazia antes, desta vez vou esconder meu segredo,e não vou deixar nada nem ninguém me atrapalhar.

12 Resistentes a qualquer tipo de intervenção externa Altos índices de recusa e desistência prematura do tratamento Frequentemente, não aderem às orientações Grande risco de recaída Rev. Psiq. Clin. 2004; 31 (4);

13 Apresentação clínica Amenorréia 20 a 30% das pacientes apresentam amenorréia antes de haver perda importante de peso Paciente sem queixas, trazida por familiares Perda de gordura subcutânea hipotensão ortostática bradicardia queda de cabelo hipotermia distúrbios hidroelétrolíticos disfunção tireoidiana Rev Bras Psiquiatr 2002;24(Supl III):7-12

14 Abordagem inicial Pode ser necessário obter informação adicional com amigos ou membros da família Identificar sintomas que tenham maior chance de ser reconhecidos pela paciente Questionar sobre evolução do peso e história menstrual Completa revisão de sistemas Comportamento alimentar detalhado Am J Psychiatry 2007;164:

15 Tratamento Pacientes com baixo peso: Internação e reabilitação nutricional Recusa alimentar + risco de morte: alimentação via naso-gástrica Faixa segura: 0,9 – 1,4 kg/ semana Síndrome de realimentação (6%) APA PRACTICE GUIDELINES – Treatment of Patients With Eating Disorders,2012 N ENGL J MED 2005; 353:

16 Tratamento Psicoterapia Após correção da mal nutrição e início do ganho de peso Psicoterapia individual (cognitivo-comportamental, outras...) Psicoterapia familiar Terapia medicamentosa Antipsicóticos atípicos (olanzapina) em baixas doses, em alguns casos APA PRACTICE GUIDELINES – Treatment of Patients With Eating Disorders,2012 N ENGL J MED 2005; 353:

17 Resumindo... Mais frequente no sexo feminino – adolescentes e adultos jovens Anorexia Nevosa X Bulimia Nervosa – Residência!!! Comorbidades: depressão maior, transtornos de ansiedade, TOC, abuso de substâncias Alta taxa de mortalidade Má aderência – negação Tratamento: 1º passo – avaliar necessidade de internação + reabilitação nutricional!

18 FIM

19 QUESTÕES DE RESIDÊNCIA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA ANOS OPCIONAIS - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE - PSIQUIATRIA DA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA Na anorexia nervosa, a internação hospitalar é uma alternativa a ser considerada quando o paciente: (A) está sob o risco de osteoporose ou osteopenia, mesmo sem perda de peso importante (B) apresenta peso corporal 20% abaixo do esperado para a sua altura (C) desenvolve episódios bulímicos concomitantes (D) usa métodos purgativos ou exercícios físicos extenuantes para a perda de peso

20 QUESTÕES DE RESIDÊNCIA RESIDENCIA MÉDICA – 2009 (ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO CEARÁ – ESPCE) Jovem de 17 anos, sexo feminino, é trazida ao ambulatório de Clínica Médica pelos pais. Referem a menina apresenta hábitos alimentares aberrantes, chegando a comer 10 pacotes de batatas fritas e incontáveis biscoitos e bombons em um dia. Após esse episódios, passa de 2 a 3 dias em intensa atividade física na academia – com sessões de 6 a 8 horas diárias – sem alimentar-se ou ingerir líquidos adequadamente. Esses ciclos vem se alternando cerca de 2 a 3 vezes por semana por pelo menos 6 meses. Durate a intrevista, a menina confirmou as informações dadas pelos pais e referiu que come exagerado por perder o controle, mas que sente-se extremamente infeliz após tais episódios. Relata que se acha um pouco acima do peso, mas nega a indução de vômitos ou uso de laxantes. IMC era de 26 Kg/m². Exame físico estava normal e avaliação bioquímica sem alterações. Qual o diagnóstico mais provável?

21 QUESTÕES DE RESIDÊNCIA RESIDÊNCIA MÉDICA 2007 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS (UNCISAL) Qual síndrome é caracterizada por preocupação excessiva com controle de peso, ataques de hiperfgia seguidos de vômitos induzidos e uso de laxante? (A) Bulimia (B) Anorexia (C) Transtorno de compulsão alimentar periódico. (D) Obesidade mórbida. (E) Dismorfofobia.


Carregar ppt "Anorexia Nervosa Aluna: Renata Reis Lage (11°período) Orientador: Dr. Antônio Chambo Filho 2013."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google