A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Banda Básica: –Utiliza multiplexação por divisão de tempo (TDM), onde apenas um equipamento transmite por vez; –Os bits são transmitidos sem modulação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Banda Básica: –Utiliza multiplexação por divisão de tempo (TDM), onde apenas um equipamento transmite por vez; –Os bits são transmitidos sem modulação."— Transcrição da apresentação:

1 Banda Básica: –Utiliza multiplexação por divisão de tempo (TDM), onde apenas um equipamento transmite por vez; –Os bits são transmitidos sem modulação através da mudança de nível de tensão; –Tipos de codificação de sinais: unipolar NRZ, bipolar RZ, Manchester, Bifase, Manchester diferencial, Miller, CMI. Tecnologias de Transmissão

2 Exemplo de codificação:

3 Banda Larga: –Utiliza multiplexação por divisão de frequência (FDM), onde a banda utilizada é dividida em várias frequências diferentes (canais) que podem ser utilizados para transmissão; –Alta capacidade de transmissão; –Vários canais de transmissão disponíveis; –Flexibilidade de configuração; Tecnologias de Transmissão

4 Banda Larga: –Grande alcance; –Maior custo de instalação (equipamentos mais complexos); –Maior atraso de propagação do sinal, se comparado com o sinal das redes locais Tecnologias de Transmissão

5 FDM (Frequency Division Multiplexing) Tecnologias de Transmissão

6 OSI (Open Systems Interconnection – Modelo de Referência para Interconexão de Sistemas Abertos); Proposta de padrão internacional de arquitetura de redes de computadores proposto pela ISO (International Standards Organization); Arquitetura baseada em camadas; Modelo OSI

7 Modelo proposto com 7 camadas: –Física; –Enlace de dados; –Rede; –Transporte; –Sessão; –Apresentação; –Aplicação; Modelo OSI

8

9 Camada Física: –Define os aspectos físicos e elétricos da comunicação, tais como: tipo de cabo, conector, sinal elétrico a ser utilizado, etc. Modelo OSI

10 Camada de Enlace de Dados: –Determina como transferir os bits de dados de uma maneira confiável sobre a Camada Física. –Desempenha as funções básicas do protocolo de comunicação: Divisão da mensagem a ser transmitida em pacotes de dados; Estabelecimento da prioridade de transmissão; Definição de formatos; Gerar do controle de erros; Verificação erros; Executar procedimentos de recuperação após as falhas. Modelo OSI

11 Camada de Rede: –Identifica as máquinas conectadas, assinalando os endereços na rede. –É composta pelos protocolos de interconexão de redes, necessários para que várias redes possam transmitir dados entre si, referindo-se aos endereços e códigos de cada uma. Modelo OSI

12 Camada de Transporte: –Tem como função a reordenação e checagem dos pacotes de mensagens. Isso porque os pacotes enviados podem chegar em ordem diferente da que foram enviadas. Modelo OSI

13 Camada de Sessão: –Cada conexão é considerada uma "sessão" diferente. Nesta camada, os pacotes são destinados às sessões apropriadas. –É responsável pelo diálogo entre as aplicações em diferentes estações da rede. –É capaz de multiplexar dois ou mais programas de usuários através da rede. Modelo OSI

14 Camada de Apresentação: –Traduz e converte dados transmitidos codificados em formatos que possam ser entendidos e manipulados pelos usuários. –Os pacotes são "abertos" e a mensagem montada exatamente como foi transmitida. Modelo OSI

15 Camada de Aplicação: –Oferece suporte às tarefas do usuário e da aplicação, e de administração geral do sistema, incluindo compartilhamento de recursos, gerenciamento de rede, correio eletrônico, modem, emulação de terminais, transferência de arquivos, etc. –É tratada pelo programa que originou ou recebeu a mensagem. Cada programa "sabe" o que fazer com as mensagens recebidas. Modelo OSI

16 Padrão de rede local desenvolvido pelo IEEE (Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos) a partir de 1983 Normalizado como IEEE Define: –Cabeamento e sinais elétricos para a camada física –Formato de pacotes e protocolos para a camada de controle de acesso ao meio – MAC (Media Access Control) Padrão Ethernet

17 Padrões atuais: –IEEE – 10Base-T Ethernet: 10 Mbits/s –IEEE 802.3u – Fast Ethernet: 100 Mbits/s –IEEE 802.3z – Gigabit Ethernet: 1 Gbit/s –IEEE 802.3ae – 10 Gigabit Ethernet: 10 Gbits/s Meios de transmissão: cabo coaxial, par trançado (não blindado) e fibra óptica 10 BASE-FL Padrão Ethernet

18 Topologias utilizadas: Barramento ou Estrela Controle de acesso ao meio através de CSMA/CD (Carrier Sense Multiple Access with Collision Detection): –Capacidade de identificar se está ocorrendo transmissão (Carrier Sense) –Capacidade de múltiplos pontos concorrerem pela utilização do meio físico (Multiple Access) –Capacidade de identificar colisões (Collision Detection) Padrão Ethernet

19 Padrão (coaxial padrão): 10BASE5 –Cabo coaxial grosso e rígido –Comprimento por segmento: 500 m (sem repetidor) –Velocidade de 10 Mbps –Capacidade de 100 estações conectadas –Até 4 repetidores –Resistores de terminação de 50 ohms Padrão Ethernet

20 Thinnet (coaxial fino): 10BASE2 –Cabo coaxial fino –Comprimento por segmento: 185 m –Velocidade de 10 Mbps –Capacidade de 30 estações conectadas –Resistores de terminação de 50 ohms –Conectores tipo BNC Padrão Ethernet

21 Par trançado (não blindado): 10BASE-T –Par trançado (AWG 22 a 26) Categoria 3 (CAT3) – não blindado, até 10 Mbits/s, capacidade de banda de 16 MHz Categoria 5e (CAT5e) – não blindado, até 1 Gbit/s, capacidade de banda de 125 MHz –Comprimento por segmento: 100 m –Velocidade de 10 Mbps –Capacidade de 2 estações conectadas por segmento, normalmente um hub ou switch e um computador Padrão Ethernet

22 Fibra óptica: 10BASE-FL –Comprimento por segmento: 2 km –Velocidade de 10 Mbps –Capacidade de 2 estações conectadas por segmento, normalmente um hub ou switch e um computador –Melhor qualidade de transmissão –Imune à interferências eletromagnéticas e elétricas Padrão Ethernet

23 TCP/IP – Transmission Control Protocol / Internet Protocol TCP – Protocolo do nível da camada de transporte (camada 4) do modelo OSI –Orientado à conexão –Ponto a ponto –Confiabilidade –Recuperação de pacotes perdidos ou corrompidos –Eliminação de pacotes duplicados TCP/IP

24 IP – Protocolo do nível da camada de rede (camada 3) do modelo OSI –Gerencia o endereçamento e o encaminhamento de mensagens –Não orientado à conexão –Sem controle de erros –Transferências sem garantia de entrega TCP/IP

25 Conjunto de regras que especifica formato, sincronismo e tratamento de eventos na transferência de dados entre dois dispositivos Exemplos: –BSC (Binary Synchronous Communication) –SDLC (Synchronous Data Link Control) –HDLC (High Data Link Control) –X25 –MODBUS Protocolos de comunicação

26 Funções básicas: –detecção da conexão física –handshaking (estabelecimento de ligação) –negociação das características das conexão –definição do formato da mensagem –tratamento de mensagens corrompidas ou perdidas –detecção da perda de conexão –finalização da sessão ou conexão Protocolos de comunicação

27 Protocolos orientados a caracteres –As regras são baseadas em caracteres com funções definidas Protocolos orientados a bits –O tratamento das informações é feito a nível de bit, ou seja, não há caracteres especiais com funções definidas Protocolos de comunicação

28 Sincronismo das mensagens –Orientado a bits Baseado na procura de um padrão único no fluxo de bits. O transmissor tem de garantir que esse padrão apenas acontece para sincronismo –Orientado a caracteres Uso de caracteres de sincronismo (SYN) no início da comunicação. Uso de caracteres especiais (STX, ETX, DLE, etc.) para controlar o fluxo dos dados Protocolos de comunicação

29 Exemplo de protocolo orientado a bit FLAGENDEREÇOCONTROLEINFORMAÇÃOCONTROLE FRAMEFLAG 888Múltiplo de 8168 FLAG – sequência de bits que identifica início ou fim do frame ENDEREÇO – sequência de bits que identifica quem está transmitindo ou deve receber frame CONTROLE – sequência de bits que identifica a função do frame e números de sequência CONTROLE DE FRAME – sequência de bits que permite checar o frame

30 Protocolos de comunicação Exemplo de protocolo orientado a caractere SYNC – caractere de sincronismo SOH (Start of Header) – início do cabeçalho STX (Start of Text) – início do texto ETB (End of Transmission Block) – fim de transmissão do bloco ETX (End of Text) – fim do texto BCC (Block Check Character) – caractere para checar o bloco, é montado à partir do método de detecção e correção escolhidos. SYNC SOHCABEÇALHOSTXTEXTOETB/ETXBCC


Carregar ppt "Banda Básica: –Utiliza multiplexação por divisão de tempo (TDM), onde apenas um equipamento transmite por vez; –Os bits são transmitidos sem modulação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google