A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

IDADE CONTEMPORÂNEA A REVOLUÇÃO FRANCESA Revolução Francesa é o nome dado ao conjunto de acontecimentos que, entre 5 de Maio de 1789 e 9 de Novembro de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "IDADE CONTEMPORÂNEA A REVOLUÇÃO FRANCESA Revolução Francesa é o nome dado ao conjunto de acontecimentos que, entre 5 de Maio de 1789 e 9 de Novembro de."— Transcrição da apresentação:

1 IDADE CONTEMPORÂNEA A REVOLUÇÃO FRANCESA Revolução Francesa é o nome dado ao conjunto de acontecimentos que, entre 5 de Maio de 1789 e 9 de Novembro de 1799, alteraram o quadro político e social da França. Em causa estavam o Antigo Regime (Ancien Régime) e a autoridade do clero e da nobreza. Foi influenciada pelos ideais do Iluminismo e da Independência Americana (1776). A Revolução é considerada como o acontecimento que deu início à Idade Contemporânea. Aboliu a servidão e os direitos feudais na França e proclamou os princípios universais de "Liberdade, Igualdade e Fraternidade" (Liberté, Egalité, Fraternité), frase de autoria de Jean Nicolas Pache.

2 IDADE CONTEMPORÂNEA A REVOLUÇÃO FRANCESA Revolução burguesa. Antecedentes/causas: –Maior população da Europa Ocidental (25 milhões). –80% rural. –Absolutismo parasitário Luís XVI Festas, banquetes, pensões, guerras inúteis, tratados desvantajosos.

3 IDADE CONTEMPORÂNEA A REVOLUÇÃO FRANCESA –Restrições mercantilistas: taxações, proibições, monopólios. –Sociedade estamental (extrema desigualdade): 97% 2% 1% 1º ESTADO: CLERO 2º ESTADO: NOBREZA 3º ESTADO: BURGUESIA + CAMPONESES + SANS CULOTES: obrigações e impostos. Terras, cargos prestígio, privilégios, e isenção fiscal Os sans-culottes eram artesãos, trabalhadores e até pequenos proprietários que viviam nos arredores de Paris. Recebiam esse nome porque não usavam os elegantes calções que a nobreza vestia, mas uma calça de algodão grosseira.

4 IDADE CONTEMPORÂNEA A REVOLUÇÃO FRANCESA –Crise econômica: concorrência inglesa, excesso de gastos, altos impostos, inundações, secas... –Difusão de ideais iluministas. –Revolta dos Notáveis (1787): nobres inconformados com proposta de cobrança de impostos, exigem convocação dos Estados Gerais. Os Estados Gerais (1789): –Reunião (consultiva) de membros dos 3 Estados. –Objetivo básico: tributação. –Divergência de votação (por deputado ou por Estado)

5 IDADE CONTEMPORÂNEA A REVOLUÇÃO FRANCESA –3º Estado separa-se e autoproclama-se em Assembléia Nacional Constituinte (juramento da péla). –Criação da Guarda Nacional (milícia burguesa) para resistir ao rei. –14/07/1789: QUEDA DA BASTILHA (início oficial da Revolução Francesa) A Queda da Bastilha, símbolo mais radical e abrangente das revoluções burguesas. A Tomada da Bastilha, por Jean-Pierre Louis Laurent Houel.

6 IDADE CONTEMPORÂNEA A REVOLUÇÃO FRANCESA A Assembléia Nacional (1789 – 1792): –Grande Medo (AGO): camponeses rebelam-se contra autoridade dos senhores feudais. –Abolição de privilégios feudais. –DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DO HOMEM E DO CIDADÃO – igualdade jurídica, direito à propriedade e resistência à opressão. Desigualdade econômica no lugar da sociedade estamental. –Constituição civil do clero (1790). Igreja subordinada ao Estado. JuramentadosX Refratários.

7 IDADE CONTEMPORÂNEA A REVOLUÇÃO FRANCESA –1ª Constituição francesa (1791): monarquia constitucional, divisão de poderes, voto censitário, manutenção da escravidão nas colônias. –Proibição de greves e associações de trabalhadores (Le Chepelier). –Divisões entre os parlamentares: GIRONDINOS – alta burguesia, conservadores, sentados na direita do parlamento. JACOBINOS – pequena e média burguesia, apoiados por sans-culotes, favoráveis a mudanças mais radicais, sentados na esquerda do parlamento. Apelidados de montanheses.

8 IDADE CONTEMPORÂNEA A REVOLUÇÃO FRANCESA –Nobres começam a abandonar a França (emigrados). –Rei tenta fugir e é preso (1791). –França é invadida por países absolutistas (Áustria e Prússia). –Exército popular (COMUNA INSURRECIONAL DE PARIS), liderado por jacobinos, é formado para conter inimigos. –Rei = traidor Monarquia é abolida (1792) As palavras de Danton (jacobino) ressoaram de forma marcante nos corações dos revolucionários. Disse ele: "Para vencer os inimigos, necessitamos de audácia, cada vez mais audácia, e então a França estará salva".

9 IDADE CONTEMPORÂNEA A REVOLUÇÃO FRANCESA A Convenção Nacional (1792 – 1795): –GirondinosXJacobinos –Set/1792 – Jun/1793: Girondinos no poder. Jan/1793 – Luís XVI é guilhotinado. 1ª coligação contra a FRA (AUS + PRUS + ESP + HOL + ING). Revolta de camponeses de Vendéia (contra a Revolução). Crise econômica.

10 IDADE CONTEMPORÂNEA A REVOLUÇÃO FRANCESA Execução: No dia 21 de janeiro, um coche, rodeado por uma escolta armada, passando por ruas nas quais formavam fileiras, a Guarda Nacional levou Luís XVI à guilhotina e ele tentou falar à multidão: Franceses, morro inocente; é do patíbulo e próximo a comparecer perante Deus que vô-lo digo. Perdôo meus inimigos. Desejo que a França... Neste ponto Santerre, chefe da Guarda Nacional de Paris, gritou: Tambours! e os tambores afogaram o resto. A população presenciou em sombrio silêncio quando a pesada lâmina caiu, contanto carne e osso. Naquele dia, um espectador, recordando mais tarde disse: todos se retiraram vagarosamente e nós quase não ousávamos olhar-nos uns aos outros. A Guilhotina e o Imaginário do Terror de Daniel Arasse; "Enciclopédia Compacta de Conhecimentos Gerais" da ISTOÉ; The Execution of Louis XVI, 1793.

11 IDADE CONTEMPORÂNEA A REVOLUÇÃO FRANCESA –Jun/1793 – Jul/1794: Jacobinos no poder. Radicalismo. 1793: Constituição do Ano I – sufrágio universal, fim da escravidão nas colônias. Comitê de Salvação Pública (administração e defesa externa). Comitê de Salvação Nacional (segurança interna). Tribunais Revolucionários (julgamento de opositores). Calendário Revolucionário. Lei do Preço Máximo. Ensino público e gratuito. Confisco e venda (a preços populares) de bens da Igreja e nobreza.

12 IDADE CONTEMPORÂNEA A REVOLUÇÃO FRANCESA Fim da supremacia católica. Assassinato de Marat Divergências entre jacobinos. Danton X Robespierre* X Hérbert Terror: abuso da guilhotina. Desgaste do governo. MARAT ROBESPIERREDANTON

13 IDADE CONTEMPORÂNEA A REVOLUÇÃO FRANCESA Golpe dos Girondinos: Robespierre é guilhotinado e Girondinos retomam o poder. Anulação das leis dos jacobinos. Perseguições a populares (Terror Branco). Prisão de RobespierreExecução de Robespierre

14 IDADE CONTEMPORÂNEA A REVOLUÇÃO FRANCESA O Diretório (1795 – 1799): –1795: Nova Constituição – 5 diretores (poder executivo), voto censitário. –1795 e 1797 – golpes realistas (frustrados) –1796: Conspiração ou Conjura dos Iguais (Graco Babeuf) – rebelião popular fracassada. –Segunda Coligação contra a França (PRUS + ESP + HOL + ITA) – derrotada. –Crise econômica, corrupção, impopularidade. –Napoleão Bonaparte destaca-se. –Golpe do 18 Brumário (1799): Napoleão Bonaparte toma o poder. Fim da Revolução Francesa. GRACO BABEUF NAPOLEÃO BONAPARTE

15 IDADE CONTEMPORÂNEA A REVOLUÇÃO FRANCESA Importância do movimento: –Fim do Antigo Regime. –Ascensão da burguesia. –Desenvolvi- mento do capitalismo.


Carregar ppt "IDADE CONTEMPORÂNEA A REVOLUÇÃO FRANCESA Revolução Francesa é o nome dado ao conjunto de acontecimentos que, entre 5 de Maio de 1789 e 9 de Novembro de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google