A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. Dr. Marcelo Antunes Nolasco

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. Dr. Marcelo Antunes Nolasco"— Transcrição da apresentação:

1 Derramamento de Petróleo no Oceano: dinâmica dos poluentes, monitoramento e toxicidade

2 Prof. Dr. Marcelo Antunes Nolasco
Poluição das Águas Prof. Dr. Marcelo Antunes Nolasco Bruna Toscano Diego Palópito Fernanda Guerra Julia Butzge Luahnna Baraldi Milena Bastos

3 Temas abordados Histórico do uso do petróleo
Relevância do petróleo na atualidade Caracterização físico-química do petróleo Dinâmica e comportamento do petróleo nos oceanos

4 Os principais derramamentos de óleo no oceano:
Guerra do Golfo – Kuwait Exxon Valdez Golfo do México Baía de Guanabara Processos de monitoramento e remediação de derramamentos de petróleo

5 Guerra do Golfo, Kuwait, Golfo Pérsico (1991)

6 Exxon Valdez (1989)

7 Baia de Guanabara (2000)

8 Golfo do México (2010)

9 Conclusão A evolução das formas de extração de petróleo no mar vem gerando impactos de diversas naturezas e magnitudes no meio ambiente local e indiretamente regional, nacional ou até mesmo global. Esses impactos, pela sua freqüência e intensidade, implicaram na crescente elaboração de estudos e pesquisas científicas visando compreender a dinâmica e toxicidade do petróleo nos oceanos, os quais viabilizaram o desenvolvimento de novas formas, equipamentos, ferramentas e tecnologias de monitoramento, contenção e remediação de acidentes com petróleo. Desta forma, para a elaboração dessas técnicas foi necessário aprimorar o conhecimento em relação ao comportamento do óleo no oceano e ao seu potencial tóxico, com foco nos impactos ambientais gerados. Os derramamentos que ocorreram no passado serviram de referência para aprimorar e modificar os meios de extração, as tecnologias mecânicas implementadas e as próprias técnicas de remediação de impactos referentes à questões e etapas do uso e extração do petróleo. Portanto, esses derramamentos tiveram sua contribuição para o aprendizado e desenvolvimento de inovações tecnológicas no âmbito do monitoramento, remediação e contenção dos vazamentos. Mesmo com todo o conhecimento desenvolvido até agora e com as inovações tecnológicas aplicadas ao petróleo, a prioridade das empresas e instituições ligada à área consiste em evitar que novos acidentes com derramamentos de óleo no oceano ocorram. Portanto, faz-se necessário a boa formação e treinamento de uma equipe apta para prever, evitar e, nos casos de derramamento já ocorrido, controlá-los, utilizando as técnicas de mitigação adequadas.

10 Referências ART, Henry W. (ed.). Dicionário de ecologia e ciências ambientais. Barros, Mary Amazonas Leite de (trad.), 2ª ed. São Paulo: Editora UNESP: Companhia Melhoramentos, 2001. ATLAS, Ronald M.. Petroleum biodegradation and oil spill bioremediation. Ed. Marine Pollution Bulletin BBC News. Brazil battles oil spill threat. 18 Jun Disponível em: <http://news.bbc.co.uk/2/hi/americas/ stm> Acesso em: junho 2010. CANTAGALLO, Camila et al. Limpeza de ambientes costeiros brasileiros contaminados por petróleo: uma revisão. Pan- American Journal of Aquatic Sciences Disponível em: <http://www.panamjas.org/pdf_artigos/PANAMJAS_2(1)_1-12.pdf> Acesso em: junho 2010. CANUTO, José Roberto. Petróleo. Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo, Disponível em: <http://www.igc.usp.br/index.php?id=309> Acesso em: maio 2010. CARDOSO, A. Sistema de informações para planejamento e resposta a incidentes de poluição marítima por derramamento de petróleo e derivados. Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2007. CARDOSO, Luiz Cláudio. Petróleo do Poço ao Posto. , Rio de Janeiro : Qualitymark, Disponível em: <http://univen.no-ip.biz/%5Cmonografias%5CPetr%C3%B3leo%20e%20G%C3%A1s%20Natural%5C2009/TCC-viabilidade-campo-petroleo.pdf> Acesso em: maio 2010. CETESB - Companhia Ambiental do Estado de São Paulo. Aspectos Físicos e Químicos. Disponível em: <http://www.cetesb.sp.gov.br/emergencia/acidentes/vazamento/oleo/a_fisicos.asp>. Acesso em: maio 2010. CETESB - Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental. “Intemperismo do Óleo”. Disponível em: <http://www.cetesb.sp.gov.br/emergencia/acidentes/vazamento/oleo/intemperismo.asp>. Acesso em: maio 2010. DEEPWATER HORIZON ROSPONSE – The oficial site of the deepwater unified command. Disponível em: <http://www.deepwaterhorizonresponse.com>. Acesso em: abril 2010. FOLHA.COM – Site oficial do jornal eletrônico Folha de São Paulo. Vazamento no Golfo do México afetará exploração petrolífera mundial, diz especialista. Reportagem de 19 de maio de Disponível via URL em < Acesso em: maio de 2010. GLOBO.COM. Absolutamente tudo sobre esportes, notícias, entretenimento e vídeos. Disponível via URL em < Acesso em: junho de 2010. GRAHAM, Sarah. Environmental Effects of Exxon Valdez Spill Still Being Felt. Scientific American. 19 Dec Disponível em: <http://www.science.com/article.cfm?id=environmental-effects-of>. Acesso em: maio 2010. HARVEY, S. Enhanced Removal of Exxon Valdez Spilled Oil from Alaskan Gravel by a Microbial Surfactant. Nature Biotechnology 8, p. 228 – 230; Disponível em: <http://www.nature.com/nbt/journal/v8/n3/abs/nbt html>. Acesso em: maio 2010. ITOPF - International Tanker Owners Pollution Federation Limited – “Technical Information Paper – Fate of Marine Oil Spills”. Disponível em: <http://www.itopf.com/fate.html>, Acesso em: maio de 2010. KIRWAN, Michael SHORT, John. Guanabara Bay Oil Spill, 2000, Brazil – Cetacean Response In: International Oil Spill Conference. Disponível em: <http://www.iosc.org/papers/IOSC%202003%20a468.pdf> Acesso em: Junho 2010.

11 MACHADO et al. Influência do óleo nacional pesado na corrosão de aços inoxidáveis. Universidade Federal do Ceará – Departamento de Engenharia Mecânica e Produção. 2º Congresso Brasileiro de P & D em Petróleo e Gás Disponível em: <http://www.portalabpg.org.br/PDPetro/2/4066.pdf> Acesso em: maio 2010. MICHEL, J. Assessment and Recommendations for the Oil Spill Cleanup of Guanabara Bay, Brazil. Spill Science & Technology Bulletin, v.6 n.1 p , 2000. MILLER JR, G. Tyler. Ciência Ambiental. All Tasks (trad.) 11ª ed. São Paulo : Thomson Learning, 2007. MOREIRA, A . Planos nacionais de contingência para atendimento a derramamento de óleo: análise da experiência de países representativos das Américas para implantação no caso do Brasil. Rio de Janeiro, Disponível em: <http://www.climaenergia.ppe.ufrj.br/ppe/production/tesis/amfilho.pdf>. Acesso em: maio 2010. NEFF, J.M. & STUBBLEFIELD, W.A. Chemical and Toxicological Evaluation of Water Quality Following the Exxon Valdez Oil Spill. Janeiro, Disponível em: <http://www.astm.org/DIGITAL_LIBRARY/STP/SOURCE_PAGES/STP1219.htm>. Acesso em: maio 2010. OPALC – Observatório de Políticas Públicas Ambientais da América Latina e Caribe. Lições da Exxon Valdez. 6 de abril de Disponível via URL em <http://www.opalc.org.br/index2.php?option=com_content&do_pdf=1&id=2809>. Acesso em: maio de 2010. OPEP – Organização dos Países Exportadores de Petróleo. Disponível em: <http://www.opec.org/opec_web/en/about_us/25.htm> Acesso em: maio 2010. PERUZO, Tito Miragaia; CANTO, Eduardo Leite do. Química: na abordagem do cotidiano. São Paulo : Moderna, 1996. RICCIARDI, M. The Exxon Valdez Oil Spill – 20 years after: The analysis. Published on May 1st, 2009, In The Americas Posted. Disponível em: <http://ecolocalizer.com/2009/05/01/the-exxon-valdez-oil-spill-20-years-after-the-analysis/>. Acesso em: maio 2010. SANCHÉZ, L.E. Avaliação de Impactos Ambientais. Conceito e Métodos. Ed. Oficina de Textos STATE OF CALIFORNIA (a) – Departament os Conservation. Disponível em: <http://www.consrv.ca.gov/dog/picture_a_well/pages/qh_drill_rig.aspx> Acesso em: maio 2010. STATE OF CALIFORNIA (b) – Departament os Conservation. Disponível em: <http://www.consrv.ca.gov/DOG/picture_a_well/Pages/offshore_platform.aspx> Acessado em: 22 mai 2010. TAAM, Mauricio. The Guanabara Bay Oil Spill Incident – “The Brazilian Exxon Valdez”. An Institutional Perspective Disponível em: <http://www.epa.gov/oem/docs/oil/fss/fss02/taampaper.pdf> Acesso em: junho 2010. TEIXEIRA, Wilson de et al (organs.). Decifrando a Terra. São Paulo : Companhia Editora Nacional, 2008. TPN – Tanques de Provas Numérico; Departamento de Engenharia Naval da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Disponível em: <http://tpn.usp.br/site/> Acesso em: maio 2010. UNICAMP – Universidade de Campinas: Disponível em: <http://www.dep.fem.unicamp.br/~denis/petroleo.html> Acesso em: maio 2010. WALISIEWICZ, Marek. Energia alternativa: solar, eólica, hidrelétrica e de biocombustíveis. SERAPICOS, Elvira (trad.), São Paulo: Publifolha, 2008. ZAMITH, Regina. A indústria para-petroleira nacional. São Paulo : Annablume; p.


Carregar ppt "Prof. Dr. Marcelo Antunes Nolasco"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google