A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 INSTRUMENTOS DE CONTROLE CONSENSUAL: EXPERIENCIA DE BELO HORIZONTE TERMO DE COMPROMISSO DE GESTÃO – TCG SUSPENSÃO DO PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 INSTRUMENTOS DE CONTROLE CONSENSUAL: EXPERIENCIA DE BELO HORIZONTE TERMO DE COMPROMISSO DE GESTÃO – TCG SUSPENSÃO DO PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR."— Transcrição da apresentação:

1 1 INSTRUMENTOS DE CONTROLE CONSENSUAL: EXPERIENCIA DE BELO HORIZONTE TERMO DE COMPROMISSO DE GESTÃO – TCG SUSPENSÃO DO PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR – SUSPAD Marina Esteves Lopes Corregedora Geral do Município de Belo Horizonte CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO CORREGEDORIA-GERAL DO MUNICÍPIO

2 2 Lógica dos Instrumentos de Controle Consensual: - Fracasso do modelo fundado no positivismo de que o cumprimento da lei gera eficiência - Controle-Sanção para Controle Consensual - Controle-repressão pelo controle-impulso CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO CORREGEDORIA-GERAL DO MUNICÍPIO

3 3 Lógica dos Instrumentos de Controle Consensual: Os mecanismos de controle, que deixam de ser estritamente sancionatórios – visão típica do Direito concebido como ordem de coerção –, para se afirmar como meio de planejamento e pacificação negociada das controvérsias na ordem interna CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO CORREGEDORIA-GERAL DO MUNICÍPIO

4 4 FUNDAMENTO LEGAL: - CF preâmbulo - solução pacífica das controvérsias - CF Art. 71, IX, define controle interno e externo - Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), art. 59, § 1º, prevê alerta dos órgãos de controle -Lei de Ação Civil Pública trata do compromisso de ajustamento de conduta -Ainda em tramitação, o Anteprojeto da Lei Orgânica da Administração Pública Federal também prevê que os órgãos de controle podem propor a assinatura de TAGs para efeito de afastar a aplicação de penalidades e adequar os atos. - STF - Súmula n. 473, reconheceu o autocontrole como prerrogativa da Administração para anular seus próprios atos, quando eivados de vícios que os tornam ilegais, porque deles não originam direitos, bem como para revogá-los, por motivo de conveniência e oportunidade. CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO CORREGEDORIA-GERAL DO MUNICÍPIO

5 5 TCG – TERMO DE COMPROMISSO DE GESTÃO DECRETO Nº , DE 12 DE SETEMBRO DE 2011 Instrumento de controle consensual, decorrente das auditorias de conformidade e operacionais, ou de situações identificadas pela Controladoria-Geral do Município que recomendem a sua adoção, celebrado entre o gestor do órgão, entidade, programa ou projeto auditado e o órgão responsável pelo controle interno. CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO CORREGEDORIA-GERAL DO MUNICÍPIO

6 6 TCG – TERMO DE COMPROMISSO DE GESTÃO Art O Termo de Compromisso de Gestão - TCG conterá: I - identificação sucinta das partes envolvidas; II - cláusulas contendo obrigações e metas assumidas pelas partes; III - prazos para implementação das obrigações assumidas nas respectivas cláusulas; IV - outros elementos necessários ao seu fiel cumprimento. § 1º - O TCG obriga os signatários à adoção das providências previstas nas respectivas cláusulas e será monitorado regularmente pela Auditoria-Geral do Município, a qual poderá solicitar informações periódicas sobre seu adimplemento. § 2º - Será instituído banco de dados específico, visando ao permanente monitoramento dos TCGs celebrados. CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO CORREGEDORIA-GERAL DO MUNICÍPIO

7 7 TCG – TERMO DE COMPROMISSO DE GESTÃO § 3º - A etapa de monitoramento a que se refere o § 1º deste artigo consiste na avaliação, pela Auditoria-Geral do Município, das justificativas apresentadas e da comprovação das providências adotadas, aprovadas pelo gestor do órgão ou entidade auditada, em relação aos compromissos constantes do TCG, após transcurso dos prazos pactuados. § 4º - O não cumprimento das obrigações previstas no TCG pelos signatários autoriza a sua rescisão, devendo o Controlador-Geral do Município dar ciência do fato ao Prefeito e ao órgão de controle externo competente, sem prejuízo das responsabilidades funcionais a serem apuradas em processo específico. § 5º - Eventuais solicitações de alteração de conteúdo e de prazos constantes dos TCG deverão ser apresentadas à Controladoria-Geral do Município.. CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO CORREGEDORIA-GERAL DO MUNICÍPIO

8 8 Suspensão Processo Administrativo Disciplinar SUSPAD Art. 225A Estatuto do Servidor – Lei Municipal 7169/96 Decreto Municipal n /2011 Objetivos: -desburocratizar e tornar menos dispendiosos os processos; -dar satisfação imediata à sociedade -conferir maior celeridade aos processos instaurados pela Corregedoria – princípio da economia processual; -permitir a auto-recuperação do servidor nas infrações de baixo potencial lesivo à disciplina interna da Administração. CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO CORREGEDORIA-GERAL DO MUNICÍPIO

9 9 Suspensão Processo Administrativo Disciplinar SUSPAD -Adesão é voluntária - A adesão à SUSPAD não configura confissão de culpa do agente público; -A SUSPAD não impede que o agente público seja exonerado ou desligado a pedido, aposentado, obtenha progressão de carreira, tome posse em cargo ou função em comissão, de confiança ou eletivo; CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO CORREGEDORIA-GERAL DO MUNICÍPIO

10 10 As condicionantes poderão ser propostas cumulativa ou alternativamente, dependendo da natureza e da gravidade da suposta falta; Se ocorreu dano, deverá ser feita a reparação; A suspensão será interrompida, caso ocorra nova falta disciplinar ou o descumprimento da condicionante da SUSPAD; CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO CORREGEDORIA-GERAL DO MUNICÍPIO

11 11 A SUSPAD pode ser cancelada a pedido do agente público beneficiario; Ao término do prazo e cumprida a condicionante, é declarada extinta a punibilidade (publicação de despacho no DOM); O prazo da suspensão não conta para fins de prescrição; CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO CORREGEDORIA-GERAL DO MUNICÍPIO

12 12 Não se aplica a SUSPAD: -ao agente público que tenha sido condenado por outra infração disciplinar nos últimos 05 (cinco) anos; - tenha outro processo administrativo disciplinar suspenso; - durante o dobro do prazo da suspensão, contado a partir da declaração de extinção da punibilidade ; -no caso da condenação criminal transitada em julgado ; e ainda quando a infrações disciplinares que possam ser tipificadas como: I - crimes contra a Administração Pública; II - crimes aos quais seja cominada pena mínima igual ou superior a 1 (um) ano; III - atos de improbidade administrativa; IV - casos de abandono de cargo, função ou emprego; V - casos de acúmulo ilícito de cargos, funções ou empregos. CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO CORREGEDORIA-GERAL DO MUNICÍPIO

13 13 CONDICIONANTES DA SUSPAD: Prestação de serviços voluntários (nos termos da Lei Federal nº 9.608/98) em entidades designadas pela Corregedoria-Geral e em horários compatíveis com a jornada de trabalho; Comparecimento bimestral à Corregedoria-Geral, fora do horário de trabalho, para apresentar declaração da chefia imediata, referendada pelo Secretário Adjunto e o Secretário da pasta, atestando, no período: - o cumprimento dos deveres; - o não cometimento de infrações; - o desempenho satisfatório das atribuições. CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO CORREGEDORIA-GERAL DO MUNICÍPIO

14 14 Quadro Comparativo: CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO CORREGEDORIA-GERAL DO MUNICÍPIO AnoAdesõesRecusasRevogaçãoExtinção (agosto)


Carregar ppt "1 INSTRUMENTOS DE CONTROLE CONSENSUAL: EXPERIENCIA DE BELO HORIZONTE TERMO DE COMPROMISSO DE GESTÃO – TCG SUSPENSÃO DO PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google