A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Concepção dos Sistemas de Cogeração Edison Tito Guimarães 28 Junho de 2008.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Concepção dos Sistemas de Cogeração Edison Tito Guimarães 28 Junho de 2008."— Transcrição da apresentação:

1 Concepção dos Sistemas de Cogeração Edison Tito Guimarães 28 Junho de 2008

2 Principais Atividades: 33 anos operando nas seguintes áreas: Ar Condicionado Central Ventilação / Aquecimento Salas limpas e CPDs Cogeração Geração de Energia Elétrica Refrigeração Industrial Sistemas de Vapor / Calor Eficiência Energética

3 700 cientistas afirmam: ESTAMOS DESTRUINDO O PLANETA Energia, sem duvida, é o maior poluidor O que podemos fazer ?

4 O CICLO DOS RECURSOS NO PLANETA

5 ENERGIA = MAIOR POLUIDOR AMBIENTAL DO PLANETA

6 COGERAÇÃO Geração de energia elétrica/mecânica e térmica, em série, a partir de um combustível

7

8 Componentes Básicos: - Motor ou Turbina a gás - Gerador elétrico (ou maquina acionada) - Caldeira de recuperação (ou outro elemento de recuperação de calor) - Sistema de queima suplementar - Chaminé de by-pass (ou outro elemento de controle) - Chaminé - Sistemas de controle paralelismo - Compressor de gás natural (se necessário)

9 Produtos energéticos da Cogeração - Energia elétrica / mecânica - Vapor de baixa / media / alta pressão - Água quente para processo - Água quente para controle de umidade relativa do ar - Calor direto para secagem - Água gelada para ar condicionado refrigeração industrial - Amônia a baixa temperatura para sistemas frigoríficos - CO 2 (dos gases de descarga) para sistemas industriais e industrias de bebidas

10 A escolha da configuração do Sistema de Cogeração 1 - Analise Técnica 2 - Analise Econômica

11 O estudo técnico Aspectos físicos do local: espaço para equipamentos, vizinhança, ruído, visual, fontes de energia, etc Turbina ou motor a gás ? Analisar a relação de cargas elétricas e térmicas Verificação do verdadeiro perfil eletro- térmico do processo (e possibilidade da conversão do perfil atual em outro mais apropriado – exemplo Coca-cola Jundiaí)

12 TURBINAS A GÁS

13 Cogeração Fluxo de energia na turbina

14 MOTORES A GÁS

15 Cogeração Fluxo de energia no motor

16

17 Comparacao dos fluxos de energia para Cogeração

18 O estudo técnico A relação elétro-térmica É de fundamental importância pois afeta o desempenho financeiro do projeto Para turbinas a gás situa-se ao redor de kWe/kWt = 0,6 Para motores a gás, deve ser ao redor de kWe/kWt = 1,0

19 A importância do desempenho em carga parcial

20 O perfil de carga diário (eletricidade / calor)

21 O perfil de carga anual (eletricidade / calor)

22 Exemplo de eficiência de uma turbina a gás em carga parcial

23 A maioria dos equipamentos apresenta redução de eficiência quando operam em carga parcial, conseqüentemente consumindo mais energia (aumento do consumo especifico) Muitos equipamentos tem dificuldade ou impossibilidade de operação em baixas cargas (muitos não operam abaixo de 40%) Não considerar os dois itens acima pode comprometer seriamente o resultado econômico / financeiro do empreendimento Torna-se necessário uma simulação detalhada da operação para obter fluxos de energia o mais próximos possível da realidade Desempenho em carga parcial

24 A simulação energética Importantes variáveis da simulação Curvas de carga diária, semanal, mensal e anual. Clima - diversos equipamentos são fortemente afetados pela meteorologia da região (turbinas a gás principalmente). Desempenho em carga parcial - modelos matemáticos permitem simular tais condições, que afetam o consumo de combustível e das utilidades de apoio

25

26

27

28 O estudo econômico Importantes elementos Custo total de implantação (ordem de grandeza de US$1500 a 2000 / kWe) Consumo de combustíveis (gás ou óleo, etc.), energia auxiliar e outros (água, óleo lubrificante, filtros, etc.) Custo total de operação e manutenção Custo da energia de back-up Custo do overhaul Custos evitados com a Cogeração

29 Unidades de Absorção para produção de água gelada

30 As unidades de Absorção

31 Norteshopping A Cogeração pode ser combinada com a Termoacumulação de Água Gelada

32

33

34

35

36 Sistema de Cogeração da Coca-Cola Jundiaí

37 COCA-COLA JUNDIAÍ Atende a todo complexo industrial produzindo 7 utilidades: 8 MW = 5 Motores a gás de 1.6 MW cada 10 Tons/h de vapor 3.0 MW de água quente para processo Água Gelada para processo TR 90 Tons/dia de CO2 300 m3/h de ar comprimido 500 Nm3/h de Nitrogênio Paralelismo com a rede

38

39 OS GASES DE DESCARGA DOS MOTORES A GÁS, APÓS PRODUZIREM VAPOR, SÃO UTILIZADOS COMO MATÉRIA PRIMA NA PRODUÇÃO DE CO2

40

41

42 UNIDADES DE ABSORÇÃO PARA ÁGUA GELADA NA CENTRAL DE COGERAÇÃO

43

44 Em resumo: um sistema de Cogeração deve ser altamente customizado para obter o desempenho mínimo e modo à garantir a rentabilidade

45 OBRIGADO !


Carregar ppt "Concepção dos Sistemas de Cogeração Edison Tito Guimarães 28 Junho de 2008."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google