A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FELICIDADE CLANDESTINA Clarice Lispector. CARACTERIZAÇÃO FÍSICA DA PERSONAGEM ANTAGONISTA * Ela era gorda, baixa, sardenta e de cabelos excessivamente.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FELICIDADE CLANDESTINA Clarice Lispector. CARACTERIZAÇÃO FÍSICA DA PERSONAGEM ANTAGONISTA * Ela era gorda, baixa, sardenta e de cabelos excessivamente."— Transcrição da apresentação:

1 FELICIDADE CLANDESTINA Clarice Lispector

2 CARACTERIZAÇÃO FÍSICA DA PERSONAGEM ANTAGONISTA * Ela era gorda, baixa, sardenta e de cabelos excessivamente crespos, meio arruivados. Tinha um busto enorme. Como se não bastasse, enchia os dois bolsos da blusa por cima do busto com balas.

3 Aspecto interessante e único para a protagonista Mas possuía o que qualquer criança devoradora de histórias gostaria de ter: um pai dono de livraria.

4 Descrição psicológica da antagonista (pai dono de livraria). Pouco aproveitava. Mas que talento tinha para a crueldade. Ela era toda pura vingança, chupando balas com barulho. Comigo exerceu com calma feroz o seu sadismo. O plano secreto da filha do dono da livraria era tranquilo e diabólico.

5 Descrição psicológica da protagonista Na minha ânsia de ler, eu nem notava as humilhações a que ela me submetia. Eu ia diariamente à sua casa, sem faltar um dia qualquer. (...) sentia as olheiras se cavando sob meus olhos espantados. (...) aparição muda e diária (da narradora.)

6 O tempo da narrativa é: indefinido: Ela era gorda (...) uma agravante do sofrimento da protagonista: (...) guiava-me a promessa do livro, o dia seguinte viria (...). No dia seguinte, lá estava eu à porta de sua casa (...). E assim continuou. Quanto tempo? Não sei. Ela sabia que era tempo indefinido, enquanto o fel não escorresse todo de seu corpo grosso.

7 Conectivos relevantes Ela era gorda, baixa (...). MAS possuía o que qualquer criança devoradora de histórias gostaria de ter: um pai dono de livraria. ATÉ QUE UM DIA, quando eu estava à porta de sua casa (...) apareceu a mãe.

8 Relação da protagonista com o livro (...) era um livro para ficar vivendo com ele, comendo-o, dormindo-o. Eu estava estonteada, e assim recebi o livro na mão. (...) segurava o livro grosso com as duas mãos, comprimindo-o contra o peito. Fingia que não o tinha, só para depois ter o susto de o ter. (...) fechei-o de novo, fui passear pela casa, adiei ainda mais indo comer pão com manteiga, fingi que não sabia onde guardara o livro, achava-o, abria-o por alguns instantes. Criava as mais falsas dificuldades para aquela coisa clandestina que era a felicidade. (...) êxtase puríssimo. NÃO ERA MAIS UMA MENINA COM UM LIVRO: ERA UMA MULHER COM O SEU AMANTE.

9 Análise do título: Felicidade clandestina clandestino = feito às escondidas e de forma ilegal. Associação com o último período: era uma mulher com seu amante.


Carregar ppt "FELICIDADE CLANDESTINA Clarice Lispector. CARACTERIZAÇÃO FÍSICA DA PERSONAGEM ANTAGONISTA * Ela era gorda, baixa, sardenta e de cabelos excessivamente."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google