A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Indicadores Econômicos e o Comércio Varejista Bruno Pereira Fernandes Bonito, 08 de setembro de 2011.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Indicadores Econômicos e o Comércio Varejista Bruno Pereira Fernandes Bonito, 08 de setembro de 2011."— Transcrição da apresentação:

1 Indicadores Econômicos e o Comércio Varejista Bruno Pereira Fernandes Bonito, 08 de setembro de 2011

2 A importância dos Indicadores Econômicos Os indicadores econômicos são fundamentais no processo de tomada de decisão: Formulação de Políticas Públicas. Governo Formação de Estoques; Investimentos; Gestão em geral (salários, preços, etc.) Empresários Poupança; Consumo; Salários. Consumidores

3 PIB Brasil – Var % ano Fonte: IBGE II Agropecuária0,14,74,96,3-4,56,52,6 Indústria2,2 5,24,1-6,610,34,4 Serviços3,74,26,14,92,25,44,2 Comércio3,55,98,46,1-1,910,86,7 PIB a preços de mercado3,23,96,15,2-0,77,54,7 Consumo das famílias4,55,26,15,74,27,06,2 Consumo do Governo2,32,65,13,13,93,32,4 Formação bruta de capital fixo3,69,813,813,6-10,422,011,9 Exportação de bens e serviços9,45,16,20,5-10,211,58,8 Importação de bens e serviços (-)8,518,319,815,4-11,636,323,2

4 Relação Consumo/PIB - Países Estados Unidos70,1%70,7%71,2% Reino Unido63,8%64,2%65,3%65,7% Brasil59,9%58,9%61,7%60,6% Japão56,7%57,8%59,4% França56,5%56,9%58,0%58,2% Canadá55,7%55,5%58,7%57,9% Alemanha56,7%57,0%58,9%57,8% Chile54,6%59,3%59,6%57,3% Suécia46,7%47,0%49,4%48,4% Fonte: OCDE e IPEA

5 Indústria e Comércio (índices) Comércio: Recuperação total após o tombo na crise global em 2008 Indústria: Real valorizado e fraca atividade econômica global vêm comprometendo o crescimento do setor. Quantum * Exportações8,4%8,6%19,3%3,6%6,9%8,8%1,6%-2,9%14,2%4,4% Importações-2,5%2,9%10,4%-8,9%9,3%16,3%4,7%-16,6%33,0%7,8% * Acumulado até Julho Abastecimento do Mercado Interno Fontes: IBGE e MDIC

6 Mercado de Trabalho (ocupação, renda e massa) Mesmo em processo de desaceleração, emprego e renda ainda seguem sustentando o consumo. Baixa desocupação sustentável? Fonte: IBGE

7 Crédito ao Consumidor (médias de taxa, prazo e inadimplência) Aumento da taxa de juros Selic e adoção de medidas restritivas (macroprudenciais) dificultaram e encareceram a aquisição de crédito por parte do consumidor. Fonte: Banco Central do Brasil

8 Inflação Fonte: IBGE e Banco Central

9 Projeções para Vendas do Varejo Comércio Varejista (PMC) AnoVariação (%) ,6% ,7% ,7% 20049,3% 20054,8% 20066,2% 20079,7% 20089,1% 20095,9% ,9% 2011 *6,0% * Projeção Divisão Econômica (CNC) Fonte: IBGE

10 Pesquisas CNC

11 ICF: Intenção de Consumo das Famílias (pontos ) Indicador antecedente do consumo (Índice de dispersão). A partir de questionários mensais avaliando: Emprego atual, perspectiva profissional, renda atual, facilidade de compra a prazo, nível de consumo atual, perspectiva de consumo no curto prazo e oportunidade para compra de bens duráveis. Dois cortes: Faixas de renda e regiões. Análise: Nível e evolução da satisfação/otimismo. Variáveis de apoio: Emprego e renda (PME, CAGED e DIEESE), crédito (Bacen, Anefac, Serasa), vendas do varejo (PMC, Serasa, Fecomércio), etc.

12 ICF de Agosto de 2011 IndicadorAgo/11Variação MensalVariação Anual Emprego Atual141,3+1,4%+4,7% Perspectiva Profissional139,4+0,8%+6,8% Renda Atual149,2+2,8%+3,2% Compra a Prazo146,4+2,5%+1,6% Nível de Consumo Atual106,5+0,6%-2,5% Perspectiva de Consumo139,9+4,2%-3,5% Momento para Duráveis135,9+4,6%+2,4% ICF136,9+2,5%+1,9% Fonte: Pesquisa Direta CNC

13 PEIC: Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor Os dados são coletados em todas capitais e no DF junto a consumidores. Permite o acompanhamento do nível de comprometimento do consumidor com dívidas e sua percepção em relação à capacidade de pagamento. Dois cortes: Faixas de renda (até 10 SM e acima de 10 SM) e regiões. Indicadores: percentual de consumidores endividados (cheque pré-datado, cartões de crédito, carnês de lojas, empréstimos pessoal, prestações de carro e seguros); percentual de consumidores com contas em atraso (inadimplência); percentual de consumidores que não terão condições de pagar suas dívidas; tempo de atraso (entre as famílias inadimplentes) e tempo de comprometimento e parcela da renda comprometida com dívidas (entre as famílias endividadas). A pesquisa representa um importante indicador antecedente do consumo e do crédito.

14 PEIC de Agosto de 2011 Síntese dos Resultados Indicador Ago/11 BRASILNorteNordesteSudesteCentro-OesteSul Total de Endividados62,5%60,8%69,6%54,9%64,1%84,7% Dívidas ou Contas em Atrasos24,4%26,0%28,8%22,9%16,0%32,2% Não Terão Condições de Pagar8,2%9,6%11,3%5,9%3,9%6,6% Indicador Ago/10 BRASILNorteNordesteSudesteCentro-OesteSul Total de Endividados59,1%60,8%75,9%51,2%52,9%65,2% Dívidas ou Contas em Atrasos24,7%32,9%37,2%18,2%21,6%31,8% Não Terão Condições de Pagar8,8%11,2%11,8%7,5%9,0%5,2% Fonte: Pesquisa Direta CNC

15 ICEC: Índice de Confiança do Empresário do Comércio 1º indicador mensal de expectativas empresariais do Brasil com tomadores de decisão das empresas de varejo. 2 portes de empresas (até 50 e acima de 50 empregados). Diversos ramos do varejo agrupados em 3 sub-setores: (duráveis, semiduráveis e não duráveis). Dados regionalizados questionários mensais de nove questões aplicados em todas as capitais e no DF.

16 ICEC: Temas Abordados QUESTÕES Condições Correntes (P1 – P3) RESPOSTAS P1 – Em comparação com o mesmo período do ano passado o Sr(a) diria que a economia brasileira: P2 – Em comparação com o mesmo período do ano passado o Sr(a) diria que as condições gerais do seu setor: P3 – Em comparação com o mesmo período do ano passado o Sr(a) diria que as condições gerais da sua empresa: 1.Melhoraram Muito 2.Melhoraram um Pouco 3.Pioraram um Pouco 4.Pioraram Muito Condições Futuras (P4 – P6) P4 – Qual a expectativa do Sr(a) para os próximos meses com relação à economia brasileira? P5 – Qual a expectativa do Sr(a) para os próximos meses com relação ao setor de atuação de sua empresa ? P6 - Qual a expectativa do Sr(a) para os próximos meses com relação ao desempenho de sua empresa ? 1.Melhorar Muito 2.Melhorar um Pouco 3.Piorar um Pouco 4.Piorar Muito Fonte: CNC

17 ICEC Ampliado: Temas Abordados Nível de Investimento do Empresário do Comércio (P7 – P9) P7 – Com relação à contratação de empregados o Sr. Espera nos próximos meses: 1.Aumentar muito o quadro de funcionários 2.Aumentar um pouco o quadro de funcionários 3.Reduzir um pouco o quadro de funcionários 4.Reduzir muito o quadro de funcionários P8 – Em comparação com o mesmo período do ano passado o senhor classificaria o nível de investimentos de sua empresa como: 1.Muito maior 2.Um pouco maior 3.Um pouco menor 4.Muito menor P9 – Com relação ao nível de estoques de sua empresa o que havia sido programado e a velocidade de vendas efetiva, qual a situação atual dos estoques? 1.Adequado 2.Acima do adequado 3.Abaixo do adequado 4.Não Sabe / Não Respondeu Fonte: CNC

18 ICEC de Agosto de 2011 Composição do Índice Índiceago/11jul/11Variação Mensal Condições Atuais do Empresário do Comércio114,7112,4+2,1% Economia107,7104,4+3,1% Setor111,5108,7+2,5% Empresa125,0124,1+0,7% Expectativas do Empresário do Comércio159,7157,6+1,3% Economia150,2148,0+1,5% Setor160,0156,7+2,1% Empresa168,8168,0+0,5% Investimentos do Empresário do Comércio113,6111,9+1,5% Expectativa de Contratação de Funcionários128,4125,9+2,0% Nível de Investimento das Empresas120,7118,2+2,1% Situação Atual dos Estoques91,791,6+0,1% ICEC129,3127,3+1,6% Fonte: Pesquisa Direta CNC

19 Conclusão O aquecimento do mercado de trabalho, a valorização da taxa de câmbio, a grande oferta de crédito e o controle da inflação permitiu o crescimento da economia interna ancorada na demanda doméstica nos últimos anos. Desse modo, além da sua enorme importância, os indicadores econômicos tornam-se ainda mais relevantes para o desenvolvimento da economia brasileira.

20 Obrigado!


Carregar ppt "Indicadores Econômicos e o Comércio Varejista Bruno Pereira Fernandes Bonito, 08 de setembro de 2011."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google