A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Professor: Aurélio Domingues Barbosa E. E. Odilon Leite Ferraz

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Professor: Aurélio Domingues Barbosa E. E. Odilon Leite Ferraz"— Transcrição da apresentação:

1 Professor: Aurélio Domingues Barbosa E. E. Odilon Leite Ferraz
CITOLOGIA Professor: Aurélio Domingues Barbosa E. E. Odilon Leite Ferraz

2 A célula é a menor unidade estrutural básica do ser vivo.
A palavra célula foi usada pela primeira vez em 1667 pelo inglês Robert Hooke. Com um microscópio muito simples, ele observou pedacinhos de cortiça (tecido vegetal morto). Hooke percebeu que a cortiça era formada por numerosos compartimentos vazios. A esses compartimentos ele deu o nome de célula, palavra diminutiva do latim cella que significa cavidade.

3 Microscópio eletrônico
As técnicas de observação microscópicas avançam em função de novas técnicas e aparelhos mais possantes. A técnica de utilização de corantes permitiu a identificação do núcleo celular e dos cromossomos, suportes materiais do gene. Microscópio eletrônico Microscópio óptico

4 Células Procarióticas
As células procariontes se caracterizam pela pobreza de membrana plasmática. Ao contrário dos eucariontes, não possuem uma membrana envolvendo os cromossomos, separando-os do citoplasma. Os seres vivos constituídos por estas células são denominados procariotas, compreendendo principalmente as bactérias, e algumas algas (cianofíceas /algas azuis).

5 Fonte:www.cynara.com.br

6 Célula Procarionte em Forma de Bastonete
Foto retirada do site:

7 Células Eucarióticas A célula eucariótica possui três componentes principais: O núcleo, que constitui um compartimento limitado por um envoltório nuclear. O citoplasma, outro compartimento envolvido por membrana plasmática, E a membrana plasmática, membrana responsavel por separar o conteúdo interno do conteúdo extracelular.

8 Exocitose e endocitose
Organização Celular em Procariontes e Eucariontes Células procariontes Células eucariontes Envoltório nuclear Ausente Presente DNA Desnudo Combinado com proteínas Cromossomas Únicos Múltiplos Nucléolos Ausentes Presentes Divisão Fusão binária Mitose e meiose Ribossomas 70S* (50S + 30S) 80S (60S + 40S) Endomembranas Mitocôndrias Cloroplastos Presentes em células vegetais Parede celular Não celulósica Celulósica em células vegetais Exocitose e endocitose Citoesqueleto *S corresponde a unidades Sverdberg de sedimentação, que depende do tamanho molecular. Quadro retirado do livro: DE ROBERTIS - HIB - Bases da Biologia Celular e Molecular, 3ª edição, Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001.

9 Seres Uni e Pluricelulares
Nos seres unicelulares, a célula é o próprio organismo. Esta célula única é capaz de desenvolver todas as atividades relacionadas à sobrevivência do organismo e reproduzir-se. Ex: Os protozoários e as bactérias. Animais, plantas e certos fungos são seres pluricelulares. O corpo humano é formado por cerca de 75 trilhões de células. Entre elas existe uma nítida divisão de trabalho.

10 Célula Animal Ergatoplasma Carioteca Cromatina Nucléolo Mitocondria
Complexo de Golgi Centríolo Menbrana Plasmática Ribossomo Lisossomo

11 RELAXE UM POUCO.....

12 Membrana Plasmática A função básica da membrana plasmática é regular a passagem e a troca de substâncias entre a célula e o meio em que ela se encontra. Também é função da membrana plasmática a proteção da célula.

13 Retículo Endoplasmático
Atua como transportador de substâncias. Há duas formas: O R.E. liso, onde há a produção de lipídios, e O R.E. rugoso, onde se encontram aderidos a sua superfície externa os ribossomos, sendo local de produção de proteínas, as quais serão transportadas internamente para o Complexo de Golgi.

14

15 Mitocôndria Organela formada por duas membranas lipoprotéicas. Dentro delas se realiza o processo de extração de energia dos alimentos: Respiração celular.

16 Lisossomo Estrutura que apresenta enzimas digestivas capazes de digerir um grande número de produtos orgânicos. Realiza a digestão intracelular. É importante nos glóbulos brancos e de modo geral para a célula já que digere as partes desta (autofagia) que serão substituídas por outras mais novas, o que ocorre com freqüência em nossas células.

17 Pinocitose Fagocitose

18 Complexo de Golgi São bolsas membranosas e achatadas, que podem transformar substâncias que chegam via retículo endoplasmático; podem também eliminar substâncias produzidas pela célula, mas que irão atuar fora dela (enzimas por exemplo). Produzem ainda os lisossomos.

19 Centríolo São estruturas cilíndricas, geralmente encontradas aos pares. Os pares participam da divisão celular, “orientando”o deslocamento dos cromossomos para as células que estão sendo formadas.

20 Núcleo Celular O núcleo geralmente tem forma esférica. Na maioria dos casos, ele fica no centro da célula. A sua função é comandar todas as atividades da célula, através das instruções fornecidas pelos genes. O núcleo possui: Membrana nuclear ou carioteca: uma membrana que o separa do citoplasma; Suco nuclear: um líquido que o preenche completamente; Nucléolos: são corpúsculos arredondados; Cromossomos: são responsáveis pela transmissão dos caracteres hereditários.

21 Nucléolo São aglomerados de moléculas de RNA ribossômico, ou seja, RNA que entrará na composição dos ribossomos.

22 Cromossomos

23 Célula Vegetal Nucléolo Cromatina Cloroplasto Cariteoca Vacúolo Poro
Parede Celulósica Memb. Plasmátia Nucléolo Cromatina Cariteoca Poro Complexo de Golgi Mitocôndria Ergastoplasma Ribossomo Cloroplasto Vacúolo

24 Cloroplasto Organela que é a sede da fotossíntese, pois contém moléculas de clorofila que capturam a luz solar e produzem moléculas como glicose que poderá ser utilizada pelas mitocôndrias para a geração de energia.

25 Parede Celulósica Constituída por celulose e também por glicoproteínas (açúcar + proteína); juntas essas duas membranas formam uma estrutura muito resistente.

26 Vacúolo Estrutura derivada do retículo endoplasmático que pode conter líquidos e pigmentos, além de diversas outras substâncias.

27 A MEMBRANA PLASMÁTICA E OS TIPOS DE TRANSPORTE

28 MEMBRANA PLASMÁTICA Estrutura: Mosaico Fluido Camada lipídica
Glicocálix Camada lipídica Proteína globular

29 FUNÇÕES Reconhecimento celular (glicocálix) Permeabilidade seletiva

30 TIPOS DE TRANSPORTE ATRAVÉS DA MEMBRANA
TRANSPORTE PASSIVO: NÃO há gasto de energia Osmose Difusão

31 Meio hipotônico- soluções menos concentradas que o citoplasma.
Meio hipertônico- soluções mais concentradas que o citoplasma. Meio isotônico- o meio que circunda a célula tem concentração do soluto equivalente a do líquido citoplasmático.

32 OSMOSE A membrana plasmática é SEMIPERMEÁVEL.
Permite o transporte de ÁGUA do meio MENOS para o MAIS concentrado, tentando igualar as concentrações.

33 Osmose

34 Água pura 34

35 35

36 Hemólise

37 DIFUSÃO É o transporte de moléculas (ex.: íons) por uma membrana permeável. Simples:

38

39 Facilitada: o transporte é auxiliado por permeases.

40 TRANSPORTE ATIVO É CONTRA o gradiente de concentração, ou seja, do meio MENOS concentrado para o MAIS concentrado. Há gasto de energia. Ex.: Bomba de Na+ e K+

41

42


Carregar ppt "Professor: Aurélio Domingues Barbosa E. E. Odilon Leite Ferraz"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google