A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CORNÉLIO PROCÓPIO 2011 FERRAMENTA PARA ANÁLISE DE IMPACTO BASEADO EM RASTREABILIDADE DE SOFTWARE COM ABORDAGEM ESTÁTICA 1 ORIENTADOR: PROF. DR. ELIAS CANHADAS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CORNÉLIO PROCÓPIO 2011 FERRAMENTA PARA ANÁLISE DE IMPACTO BASEADO EM RASTREABILIDADE DE SOFTWARE COM ABORDAGEM ESTÁTICA 1 ORIENTADOR: PROF. DR. ELIAS CANHADAS."— Transcrição da apresentação:

1 CORNÉLIO PROCÓPIO 2011 FERRAMENTA PARA ANÁLISE DE IMPACTO BASEADO EM RASTREABILIDADE DE SOFTWARE COM ABORDAGEM ESTÁTICA 1 ORIENTADOR: PROF. DR. ELIAS CANHADAS GENVIGIR TIAGO AUGUSTO DE ANDRADE

2 ROTEIRO Introdução Módulos do Projeto Modelo Proposto Análise de Impacto Justificativa e Objetivos Desenvolvimento do Projeto Cronograma Executado Referências 2

3 INTRODUÇÃO 3 Projeto de Iniciação Científica Oriundo de um Projeto de Iniciação Científica aprovado pelo edital PROPPG2010 da UTFPR; Ferramenta Desenvolvimento de uma ferramenta para análise de impacto baseado em rastreabilidade de software com abordagem estática; Projeto Composto por dez módulos que se complementam; Participação de alunos de graduação da UTFPR;

4 MÓDULOS DO PROJETO 4 Controle de Acesso Gerenciador de Projetos Segurança Criação e Recuperação de Projetos Registro de Design Rationale Controle de Matrizes Controle de Artefatos Gerenciador de Documentos Análise de Impacto Controle de Métricas Ferramenta para Rastreabilidade de Artefatos

5 MODELO PROPOSTO 5 Controle de solicitações de mudanças Técnica de rastreabilidade com abordagem estática Relatórios das informações do sistema Apresentação dos resultados da análise de impacto Modelo para análise de impacto baseado em rastreabilidade de artefatos Análise de impacto baseado em rastreabilidade Busca em matrizes de rastreabilidade Análise dos impactos diretos e indiretos

6 ANÁLISE DE IMPACTO 6 Através da análise de impacto é possível: Determinar as potenciais conseqüências e os artefatos que podem estar envolvidos em uma mudança; Estimar o que será necessário modificar caso uma mudança seja implementada; Identificar os impactos diretos e indiretos; Auxiliar no planejamento e estimativa de custos antes da realização da mudança.

7 ANÁLISE DE IMPACTO (SPEM) 7

8 TIPOS DE IMPACTO Impacto direto Impacto de primeiro nível. Impacto indireto É quando o objeto afetado está relacionado com o conjunto de dependências. 8

9 TIPOS DE ABORDAGEM Análise Estática Identifica dependência estrutural entre as entidades analisando artefatos. Análise Dinâmica Surgiu da necessidade de identificar impactos baseando-se no comportamento do sistema. Análise Híbrida Combinação entre a análise da estrutura e dos rastros de execução do sistema. 9

10 TÉCNICAS DE ANÁLISE Análise de impacto baseado em rastreabilidade. Matrizes de rastreabilidade (horizontal e vertical). Análise de impacto baseado em dependência. Identifica as relações entre as variáveis, lógica, módulos, etc dentro de arquitetura de software ou código. Análise de impacto experimental. Através de discussões informais e julgamento de engenharia individual. 10

11 JUSTIFICATIVA É um processo muito complexo e custoso (DICK, 2005). Manutenção de software tem sido reconhecida como a fase mais cara e difícil no ciclo de vida do software (LI, 1995). Gerenciar cuidadosamente mudanças pode prover um sistema com melhor utilidade, com custo e tempo aceitáveis (GENVIGIR, 2009). O esforço e o custo de manutenção do mesmo foi estimado em freqüência superior a 50% do ciclo de vida total (TURVER, 1994). Para a maioria dos grandes sistemas de software é uma mão de obra intensiva, muitas vezes o processo é manual (TURVER, 1994). 11

12 OBJETIVOS (i) representar a análise de impacto de um software de maneira simples e prática; (ii) realizar uma análise de impacto na qual o ator escolherá qual artefato deseja analisar; (iii) permitir visualizar quais artefatos seriam impactados; (iv) todos os artefatos que estejam associados ao artefato escolhido deverão ser apresentados. 12

13 REQUISITOS FUNCIONAIS 13

14 FERRAMENTAS E TECNOLOGIAS 14 JSP (Java Server Pages); PostegreSQL; AJAX; Glassfish; CSS; JavaScript; UML; TortoiseSVN;

15 ARQUITETURA 15 Arquitetura em três camadas: 1. Apresentação 2. Negócio 3. Persistência

16 METODOLOGIA 16 A metodologia de desenvolvimento utilizada para o projeto foi baseada no processo UP (Unified Process) ou Processo Unificado ( Interativo e incremental ).

17 CRONOGRAMA EXECUTADO 17

18 FASE DE CONSTRUÇÃO 18

19 DIAGRAMA DE CASO DE USO 19

20 DER 20

21 DIAGRAMA DE CLASSES 21

22 DEMONSTRAÇÃO DA SOLUÇÃO 22

23 REFERÊNCIAS 23 DICK, J.. Design Traceability. IEEE Software, 2005, p GENVIGIR, E. C. Um modelo para rastreabilidade de requisitos de software baseado em generalização de elos e atributos p. Dissertação (Doutorado em Computação Aplicada) – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, São José dos Campos, INCOSE Education & Research Technical Committee. Directory of Systems Engineering Academic Programs Disponível em:. Acesso em: 30 maio LI, W., HENRY, S.. An Empirical Study of Maintenance Activities in Two Object-oriented Systems. Journal of Software Maintenance, Research and Practice, Volume 7, 1995, p TURVER, R. J., MUNRO, M.. An early impact analysis technique for software maintenance. The Journal of Software Maintenance, Research and Practice, 1994.


Carregar ppt "CORNÉLIO PROCÓPIO 2011 FERRAMENTA PARA ANÁLISE DE IMPACTO BASEADO EM RASTREABILIDADE DE SOFTWARE COM ABORDAGEM ESTÁTICA 1 ORIENTADOR: PROF. DR. ELIAS CANHADAS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google