A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Rede de cooperação da BVS: quem somos comunidade virtual Verônica Abdala BIREME/OPAS/OMS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Rede de cooperação da BVS: quem somos comunidade virtual Verônica Abdala BIREME/OPAS/OMS."— Transcrição da apresentação:

1 Rede de cooperação da BVS: quem somos comunidade virtual Verônica Abdala BIREME/OPAS/OMS

2 Um pouco da história... 1967 – criação da BIREME Fundada em São Paulo, através de um convênio celebrado entre a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), os Ministérios da Saúde e da Educação do Brasil e a Escola Paulista de Medicina (EPM). Renovado a cada 5 anos - reafirma a missão de promover e ampliar o acesso a informação em saúde na AL&C. Objetivos e funções: a) possibilitar o acesso a base de dados MEDLARS, desenvolvida pela NLM, e a uma coleção ampla de periódicos; b) desenvolver a integração entre bibliotecas cooperantes, incluindo um programa de treinamento de bibliotecários; c) desenvolver um sistema de envio de fotocópias; d) ampliar a coleção de revistas da EPM. trabalho cooperativo

3 1969 – serviços cooperativos Catálogo Coletivo: atividade prioritária da BIREME – incluía os processos de permuta e doação de material entre diversas bibliotecas Programa de empréstimo interbibliotecário: realizado com duas bibliotecas da USP e com as bibliotecas de centros especializados da OPAS nos países, Guatemala, Uruguai e Peru 1970 – BIREME Centro Coordenador de Sub-Centros Centro Coordenador de Sub-Centros para a área das ciências biomédicas, avança para criação de sistemas nacionais de informação em ciências da saúde - aumentar o alcance das atividades de cooperação para outros países da América Latina Primeiros passos rumo à autonomia e à descentralização dos serviços Programa de treinamento de bibliotecários Universidade Federal Fluminense, Brasília, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Pará, Ceará, Bahia, Rio de Janeiro e de Pernambuco Faculdades de Medicina Veterinária, Odontologia, Enfermagem, Química e Farmácia da USP FIOCRUZ

4 anos 80 – LILACS, SeCS, COMUT-BIREME Fortalecer e formalizar os sistemas nacionais e estruturar os serviços locais LILACS - ampliar o controle bibliográfico da literatura científica produzida nos países da Região AL&C SeCS - necessidade de administração eficaz de coleções de publicações seriadas na América Latina CD-ROM, acesso remoto (RENPAC), www anos 90 – telnet, www, SciELO, BVS 2000... – desenvolvimento e fortalecimento da BVS Redes especializadas, bases de dados temáticas BVS – 6 tipos de fontes de informação

5 Rede BIREME – trabalho cooperativo América Latina e Caribe – Redes nacionais de bibliotecas de saúde Brasil - Rede Brasileira de Informação em Ciências da Saúde Desenvolvimento da Biblioteca Virtual em Saúde visibilidade e ampliação do acesso à produção técnica e científica na área da saúde, no âmbito de suas instituições e para suas comunidades de usuários Membros unidades de informação - bibliotecas e centros de informação - área de ciências da saúde categorias: centro cooperante e unidade participante

6 Rede Brasileira - compromissos Centros Cooperantes – cooperam com o desenvolvimento de uma ou mais fonte de informação da BVS - LILACS, SCAD, SciELO, LIS,.... Cooperação em função dos recursos disponíveis na Biblioteca. Unidades Participantes - promovem o acesso às fontes de informação da BVS entre sua comunidade de usuários - capacitação e outras atividades. BIREME - coordenação da Rede, desenvolvimento de metodologias que viabilizam o desenvolvimento das fontes de informação da BVS, capacitação para uso das metodologias e acesso eficiente às fontes de informação. Convênios e Protocolos de Cooperação

7 Redes especializadas ODONTO – Sub-Rede Nacional de Informação na Área de Ciências da Saúde Oral – 1992 Coordenação: Serviço de Documentação Odontológica da Faculdade de Odontologia da USP Registro da literatura científica da área na Bibliografia Brasileira de Odontologia(BBO) 2003 - desenvolvimento da BVS Odontologia, os membros do Comitê Consultivo integram o Sistema de Informação Especializado na área de Odontologia (SIEO), que substitui a Sub-Rede ODONTO. http://odontologia.bvs.br/ ENFERMAGEM – Sub-Rede Brasileira de Informação em Enfermagem – SURENF – 1994 Coordenação: Biblioteca J. Baeta Vianna da UFMG Produção da base de dados BDENFBDENF 2003, sob a liderança da Escola de Enfermagem da UFMG, deu-se início à discussão do projeto BVS-Enfermagem

8 RAEM – Rede de Apoio à Educação Médica – 1999 Coordenação: Associação Brasileira de Educação Médica Desenvolvimento da BVS-Educação em Ciências da Saúde - em fase de implementação http://educ.bvs.br/http://educ.bvs.br/ ADSAUDE - Sistema Especializado de Informação em Administração de Saúde - 1994 Coordenação: Biblioteca da Faculdade de Saúde Pública da USP Base de dados ADSAUDE BVS Saúde Pública – 1999 - as instituições das bibliotecas membros desta Rede, passaram a compor o Comitê Consultivo da BVS-Saúde Pública, ampliando e integrando as ações de cooperação entre estas bibliotecas, absorvendo assim a rede ADSAUDE http://saudepublica.bvs.br/ REBAP – Rede Brasileira de Bibliotecas da Área de Psicologia - 2001 Coordenação Nacional:Serviço de Biblioteca e Documentação do Instituto de Psicologia da USP Núcleos de Coordenação Regional: acompanhamento das atividades desenvolvidas pela Rede em cada região do Brasil BVS-Psicologia http://www.bvs-psi.org.br/http://www.bvs-psi.org.br/

9 Redes especializadas, BVSs temáticas Desenvolvimento de outras áreas especializadas na BVS: HomeopatiaHomeopatia, História da Saúde e Vigilância SanitáriaHistória da SaúdeVigilância Sanitária Outras redes estão nascendo no âmbito da Rede Brasileira de Informação em Ciências da Saúde Mesma filosofia: centros que colaboram com o desenvolvimento das fontes de informação da BVS, em áreas temáticas específicas

10 Quantos somos (em 2004) Bibliotecas Cooperantes – 184 Cooperantes BVS – 138 Cooperantes BVS Temáticas - 124 Enfermagem – 12 Odontologia – 21 Psicologia - 75 Saúde Pública – 5 Educação Médica - 14 Unidades Participantes - 444 Rede Brasileira de Informação em Ciências da Saúde Rede de Desenvolvimento da BVS - Brasil

11 Rede Brasileira de Informação em Ciências da Saúde Rede de Desenvolvimento da BVS - Brasil BIREME 138 CC ENFERM 12 CC PSICO 75 CC ODONTO 21 CC RAEM 14 CC BVS UP 184 Centros Cooperantes (CC) 444 Unidades Participantes (UP) S PUBLICA 5 CC

12 Onde estamos (em 2004)... Estado # Centros Cooperantes # Unidades Participantes Estado # Centros Cooperantes # Unidades Participantes AC- - PB2 2 AL1 3 PE7 17 AM- 9 PI1 4 AP- 2 PR9 25 BA6 26 RJ43 45 CE3 12 RN3 4 DF6 5 RO1 3 ES4 11 RR- 2 GO2 12 RS14 33 MA1 6 SC9 21 MG11 41 SE1 2 MS2 5 SP55 135 MT- 6TO - 2 PA3 11Total 184 444

13 CC 32 UP 79 CC 113 UP 232 CC 10 UP 28 CC 4 UP 29 CC 25 UP 76 CC – Centro CooperanteUP – Unidade Participante

14 Quem somos (em 2004)... Bibliotecas que atuam na área de ciências da saúde universidades governo pesquisa assistencia à saúde Profissionais da informação bibliotecários técnicos em biblioteca técnicos de informática, suporte técnico

15 Áreas temáticas

16 Serviços de informação

17 Dados sobre a rede de cooperação da BVS Diretório de instituições da BVS http://centros.bvs.br/dic

18 Porque cooperamos? Porque participamos? Visibilidade da produção científica da instituição - registro nas fontes de informação da BVS – LILACS, SciELO,... Metodologias e aplicativos desenvolvidos pela BIREME para o desenvolvimento de sistemas e serviços de informação da Biblioteca, o que também possibilita a cooperação para as fontes de informação da BVS Capacitação: oportunidade para capacitação dos profissionais da Biblioteca nos treinamentos para aplicação e uso da metodologia e aplicativos Reconhecimento: ser membro da Rede traz reconhecimento para a Biblioteca - certificado de qualificação

19 Serviço SCAD: eficiência e facilidade de uso do Serviço SCAD, tanto para processar os pedidos recebidos como para enviar pedidos a outras bibliotecas, a rapidez do atendimento e o preço diferenciado para os membros da Rede Porque cooperamos? Porque participamos? Satisfação de colaborar: possibilidade de intercambiar e de cooperar com serviços que ampliam o acesso à informação na área da saúde motiva o trabalho de cooperação e acaba também beneficiando os próprios usuários da Biblioteca Confiabilidade na Rede – Confiabilidade na BIREME

20 http://cvirtual-bvs.bireme.br Números da cooperação Comunidade Virtual dos cooperantes da BVS

21 Obrigada!


Carregar ppt "Rede de cooperação da BVS: quem somos comunidade virtual Verônica Abdala BIREME/OPAS/OMS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google