A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Macroeconomia: O produto e a renda nacional Curso de Economia Fábio Nusdeo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Macroeconomia: O produto e a renda nacional Curso de Economia Fábio Nusdeo."— Transcrição da apresentação:

1 Macroeconomia: O produto e a renda nacional Curso de Economia Fábio Nusdeo

2 Fluxo circular da renda Setores da economia: Famílias e Empresas –Famílias trabalham para Empresários geram bens e serviços destinados às Famílias. –Fluxo Real bens saem das Famílias vão para as Empresas sob a forma de serviços. –Fluxo Nominal ou Fluxo Monetário Contra fluxo bens saem das Empresas Famílias. Constatações: –Igualdade básica entre Renda e Produto Produto Bruto = valor total dos bens/serviços disponíveis; Preço final incorpora as remunerações pagas aos Fatores de Produção, nas diferentes etapas da Produção. –Governo Impostos. –Produto Bruto = Renda Nacional

3 Ciclo descendente e ascendente Ciclo descendente: –Possibilidade de poupança de parte da renda Redução do Consumo; Diminuição da Produção: desemprego e menor compra de matéria prima pelas empresas; Recessão. Ciclo ascendente: –Volta à circulação do montante poupado Absorção de estoques; Redução da capacidade ociosa; Novas contratações de Fatores de Produção; Prosperidade. Governo: –Arrecada impostos empobrece Famílias e Empresas; –Gasta absorvendo mão de obra e investindo em obras.

4 Investimento e Abertura Econômica Investimento: –Expansão da capacidade produtiva por ação: Famílias empréstimos que remuneram Fatores de Produção; Governo para evitar grandes oscilações e manter nível de emprego. Abertura Econômica: –Abertura = operações com o exterior = Importação/Exportação; –Abrir a economia = introduzir o resultado líquido das operações com o exterior no Fluxo de Renda. Exportações: empresários recebem receitas vindas do Exterior (não de Famílias) remuneram as Famílias. –Equilíbrio: Importação/Exportação Saldo da Balança de Pagamentos = Zero

5 Consumo,Poupança e Investimento Identidades básicas: –D (despesa) = C (consumo) + I (investimento) –Y (renda) = C + S (poupança/saving) –Onde: D = Y e I = S Efeito demonstração: –Fator cultural imitação do consumo dos grupos de renda alta; –Técnicas de marketing diminui poupança e empresas produzem excedentes estoque (tipo de poupança); Governo: –Y = C + I – G (gastos governamentais) –Poupança: S = Y – C - T (tributos) –Consumo : S + T = I + G onde S = I + (G-T) –Déficit Público G > T; Superávit oposto.

6 Pleno Emprego Depressão da década de 30: –Teoria de Keynes pleno emprego –Conceito de déficit sistemático: Saldo das Finanças Públicas não deveria ser sempre Zero, mas Governo deve usá-las como instrumento de política econômica para regular Fluxos de Consumo e de Investimento. Ênfase na distribuição da renda bases do Estado intervencionista/ welfare state. Fases de Depressão/Déficit: –Uso dos recursos nos setores estratégicos absorção da mão de obra pleno emprego –Perigo elevação dos preços inflação.

7 Produto Bruto; Produto Nacional e Produto Interno Produto Bruto = valor do conjunto de todos os bens/serviços produzidos por um sistema econômico em dado período (1 ano); –Obs.: são computados apenas os bens finais; –Valor adicionado = contribuição líquida dos diferentes estágios de produção a cada estágio da produção subtrai-se do valor de vendas, o valor das aquisições dos produtos que integraram os bens vendidos. Ex: do valor do tecido subtrai-se o valor dos fios; do valor das camisas subtrai-se o do tecido. Produto Nacional e Produto Interno: – Investimento estrangeiro, onde parte da renda do produto não é paga aos nacionais e sim enviada ao exterior. –Distinção entre PIB (Produto Interno Bruto) e PNB (Produto Nacional Bruto). PIB > PNB porque parte foi gerada com Fatores Externos.

8 Produto Bruto e Produto Líquido; Renda Nacional e Renda Disponível Produto Bruto = Fatores Fixos capital fixo (máquinas, equipamentos, instalações) Produto Líquido = parcela correspondente ao desgaste e que necessita reposição. PNL = PNB – depreciação. Renda Nacional = Produto Líquido – Impostos Indiretos; –Impostos Indiretos recaem sobre as operações. Ex:imposto sobre as vendas; –Impostos Diretos incidem diretamente sobre os titulares. Ex: imposto de renda. Renda Disponível = Renda Nacional – Tributos diretos; o que a população pode dispor para Consumo ou Poupança. Contribuição do Direito: criação de novas instituições e normas reguladoras das taxas de juros, recursos monetários, etc.


Carregar ppt "Macroeconomia: O produto e a renda nacional Curso de Economia Fábio Nusdeo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google