A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sondagem Prof. Giovani Antonangelo Engenheiro Civil FSP FUNDAÇÕES E OBRAS DE TERRA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sondagem Prof. Giovani Antonangelo Engenheiro Civil FSP FUNDAÇÕES E OBRAS DE TERRA."— Transcrição da apresentação:

1 Sondagem Prof. Giovani Antonangelo Engenheiro Civil FSP FUNDAÇÕES E OBRAS DE TERRA

2 Exames do terreno a) Visitar o local da obra, detectando a eventual existe ̂ ncia de alagados, afloramento de rochas etc.; b) Visitar obras em andamento nas proximidades, verificando as soluc ̧ o ̃ es adotadas; c) Fazer sondagem a trado (broca) com dia ̂ metro de 2 ou 4, recolhendo amostras das camadas do solo ate atingir a camada resistente; d) Mandar fazer sondagem geotecnica.

3 Métodos de ensaio: direto, indireto e semi-direto

4 Sondagem SPT

5 Método direto: SPT

6 Perfuração com lavagem

7 Amostradores Bipartidos - SPT

8 Finalidades do ensaio SPT a determinac ̧ a ̃ o dos tipos de solo em suas respectivas profundidades de ocorre ̂ ncia; a posic ̧ a ̃ o do nivel-dagua; os indices de resiste ̂ ncia a penetrac ̧ a ̃ o (N) a cada metro.

9 Definições SPT (standard penetration test): Abreviatura do nome do ensaio pelo qual se determina o indice de resistência a ̀ penetrac ̧ a ̃ o (N) com amostragem de solo; CPT (cone penetration test): indica a resistência e a compressibilidade do solo, mas não é possível retirar amostras; N: Abreviatura do índice de resiste ̂ ncia a ̀ penetrac ̧ a ̃ o do SPT, cuja determinac ̧ a ̃ o se da pelo numero de golpes correspondente a ̀ cravac ̧ a ̃ o de 30 cm do amostrador- padra ̃ o, apos a cravac ̧ a ̃ o inicial de 15 cm, utilizando-se corda de sisal para levantamento do martelo padronizado.

10 Critérios para avaliação do ensaio SPT Locac ̧ a ̃ o do furo e quantidades; Processos de perfuracão; Amostragem e SPT; Criterios de paralisac ̧ a ̃ o;

11 Critérios para avaliação do ensaio SPT Observação do nível de lençol freático; Identificação das amostras e elaboração do perfil geológico-geotécnico; Apresentação do relatório de sondagem.

12 Amostragem Deve ser coletada, para exame posterior, uma parte representativa do solo colhido pelo trado-concha durante a perfurac ̧ a ̃ o, ate 1 m de profundidade. A cada metro de perfurac ̧ a ̃ o, a partir de 1 m de profundidade, devem ser colhidas amostras dos solos por meio do amostrador-padra ̃ o, com execuc ̧ a ̃ o de SPT. O amostrador-padra ̃ o, conectado a ̀ composic ̧ a ̃ o de cravac ̧ a ̃ o, deve descer livremente no furo de sondagem ate ser apoiado suavemente no fundo, devendo-se cotejar a profundidade correspondente com a que foi medida na operac ̧ a ̃ o anterior. Caso haja discrepa ̂ ncia entre as duas medidas supra-referidas (ficando o amostrador mais de 2 cm acima da cota de fundo, atingida no estagio precedente), a composic ̧ a ̃ o deve ser retirada, repetindo-se a operac ̧ a ̃ o de limpeza do furo. Apos o posicionamento do amostrador-padra ̃ o conectado a ̀ composic ̧ a ̃ o de cravac ̧ a ̃ o, coloca-se a cabec ̧ a de bater e, utilizando-se o tubo de revestimento como refere ̂ ncia, marca-se na haste, com giz, um segmento de 45 cm dividido em tre ̂ s trechos iguais de 15 cm.

13 Número mínimo de sondagens Nº mínimo = 2 furos 1 furo para cada 200 m 2 de edificação em planta, até 1200 m 2 1 furo para cada 400 m 2 de edificação em planta, para áreas entre 1200 m 2 e 2400 m 2 Para áreas superiores à 2400 m 2, deve ser realizado plano específico Mínimo de 2 furos para áreas < 200 m 2

14 Número mínimo de sondagens Mínimo de 3 furos para áreas entre 200 e 400 m 2 1 furo para cada 200 m 2 de edificação em planta, até 1200 m 2 1 furo para cada 400 m 2 de edificação em planta, para áreas entre 1200 m 2 e 2400 m 2 Para áreas superiores à 2400 m 2, deve ser realizado plano específico Mínimo de 2 furos para áreas < 200 m 2 Mínimo de 3 furos para áreas entre 200 e 400 m 2

15 Localização dos furos Distância máxima de 100 m; Normalmente entre 15 a 20 m; Priorizar posições relevantes na obra : pontos de maior carga – escadas, elevadores, reservatórios, etc.

16 Localização dos furos Sondagens não devem estar alinhadas; Realizar furos próximos aos extremos da área; Distância máxima de 100 m.

17 Profundidade Normalmente até a camada impenetrável, a partir de ensaios de campo mais usuais; ou Consultar o projetista de fundações para definir a profundidade de interrupção, utilizando-se nestes casos de sondagens do tipo rotativa Normalmente até a camada impenetrável, a partir de ensaios de campo mais usuais.

18 Planta de locação dos furos de sondagem

19 Critérios para encerrar a sondagem O processo de perfurac ̧ a ̃ o por circulac ̧ a ̃ o de agua, associado aos ensaios penetrometricos, deve ser utilizado ate onde se obtiver, nesses ensaios, uma das seguintes condic ̧ o ̃ es: a) quando, em 3 m sucessivos, se obtiver 30 golpes para penetrac ̧ a ̃ o dos 15 cm iniciais do amostrador-padra ̃ o; b) quando, em 4 m sucessivos, se obtiver 50 golpes para penetrac ̧ a ̃ o dos 30 cm iniciais do amostrador-padra ̃ o; c)quando,em 5 sucessivos,se obtiver 50 golpes para a penetrac ̧ a ̃ o dos 45cm do amostrador-padra ̃ o Dependendo do tipo de obra, das cargas a serem transmitidas a ̀ s fundac ̧ o ̃ es e da natureza do subsolo, admite-se a paralisac ̧ a ̃ o da sondagem em solos de menor resiste ̂ ncia a ̀ penetrac ̧ a ̃ o do que aquela discriminada anteriormente, desde que haja uma justificativa geotecnica ou solicitac ̧ a ̃ o do cliente.

20 Método Semi-direto: CPT

21 Comparativo entre os métodos de sondagem

22 Exemplo de laudo de sondagem

23 PRINCIPIOS GERAIS DA APTIDA ̃ O DE SUPORTE DE UM SOLO RESISTENTE

24 Se os solos A=B=C te ̂ m caracteristicas iguais de resiste ̂ ncia, e possivel implantar a fundac ̧ a ̃ o em A; Se so A e resistente, devem-se apoiar fundac ̧ o ̃ es de estruturas leves, cuja carga limite deve ser determinada por analise de recalque; Se A e solo fraco e B e resistente, a fundac ̧ a ̃ o e do tipo profunda, atendendo-se para a carga limite em func ̧ a ̃ o da resiste ̂ ncia de C; Se A=B sa ̃ o solos fracos e C e resistente, o apoio da fundac ̧ a ̃ o deverá ser em C.

25 Tabela dos estados de compacidade e de consiste ̂ ncia – NBR 6484/2001

26 Perfil estratigráfico

27 Exercício de fixação Elabore um roteiro de atividades de como o estudo de sondagem deverá ser realizado para o empreendimento (em anexo). A partir, do roteiro identifique: a)Número de furos para definição do perfil do terreno, segundo a norma. b)Qual método poderia ser utilizado na avaliação geotécnica? c)Quais os indicativos que o ensaio SPT chegou ao final? d)Em quais situações seria indicada outro método diferente do SPT?

28 Anexo

29 Referências Bibliográficas Associação Brasileira de normas técnicas – NBR 6484: Solo - Sondagens de simples reconhecimento com SPT - Metodo de ensaio, Rio de janeiro, Giugiani, E.; Figueiro, G. Investigações geotécnicas, Porto Alegre, 2006.


Carregar ppt "Sondagem Prof. Giovani Antonangelo Engenheiro Civil FSP FUNDAÇÕES E OBRAS DE TERRA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google