A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Federação Portuguesa de Atletismo DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO Curso de Treinadores - Nível 2 Atletismo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Federação Portuguesa de Atletismo DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO Curso de Treinadores - Nível 2 Atletismo."— Transcrição da apresentação:

1 Federação Portuguesa de Atletismo DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO Curso de Treinadores - Nível 2 Atletismo

2 OS TREINADORES DEVEM DEDICAR AOS JOVENS ATLETAS MUITO TEMPO NO ENSINO DAS HABILIDADES BÁSICAS EM PRIMEIRO LUGAR PARA DESENVOLVER A COORDENAÇÃO ATRAVÉS DOS MOVIMENTOS BÁSICOS PARA A CORRIDA, SALTOS E LANÇAMENTOS SÓ DEPOIS - MOVIMENTOS ESPECÍFICOS DE CADA DISCIPLINA

3 A FACILIDADE COM QUE UMA CRIANÇA APRENDE UMA HABILIDADE DEPENDE DE: MATURAÇÃO MATURAÇÃO EXPERIÊNCIA EXPERIÊNCIA ENSINO ENSINO DIFICULDADE DA TAREFA DIFICULDADE DA TAREFA

4 COMO AJUDAR AS CRIANÇAS A APRENDER 1 - A FASE DE INTERIORIZAÇÃO 1 - A FASE DE INTERIORIZAÇÃO Reflectir sobre o que se vai fazer Quando as crianças aprendem algo de novo, passam por 3 fases de aprendizagem: O Treinador tem de explicar o que pretende que o atleta faça e não apenas demonstrar. Esta fase pode ser lenta, dependendo do atleta e da dificuldade da tarefa.

5 COMO AJUDAR AS CRIANÇAS A APRENDER 2 - A FASE DA APRENDIZAGEM 2 - A FASE DA APRENDIZAGEM Experimentar vários modos de executar a tarefa O treinador deve dar feedbacks para melhorar a coordenação dos movimentos

6 COMO AJUDAR AS CRIANÇAS A APRENDER 3 - A FASE DA HABILIDADE 3 - A FASE DA HABILIDADE Executar a Habilidade Automatização do gesto. Rendimento. Eficácia do Movimento.

7 DESENVOLVIMENTO DO JOVEM ATLETA PROMOVER UMA GRANDE VARIEDADE DE EXPERIÊNCIAS NOS ESCALÕES JOVENS, FAZENDO A ESPECIALIZAÇÃO MAIS TARDE ATLETISMO ATLETISMO E OUTROS DESPORTOS 10 11 12 13 14 15 16 17 18 IDADE PRÁTICA DE DIFERENTES MODALIDADES

8 TREINO ESPECÍFICO NUMA DETERMINADA DISCIPLINA TREINO GERAL EM VÁRIAS DISCIPLINAS 10 11 12 13 14 15 16 17 18 IDADE PRÁTICA DO ATLETISMO DESENVOLVIMENTO DO JOVEM ATLETA Ao longo da sua carreira o jovem deve ir praticando as diferentes disciplinas do atletismo, e só mais tarde especializar-se numa disciplina. Ao longo da sua carreira o jovem deve ir praticando as diferentes disciplinas do atletismo, e só mais tarde especializar-se numa disciplina.

9 PRINCÍPIOS PARA ESTRUTURAR A PRÁTICA MOVIMENTOS GRANDES ANTES DE MOVIMENTOS PEQUENOS MOVIMENTOS GRANDES ANTES DE MOVIMENTOS PEQUENOS DAS TAREFAS SIMPLES PARA AS MAIS COMPLEXAS DAS TAREFAS SIMPLES PARA AS MAIS COMPLEXAS AS PARTES E O TODO AS PARTES E O TODO Movimentos simples devem ser apresentados como um todo. Movimentos complexos devem ser ensinados por partes. PRÁTICA CONTÍNUA OU DESCONTÍNUA PRÁTICA CONTÍNUA OU DESCONTÍNUA A capacidade de concentração das crianças é reduzida pelo que deve Haver uma grande variedade de situações no treino. CONDIÇÕES DE PRÁTICA E COMPETIÇÃO CONDIÇÕES DE PRÁTICA E COMPETIÇÃO Competições adaptadas às crianças são fundamentais para a motivação

10 – PRATICAR A MODALIDADE DENTRO DAS LIMITAÇÕES DA CRIANÇA – DAR AMPLAS OPORTUNIDADES PARA UMA GRANDE VARIEDADE DE EXPERIÊNCIAS DE MOVIMENTOS OBSERVAÇÕES PARA O TREINADOR

11 - Explicar as tarefas de forma simples. - Demonstrar as tarefas. - Dar tempo para a prática. - Ser paciente e corrigir um erro de cada vez. - Não esperar muito demasiado cedo. OBSERVAÇÕES PARA O TREINADOR

12 – INDICAR OS PONTOS MAIS IMPORTANTES EM QUE DEVE CONCENTRAR-SE – AJUDAR AS CRIANÇAS A AVALIAR AS SUAS PRÓPRIAS EXECUÇÕES – PERMITIR USAR AS HABILIDADES APRENDIDAS EM COMPETIÇÃO OBSERVAÇÕES PARA O TREINADOR

13 – USAR LINGUAGEM SIMPLES E FÁCIL DE ENTENDER – SER POSITIVO AO COMUNICAR AS SUAS IMPRESSÕES OBSERVAÇÕES PARA O TREINADOR

14 INFLUÊNCIA DOS OUTROS INFLUÊNCIA DOS PAIS INFLUÊNCIA DE OUTROS JOVENS INFLUÊNCIA DO TREINADOR DESENVOLVIMENTO SOCIAL (Como estabelece a criança relações com os outros)

15 INFLUÊNCIA DOS PAIS DESENVOLVIMENTO SOCIAL (Como estabelece a criança relações com os outros) Principalmente nos primeiros anos, são as figuras mais importantes para as crianças À medida que as crianças crescem vêm a sua influência partilhada com outros. Tem papel importante na maneira como as crianças vêm o Desporto

16 INFLUÊNCIA DE OUTROS JOVENS INFLUÊNCIA DE OUTROS JOVENS DESENVOLVIMENTO SOCIAL (Como estabelece a criança relações com os outros) Vai aumentado à medida que aumenta a independência das crianças Assume diferentes formas ao longo do crescimento 0-5 anos: brincam ao lado dos outros 6-9 anos: ver quem é melhor 10-13 anos: Procuram o seu grupo 13-20 anos: amigos assumem influência dominante

17 INFLUÊNCIA DO TREINADOR INFLUÊNCIA DO TREINADOR DESENVOLVIMENTO SOCIAL (Como estabelece a criança relações com os outros) Ao ensinar-lhes técnicas novas e interessantes podem tornar-se muito importantes para os jovens. No Atletismo, quando se prolonga a relação treinador atleta por um longo período, isto é particularmente evidenciado. Um gesto ou um olhar podem ser suficientes para motivar ou desmotivar um atleta.

18 – ELOGIAR OS ATLETAS COMO RECOMPENSA DOS SEUS ESFORÇOS – PROCURAR QUE TODOS PARTICIPEM O MÁXIMO POSSÍVEL – DAR CONFIANÇA, INCENTIVANDO OS ATLETAS A EXPERIMENTAR COISAS NOVAS – ATRIBUIR CERTA QUANTIDADE DE ÊXITO A TODOS, DURANTE A SESSÃO DE TREINO OBSERVAÇÕES PARA O TREINADOR

19 – PRESTAR ATENÇÃO A TODOS OS ATLETAS E NÃO SÓ AOS MELHORES – AVALIAR O RESULTADO E NÃO O ATLETA – NÃO FORÇAR OS ATLETAS A ESPECIALIZAR-SE DEMASIADO CEDO – AVALIAR OS ERROS DE FORMA POSITIVA OBSERVAÇÕES PARA O TREINADOR

20 – MODIFICAR AS TÉCNICAS – ADAPTAR E UTILIZAR O EQUIPAMENTO E MATERIAIS QUE SEJAM DE TAMANHO E PESO APROPRIADO – MODIFICAR AS REGRAS PARA FACILITAR A APRENDIZAGEM E A ACTIVIDADE ADAPTAÇÃO DO ATLETISMO PARA AS CRIANÇAS

21 – USAR A MÍNIMA QUANTIDADE DE REGRAS PARA OS JOVENS ATLETAS – A COMPETIÇÃO DEVE SER INFORMAL ATÉ AOS 12 ANOS DE IDADE – EVITAR QUE AS CRIANÇAS PARTICIPEM NAS COMPETIÇÕES PARECIDAS COM AS DOS ADULTOS, ENQUANTO NÃO ESTIVEREM PREPARADAS OBSERVAÇÕES PARA O TREINADOR

22 – NÃO FORÇAR AS CRIANÇAS A GANHAR A TODO O CUSTO – RECOMPENSAR AS CRIANÇAS PELOS SEUS ESFORÇOS – VER COMO SE PODE ADAPTAR O ATLETISMO PARA QUE SEJA MAIS ADEQUADO À CRIANÇA OBSERVAÇÕES PARA O TREINADOR


Carregar ppt "Federação Portuguesa de Atletismo DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO Curso de Treinadores - Nível 2 Atletismo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google