A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O ENVELOPE DOS EDIFÍCIOS E O CLIMA Arq. Consultor Paulo Duarte Consultor Pleno – Tatiana Domingues Palestra ABNT: Eficiência Energética em Edifícios -

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O ENVELOPE DOS EDIFÍCIOS E O CLIMA Arq. Consultor Paulo Duarte Consultor Pleno – Tatiana Domingues Palestra ABNT: Eficiência Energética em Edifícios -"— Transcrição da apresentação:

1 O ENVELOPE DOS EDIFÍCIOS E O CLIMA Arq. Consultor Paulo Duarte Consultor Pleno – Tatiana Domingues Palestra ABNT: Eficiência Energética em Edifícios - São Paulo

2 A Insolação sobre o Planeta

3

4 AS DIFERENÇAS CLIMÁTICAS Comparação entre Temperaturas de Inverno nos Países Frios e os Países Tropicais: Países Frios no inverno – podem atingir -30 ºC maiores períodos com -20 ºC Países Tropicais no Inverno + 6 ºC No verão + 40 ºC - Em São Paulo +32 ºC Considerando as Temperaturas de Conforto: Gradiente Térmico Interno/Externo – Nos Países Frios -20 ºC para + 20 ºC = 40 ºC Nos Trópicos – considerando São Paulo + 6 para + 21 no Inverno = 15 ºC + 20 para + 32 no Verão = 12 ºC

5 Formas de Transferência de Calor entre dois Ambientes O calor passa de um Ambiente para outro de duas maneiras – Por Radiação e em função da diferença de Temperaturas entre os Ambientes. No caso de um dos Ambientes ser o Externo, a passagem por Radiação ocorre pela Incidência Solar; a passagem por Diferença de Temperaturas ocorre com ou sem a Incidência Solar, durante a noite, a diferença de temperaturas Interna/Externa resulta na Transferência de calor do lado mais quente para o mais frio.

6 ESPECTROFOTOMETRIA

7 COEFICIENTES FOTOENERGÉTICOS

8 Vidros de Controle Solar e Vidros Baixo-emissivos – Low-e

9 A Tecnologia vem dos Países Frios As Condições extremas do Clima obriga a Projetar e Construir com preocupações de : Aproveitamento máximo da Insolação – Para melhor Iluminação Natural e Aquecimento. Manutenção do calor no ambiente Interno quando as temperaturas externas são Baixas, o que exige Isolamento Térmico adequado. O Valor U dos elementos de Vedação e Separação.

10 O Conforto nos Países Tropicais Controlar a Incidência da Radiação Solar para reduzir a Transmissão Luminosa e para: Diminuir a Passagem de Calor por Radiação – Garantir a saída do calor do ambiente Interno para o Exterior, mantendo condições de conforto interno. O uso adequado da Ventilação Natural.

11 O Vidro como elemento garantidor de Conforto Os Vidros de Controle Solar Os Vidros Low E – Baixo Emissivos Os Vidros de Baixo valor U

12 Países Frios - Elevada Transmissão Luminosa Elevada Passagem de Calor por Radiação – Fator Solar mais elevado Baixa Perda de Calor por Diferença de Temperatura – Baixo Valor U Trópicos - Menor Transmissão Luminosa Baixa passagem de Calor por Radiação – Fator Solar mais baixo Maior perda de Calor por Diferença de Temperatura – Elevado Valor U

13 Catedral - Brasília

14 Arquiteto Consultor Paulo Celso Duarte fone: s


Carregar ppt "O ENVELOPE DOS EDIFÍCIOS E O CLIMA Arq. Consultor Paulo Duarte Consultor Pleno – Tatiana Domingues Palestra ABNT: Eficiência Energética em Edifícios -"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google