A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Conhecimento em ação www.heliceconsultoria.com.br CURSO DE CAPACITAÇÃO: PROPOSTA PRIME – CISE 16/04/2009 17/04/2009.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Conhecimento em ação www.heliceconsultoria.com.br CURSO DE CAPACITAÇÃO: PROPOSTA PRIME – CISE 16/04/2009 17/04/2009."— Transcrição da apresentação:

1 Conhecimento em ação CURSO DE CAPACITAÇÃO: PROPOSTA PRIME – CISE 16/04/ /04/2009

2 Conhecimento em ação HÉLICE CONSULTORIA A empresa A Hélice Consultoria foi fundada em abril de Os seus fundadores possuem nove anos de experiência em atividades de consultoria, assessoria e treinamento no campo da gestão da inovação. A empresa atua em atividades de gestão, inovação e desenvolvimento territorial. Nossos colaboradores são mestres e doutores oriundos das áreas de conhecimento da Administração, Economia, Engenharia de Produção e Geografia.

3 Conhecimento em ação HÉLICE CONSULTORIA A missão A missão da Hélice é promover o aumento da competitividade de empresas, regiões e países através da disseminação do conhecimento, capacitação e consultoria em inovação.

4 Conhecimento em ação HÉLICE CONSULTORIA Clientes Empresas + DE 200 EMPRESAS INOVADORAS

5 Conhecimento em ação HÉLICE CONSULTORIA Clientes Universidades Atores Institucionais

6 Conhecimento em ação CONCEITOS Inovação e empreendedorismo

7 Conhecimento em ação INOVAÇÃO TECNOLÓGICA O que é? Inovação Tecnológica compreende a introdução no mercado de produtos ou processos tecnologicamente novos e melhorias significativas que tenham sido implementadas em produtos e processos existentes. Fonte: OCDE, Manual Oslo, p. 35

8 Conhecimento em ação INOVAÇÃO Pontos principais Inovação x Invenção Tipos de inovação?

9 Conhecimento em ação INOVAÇÃO Tipos de inovação Processo x Produto Incremental x Radical

10 Conhecimento em ação INOVAÇÃO Recursos para inovar Recursos Organizacionais Recursos Humanos Recursos financeiros Recursos de capital social Geração de empresa de base tecnológica Recursos Tecnológicos

11 Conhecimento em ação INOVAÇÃO Recursos para inovar Recursos Organizacionais Recursos Humanos Recursos financeiros Recursos de capital social Recursos Tecnológicos Empresa de consultoria e P&D Empresa de produto Empresa baseada em ativo tecnológico

12 Conhecimento em ação INOVAÇÃO Dinâmica da inovação Fenômeno sistêmico Envolve diversos recursos Envolve atores de diferentes esferas institucionais Se materializa através da empresa no mercado

13 Conhecimento em ação INOVAÇÃO O desbalanço do sistema brasileiro Sabemos a transformar dinheiro em conhecimento, mas não aprendemos a transformar conhecimento em dinheiro!

14 Conhecimento em ação INOVAÇÃO E as empresas brasileiras? Empresas que inovam… Faturam 100 vezes mais que as outras Pagam salários 3 vezes maiores que as outras

15 Conhecimento em ação INOVAÇÃO Importância da cooperação para empresas inovadoras Fornecedores – 35,44% Clientes – 34,71% Universidades e IP – 17,84% Empresas do mesmo grupo – 16,85% Fornecedores e Clientes representam a maior fonte de informação para a inovação!

16 Conhecimento em ação INOVAÇÃO Abordagem da Hélice Tríplice $ (fomento) $ (Lei de Inovação )* $ (contratos e royalties)

17 Conhecimento em ação SISTEMA DE FINANCIAMENTO À INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Um breve panorama

18 Conhecimento em ação FINEP – Agência do Ministério da Ciência e Tecnologia Editais e Chamadas Públicas, ICT/Empresa, Subvenção Econômica, Finep Inovar FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS

19 Conhecimento em ação LINHAS DE FINANCIAMENTO À INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Recursos Financeiros Centro Tecnológico Empresa Geração de Renda, Empregos, Impostos Geração de Renda, Empregos, Impostos Produto ou Processo Inovador

20 Conhecimento em ação PERFIS DOS ATORES GOVERNAMENTAIS Universidades Institutos de pesquisa CAPES MEC Lei da reforma universitária Setor Empresarial MCT Lei de inovação Lei do Bem MDIC Interface Universidades Setor Empresarial Finep / CNPq Fundos setoriais Fundações de Amparo à Pesquisa Sebrae BNDES Associações de classe

21 Conhecimento em ação PERFIS DOS INVESTIMENTOS P&D GESTÃO MERCADO PRODUÇÃO

22 Conhecimento em ação OUTRAS FORMAS DE APOIO A EMPRESAS Subvenção econômica – recursos não-reembolsáveis aplicados diretamente em empresas, possíveis a partir do marco legal - Lei de Inovação e Lei do Bem PAPPE – recursos não-reembolsáveis do governo estadual para apoiar a introdução de novidades no ambiente produtivo ou social.

23 Conhecimento em ação BNDES Inovação Nível de risco p/ investidor BaixoAlto Fundadores, amigos e família Capital de risco Agências de Fomento Mercado de capitais Capital semente Bancos Finep Proinovação Finep Inovar Semente BNDES Criatec Finep Inovar Finep - Subvenção PAPPE PRIME CNPq RHAE PERFIS DOS INVESTIMENTOS

24 Conhecimento em ação PRIME Análise do Edital

25 Conhecimento em ação APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA Em Sergipe serão até 100 investimentos que totalizam R$ ,00

26 Conhecimento em ação OBJETIVO DO EDITAL

27 Conhecimento em ação QUEM PODE PARTICIPAR

28 Conhecimento em ação O QUE É APOIADO?

29 Conhecimento em ação CONTRAPARTIDA EXIGIDA DAS EMPRESAS

30 Conhecimento em ação COMO PARTICIPAR

31 Conhecimento em ação A PROPOSTA SIMPLIFICADA

32 Conhecimento em ação SELEÇÃO DA PROPOSTA SIMPLIFICADA

33 Conhecimento em ação TREINAMENTO

34 Conhecimento em ação PROPOSTA DETALHADA

35 Conhecimento em ação SELEÇÃO DA PROPOSTA DETALHADA

36 Conhecimento em ação PRAZOS

37 Conhecimento em ação COMITÊ DE AVALIAÇÃO

38 Conhecimento em ação CRITÉRIOS BÁSICOS DE AVALIAÇÃO DE MÉRITO Perspectivas de inserção no mercado dos resultados do projeto Qualificação da equipe técnica do projeto Adequação das instalações de PD&I que serão utilizadas no desenvolvimento do projeto Parcerias com instituições científicas e tecnológicas para o desenvolvimento do projeto Aporte de contrapartida no projeto acima do mínimo requerido Grau de integração e atribuições de cada uma das entidades partícipes nos consórcios estabelecidos para desenvolvimento do projeto Consistência do orçamento, cronograma físico-financeiro e indicadores de progresso do projeto Externalidades associadas ao projeto: adensamento de cadeias produtivas, absorção de recursos humanos qualificados, desenvolvimento local, social e ambiental

39 Conhecimento em ação Informações Básicas de um Projeto de Inovação

40 Conhecimento em ação INFORMAÇÕES BÁSICAS Quem ? O quê ? Por quê? Como ? Em quanto tempo ? Com que recursos ? Para quê ?

41 Conhecimento em ação Descrição da Empresa Descrição do projeto PROJETO DE INOVAÇÃO

42 Conhecimento em ação Histórico da Empresa Composição do Capital Instalações Físicas Histórico de P&D Histórico da Financiamentos Governamentais PROJETO DE INOVAÇÃO Descrição da Tecnologia Descrição da Metodologia do Projeto Descrição do Mercado Vantagens Competitivas Nome ou função Mini Curriculum Vitae ou perfil Justificativa

43 Conhecimento em ação DESCRIÇÃO DA EMPRESA Histórico da Empresa Composição do Capital Instalações Físicas Histórico de P&D Histórico de Financiamentos Governamentais

44 Conhecimento em ação DESCRIÇÃO DO PROJETO Descrição da Tecnologia Descrição da Metodologia do Projeto Descrição do Mercado Vantagens Competitivas

45 Conhecimento em ação DESCRIÇÃO DO PROJETO Descrição da Tecnologia Quais são as aplicações de mercado da tecnologia? Quais são os diferenciais competitivos? A tecnologia é de propriedade da empresa? Processo de desenvolvimento Histórico de testes Prova de conceito EVTE

46 Conhecimento em ação DESCRIÇÃO DO PROJETO Descrição da Metodologia do Projeto Como o projeto será executado Aspectos científicos Aspectos mercadológicos Como o projeto será gerenciado Instâncias de controle Compartilhamento de resultados Proteção da Propriedade Intelectual

47 Conhecimento em ação DESCRIÇÃO DO PROJETO Descrição do Mercado Panorama de mercado Dimensionamento do mercado Barreira de entrada e saída Análise da concorrência

48 Conhecimento em ação DESCRIÇÃO DO PROJETO Vantagens Competitivas Ativos e competências adquiridos no projeto Posição no mercado Preço, qualidade, flexibilidade...

49 Conhecimento em ação INOVAÇÃO Uma inovação é a implementação de um produto (bem ou serviço) novo ou significativamente melhorado, ou um processo, ou um novo método de marketing, ou um novo método organizacional nas práticas de negócios, na organização do local de trabalho ou nas relações externas. Manual de Oslo – pg. 55 – parag. 146

50 Conhecimento em ação INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Diferenciam-se quatro tipos de inovação: de produto, de processo, de marketing e organizacional. Manual de Oslo – pg. 57 – parag. 155 Inovações Tecnológicas - Produto e Processo As atividades apoiadas pela FINEP devem ser predominantemente relacionadas à inovação tecnológica.

51 Conhecimento em ação A PROPOSTA SIMPLIFICADA

52 Conhecimento em ação ERROS COMUNS

53 Conhecimento em ação POR QUE OS PROJETOS DEIXAM DE SER APOIADOS? Na pré-qualificação, sempre por não atendimento aos requisitos formais do instrumento Erros mais comuns : Envio de documentação incompleta Envio após a data limite Falta de via impressa ou assinaturas Falta de disquete/CD de backup Falhas na relação de itens solicitada Inelegibilidade de membro do consórcio executor Total falta de aderência aos objetivos da Chamada Preenchimento incorreto ou incompleto do formulário

54 Conhecimento em ação PORQUE OS PROJETOS DEIXAM DE SER APOIADOS? Na avaliação de mérito por baixo conteúdo inovador, fraco atendimento aos objetivos do instrumento ou ainda insuficiência de recursos disponíveis Erros mais comuns : Ausência de inovação tecnológica Falta de clareza quanto aos objetivos e metodologia Mecanismos de coordenação gerencial mal definidos Cronograma físico e financeiro inadequados Ausência de elementos priorizados pelo instrumento (cooperação, compartilhamento, incorporação de resultados, etc.) Distinção entre contrapartida financeira e não- financeira

55 Conhecimento em ação ALGUMAS RECOMENDAÇÕES Tempos o tempo de construção do projeto o tempo de acreditação do projeto o tempo de redação do projeto o tempo de leitura cega do projeto (à luz dos critérios de avaliação de mérito) o tempo de ajustes do projeto Nunca deixe uma pergunta sem resposta no Projeto

56 Conhecimento em ação ALGUMAS RECOMENDAÇÕES Equilíbrio entre a abordagem micro e macro - a questão da informação suficiente Qualificação da equipe executora – adequabilidade ao projeto; o conjunto de saberes demandados pelo projeto pode e deve ser descrito no Resumo da Equipe Executora Foco na Banca de Avaliação – equilíbrio entre aspectos científicos e mercadológicos, com os efeitos de desenvolvimento social, institucional ou regional.

57 Conhecimento em ação MUITO OBRIGADO! HÉLICE CONSULTORIA THIAGO RENAULT / Av. Rio Branco 133 / sala 1601 – RJ.


Carregar ppt "Conhecimento em ação www.heliceconsultoria.com.br CURSO DE CAPACITAÇÃO: PROPOSTA PRIME – CISE 16/04/2009 17/04/2009."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google