A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Infra-Estrutura de Redes Professor: Fábio Alencar Mendonça 2º semestre Curso: Redes de Computadores.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Infra-Estrutura de Redes Professor: Fábio Alencar Mendonça 2º semestre Curso: Redes de Computadores."— Transcrição da apresentação:

1 Infra-Estrutura de Redes Professor: Fábio Alencar Mendonça 2º semestre Curso: Redes de Computadores

2 Infra-Estrutura de Redes Avaliando as Interferências na Transmissão Unidade 3 Meios sem fio – parte 3

3 Infra-Estrutura de Redes Tipos Perda de espaço livre: Em qualquer ambiente sem fio o sinal se dispersa com a distância. Absorção atmosférica: absorção do sinal, e consequente atenuação, entre a antena transmissora e a antena receptora, por agentes externos, como vapor dágua e oxigênio. Multicaminho: uso da várias antenas para levar o sinal, para evitar que obstáculos interfiram na transmissão do sinal, gerando cópias indesejadas ou ainda a não chegada do sinal, principalmente em ambientes móveis. Refração: uso da refração para propagação do sinal. Influencia na velocidade do sinal pela altitude e condições atmosféricas Ruído térmico: inevitável, devido aos dispositivos envolvidos.

4 Infra-Estrutura de Redes Sempre será um aspecto de preocupação perante os usuários, sendo assim devemos tomar cuidado com: Motores de elevadores Copiadoras Telefones sem fio na mesma frequência Alarmes de segurança na mesma frequência Fornos de microondas Interferência

5 Infra-Estrutura de Redes O Magnetron dos fornos de microondas tem a freqüência central de funcionamento em 2450~2458 MHz (Interfere com b/g) Intensidade de sinal de 18 dBm. Consegue corromper todos os sinais de WLAN. Soluções Tentar utilizar canais diferentes Aumentar a distância entre o forno e os equipamentos sem fio Utilizar materiais bloqueadores de RF Utilizar a Interferência – Microondas

6 Infra-Estrutura de Redes Interferência – Bluetooth

7 Infra-Estrutura de Redes Um dos pontos mais citados pelos manuais de pontos de acesso se refere a localização do equipamento. Quanto mais altas as antenas estiverem posicionadas, menos barreiras o sinal encontrará no caminho até os computadores. Trinta centímetros podem fazer enorme diferença. Interferência – Antenas baixas Nas casas e nos escritórios, a maioria dos telefones sem fio operam na freqüência de 900Mhz. Mas há modelos que já trabalham na de 2.4GHz, justamente a mesma usada pelos equipamentos b e g. Em ambientes com esse tipo de telefone, ou próximos a áreas com eles, a qualidade do sinal Wireless pode ser afetada. Mas isso não acontece necessariamente em todos os casos. Interferência – Telefones sem fio

8 Infra-Estrutura de Redes Eis uma combinação explosiva para a rede Wireless. Se o concreto e as plantas mais vistosas já costumam prejudicar a propagação das ondas quando estão sozinhos, imagine o efeito somado. Pode ser um verdadeiro firewall. Interferência – Concreto e trepadeira O principio das antenas dos pontos de acesso que quanto mais alta melhor, também vale para as placas e os adaptadores colocados nos micros. Se o seu desktop é do tipo torre e fica no chão e o seu dispositivo não vier acompanhado de um fio longo, é recomendável usar um cabo de extensão USB para colocar a antena numa posição mais favorável. Interferência – Micro no chão

9 Infra-Estrutura de Redes Grandes recipientes com água, como aquários e bebedouros, são inimigos da boa propagação do sinal de Wireless. Evite que esse tipo de material possa virar uma barreira no caminho entre o ponto de acesso é as máquinas da rede. Interferência – Água O vidro é outro material que pode influenciar negativamente na qualidade do sinal. Na ligação entre dois prédios por wireless, eles se somam a árvores altas, o que compromete a transmissão do sinal de uma antena para outra. Interferência – Vidros e árvores


Carregar ppt "Infra-Estrutura de Redes Professor: Fábio Alencar Mendonça 2º semestre Curso: Redes de Computadores."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google