A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Tema A transmissão do saber, o eu como agente Por Jerocir Botelho Marques de Jesus.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Tema A transmissão do saber, o eu como agente Por Jerocir Botelho Marques de Jesus."— Transcrição da apresentação:

1

2 Tema A transmissão do saber, o eu como agente Por Jerocir Botelho Marques de Jesus

3 Para que serve a informação? O uso da comunicação estimula a inteligência e revela a capacidade que temos de manifestar o que sentimos e queremos, o que acaba resultando em uma nova experiência A uma informação estimula os relacionamentos humanos e a comunicação.

4 Pois quando trocamos experiência, significa que estamos disseminando conhecimento, portanto, estamos trabalhando com a memória Mas a memória pode falhar? Sim, algumas vezes esquecemos o que sabemos e, por alguma razão ficamos com o raciocínio lento e, é nesse instante que percebemos que precisamos de ajuda. Experiência é sinônimo de conhecimento registrado na memória

5 O que fazer então? E é aí que a idéia do coletivo surge, no qual o grupo usa o conhecimento que tem para transmitir e receber do outro a informação de que precisa. Surge portanto, o que se pode chamar de potencial criativo e de inteligência existente na memória coletiva É importante termos em mente que ninguém se desenvolve sozinho, afinal todos nós necessitamos de algo que muitas vezes só o outro possui

6 Então é possível transmitir e aprender num mesmo processo de comunicação?

7 Sim. Pois é correto afirmar,que quando trocamos experiência significa que estamos disseminando conhecimento. Portanto, quando usamos nossa experiência, nos damos conta de que necessitamos uns dos outros, e percebemos que a comunicação é primordial para o nosso crescimento intelectual.

8 O que é para você se comunicar? Antes de tudo é primordial procurar saber distinguir o que realmente é relevante, afinal usamos nossa experiência e nossa habilidade para interagir, ou seja, devemos agir como cidadãos conscientes de nosso papel na sociedade.

9 Mas como interagir? A interação só ocorre satisfatoriamente se nos organizarmos, ou seja, precisamos usar nosso conhecimento de uma maneira espontânea, de tal forma, que ao se comunicar ambos se sintam seguros, ao falar e ao ouvir. Porém é importante termos em mente que isso não é uma formula e sim um exercício diário que todos nós devemos praticar.

10 Então temos que nos organizar? Sim, mas para termos sucesso ao nos organizarmos, temos que usar nossa inteligência coletiva, ou seja, todos tem que participar do processo, pois se o seu pessoal for sábio e estiver interligado, a cada mudança a mente do grupo vai assimilar um novo aprendizado e uma nova competência de maneira objetiva.

11 Então aprendemos mais e melhor quando interagimos? Sim. Mas o aprendizado não ocorre simplesmente no ato da transmissão do conhecimento, é necessário ter consciência do que se quer transmitir e aprender. Portanto, com a interatividade é possível adquirir experiência e produzir conhecimento.

12 É importante disseminar o conhecimento?

13 Sim. Mas diante do enorme fluxo de informações, cabe a nós identificar e selecionar quantitativa e qualitativamente o que é realmente relevante no momento da comunicação. Afinal todos nós temos a função de facilitar o acesso a informação, assim como, temos o direito de ter disponível aquela informação quando necessitamos.

14 O que o Sistema NDC tem haver com tudo isso? O Sistema NDC é um órgão suplementar da Universidade de apoio aos programas de ensino, pesquisa e extensão e busca oferecer produtos e serviços de informação de qualidade, portanto, sua função é imprescindível no contexto acadêmico, o que o torna um contribuinte direto no processo de produção do conhecimento.

15 Entretanto, o reconhecimento do nosso trabalho só virá se nós trabalharmos conscientes desse objetivo. Assim como uma nação consciente de seus direitos e deveres, onde cada um é capaz de contribuir com o melhor e construir uma sociedade mais justa. E nós do Sistema NDC como prestadores de serviços de informação oferecidos à sociedade, temos consciência de nossa função como profissional que lida com o público direta ou indiretamente.

16 Portanto, precisamos dominar certas competências e habilidades técnicas e sociais,como condição necessária para que nossa força de trabalho alcance os objetivos social e ético, da qual todos necessitam para ser reconhecidos.

17 Assim não podemos esquecer em manter nosso grupo unido pelos conceitos de valor, de respeito, de responsabilidade e objetivamente pela nossa moral como Servidores Públicos. Afinal, o conhecimento é a força de produção que deve visar o desenvolvimento humano e não a dominação, pois é assim que exerceremos o nosso papel de eu como agente na transmissão do saber.

18 Resumo O objetivo principal de abordagem do tema é despertar a importância no uso do conhecimento adquirido como meio de interação e desenvolvimento da capacidade de cada um, pois a necessidade de se comunicar é uma questão de humanidade, afinal todos nós de algum modo buscamos sempre algo novo para o nosso aprendizado. E como disse nossa poetiza : Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina Cora Coralina


Carregar ppt "Tema A transmissão do saber, o eu como agente Por Jerocir Botelho Marques de Jesus."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google