A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cuidando Uns dos Outros O propósito do discipulado é conduzir cada cristão a maturidade em Cristo. Wilson Ahlert t.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cuidando Uns dos Outros O propósito do discipulado é conduzir cada cristão a maturidade em Cristo. Wilson Ahlert t."— Transcrição da apresentação:

1

2 Cuidando Uns dos Outros O propósito do discipulado é conduzir cada cristão a maturidade em Cristo. Wilson Ahlert t

3 O MINISTÉRIO DO DISCIPULADOR O MINISTÉRIO DO DISCIPULADOR MINISTÉRIO DE PARCERIA UMA VIA DE MÃO DUPLA F Explorando as expectativas F Faça um pacto F Conheça o oikos do discípulo F Encontre as pessoas- chave MINISTÉRIO DE PARCERIA UMA VIA DE MÃO DUPLA F Explorando as expectativas F Faça um pacto F Conheça o oikos do discípulo F Encontre as pessoas- chave

4 A MISSÃO DO DISCIPULADOR MISSÃO: EDIFICAÇÃO! MISSÃO: EDIFICAÇÃO!

5 A MISSÃO DO DISCIPULADOR 1. DEVE HAVER SITUAÇÕES EM QUE A EDIFICAÇÃO É REQUERIDA F João 4:15 Então a mulher pediu: - Por favor, me dê dessa água! F Romanos 12:15 Alegrem-se com os que se alegram e chorem com os que choram. 1. DEVE HAVER SITUAÇÕES EM QUE A EDIFICAÇÃO É REQUERIDA F João 4:15 Então a mulher pediu: - Por favor, me dê dessa água! F Romanos 12:15 Alegrem-se com os que se alegram e chorem com os que choram. DOIS INGREDIENTES NECESSÁRIOS PARA A EDIFICAÇÃO

6 2. DEVE HAVER A PRESENÇA DO ESPÍRITO SANTO PARA MOSTRAR O QUE PRECISA SER FEITO. F João 16:13 Porém, quando o Espírito da verdade vier, ele ensinará toda a verdade a vocês. O Espírito não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que ouviu e anunciará a vocês as coisas que estão para acontecer. 2. DEVE HAVER A PRESENÇA DO ESPÍRITO SANTO PARA MOSTRAR O QUE PRECISA SER FEITO. F João 16:13 Porém, quando o Espírito da verdade vier, ele ensinará toda a verdade a vocês. O Espírito não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que ouviu e anunciará a vocês as coisas que estão para acontecer. A MISSÃO DO DISCIPULADOR

7 1. Identificar os sentimentos (problemáticos) 2. Discernir problemas 3. Confrontar comportamentos negativos 4. Pensar em todas as opções 5. Providenciar informações 6. Ajudar o discípulo a mudar seus paradigmas 7. Engajar o discípulo em atividades ministeriais práticas 1. Identificar os sentimentos (problemáticos) 2. Discernir problemas 3. Confrontar comportamentos negativos 4. Pensar em todas as opções 5. Providenciar informações 6. Ajudar o discípulo a mudar seus paradigmas 7. Engajar o discípulo em atividades ministeriais práticas SETE PASSOS DA EDIFICAÇÃO

8 MUDAR OS VALORES A MISSÃO DO DISCIPULADOR

9 F A CHAVE EM SEU MINISTÉRIO SEU ENCONTRO SEMANAL Gastando tempo juntos

10 F UMA JORNADA JUNTOS Transparência Ministração mútua Mudança de valores Transparência Ministração mútua Mudança de valores SEU ENCONTRO SEMANAL SEU ENCONTRO SEMANAL

11 F O PAPEL DO TREINAMENTO: MOSTRE COMO FUNCIONA NA PRÁTICA E DEPOIS EXPLIQUE Ex.: Criança... F Deuteronômio 6:5-9 F O PAPEL DO TREINAMENTO: MOSTRE COMO FUNCIONA NA PRÁTICA E DEPOIS EXPLIQUE Ex.: Criança... F Deuteronômio 6:5-9 SEU ENCONTRO SEMANAL

12 Deuteronômio 6:5-9 Portanto, amem o Eterno, o nosso Deus, com todo o coração, com toda a alma e com todas as forças. Guardem sempre no coração as leis que eu lhes estou dando hoje e não deixem de ensiná-las aos seus filhos. Repitam essas leis em casa e fora de casa, quando se deitarem e quando se levantarem. Amarrem essas leis nos braços e na testa, para não esquecerem delas; e as escrevam nos batentes das portas das suas casas e nos seus portões. Deuteronômio 6:5-9 Portanto, amem o Eterno, o nosso Deus, com todo o coração, com toda a alma e com todas as forças. Guardem sempre no coração as leis que eu lhes estou dando hoje e não deixem de ensiná-las aos seus filhos. Repitam essas leis em casa e fora de casa, quando se deitarem e quando se levantarem. Amarrem essas leis nos braços e na testa, para não esquecerem delas; e as escrevam nos batentes das portas das suas casas e nos seus portões. O PAPEL DA BÍBLIA NO DISCIPULADO SEU ENCONTRO SEMANAL

13 TRÊS NÍVEIS DO DISCIPULADO 1 O. INCONSCIENTE E NÃO COMPROMETIDO 2 O. CONSCIENTE MAS NÃO COMPROMETIDO (PRONTO PARA RECEBER) 3 O. COMPROMETIDO, O CONCEITO ESTÁ ENTENDIDO (COMPLETAMENTE COMPROMETIDO) 1 O. INCONSCIENTE E NÃO COMPROMETIDO 2 O. CONSCIENTE MAS NÃO COMPROMETIDO (PRONTO PARA RECEBER) 3 O. COMPROMETIDO, O CONCEITO ESTÁ ENTENDIDO (COMPLETAMENTE COMPROMETIDO)

14 Ensino / Cura

15 PRINCÍPIOS A SEREM LEMBRADOS PRINCÍPIOS DE DISCIPULADO PRINCÍPIOS DE DISCIPULADO

16 PRINCÍPIOS DE DISCIPULADO 1. DÊ ESPAÇO E LIBERDADE PARA O DISCÍPUILO. 2. NÃO RESOLVA OS PROBLEMAS DO DISCÍPULO. 3. NUNCA DÊ OU EMPRESTE DINHEIRO DIRETAMENTE AO DISCÍPULO. 1. DÊ ESPAÇO E LIBERDADE PARA O DISCÍPUILO. 2. NÃO RESOLVA OS PROBLEMAS DO DISCÍPULO. 3. NUNCA DÊ OU EMPRESTE DINHEIRO DIRETAMENTE AO DISCÍPULO.

17 PRINCÍPIOS DE DISCIPULADO 4. AJUDE O DISCÍPULO A TOMAR AS DECISÕES POR CONTA PRÓPRIA. 5. LEMBRE AO DISCÍPULO QUE CAMINHAR EM VITÓRIA É UMA ESCOLHA – Santificação. 6. EXPLIQUE QUE SÓ SOMOS DERROTADOS SE DESISTIRMOS. 4. AJUDE O DISCÍPULO A TOMAR AS DECISÕES POR CONTA PRÓPRIA. 5. LEMBRE AO DISCÍPULO QUE CAMINHAR EM VITÓRIA É UMA ESCOLHA – Santificação. 6. EXPLIQUE QUE SÓ SOMOS DERROTADOS SE DESISTIRMOS.

18 LIDANDO COM ÁREAS PROBLEMÁTICAS ÁREASPROBLEMÁTICASÁREASPROBLEMÁTICAS

19 F TIAGO 1:5 Mas, se alguém tem falta de sabedoria, peça a Deus e ele dará porque é generoso e dá com bondade a todos. F TIAGO 3:17 A sabedoria que vem do alto é antes de tudo pura; e é também pacífica, bondosa e amigável. Ela é cheia de misericórdia, produz uma colheita de boas ações e é livre de preconceito e de fingimento. F TF T IAGO 1:5 Mas, se alguém tem falta de sabedoria, peça a Deus e ele dará porque é generoso e dá com bondade a todos. FTFTIAGO 3:17 A sabedoria que vem do alto é antes de tudo pura; e é também pacífica, bondosa e amigável. Ela é cheia de misericórdia, produz uma colheita de boas ações e é livre de preconceito e de fingimento. LIDANDO COM ÁREAS PROBLEMÁTICAS

20 1. OUÇA O DISCÍPULO E OUÇA AO SENHOR! 2. DÊ ESCLARECIMENTOS, NÃO CONSELHOS. 3. EVITE A ARMADILHA DO SIM, MAS. 4. OFEREÇA INFORMAÇÃO (PERGUNTAS, ALTERNATIVAS, DEIXE DEUS AGIR). 1. OUÇA O DISCÍPULO E OUÇA AO SENHOR! 2. DÊ ESCLARECIMENTOS, NÃO CONSELHOS. 3. EVITE A ARMADILHA DO SIM, MAS. 4. OFEREÇA INFORMAÇÃO (PERGUNTAS, ALTERNATIVAS, DEIXE DEUS AGIR). PARA LIDAR COM ÁREAS PROBLEMÁTICAS PASSOS PARA LIDAR COM ÁREAS PROBLEMÁTICAS

21 5. EVITE FAZER CRÍTICAS. 6. DESCUBRA A VONTADE DE DEUS. 7. EVITE SALVAR SEU DISCÍPULO DA SUA INSENSATEZ. 5. EVITE FAZER CRÍTICAS. 6. DESCUBRA A VONTADE DE DEUS. 7. EVITE SALVAR SEU DISCÍPULO DA SUA INSENSATEZ. LIDANDO COM ÁREAS PROBLEMÁTICAS

22 8. LIDE HONESTAMENTE COM O COMPOR- TAMENTO NEGATIVO REPETITIVO (FALE A VERDADE EM AMOR). 9. APRENDA A LIDAR COM O PROBLEMA QUE É APRESENTADO REPETIDAS VEZES. 10. USE FERRAMENTAS ESPECIAIS PARA AJUDAR A MINISTRAR (HISTÓRIAS, FILMES, MENSSAGENS, LIVROS). 8. LIDE HONESTAMENTE COM O COMPOR- TAMENTO NEGATIVO REPETITIVO (FALE A VERDADE EM AMOR). 9. APRENDA A LIDAR COM O PROBLEMA QUE É APRESENTADO REPETIDAS VEZES. 10. USE FERRAMENTAS ESPECIAIS PARA AJUDAR A MINISTRAR (HISTÓRIAS, FILMES, MENSSAGENS, LIVROS). LIDANDO COM ÁREAS PROBLEMÁTICAS

23 X Participem juntos do treinamento prático Tocando Corações. X Esteja à disposição do discípulo para futuros treinamentos. X Envolva-se com o oikos do discípulo ajudando-o a evangelizar outros. X Faça o possível para que o discípulo possa discipular um recém-convertido. X Participem juntos do treinamento prático Tocando Corações. X Esteja à disposição do discípulo para futuros treinamentos. X Envolva-se com o oikos do discípulo ajudando-o a evangelizar outros. X Faça o possível para que o discípulo possa discipular um recém-convertido. PREPARANDO O DISCÍPULO PARA DISCIPULAR

24 ORAÇÃO DO DISCIPULADOR João 17 Depois de dizer essas coisas, Jesus olhou para o céu e disse: -- Pai, chegou a hora. Glorifica o teu Filho para que ele te glorifique. Pois tens dado ao Filho autoridade sobre todos os seres humanos para que ele dê a vida eterna aos que lhe deste. E a vida eterna é esta: Que todos conheçam a ti, que és o único Deus verdadeiro; e conheçam também Jesus Cristo, que enviaste ao mundo. Eu mostrei a tua glória ao mundo e terminei o trabalho que me deste para fazer.

25 Meu Pai! Agora dá-me glória na tua presença, a mesma glória que eu tinha contigo antes de existir o mundo. -- Eu mostrei quem tu és àqueles que tiraste do mundo para me dar. Eram teus e tu os deste para mim. Eles têm obedecido à tua mensagem e sabem que tudo o que me tens dado vem de ti. Pois eu lhes dei a mensagem que mandaste dar, e eles a receberam e conheceram que é verdade que eu vim de ti e acreditaram que tu me enviaste ao mundo. Meu Pai! Agora dá-me glória na tua presença, a mesma glória que eu tinha contigo antes de existir o mundo. -- Eu mostrei quem tu és àqueles que tiraste do mundo para me dar. Eram teus e tu os deste para mim. Eles têm obedecido à tua mensagem e sabem que tudo o que me tens dado vem de ti. Pois eu lhes dei a mensagem que mandaste dar, e eles a receberam e conheceram que é verdade que eu vim de ti e acreditaram que tu me enviaste ao mundo.

26 -- Eu peço em favor deles. Não peço em favor do mundo, mas por aqueles que me deste, pois pertencem a ti. Tudo o que é meu é teu, e tudo o que é teu é meu; e a minha glória é vista por meio daqueles que me deste. -- Agora estou indo para perto de ti. Eles continuam no mundo, mas eu não estarei mais no mundo. Pai santo! Guarda-os pelo poder do teu nome que me deste, para que sejam um, assim como tu e eu somos um. -- Eu peço em favor deles. Não peço em favor do mundo, mas por aqueles que me deste, pois pertencem a ti. Tudo o que é meu é teu, e tudo o que é teu é meu; e a minha glória é vista por meio daqueles que me deste. -- Agora estou indo para perto de ti. Eles continuam no mundo, mas eu não estarei mais no mundo. Pai santo! Guarda-os pelo poder do teu nome que me deste, para que sejam um, assim como tu e eu somos um.

27 -- Quando estava com eles no mundo, eu os guardava com o poder do teu nome, o mesmo nome que me deste. Tomei conta deles e nenhum se perdeu, a não ser aquele que já ia se perder para que acontecesse o que as Escrituras Sagradas dizem. E agora estou indo para perto de ti. Mas digo isso enquanto estou no mundo para que os corações deles fiquem cheios da minha alegria.

28 -- Eu lhes dei a tua mensagem, mas o mundo ficou com ódio deles porque eles não são do mundo, como eu também não sou. Não peço que os tires do mundo, mas que os guardes do Diabo. Assim como eu não sou do mundo, eles também não são. Que sejam teus por meio da verdade; a tua palavra é a verdade. Assim como tu me enviaste ao mundo, eu também os envio. Em favor deles eu me entrego completamente a ti. Faço isso para que de fato eles pertençam a ti.

29 -- Não peço somente por eles, mas também em favor dos que vão crer em mim por meio deles. E peço que todos eles sejam completamente unidos. E assim como tu, meu Pai, estás em mim e eu estou em ti, que eles também estejam em nós para que o mundo creia que tu me enviaste. Dei a eles a glória que me deste para que possam ser um, assim como tu e eu somos um. Eu estou neles, e tu estás em mim, para que eles sejam completamente unidos, a fim de que o mundo creia que me enviaste e que os amas como também me amas.

30 -- Meu Pai! Quero que, onde eu estiver, estejam comigo aqueles que me deste. Quero que vejam a minha glória que recebi de ti porque me amaste antes da criação do mundo. Pai justo! O mundo não te conhece, mas eu te conheço; e aqueles que me deste sabem que tu me enviaste ao mundo. Eu fiz que eles te conheçam, para que o amor que tens por mim esteja neles e para que eu mesmo também esteja neles. Amém!

31 SUGESTÃO DE DEVOCIONAL Leia o texto e anote as respostas q Qual o assunto do texto? q Qual o exemplo a seguir? q Qual a ordem a obedecer? q Qual o erro a evitar? q Qual o pecado a abandonar? q Qual a promessa a reivindicar? q Há algum pensamento acerca de Deus? qQual o assunto do texto? qQual o exemplo a seguir? qQual a ordem a obedecer? qQual o erro a evitar? qQual o pecado a abandonar? qQual a promessa a reivindicar? qHá algum pensamento acerca de Deus?

32 CONCLUSÃO: 1. Discipulado não é se reunir uma vez por semana para completar o livrinho, é um compromisso de parceria, uma caminhada de edificação mútua visando conduzir o discípulo a maturidade em Cristo. É passar a vida de Cristo que está em nós ao discípulo, e esse processo leva tempo, exige paciência, amor e compromisso. CONCLUSÃO:

33 CONCLUSÃO: 2. No discipulado deve haver edificação, e para que haja edificação, precisamos ouvir a voz de Deus e ao mesmo tempo ter coragem para amorosamente desafiar o discípulo a crescer naquelas áreas que ainda não estão sobre o senhorio de Cristo (EX.: Natã). CONCLUSÃO:


Carregar ppt "Cuidando Uns dos Outros O propósito do discipulado é conduzir cada cristão a maturidade em Cristo. Wilson Ahlert t."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google