A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Minicurso: Os Enigmas da cultura, As Vacas,os porcos e as bruxas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Minicurso: Os Enigmas da cultura, As Vacas,os porcos e as bruxas."— Transcrição da apresentação:

1 Minicurso: Os Enigmas da cultura, As Vacas,os porcos e as bruxas.

2

3 Para refletir... Como nós ocidentais podemos esperar compreender o amor à vaca? Será que existe uma explicação de ordem prática?

4

5

6 Veneração Os hindus veneram a vaca porque são símbolo de tudo o que é vivo; Os animais perambulam pelas ruas, derrubam as bancas no mercado, invadem jardins particulares, defecam na calçada e interrompem o trânsito. No campo, amontoam-se pelas estradas e estão sempre a caminhar tranquilamente pela vias férreas. O amor a vaca afeta a vida dos indianos de múltiplas maneiras. Existem repartições do governo que mantêm asilos para alojar gratuitamente animais magros e decrépitos; Os agricultores consideram a vaca como membro de sua família, enfeitando-as com grinalda e borlas, rezando quando elas adoecem e convidando os vizinhos e os sacerdotes para celebrar o nascimento de uma nova cria

7 O materialismo de Karl Marx. Segundo Karl Marx ( ), as relações praticadas pelos homens – seja no aspecto religioso, moral, político, cultural ou intelectual – não podem ser pensadas de forma puramente abstrata. Isso significa que a forma como os indivíduos se comportam, agem, sentem e pensam se vincula com a forma de produção da vida material, ou seja, pela maneira como os homens trabalham e produzem os meios necessários para a sustentação material das sociedades (dimensão econômica ou material). Em outras palavras, o modo de pensar, sentir e agir dos homens é condicionado pela sua situação econômica concreta.

8 Demonstração desta tese Se numa sociedade, como a indiana, onde a base econômica ou material era, no passado, a atividade agropastoril, em que o uso de animais como a vaca e o boi eram indispensáveis à sobrevivência dos indivíduos, o modo de pensar e agir das pessoas irá refletir tais condições materiais. Assim, em tal sociedade, os costumes, as crenças, os valores farão referência à atividade agropastoril (Ex.: as vacas, o boi, o arado etc. podem ser elementos culturalmente importantes na sociedade em questão).

9 Condições geográficas da Índia

10 Sociedade Indiana

11 A sociedade de casta Uma peculiaridade da cultura indiana é o sistema de castas. A casta é um sistema de estratificação social hereditário, fundamentado na religião hindu. Mas atenção: a casta não deve ser confundida com classe social; ela não está necessariamente ligada à riqueza ou pobreza. O indivíduo nasce e morre dentro de sua casta e a transmite a seus filhos, independente de quantos bens venha a juntar ou dos méritos que venha a acumular. A casta não é regida pelo que uma pessoa possui, mas pelo que ela é. Portanto, é imutável, não permite nenhuma mobilidade.

12 O deus Brahma

13 A origem das castas Segundo o hinduísmo, a humanidade nasceu de um único deus: Brahma. Porém, cada um se originou de diferentes partes de seu corpo. Esse é o critério para classificar as 4 castas básicas: - Brâmanes ( sacerdotes, professores, sábios)- a casta mais alta, saiu da boca de Brahma. - Xátrias ( governantes e guerreiros)- dos braços de Brahma. - Vaisias ( comerciantes) – das pernas de Bhahma. - Sudras ( agricultores, prestadores de serviços) dos pés de Bhamha

14 Os sem castas Os dalits, ou intocáveis, são párias: aqueles que não têm casta, a poeira sob os pés de Brahma. Eles realizam os trabalhos considerados impuros para as outras castas, como a limpeza de excrementos, a lida com os cadáveres. Os dalits não podem beber água na mesma corrente dos demais, não lhes é permitido entrar nos templos, nem mesmo tocar, com seu corpo ou com sua sombra, um indivíduo pertencente a qualquer casta. Luta contra o preconceito Gandhi foi um dos que lutaram pela inclusão dos intocáveis. Ele próprio passou a lavar o seu e outros banheiros, numa atitude simbólica que tinha por finalidade demonstrar a igualdade entre os homens. Depois da independência da Índia, em 1947, um intocável, o dr. Ambdkar, participou da redação da nova constituição, que aboliu as castas - da lei, mas não dos costumes. Elas vigoram até hoje, mais fortemente nas regiões rurais, e o governo da Índia tem feito campanhas sistemáticas no intuito de transformar esse quadro, estimulando com prêmios casamentos entre castas e proporcionando aos dalits o direito à educação e ao mercado de trabalho. Apesar de ainda encontrarem muita resistência, os dalits já fizeram conquistas consideráveis: entre outras, a eleição de Mayawati, uma intocável, para governadora do estado de Uttar Pradesh.

15 Crenças: A mãe vaca Produz o boi muito utilizado para arar o solo; Fertilizante natural; Carvão; Leite e seus derivados; Assoalho de casas; Transporte; Couro; Transforma o lixo das cidades em leite; Carne; Ossos – matéria prima para a produção de rações; Desenvolve um sentimento nacionalista; Refrigerante da urina.

16 Vacas comem lixo nas cidades.

17

18

19

20 Porco limpo e porco sujo.

21 Os amigos dos porcos.

22 Os porcos e os Maring - Nova Guiné

23 O amor aos porcos inclui : Criar os leitões como membros da família; Dormir ao seu lado; Falar-lhes, tocá-los e acariciá-los; Chamá-los por nomes; Guiá-los com uma correia até o campo; Chorar quando ficam doentes ou se machucam; Alimentá-los com os melhores bocados da mesa familiar e A obrigação de sacrificá-lo e comer sua carne numa perfeita comunhão entre carne – porco; porco como espírito, espírito dos ancestrais

24 Inimigos dos porco Disse Iaweh aos judeus: Não comereis o porco, porque tem unha fendida, mas não rumina; considerá-lo-eis impuro. Não comereis da carne destes animais nem tocareis no seu cadáver. Dt 14,8.

25 Muçulmanos.

26 Condições geográficas do Oriente

27 Explicações de caráter X Ordens práticas. religioso, naturalista A crença de que o porco é um animal sujo; Os porcos eram tidos nos primórdios da humanidade como seres divinos; Foram símbolos totêmicos de diversos grupos tribais; A graça a obter se com a obediência aos tabus dietéticos depende de não saber exatamente, nem tentar descobrir o que Iaweh e Alá tinham em mente; A carne de porco mal cozida transmite doenças – Tênias; Tanto os israelitas, quanto os árabes, em sua maioria eram nômades, numa região de clima seco e árido, nada propício a criação de porcos; É um animal difícil de ser tangido a longa distância; Concorrente direto do homem na disputa por comida- onívoro; Não produz leite; Os porcos possui um ineficiente sistema de regulamentação da temperatura corpórea - o que fundamentaria a impureza religiosa. Como a carne de porco é muito gostosa e o rebanho, pequeno devido às condições naturais – quanto maior a tentação, maior a necessidade de intervenção divina

28 Bruxas: Cabos de vassouras e sabás.

29 Por que esses símbolos são associados à bruxaria?

30 Bruxas Quem eram as bruxas na Idade Média e Moderna? Por que tamanha perseguição ?

31 Aparelhos de torturas.

32 Mitos modernos, ou não... Espelho quebrado

33 Passar aliança no olho cura terçol?

34 Manga com leite faz mal?

35 Masturbação causa espinha?

36 Quebrar espelho dá 7 anos de azar?

37 O número 13 é símbolo de azar? Os supersticiosos acreditam que o dia 13 é sinônimo de azar, principalmente se cair numa sexta-feira. A explicação para essa crendice popular entre os cristãos é a de que Jesus Cristo foi crucificado em um desses dia da semana, e que na sua última ceia havia treze pessoas sentadas à mesa. Uma tradição hebraica,por sinal bem anterior a Cristo, já dizia que Adão e Eva haviam comido o fruto proibido uma sexta-feira. E que nesse dia, também, foram expulsos para sempre do paraíso. Por outro lado, na antiga numeração hebraica os números eram representados por letras, e a que indicava a quantidade 13 era a mesma usada para a palavra morte

38 Conclusão.


Carregar ppt "Minicurso: Os Enigmas da cultura, As Vacas,os porcos e as bruxas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google