A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ENCARNAÇÃO NOS DIFERENTES MUNDOS. 1-As nossas diversas existências corporais se verificam todas na Terra? (O Livro dos Espíritos, questão 172) Não; vivemo-las.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ENCARNAÇÃO NOS DIFERENTES MUNDOS. 1-As nossas diversas existências corporais se verificam todas na Terra? (O Livro dos Espíritos, questão 172) Não; vivemo-las."— Transcrição da apresentação:

1 ENCARNAÇÃO NOS DIFERENTES MUNDOS

2 1-As nossas diversas existências corporais se verificam todas na Terra? (O Livro dos Espíritos, questão 172) Não; vivemo-las em diferentes mundos. As que aqui passamos não são as primeiras, nem as últimas; são, porém, das mais materiais e das mais distantes da perfeição.

3 2- A cada nova existência corporal a alma passa de um mundo para outro, ou pode ter muitas no mesmo globo? (O Livro dos Espíritos, questão 173) Pode viver muitas vezes no mesmo globo, se não se adiantou bastante para passar a um mundo superior.

4 3-Para chegar à perfeição e à suprema felicidade, destino final de todos os homens, tem o Espírito que passar pela fieira de todos os mundos existentes no Universo? 3- Para chegar à perfeição e à suprema felicidade, destino final de todos os homens, tem o Espírito que passar pela fieira de todos os mundos existentes no Universo? (O Livro dos Espíritos, questão 177) Não, porquanto muitos são os mundos correspondentes a cada grau da respectiva escala e o Espírito, saindo de um deles, nenhuma coisa nova aprenderia nos outros do mesmo grau.

5 Quando, em um mundo, os Espíritos hão realizado a soma de progresso que o estado desse mundo comporta, deixam-no para encarnar em outro mais adiantado, onde adquiram novos conhecimentos. Quando, em um mundo, os Espíritos hão realizado a soma de progresso que o estado desse mundo comporta, deixam-no para encarnar em outro mais adiantado, onde adquiram novos conhecimentos. Allan Kardec: A Gênese, cap. 11, item 28

6 4- Podem os Espíritos encarnar em um mundo relativamente inferior a outro onde já viveram? (O Livro dos Espíritos, questão 178) Sim, quando em missão, com o objetivo de auxiliarem o progresso, caso em que aceitam alegres as tribulações de tal existência, por lhes proporcionar meio de se adiantarem.

7 5- Como devem ser as condições de vida nos mundos superiores à Terra? As relações, sempre amistosas entre os povos, jamais são perturbadas pela ambição, da parte de qualquer deles, de escravizar o seu vizinho, nem pela guerra que daí decorre. Não há senhores, nem escravos, nem privilegiados pelo nascimento; só a superioridade moral e intelectual estabelece diferença entre as condições e dá a supremacia. Allan Kardec: O Evangelho segundo o Espiritismo. Cap. III, item 9. As condições da vida moral e material são muitíssimo diversas das da vida na Terra.

8 Um laço de amor e fraternidade prende uns aos outros todos os homens, ajudando os mais fortes aos mais fracos. Possuem bens, em maior ou menor quantidade, conforme os tenham adquirido, mais ou menos por meio da inteligência; ninguém, todavia, sofre, por lhe faltar o necessário. Ninguém se acha em expiação. Numa palavra: o mal, nesses mundos, não existe. Allan Kardec: O Evangelho segundo o Espiritismo. Cap. III, itens 9 e 10.

9 6- Qual deve ser a aparência física dos Espíritos que habitam mundos superiores? Como por toda parte, a forma corpórea aí é sempre a humana, mas embelezada, aperfeiçoada e, sobretudo, purificada. Como por toda parte, a forma corpórea aí é sempre a humana, mas embelezada, aperfeiçoada e, sobretudo, purificada. O corpo nada tem da materialidade terrestre e não está, conseguintemente, sujeito às necessidades, nem às doenças ou deteriorações que a predominância da matéria provoca. Mais apurados, os sentidos são aptos a percepções a que neste mundo a grosseria da matéria obsta. O corpo nada tem da materialidade terrestre e não está, conseguintemente, sujeito às necessidades, nem às doenças ou deteriorações que a predominância da matéria provoca. Mais apurados, os sentidos são aptos a percepções a que neste mundo a grosseria da matéria obsta.

10 A leveza específica do corpo permite locomoção rápida e fácil: (...) desliza, a bem dizer, pela superfície, ou plana na atmosfera, sem qualquer outro esforço além do da vontade... A inteligência e a vida cintilam com o fulgor que os pintores hão figurado no nimbo ou auréola dos santos. ESE: Cap. III, item 9

11 Os homens conservam (...) os traços de suas passadas migrações e se mostram (...) irradiando uma luz divina. Mais apurados, os sentidos são aptos a percepções a que neste mundo a grosseria da matéria obsta. A alma, e goza de uma lucidez que a coloca em estado quase permanente de emancipação e lhe consente a livre transmissão do pensamento. ESE: cap. III, item 9.

12 7- Nos mundos mais adiantados que a Terra o Espírito passa pela infância? A duração da vida é maior? Em toda parte a infância é uma transição necessária, mas não é, em toda parte, tão obtusa como no vosso mundo. (O Livro dos Espíritos, questão183) A duração da vida, nos diferentes mundos, parece guardar proporção com o grau de superioridade física e moral de cada um, o que é perfeitamente racional. Quanto menos material o corpo, menos sujeito às vicissitudes que o desorganizam. (O Livro dos Espíritos, questão182)

13 A Pouca resistência que a matéria oferece a Espíritos já muito adiantados torna rápido o desenvolvimento dos corpos e curta ou quase nula a infância. A Pouca resistência que a matéria oferece a Espíritos já muito adiantados torna rápido o desenvolvimento dos corpos e curta ou quase nula a infância. ESE: cap. III, item 9. Isenta de cuidados e angústias, a vida é proporcionalmente muito mais longa do que na Terra. A morte de modo algum acarreta os horrores da decomposição (..) lá não existe a dúvida sobre o porvir. Isenta de cuidados e angústias, a vida é proporcionalmente muito mais longa do que na Terra. A morte de modo algum acarreta os horrores da decomposição (..) lá não existe a dúvida sobre o porvir. ESE: cap. III, item 9.

14 8- Haverá mundos onde o Espírito, deixando de revestir corpos materiais, só tenha por envoltório o perispírito? (O Livro dos Espíritos, questão 178) Há e mesmo esse envoltório se torna tão etéreo que para vós é como se não existisse. Esse o estado dos Espíritos puros.

15 Não lhes sendo [aos Espíritos] mais de proveito algum a encarnação em corpos materiais, passam a viver exclusivamente da vida espiritual, em a qual continuam a progredir, mas noutro sentido e por outros meios. Não lhes sendo [aos Espíritos] mais de proveito algum a encarnação em corpos materiais, passam a viver exclusivamente da vida espiritual, em a qual continuam a progredir, mas noutro sentido e por outros meios. Allan Kardec. A Gênese. Cap. 11, item 28

16 9- A substância do perispírito é a mesma em todos os mundos? Não; é mais ou menos etérea. Passando de um mundo a outro, o Espírito se reveste da matéria própria desse outro, operando- se, porém, essa mudança com a rapidez do relâmpago.

17 10- Quando a Terra se encontrou em condições climáticas apropriadas à existência da espécie humana, encarnaram nela Espíritos humanos. Donde vinham? Quer eles tenham sido criados naquele momento; quer tenham procedido, completamente formados, do espaço, de outros mundos, ou da própria Terra (...), revestiram-se de corpos adequados às suas necessidades especiais, às suas aptidões, e que, fisionomicamente, tinham as características da animalidade. Sob a influência deles e por meio do exercício de suas faculdades, esses corpos se modificaram e aperfeiçoaram.

18 11- O desenvolvimento científico e tecnológico do nosso planeta estaria relacionado com a imigração de Espíritos, vindos de outros mundos? 11- O desenvolvimento científico e tecnológico do nosso planeta estaria relacionado com a imigração de Espíritos, vindos de outros mundos? Há emigrações e imigrações coletivas de um mundo para outro (...).Novas raças de Espíritos, vindo misturar-se às existentes, constituem novas raças de homens. Ora, como os Espíritos nunca mais perdem o que adquiriram, consigo trazem eles sempre a inteligência e a intuição dos conhecimentos que possuem, o que faz que imprimam o caráter que lhes é peculiar à raça corpórea que venham animar. A Gênese, cap. 11, itens 35 a 38, 45

19 Esses Espíritos, em chegando à Terra, integram-lhe, a princípio, a população espiritual; depois, encarnam, como os outros. Esses Espíritos, em chegando à Terra, integram-lhe, a princípio, a população espiritual; depois, encarnam, como os outros. De acordo com o ensino dos Espíritos, foi uma dessas grandes imigrações, ou, se quiserem, uma dessas colônias de Espíritos, vinda de outra esfera, que deu origem à raça simbolizada na pessoa de Adão e, por essa razão mesma, chamada raça adâmica.(...) Os Espíritos que a integram foram exilados para a Terra, já povoada, mas de homens primitivos, imersos na ignorância, que aqueles tiveram por missão fazer progredir, levando-lhes as luzes de uma inteligência desenvolvida. De acordo com o ensino dos Espíritos, foi uma dessas grandes imigrações, ou, se quiserem, uma dessas colônias de Espíritos, vinda de outra esfera, que deu origem à raça simbolizada na pessoa de Adão e, por essa razão mesma, chamada raça adâmica.(...) Os Espíritos que a integram foram exilados para a Terra, já povoada, mas de homens primitivos, imersos na ignorância, que aqueles tiveram por missão fazer progredir, levando-lhes as luzes de uma inteligência desenvolvida. A Gênese, cap. 11, itens 35 a 38, 45.


Carregar ppt "ENCARNAÇÃO NOS DIFERENTES MUNDOS. 1-As nossas diversas existências corporais se verificam todas na Terra? (O Livro dos Espíritos, questão 172) Não; vivemo-las."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google