A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ONDAS. ONDAS TRANSVERSAIS ONDAS LONGITUDINAIS ONDA SONORA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ONDAS. ONDAS TRANSVERSAIS ONDAS LONGITUDINAIS ONDA SONORA."— Transcrição da apresentação:

1 ONDAS

2 ONDAS TRANSVERSAIS

3 ONDAS LONGITUDINAIS

4 ONDA SONORA

5

6 ELEMENTOS DE UMA ONDA PERIÒDICA

7 REFLEXÂO DE PULSOS EM MEIOS UNIDIMENSIONAIS 1.Extremidade fixa

8 2. Extremidade móvel

9 REFRAÇÃO DE PULSOS EM MEIOS UNIDIMENSIONAIS 1.Corda menos densa para mais densa

10 2.Corda mais densa para menos densa

11 INTERFERÊNCIA

12

13

14 DIFRAÇÂO

15 POLARIZAÇÃO

16 RESSONÂNCIA

17 Cordas Vibrantes Quando uma corda, tensa e fixa nas extremidades, é posta a vibrar, originam-se ondas transversais que se propagam ao longo do seu comprimento, refletem-se nas extremidades e, por interferência, ocasionam a forma ç ão de ondas estacion á rias. Quando uma corda, tensa e fixa nas extremidades, é posta a vibrar, originam-se ondas transversais que se propagam ao longo do seu comprimento, refletem-se nas extremidades e, por interferência, ocasionam a forma ç ão de ondas estacion á rias. A corda, vibrando estacionariamente, transfere energia ao ar em sua volta, dando origem à s ondas sonoras que se propagam no ar. A freq ü ência dessa onda é igual à freq ü ência de vibra ç ão da corda. Assim, uma corda vibrante (ou corda sonora) é uma fonte sonora. A corda, vibrando estacionariamente, transfere energia ao ar em sua volta, dando origem à s ondas sonoras que se propagam no ar. A freq ü ência dessa onda é igual à freq ü ência de vibra ç ão da corda. Assim, uma corda vibrante (ou corda sonora) é uma fonte sonora.

18 Ondas em cordas Primeiro Harmônico

19 Segundo Harmônico

20 Terceiro Harmônico

21 Tubos Sonoros Se uma fonte sonora for colocada na extremidade aberta de um tubo, as ondas sonoras emitidas irão superpor-se à s que se refletirem nas paredes do tubo, produzindo ondas estacion á rias com determinadas freq ü ências. Se uma fonte sonora for colocada na extremidade aberta de um tubo, as ondas sonoras emitidas irão superpor-se à s que se refletirem nas paredes do tubo, produzindo ondas estacion á rias com determinadas freq ü ências. Uma extremidade aberta sempre corresponde a um ventre (interferência construtiva) e a fechada, a um n ó (interferência destrutiva). Uma extremidade aberta sempre corresponde a um ventre (interferência construtiva) e a fechada, a um n ó (interferência destrutiva).

22 Tubo Aberto L 1 /2 L 2 /2 L 3 /2

23 Tubo Fechado L 1 /4 L 3 /4 L 5 /4 No tubo fechado, obtêm-se freqüências naturais apenas dos harmônicos ímpares.

24 Efeito Doppler O efeito Doppler, para ondas sonoras, constitui o fenômeno pelo qual um observador percebe uma freq ü ência diferente daquela emitida por uma fonte, devido ao movimento relativo entre eles (observador e fonte). O efeito Doppler, para ondas sonoras, constitui o fenômeno pelo qual um observador percebe uma freq ü ência diferente daquela emitida por uma fonte, devido ao movimento relativo entre eles (observador e fonte). É o que acontece quando uma ambulância, com sua sirene ligada, passa por um observador (parado ou não). Enquanto a ambulância se aproxima, a freq ü ência por ele percebida é maior que a real (mais aguda); mas, à medida que ela se afasta, a freq ü ência percebida é menor (mais grave). É o que acontece quando uma ambulância, com sua sirene ligada, passa por um observador (parado ou não). Enquanto a ambulância se aproxima, a freq ü ência por ele percebida é maior que a real (mais aguda); mas, à medida que ela se afasta, a freq ü ência percebida é menor (mais grave).


Carregar ppt "ONDAS. ONDAS TRANSVERSAIS ONDAS LONGITUDINAIS ONDA SONORA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google