A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ACÚSTICA Prof. Renato Nunes. INTRODUÇÃO É o segmento da Física que interpreta o comportamento das ondas sonoras audíveis frente aos diversos fenômenos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ACÚSTICA Prof. Renato Nunes. INTRODUÇÃO É o segmento da Física que interpreta o comportamento das ondas sonoras audíveis frente aos diversos fenômenos."— Transcrição da apresentação:

1 ACÚSTICA Prof. Renato Nunes

2 INTRODUÇÃO É o segmento da Física que interpreta o comportamento das ondas sonoras audíveis frente aos diversos fenômenos ondulatórios. ONDA SONORA: Onda mecânica, longitudinal e tridimensional.

3 VELOCIDADE DO SOM A velocidade do som depende das condições do meio em que ele se propaga. Aviões supersônicos: possuem velocidade maior que o som no ar. MeioTemperaturaV (m/s) Ar 20º C340 Água 0º C1500 Ferro 0º C4480

4 FISIOLOGIA DA AUDIÇÃO Ouvido externo: capta o som. Tímpano leva o som para o ouvido médio (martelo, bigorna e estribo) Quando o som chega no ouvido interno ele é amplificado de 30 a 60 vezes pela janela oval no inicio do labirinto e caracol. No ouvido interno estão as terminações nervosas que se comunicam com o cérebro).

5 ALTURA DO SOM Qualidade que permite diferenciar som grave e som agudo. A altura de um som depende apenas de sua freqüência.

6 ALTURA DO SOM 20 Hz20 kHz Som AudívelInfra – SomUltra – Som Altura Som Audível Alto: Baixo: AGUDO GRAVE (Alta freqüência) (baixa freqüência)

7 INTERVALO ACÚSTICO O Intervalo entre dois sons é a razão entre as freqüências destes sons. Se I = 2; dizemos que o intervalo entre os dois sons é uma oitava. Intervalo AcústicoRazão de freqüência Unissono1:1 Oitava2:1 Tom maior10:9 Tom menor16:15

8 ESCALAS MUSICAIS Seqüência de notas musicais dispostas em ordem crescente de freqüências. GAMA: Conjunto de notas dentro de 1 oitava. OBSERVAÇÃO IMPORTANTE! Duas Notas musicais iguais possuem mesma freqüência, ou seja, mesma altura.

9 INTENSIDADE SONORA É a quantidade de energia sonora que atravessa a unidade área de uma superfície disposta perpendicularmente à direção de propagação, na unidade de tempo. DEFINIÇÃ O:

10 INTENSIDADE SONORA Potência da fonte (Watts) Área atravessada pelo som (m 2 ) I (W/m 2 ) SILENCIO ABSOLUTO POLUIÇÃO SONORA SOM FISIOLÓGICO LIMIAR DE AUDIBILIDADE

11 INTENSIDADE SONORA SOM FORTE Intensidade Alta Onda Sonora com amplitude Alta SOM FRACO Baixa Intensidade Onda Sonora com amplitude baixa

12 NÍVEL SONORO É a intensidade sonora percebida ou detectada pelo sistema auditivo humano. DEFINIÇÃO MATEMÁTICA: decibel 0120 SILÊNCIO ABSOLUTO SOM FISIOLÓGICO POLUIÇÃO SONORA Limiar de audibilidadeLimiar de dor

13 TIMBRE Está relacionado à forma da onda. Permite distinguir dois sons de mesma altura e mesma intensidade, emitidos por fontes distintas.

14 REFLEXÃO DO SOM Quando as ondas sonoras atingem um obstáculo fixo, como uma parede, elas sofrem reflexão com inversão de fase. Persistência auditiva: tempo que leva para deixarmos de perceber um som (0,1s). Eco: ocorre quando a pessoa percebe o som por ela emitido duas vezes distintas.

15 FONTES DE ONDAS SONORAS Cordas Sonoras 1º HARMÔNICO Som fundamental 2º HARMÔNICO 3º HARMÔNICO

16 CORDAS SONORAS

17 FONTES DE ONDAS SONORAS Tubos Sonoros Abertos 1º HARMÔNICO Som fundamental 2º HARMÔNICO

18 FONTES DE ONDAS SONORAS Tubos Sonoros fechados 1º HARMÔNICO Som fundamental 2º HARMÔNICO

19 EFEITO DOPPLER É o fenômeno pelo qual um observador percebe uma freqüência diferente daquela emitida por uma fonte, devido ao movimento relativo entre eles. Aproximação Som percebido é mais alto. Afastamento Som percebido é mais baixo.


Carregar ppt "ACÚSTICA Prof. Renato Nunes. INTRODUÇÃO É o segmento da Física que interpreta o comportamento das ondas sonoras audíveis frente aos diversos fenômenos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google