A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pesquisa do poder de compra de bebidas alcoólicas por adolescentes em Diadema e Paulínia- Brasil. Sérgio M. Duailibi Prof.Dr. Ronaldo Laranjeira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pesquisa do poder de compra de bebidas alcoólicas por adolescentes em Diadema e Paulínia- Brasil. Sérgio M. Duailibi Prof.Dr. Ronaldo Laranjeira."— Transcrição da apresentação:

1 Pesquisa do poder de compra de bebidas alcoólicas por adolescentes em Diadema e Paulínia- Brasil. Sérgio M. Duailibi Prof.Dr. Ronaldo Laranjeira

2 Objetivos Projeto de políticas públicas que visa: Mensurar o poder de compra de bebidas alcoólicas por adolescentes nesta cidade; Propor e implementar intervenções comunitárias para a redução desses problemas; Avaliar a efetividade das intervenções propostas.

3 Metodologia Esta pesquisa realizada no período de maio de 2004 a julho de 2005; Foram pesquisados 460 estabelecimentos; Os compradores: 08 adolescentes de ambos os sexos com idade entre 14 e 17 anos - cuja aparências eram compatíveis com suas idades ; Receberam acompanhamento e supervisão por um adulto e autorização dos pais ou responsáveis. Os adolescentes iam em duplas e se revezavam na tentativa de compra; enquanto um comprava, o outro observava a idade estimada do vendedor, sua atitude e dados relativos ao estabelecimento.

4 Metodologia Todos os tipos de estabelecimentos foram testados; Os adolescentes foram instruídos a não ocultar a idade, caso fossem questionados; Foram orientados a dizer que a bebida era para consumo deles próprios. O objetivo era reproduzir com o máximo de fidelidade uma situação real, ou seja, como os vendedores se comportam diante da intenção de compra de um adolescente; As bebidas compradas eram guardadas pelo adulto supervisor.

5 Resultados 1.Diadema: 429 pontos de venda de álcool, onde foi possível realizar os testes, houve compra de bebidas alcoólicas em 362 dos estabelecimentos testados (84,38%). 2.Paulínia: Em 100 Pontos de venda, foi possível a compra de bebida alcoólica em 95% dos locais.

6 Resultados 1- Diadema: Em 19,58% dos casos chegou a ser questionada a idade do adolescente. Apesar disto, o documento de identidade foi solicitado apenas em 9,93%. 2- Paulínia: Em 9% dos casos chegou a ser questionada a idade. Apesar disto, o documento de identidade foi solicitado apenas em 5%.

7 Resultados: Pontos de Compra Diadema padarias (10%); pastelarias e sorveterias (5,87%); lanchonetes e bares (64,78%); restaurantes ou pizzarias(3,48%); postos de gasolina (0,65%); mercearias (8,26%); depósitos de bebidas(3,91%) ambulantes (1,30%) supermercados (1,74%)

8 Resultados No teste de recompra Diadema: Dos 67 estabelecimentos que na primeira oportunidade negaram a venda de bebidas, foi conseguida a compra em 42 destes (62,69%). Paulínia: Positividade recompra de 100%. Foi efetuada nos mesmos locais que haviam negado a venda na primeira tentativa

9 Conclusões Positividade da compra em Diadema: 84,38% Paulínia: 95%. Diferença estatisticamente significante, provavelmente ligada ao fato de Diadema já ter outras políticas relacionadas ao álcool (fechamento de bares e beber e dirigir). Garotas conseguiram comprar bebidas alcoólicas com mais facilidade - similar ao observado em outros países. Não houve diferenças significativas quanto a facilidade de compra em relação ao tipo de estabelecimento. Recompra: 62,69%- positividade: 90,21%

10 Conclusões A pesquisa permite concluir que adolescentes menores de idade adquirem bebidas alcoólicas facilmente em diferentes estabelecimentos de Diadema e Paulínia; Entretanto, a situação nestas cidades não deve ser diferente da situação na grande maioria dos municípios brasileiros. Ou seja, foi feito um diagnóstico local, mas que provavelmente reflete uma situação nacional.

11 PESQUISA BEBER E DIRIGIR NO MUNICÍPIO DE DIADEMA SÉRGIO M. DUAILIBI PROF.DR.RONALDO LARANJEIRA

12 BEBER E DIRIGIR Objetivo Geral: Realizar levantamento de dados referente ao comportamento de beber e dirigir em condutores de veículos automotores em vias públicas de tráfego automobilístico na cidade de Diadema -SP.

13 OBJETIVOS ESPECÍFICOS 3.1-Testar metodologia de controle e fiscalização do beber e dirigir in loco. 3.2-Testar a aplicabilidade e aceitabilidade dos bafômetros (passivos e ativos) como instrumento na coleta de dados de pesquisa. 3.3-Contribuir com a configuração de desenhos para pesquisas futuras, que visem algum interesse científico nesta área. 3.4-Levantar dados básicos para orientação de intervenções situadas no campo do beber e dirigir, as quais possam ser efetuadas para redução dos problemas relacionados ao consumo do álcool, no município de Diadema e outras localidades.

14

15 RESULTADOS Diadema: Foram abordados 1000 veículos: Recusa participação (9, 2%); Santos: Abordados 330 veículos: Recusa participação (15%).

16 RESULTADOS: BAFÔMETRO PASSIVO Em Diadema, dentre as 908 pessoas que participaram, apenas 58 (6,39%) recusaram-se a serem submetidas ao bafômetro e apenas responderam ao questionário. Aceitabilidade deste instrumento foi estimada em 93,61%. Em Diadema: 23,65% dos motoristas pesquisados apresentavam algum traço de álcool no ar expirado, sendo que destes 19,42% dos condutores de carros de passeio, caminhão ou moto, estavam com níveis de álcool iguais ou acima dos limites legais. Em Santos 17,03% dos motoristas pesquisados apresentavam algum traço de álcool no ar expirado, sendo que destes 14,81% dos motoristas, estavam com níveis de álcool iguais ou acima dos limites legais.

17 BAFÔMETRO PASSIVO REALIZAÇÃO Diadema % Santos % ACEITARAM NEGARAM586,39103,57 TOTAL

18 BAFÔMETRO PASSIVO Diadema % Santos % , ,96 0,1 A 0,2121,4141,48 0,3 A 0,5242,8220,74 0, ,88 0,8445,1862, ,8251,85 1,2748,7151,85 dados perdidos60,7100 TOTAL

19 RESULTADOS Diadema: Aceitação do bafômetro ativo: A aceitabilidade do bafômetro ativo foi um pouco menor: Dentre as 908 pessoas que aceitaram participar da pesquisa, somente 63 (6,94%) recusaram-se. A aceitabilidade deste instrumento foi estimada em 93,06%. Nela vemos que 21,91% dos pesquisados apresentaram algum traço de álcool no ar expirado, sendo que destes 17,18% do total dos condutores de carros de passeio, caminhões ou motos pesquisados, estavam com níveis de álcool iguais ou acima dos limites permitidos pela lei.

20 CONCLUSÕES: Porcentagem elevada de motoristas que circulam com níveis de álcool elevado nos finais de semana nas cidades estudadas. Analisamos uma situação local que provavelmente reflete uma realidade nacional. A prevalência dos motoristas que estavam dirigindo com algum nível de álcool no sangue na cidade de Diadema foi, pelo menos, cinco vezes maior que a encontrada em pesquisas semelhantes em estados norte-americanos. Não temos uma política pública para o álcool eficiente em nosso país em relação ao beber e dirigir e as ações sugeridas pela ONU em relação a este assunto praticamente inexistem ou não foram ainda efetivamente implementadas no Brasil.

21 CONCLUSÕES: O baixo preço torna o álcool facilmente acessível à ampla parcela da população. As poucas restrições à propaganda nos meios de comunicação de massa a tornam eficiente em seduzir o público, principalmente o adolescente. Os valores que imperam são: o lobby das indústrias de bebidas alcoólicas, o descontrole social em relação ao consumo elevado do álcool a baixos preços, com sua ampla disponibilidade e fatores culturais banalizando o seu consumo e a tolerância em relação à transgressão da lei. A magnitude dos resultados obtidos também seria improvável na presença de um eficiente aparelho de fiscalização e punição por parte do poder público Perdas e prejuízos associados aos acidentes de trânsito são muito relevantes e seus custos sociais e em relação à saúde e à segurança ainda não foram dimensionados. A norma é o descumprimento da lei por parte de quem deveria observá-la, a omissão do poder público que deveria fiscalizar o seu cumprimento e o silêncio da sociedade que deveria exigi-lo.

22 UNIAD/UNIFESP


Carregar ppt "Pesquisa do poder de compra de bebidas alcoólicas por adolescentes em Diadema e Paulínia- Brasil. Sérgio M. Duailibi Prof.Dr. Ronaldo Laranjeira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google