A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Dra. POLIANA DE CASTRO MELO Métodos de Controle e Eliminação de Biofilmes Bacterianos Formados em Ambiente de Ordenha e no Controle da Mastite Bovina Universidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Dra. POLIANA DE CASTRO MELO Métodos de Controle e Eliminação de Biofilmes Bacterianos Formados em Ambiente de Ordenha e no Controle da Mastite Bovina Universidade."— Transcrição da apresentação:

1 Dra. POLIANA DE CASTRO MELO Métodos de Controle e Eliminação de Biofilmes Bacterianos Formados em Ambiente de Ordenha e no Controle da Mastite Bovina Universidade Federal de Uberlândia - UFU

2 Definição do problema Biofilmes?? Bactérias aderidas à quaisquer superfícies Formam camada de polissacarídeo Várias bactérias, fungos e vírus podem estar na mesma comunidade Resistência a agentes microbianos e sanitizantes, Regulados por vários genes: ica, bap, agr

3 MASTITE (A)-aderência; (B)-bactérias penetram nos alvéolos e se multiplicam; (C)-toxinas (setas menores) provocam danos às células, liberando substâncias (setas maiores) p/ dentro da corrente sanguínea e aumenta a permeabilidade dos vasos sanguíneos; (D)-soro e leucócitos passam para dentro dos alvéolos.

4 Solução do problema e diferencial Desenvolvimento de produtos que poderão ser utilizados no dia-a-dia dos laticínios e fazendas leiteiras, evitando a formação de biofilmes, contaminações bacterianas e preservando a qualidade do leite, além de permitir um melhor controle da mastite bovina e controle também da saúde dos animais (na nossa pesquisa vamos avaliar a ação das nanopartículas de prata em biofilmes constituído por diversas bactérias). Utilização de bacteriófagos líticos no controle de biofilmes por Staphylococcus aureus na glândula mamária de animais acometidos tanto por mastite clínica quanto subclínica. Em uma análise inicial foi possível isolar quatro bacteriófagos com espectro líticos e que serão testados para bactérias em biofilmes tanto em células quanto em animais.

5

6 O ciclo lisogênico se caracteriza pela não interferência do DNA do vírus na bactéria que pode passar este material genético a seus clones pelo método da bipartição. O ciclo lítico começa quando o DNA viral sai desse estado de latência e passa a comandar as funções da bactéria de modo a produzir mais vírus.

7 Estágio de desenvolvimento da tecnologia Março 2013: Início dos testes (nas superfícies) com as nanopartículas de prata incorporadas em materiais para uso em tanques de armazenamento de leite. Julho 2013: Início dos testes com bacteriófagos in vitro. Dezembro 2013: Testes com células de animais. Abril 2014: Testes com animais.

8 Potencial de mercado Produtos que não geram resíduos no leite Não afeta a saúde do animal (fagos são específicos para as bactérias) Usado de forma intramamária Não precisa descartar o leite Sem problemas de resistência assim como os antibióticos Pode ser usado nos casos subclínicos evitando o desenvolvimento da mastite clínica. Superfície: permitir melhor qualidade do leite Importante: Evitar a formação de biofilme Mercado hoje tenta oferecer produtos que removem o biofilme – Ideal: produzir superfícies que interferem ou bloqueiam a adesão das bactérias impedindo a formação de biofilmes Menos prejuízo na indústria, menor contaminação do leite e de outros produtos alimentícios. Consequentemente: Não gera risco à saúde do consumidor

9 POLIANA DE CASTRO MELO (34) JACTO - Unipac


Carregar ppt "Dra. POLIANA DE CASTRO MELO Métodos de Controle e Eliminação de Biofilmes Bacterianos Formados em Ambiente de Ordenha e no Controle da Mastite Bovina Universidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google