A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Coordenação Geral de Informatização e Estatística O Processo de Habilitação e a Regulamentação Técnica da Atividade - Motociclista DENATRAN – Departamento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Coordenação Geral de Informatização e Estatística O Processo de Habilitação e a Regulamentação Técnica da Atividade - Motociclista DENATRAN – Departamento."— Transcrição da apresentação:

1

2 Coordenação Geral de Informatização e Estatística O Processo de Habilitação e a Regulamentação Técnica da Atividade - Motociclista DENATRAN – Departamento Nacional de Trânsito

3 Evolução Quantitativa da Frota - Motocicleta ANOQuantidadeTotal 1986166.160 1987175.613341.773 1988158.671500.444 1989153.617654.061 1990123.169777.230 1991109.168886.398 199253.450939.848 199367.9971.007.845 1994127.3951.135.240 1995200.5921.335.832 1996275.6681.611.500 1997407.4302.018.930 1998460.1222.479.052 1999441.5362.920.588 2000574.1493.494.737 2001692.0964.186.833 2002792.4244.979.257 2003910.0005.889.257 2004911.7176.800.974 20051.024.2037.825.177 2006*1.160.0008.985.177 Previsão Fonte: RENAVAM e ABRACICLO

4 Evolução Quantitativa da Frota - Motocicleta * Previsão

5 Evolução Quantitativa de Motocicletas envolvidas em acidentes de Trânsito

6 Evolução Quantitativa de Vítimas Fatais em acidentes de Trânsito - Motocicleta

7 Veículo -Compatibilidade com as condições brasileiras -Falta de manutenção Fatores Potencias de Acidentalidade Acidentes com Veículos de duas rodas

8 Veículo Via -Compatibilidade com as condições brasileiras -Falta de manutenção -Problemas de conservação -Falta de pista específica Fatores Potencias de Acidentalidade Acidentes com Veículos de duas rodas

9 VeículoCondutor Via - Imprudência -Educação - Imperícia -Formação -Compatibilidade com as condições brasileiras -Falta de manutenção -Problemas de conservação -Falta de pista específica Fatores Potencias de Acidentalidade Acidentes com Veículos de duas rodas

10 VeículoCondutor LegislaçãoVia - Revisão do processo de Formação de condutores Motociclistas - Imprudência -Educação - Imperícia -Formação -Compatibilidade com as condições brasileiras -Falta de manutenção -Problemas de conservação -Falta de pista específica Redução da Acidentalidade REDUÇÃO dos acidentes com veículos de duas rodas

11 Precisamos Mudar! Processo de Formação: Hoje Teórico Técnico voltado para veículo de 4 rodas Prática de Direção = ADESTRAMENTO Novo Paradigma: Teórico Técnico voltado para duas e quatro rodas Pratica de Direção = Desenvolver habilidades Curso Especializado para condutores que façam a opção exerce atividade remunerada

12 C.T – Formação e Habilitação de Condutores - Proposta Modificação do Anexo II da 168, introduzindo aspectos específico para a formação de motociclistas 1 - Curso Teórico-Técnico Direção defensiva para veículos de duas ou mais rodas: - Conduzindo em condições adversas; - Conduzindo em situações de risco; Ultrapassagens Derrapagem Ondulações e buracos Cruzamentos e curvas Frenagem normal e de emergência - Como evitar acidentes em veículos de duas ou mais rodas; - Abordagem teórica da condução de motocicletas com passageiro e ou cargas; - Respeito mútuo entre condutores; - Equipamentos de segurança do condutor motociclista; - Manutenção preventiva do automóvel e da motocicleta para preservação do meio ambiente; - O respeito mútuo entre condutores; - Condução econômica e inspeção mecânica (pequenos reparos); - Verificação diária dos itens básicos: água, óleo, calibragem dos pneus, dentre outros. - Cuidados e revisões necessárias anteriores a viagens.

13 C.T – Formação e Habilitação de Condutores - Proposta ABORDAGEM DIDÁTICO-PEDAGÓGICA A abordagem dos conteúdos deve contemplar obrigatoriamente a condução responsável de automóveis e motocicletas, utilizando técnicas que oportunizem a participação dos candidatos, devendo o instrutor, por meio de aulas dinâmicas, fazer sempre a relação com o contexto do trânsito a fim de proporcionar a reflexão, o controle das emoções e o desenvolvimento de valores de solidariedade e de respeito ao outro, ao ambiente e à vida. CURSO DE PRÁTICA DE DIREÇÃO VEICULAR Para veículos de quatro ou mais rodas: - O veículo: funcionamento, equipamentos obrigatórios e sistemas; - Prática na via pública: direção defensiva, normas de circulação e conduta, parada e estacionamento, observância da sinalização e comunicação; - Os pedestres, os ciclistas e demais atores do processo de circulação; - Os cuidados com o condutor motociclista. Para veículos de duas rodas: - Normas e cuidados antes do funcionamento do veículo - O veículo: funcionamento, equipamentos obrigatórios e sistemas; - Prática em área de treinamento específico: pilotagem defensiva, normas de circulação e conduta, parada e estacionamento, observância da sinalização e comunicação; - Os pedestres, os ciclistas e demais atores do processo de circulação; - Cuidados na condução de passageiro e cargas; - Situações de risco: ultrapassagem, derrapagem, obstáculos na pista, cruzamentos e curvas, frenagem normal e de emergência. DISPOSIÇÕES GERAIS Mesmo nas condições climáticas adversas como chuva, frio, dentre outras, o candidato deverá realizar a prática de direção veicular, pois esta condição adversa consta como conteúdo do curso.

14 Obrigado Eduardo Sanches Faria Coordenador Geral de Informatização e Estatística (61) 3429-3566 eduardo.faria@cidades.gov.br


Carregar ppt "Coordenação Geral de Informatização e Estatística O Processo de Habilitação e a Regulamentação Técnica da Atividade - Motociclista DENATRAN – Departamento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google