A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Melhoria em Qualidade EPR16 – Planejamento e Gestão da Qualidade Professora Michelle Luz.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Melhoria em Qualidade EPR16 – Planejamento e Gestão da Qualidade Professora Michelle Luz."— Transcrição da apresentação:

1 Melhoria em Qualidade EPR16 – Planejamento e Gestão da Qualidade Professora Michelle Luz

2 22 Argumento Econômico para a Melhoria Concepção errônea dos gestores Concepção errônea dos gestores Algum nível de não-conformidade aceitável Algum nível de não-conformidade aceitável Ótimo Ótimo Melhoria contínua => desnecessária Melhoria contínua => desnecessária Toda atividade para atingir qualidade implica em custos Toda atividade para atingir qualidade implica em custos

3 33 Argumento Econômico para a Melhoria Custo de garantia de qualidade Custo de garantia de qualidade Inspeção de material recebido, manutenção de ferramentais Inspeção de material recebido, manutenção de ferramentais Custos de não-conformidade Custos de não-conformidade Falha em cumprir as especificações Falha em cumprir as especificações Scraps, retrabalho, ajuste de garantia Scraps, retrabalho, ajuste de garantia

4 44 Argumento Econômico para a Melhoria Custo Total Custo de não-conformidade Custo de garantia de qualidade nível ótimo de qualidade da conformidade 100% MODELO CLÁSSICO

5 55 Argumento Econômico para a Melhoria Realidades importantes Realidades importantes Demanda constante? Demanda constante? melhoria ou degradação da qualidade afeta a demanda melhoria ou degradação da qualidade afeta a demanda Queda da taxa de não-conformidade Queda da taxa de não-conformidade Tecnologia e melhorias de automação Tecnologia e melhorias de automação Habilidade de atingir a perfeição da qualidade Habilidade de atingir a perfeição da qualidade O custo total atinge o mínimo a 100% de conformidade O custo total atinge o mínimo a 100% de conformidade

6 66 Argumento Econômico para a Melhoria MODELO MODERNO Custo Total Custo da não- conformidade Custo de garantia de qualidade 100%

7 77 Modelos Gerenciais para a Melhoria Melhoria da qualidade Melhoria da qualidade Habilidade de identificar e resolver problemas Habilidade de identificar e resolver problemasPROBLEMA Desvio entre o que deveria acontecer e o que realmente acontece.Tão importante que faz alguém pensar que ele tem que ser corrigido. SOLUÇÃO DE PROBLEMA Atividade associada a mudança do que está acontecendo ao que deveria acontecer.

8 88 Classificação de Problemas de Qualidade Quantidade de informações disponíveis Quantidade de informações disponíveis Estruturados Estruturados Informações completas disponíveis Informações completas disponíveis Mal-estruturados Mal-estruturados Alto grau de confusão e informações vagas Alto grau de confusão e informações vagas

9 99 Classificação de Problemas de Qualidade Problemas de conformidade Problemas de conformidade Performance insatisfatória no sistema Performance insatisfatória no sistema Clientes insatisfeitos com os resultados do sistema Clientes insatisfeitos com os resultados do sistema Sistema que funcionava bem Sistema que funcionava bem Encontrar as causas do desvio Encontrar as causas do desvio

10 10 Classificação de Problemas de Qualidade Problemas desestruturados de performance Problemas desestruturados de performance Tarefa não- padronizada e não especificada completamente por procedimentos e requisitos Tarefa não- padronizada e não especificada completamente por procedimentos e requisitos Necessidade de abordagens mais criativas para solução Necessidade de abordagens mais criativas para solução

11 11 Classificação de Problemas de Qualidade Problemas de eficiência Problemas de eficiência Insatisfação do ponto de vista de stakeholders Insatisfação do ponto de vista de stakeholders Relacionamento com custos e produtividade Relacionamento com custos e produtividade Resultados aceitáveis para o cliente Resultados aceitáveis para o cliente Não preenchimento das metas organizacionais Não preenchimento das metas organizacionais Solução: explorar conhecimento e criatividade da força de trabalho Solução: explorar conhecimento e criatividade da força de trabalho

12 12 Classificação de Problemas de Qualidade Problemas de projeto do produto Problemas de projeto do produto Não satisfação das necessidades/expectativas do cliente Não satisfação das necessidades/expectativas do cliente Uso do QFD para solução de problemas Uso do QFD para solução de problemas Problemas de processo Problemas de processo Redesenho de processos Redesenho de processos Determinar requisitos e gerar novas alternativas Determinar requisitos e gerar novas alternativas

13 13 Classificação de Problemas de Qualidade Resolução de problemas Resolução de problemas Processo sistemático Processo sistemático Redefinir e analisar o problema: coletar e organizar informações; analisar dados; levantar suposições e examinar o problema por várias perspectivas Gerar idéias Avaliar e selecionar idéias Avaliar e selecionar idéias: ganhar a aceitação de quem precisa usá-las

14 14 Ciclo de Deming Metodologia para melhoria Metodologia para melhoria Inicialmente: ciclo de Shewhart Inicialmente: ciclo de Shewhart Estágios Estágios Plan Plan Do Do Check (study) Check (study) Act Act

15 15 Ciclo de Deming Foco: implementação e aprendizado Foco: implementação e aprendizado Plan Estudo da situação atual e descrição do processo: inputs, outputs, clientes, fornecedores, coleta de dados, identificação de problemas. Do Implementação do plano em caráter de teste, coleta de dados do experimento Study O plano teste está funcionando adequadamente? Identificação de novas oportunidades. Proposição de novas soluções e retorno ao estágio DO. Act Padronização das melhorias. Implementação do plano final como melhor prática e comunicação por toda a organização.

16 16 Ciclo de Deming Ciclo sem fim Ciclo sem fim Melhoria contínua Melhoria contínua A melhoria vem da aplicação do conhecimento A melhoria vem da aplicação do conhecimento O que se está tentando cumprir/resolver? O que se está tentando cumprir/resolver? Que mudanças podem ser feitas que resultem em melhorias? Que mudanças podem ser feitas que resultem em melhorias? Como se sabe se uma mudança é uma melhoria? Como se sabe se uma mudança é uma melhoria?

17 17 Programa de Melhoria de Juran Desenvolvimento de hábitos Desenvolvimento de hábitos Melhorias anuais Melhorias anuais Redução do custo relacionado a qualidade Redução do custo relacionado a qualidade Avanço: cumprimento de uma melhoria Avanço: cumprimento de uma melhoria Nível de performance organizacional sem precedentes Nível de performance organizacional sem precedentes Ataque às perdas crônicas = causas de variação Ataque às perdas crônicas = causas de variação

18 18 Programa de Melhoria de Juran Profundidade da necessidade: A alta gerência deve ser convincentes a respeito de que as melhorias são simples e vantajosas economicamente. Transformação dos dados na linguagem dos gerentes. Identificação de projeto: Os avanços são atingidos a cada projeto. Em uma gestão de projetos é possível transformar uma atmosfera defensiva em uma ação construtiva. Organização pelo avanço: Responsabilidade organizacional pela direção do projeto. O caminho para a solução do problema consiste em 2 jornadas: sintoma para a causa (jornada de diagnóstico) e causa para a correção (jornada corretiva)

19 19 Programa de Melhoria de Juran Jornada de diagnóstico: habilidades de diagnóstico para coleta de dados, estatística e solução de problemas. Alguns projetos exigem especialistas enquanto outros podem ser desempenhados pela força de trabalho. 4 Jornada corretiva: consiste em várias fases: escolha de uma alternativa que otimize o custo total; implementar ação corretiva e lidar com resistência à mudança. 5 Sustentação de custos: Estabelecer novos padrões e procedimentos, treinamento da força de trabalho e instituição de controles que garantam que ao avanços não morram ao longo do tempo. 6

20 20 Programa de Crosby Comprometimento da gerência Medição da qualidade Times de melhoria Avaliação do Custo de Qualidade Ação Corretiva Consciência de Qualidade Comitê Zero Defeito

21 21 Programa de Crosby Treinamento de supervisores Estabelecimento de metas Dia do Zero Defeito Remoção das causas de erros Conselhos de Qualidade Reconhecimento Fazer tudo de novo

22 22 Ferramentas de CQ Fluxograma Fluxograma Folha de verificação Folha de verificação Diagrama de Pareto Diagrama de Pareto Diagrama de causa e efeito Diagrama de causa e efeito Diagrama de dispersão Diagrama de dispersão Cartas de controle Cartas de controle

23 23 Ferramentas de CQ Fluxograma (mapeamento do processo) Fluxograma (mapeamento do processo) Compreensão do processo => como ele funciona Compreensão do processo => como ele funciona Identificação de sequencia de atividades e fluxo de materiais e informações Identificação de sequencia de atividades e fluxo de materiais e informações Entendimento rápido e objetivo Entendimento rápido e objetivo Identificação de problemas, erros, atividades que não agregam valor Identificação de problemas, erros, atividades que não agregam valor

24 24 Ferramentas de CQ Gráfico de controle Gráfico de controle Gráfico de linha no qual os dados são plotados ao longo do tempo Gráfico de linha no qual os dados são plotados ao longo do tempo Mostra o desempenho e variação do processo ao longo do tempo Mostra o desempenho e variação do processo ao longo do tempo Resumo dos dados Resumo dos dados Fácil entendimento e interpretação Fácil entendimento e interpretação

25 25 Ferramentas de CQ Gráfico de controle Gráfico de controle Variação estável: processo sob controle Variação estável: processo sob controle Padrões não-usuais Padrões não-usuais investigação da causa da falta de estabilidade investigação da causa da falta de estabilidade Tomada de ação corretiva Tomada de ação corretiva Limite superior e inferior Limite superior e inferior

26 26 Ferramentas de CQ Gráfico de controle Gráfico de controle

27 27 Ferramentas de CQ Folha de verificação Folha de verificação Ferramenta de coleta de dados Ferramenta de coleta de dados Formulários para coleta e análise direta Formulários para coleta e análise direta Sem processamento adicional Sem processamento adicional

28 28 Ferramentas de CQ Folha de verificação Folha de verificação

29 29 Ferramentas de CQ Histogramas Histogramas Frequencia ou nº de observações de um valor dentro do grupo Frequencia ou nº de observações de um valor dentro do grupo Padrões difíceis de serem observados em tabelas comuns Padrões difíceis de serem observados em tabelas comuns Útil no processo de capabilidade Útil no processo de capabilidade

30 30 Ferramentas de CQ Histogramas Histogramas

31 31 Ferramentas de CQ Diagrama de Pareto Diagrama de Pareto A maioria dos efeitos é causada por poucas causas A maioria dos efeitos é causada por poucas causas Pareto: 85% da riqueza nas mãos de 15% da população Pareto: 85% da riqueza nas mãos de 15% da população Juran: 61% dos custos de qualidade atribuído a uma categoria => quebrado Juran: 61% dos custos de qualidade atribuído a uma categoria => quebrado

32 32 Ferramentas de CQ Diagrama de Pareto Diagrama de Pareto Análise de dados coletados na folha de verificação Análise de dados coletados na folha de verificação Características observadas ordenadas da maior para a menor frequencia Características observadas ordenadas da maior para a menor frequencia Análise de problemas específicos Análise de problemas específicos

33 33 Ferramentas de CQ Diagrama de Pareto Diagrama de Pareto

34 34 Ferramentas de CQ Diagrama de Causa e Efeito Diagrama de Causa e Efeito Ishikawa, espinha de peixe Ishikawa, espinha de peixe Variações: materiais, máquinas, métodos, pessoas Variações: materiais, máquinas, métodos, pessoas Meta da solução de problemas Meta da solução de problemas Identificar as causas e corrigi-las Identificar as causas e corrigi-las Construído em um ambiente de brainstorming Construído em um ambiente de brainstorming

35 35 Ferramentas de CQ Diagrama de Causa e Efeito Diagrama de Causa e Efeito

36 36 Ferramentas de CQ Diagrama de Dispersão Diagrama de Dispersão Aponta relacionamento entre variáveis Aponta relacionamento entre variáveis Análise de correlação Análise de correlação Correlação positiva Correlação positiva Aumento de uma variável = aumento da outra Aumento de uma variável = aumento da outra Correlação negativa Correlação negativa Aumento de uma variável = diminuição da outra Aumento de uma variável = diminuição da outra

37 37 Ferramentas de CQ Diagrama de Dispersão Diagrama de Dispersão

38 38 Ferramentas de CQ Dispositivos Poka-Yoke Dispositivos Poka-Yoke Razões para ocorrência de erros Razões para ocorrência de erros Falta de concentração Falta de concentração Entendimento incorreto devido a falta de familiaridade com processos ou procedimentos Entendimento incorreto devido a falta de familiaridade com processos ou procedimentos Falta de experiência Falta de experiência Mau funcionamento de equipamentos Mau funcionamento de equipamentos

39 39 Ferramentas de CQ Dispositivos Poka-Yoke Dispositivos Poka-Yoke

40 40 Ferramentas de CQ Dispositivos Poka-Yoke Dispositivos Poka-Yoke

41 41 Ferramentas de CQ Dispositivos Poka-Yoke Dispositivos Poka-Yoke Predição Predição Reconhecer que um defeito está para ocorrer e promover uma detecção Reconhecer que um defeito está para ocorrer e promover uma detecção Reconhecer que o erro ocorreu e parar o processo Reconhecer que o erro ocorreu e parar o processo Simples X Criativo Simples X Criativo Baixo Custo Baixo Custo


Carregar ppt "Melhoria em Qualidade EPR16 – Planejamento e Gestão da Qualidade Professora Michelle Luz."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google