A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O que é o Islam? Para os, muçulmanos, o Islam não é uma religião nova, e sim a mesma religião monoteísta que foi revelada por Deus a todos os seus profetas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O que é o Islam? Para os, muçulmanos, o Islam não é uma religião nova, e sim a mesma religião monoteísta que foi revelada por Deus a todos os seus profetas."— Transcrição da apresentação:

1

2 O que é o Islam? Para os, muçulmanos, o Islam não é uma religião nova, e sim a mesma religião monoteísta que foi revelada por Deus a todos os seus profetas e mensageiros, como Noé, Abraão, Davi, Moisés, Jesus e tantos outros. O que significa Islam? A palavra “ islam ”, no contexto religioso, significa “ submissão voluntária à vontade de Deus”, e, linguisticamente, deriva do termo árabe “ salam ”, que significa paz. O que é muçulmano? Muçulmano é o seguidor do Islam.

3 Quantos muçulmanos existem no mundo? Cerca de 1 bilhão e 570 milhões de muçulmanos, ou seja, 1 em cada 4 pessoas. Todo muçulmano é árabe? Não. Apenas 18% são árabes e as cinco nações com maior população muçulmana no mundo não são árabes: Indonésia (202,9 milhões), Paquistão (174 milhões), Índia (161 milhões), Bangladesh (145,3 milhões), Nigéria (78 milhões). Outros números: China = 70 milhões de muçulmanos. EUA = 9 milhões de muçulmanos. Europa = 52 milhões de muçulmanos. Brasil = 1 milhão de muçulmanos.

4 Muçulmanas chinesas Muçulmanos de Mumbai, Índia Muçulmanos nigerianos Muçulmanos em São Petersburgo, Rússia

5 O que é uma mesquita? É o templo religioso dos muçulmanos. Quais as mais importantes? A mesquita de Meca, na Arábia Saudita A mesquita Al-Nabawi, em Medina, Arábia Saudita A mesquita Al-Aqsa, em Jerusalém Mesquita de Meca

6 Kaaba

7 Masjid Quba (Medina) Mesquita Al Aqsa (Jerusalém) O Domo da Rocha Mesquita Al-Nabawi ( Mesquita do Profeta)

8 O símbolo do Islã é a Lua Crescente com uma Estrela. Tal símbolo pode ser observado em branco na bandeira vermelha da Turquia, fato explicável, se levar-se em consideração que cerca de 99% da população turca pertence ao islamismo. O Islamismo é uma das principais religiões abraâmicas e foi criada pelo profeta Maomé, tomando como base os ensinamentos de outras religiões abraâmicas. Islã (do árabe الإسلام, ; transl. al-Islām) -Monoteísta -Surge na península arábica no século VII -Baseada nos ensinamentos religiosos do profeta Muhammad (Maomé) -Escritura sagrada: Alcorão

9 Visto como um modo de vida que inclui instruções que se relacionam com todos os aspectos da atividade humana, sejam eles políticos, sociais, financeiros, legais, militares ou interpessoais. O Islã é descrito em árabe como um “Deen”, que significa “modo de vida” e/ou “religião”. Muçulmano, deriva da palavra Muslim (plural de muslimún) designado aquele que se submete.

10 AbraãoItzchakIshmaelAgarSarah

11 Nasceu em Meca, na tribo árabe coraixita, atual Reino da Arábia Saudita, no ano de 570. Trabalhou como mercador, era muito famoso por sua integridade. Possuia excelentes dotes políticos. Filho de comerciantes, passou parte da juventude viajando com os pais e conhecendo diferentes culturas e religiões. Casou-se aos 25 anos de idade com Kadija, na época com 40 anos. Chegou a ter 10 mulheres, entre elas uma de origem judaica. Maomé é uma corruptela de Muhammad que deriva do verbo Hâmada ou seja, “Aquele que louva (louva a Deus)”

12 Aos 40 anos (ano 610) recebeu a visita do arcanjo Gabriel(Jibreel) que lhe transmitiu a existência de 1 Deus único. Iniciou então sua fase de peregrinação do monoteísmo, mesmo em uma região politeísta com a existência de vários deuses tribais. Continuou recebendo novas revelações nos 22 anos seguintes. A aristocracia de Meca perseguiu a pequena comunidade coraixita, e em 622 Muhammad teve que deixar a cidade, acompanhado por cerca de 70 família. Partiram para a cidade de Medina que passou a ser então conhecida como Yathrib. Esta Hijrah (Hégira), isto é “migração”, marca o início da era muçulmana. Foi então que Maomé fundou a primeira comunidade (Ummah), a partir dos ensinamentos da Alcorão Em 630, entra triunfante e conquista Meca. Porém em 632 morre deixando uma comunidade unida e politicamente organizada em torno aos preceitos do Alcorão.

13

14 Muhammad (até 632) Abu Bakr (até 634) Omar (até 644) Otman (até 656) Usurpadores Ali (até 661)Muawiyah Primo de Maomé, Casado com sua filha Fátima Primo de Otman Hussein (filho) Yazid (filho) Massacra (680) Assassina

15 Sunitas - Os sunitas são os partidários dos califas abássidas, descendentes de all-Abbas, tio do Profeta. Em 749, eles assumem o controle do Islã e transferem a capital para Bagdá. Justificam sua legitimidade apoiados nos juristas (alim, plural ulemás) que sustentam que o califado pertenceria aos que fossem considerados dignos pelo consenso da comunidade. A maior parte dos adeptos do islamismo é sunita (cerca de 85%). No Iraque a maioria da população é xiita. Xiitas - Partidários de Ali, casado com Fátima, filha de Maomé, os xiitas não aceitam a direção dos sunitas. Argumentando que só os descendentes do Profeta são os verdadeiros imãs: guias infalíveis em sua interpretação do Corão e do Suna, graças ao conhecimento secreto que lhes fora dado por Deus. São predominantes no Irã e no Iêmen. A rivalidade histórica entre sunitas e xiitas se acentua com a revolução iraniana de 1979 que, sob a liderança do aiatolá Khomeini (xiita), depõe o xá Reza Pahlevi e instaura a República islâmica do Irã. Outros grupos - Além dos sunitas e xiitas, existem outras divisões do islamismo, entre eles os zeiitas, hanafitas, malequitas, chafeitas, bahais, sunitas, hambaditas. Algumas destas linhas surgem no início do Islã e outras são mais recentes. Todos esses grupos aceitam Alá como deus único, reconhecem Maomé como fundador do Islamismo e aceitam o Corão como livro sagrado. As diferenças estão na aceitação ou não da Suna como texto sagrado e no grau de observância das regras do Corão.

16 Xiitas: -fundamentalistas Islâmicos -representam a minoria -são tradicionais -radicais -conceito de liderança ligado apenas ao descendente de Maomé -anti- ocidentais Sunitas: -Representam a maioria -são moderados - acreditam no califa (era considerado o sucessor de Maomé) -favoráveis a modernização e relações com o ocidente

17 A crença na Unicidade de Deus  Allah é o único Deus existente; A crença nos Anjos  Os anjos são seres criados por Allah; A crença nos Livros  Os livros sagrados, entre os quais encontram-se a Torá, os Salmos e o Evangelho. O Alcorão é o derradeiro e completo livro sagrado, constituindo a coletânea dos ensinamentos revelados por Allah ao profeta Muhammad;

18 A crença nos Profetas e Mensageiros  Crença em vários profetas, dos quais Muhammad é o último; A crença no Dia do Juízo Final  O dia do julgamento final, no qual as ações de cada pessoa serão avaliadas; A crença no Decreto Divino, seja ele bom ou mau (Kadar ou Takdir)  Predestinação: Allah tudo sabe e possui o poder de decidir sobre o que acontece com cada pessoa

19 1 - O testemunho da fé (Alshahada): É o ato religioso mais simples e mais importante, consiste em recitar em árabe a passagem: (Ashhadu anna La ilah illa allah wa anna muhammadan rasulu allah) o significado em português: “testemunho que não há divindade alem de Deus, e Maomé (Muhamad) é seu profeta”. 2 - Oração (Salat): É o dever de rezar cinco vezes ao dia, voltados em direção à Caaba em Meca (Arábia Saudita). Embora possam rezar em qualquer lugar, os muçulmanos são incentivados a praticar a oração em congregação. 3 - Caridade (Zakat): É o ato de doar parte das suas receitas para aqueles que necessitam. Praticar a caridade (Zakat) é considerado como um dos mais meritórios fundamentos, sobretudo, ajuda a cumprir a visão de sociedade islâmica justa e equitativa.

20 4 - Jejum (Siam ou Sawm): É o jejum no mês de (Ramadan), o 9 º mês do calendário islâmico. É obrigatório para os muçulmanos adultos exceto os doentes, viajantes e mulheres durante o período menstrual. O jejum consiste em se abster principalmente da comida, bebida, atos sexuais e fumo, desde o nascer até o por do sol. 5 - Peregrinação a Meca (Hajj): Uma vez na vida, os muçulmanos devem realizar a peregrinação à Meca, desde que possuam condições financeiras e físicas para isso. Os xiitas consideram os cinco fundamentos da fé como sendo a essência da religião islâmica (Usool Al Deen) e consideram os atos de culto como os ramos da religião (Furoo Al Deen). Para os atos de culto os xiitas consideram, alem dos citados acima, outros quatro atos; Dos quais três são aceitos pelos sunitas, mas não como pilares fundamentais da prática do islamismo. Os atos de prática adicionais dos xiitas são: 6 – Jihad (maior e menor). 7 - Amr BiL-Ma'Aroof (incentivar os outros a fazerem o bem). 8 - Nahy'An Al Munkir (guiar os outros para longe do mal). 9 - Khums (20% de taxa), conceito só aceito pelos xiitas.

21 Alcorão É o livro sagrado que os muçulmanos acreditam que Deus revelou ao profeta Muhammad.

22 A Sunna A Sunna é a segunda fonte islâmica, e se refere aos ditos (hadith) e às práticas do profeta Muhammad. São exemplos de ditos do profeta Muhammad os seguintes: “Todo bom ato é uma caridade.” “Nenhum de vós será verdadeiramente crente se não desejar para o seu irmão o que deseja para si próprio.”

23 História Monoteísmo Profecias Jerusalém Dicotomia: Puro X Impuro Solidariedade Comunitária Escrita Sagrada /Jurisprudência (Halachá X Aria) Interpretação dos /livros

24 Universalista -> Proselitista Judaismo (Avinu Malkenu) Distância Criador/Criatura Islam (Esravos de Deus) Histórias mas pessimistas (Principalmente Sunitas)

25 Temas em destaque Revelação X Razão (Literalismo X Historicismo) Individualismo X Comunalismo Igualdade X Desigualdade dos Humanos Supremacia do Islam X Separação Estado-Religião

26 Calendário muçulmano – Mede o ano pelas 12 revoluções completas da Lua em torno da Terra e é, em média, 11 dias menor do que o ano solar. O calendario islâmico ou calendário hegírico é um calendário lunar composto por doze meses de 29 ou 30 dias com um total de cerca de 354 dias é cerca de onze dias mais curto que o solar. Consequentemente, as festas muçulmanas acabam por circular por todas as estações de ano. A contagem do tempo deste calendário começa com a Hégira - a fuga de Maomé de Meca para Medina, em 16 de julho de 622. O calendário islâmico é cerca de 11 dias mais curto que o calendário solar, os feriados muçulmanos acabam por circular por todas as estações. Meses 1º - Muharram 2º - Safar 3º - Rabi al-Awwal 4º - Rabi ath-Thani 5º - Jumaada al-Awwal 6º - Jumaada al-Akhira 7º - Rajab 8º - Sha'aban 9º - Ramadan 10º - Shawwal 11º - Dhu al-Qidah 12º - Dhu al-Hija Dias da Semana 1º - Yaum as-Sabt (Sábado) 2º - Yaum al-Ahad 3º - Yaum al-Ithnayn 4º - Yaum ath-Thalatha' 5º - Yaum al-Arba'a' 6º - Yaum al-Khamis 7º - Yaum al-Jum'a

27 Feriados Sagrados  1º de Muharram - Ano novo islâmico  10 de Muharram - Dia de Ashurah  27 de Rajab - Isra e Miraj  15 de Sha'aban - Shab-e-Br'aat  1º de Ramadan - Primeiro dia de jejum  1º de Shawwal - Eid ul-Fitr  10 de Dhu al-Hija - Eid ul-Adha

28


Carregar ppt "O que é o Islam? Para os, muçulmanos, o Islam não é uma religião nova, e sim a mesma religião monoteísta que foi revelada por Deus a todos os seus profetas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google