A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo Dr. Claus Dummer Coordenador de Promoção à Saúde.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo Dr. Claus Dummer Coordenador de Promoção à Saúde."— Transcrição da apresentação:

1 Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo Dr. Claus Dummer Coordenador de Promoção à Saúde

2 Processo de Gerenciamento de Clientes de Risco Cardiovascular Alto, Alto Moderado e Moderado Dr. Claus Dummer Coordenador de Promoção à Saúde

3  A Unimed VTRP, com sede em Lajeado, Rio Grande do Sul, comemora 40 anos em 2011, com a missão de promover a saúde e a qualidade de vida das pessoas, visando ser a melhor cooperativa médica em gestão da saúde;  A Unimed VTRP zela por mais de 209 mil vidas, que estão distribuídas na área de ação e em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo

4 A Unimed VTRP abrange 59 Municípios nos Vales do Taquari, Rio Pardo e Região do Jacuí. Santa Cruz do Sul Venâncio Aires Lajeado Área de atuação Encan- tado

5 211 Clínicas e Laboratórios credenciados 180 mil Clientes 35 Hospitais credenciados 634 Médicos Cooperados 467 Colaboradores 17 Aprendizes 2 Estagiários Indicadores

6  Desde 2003 a Unimed VTRP investe em Promoção à Saúde, com a criação do Espaço Vida Unimed, promovendo somente atividades em grupo, sem avaliação do desempenho dos clientes;  O aprimoramento do trabalho mostrou a necessidade de atuar de forma mais individualizada com cada cliente e a verificar a evolução dos mesmos, traçando metas e medindo resultados;  Assim, foram desenvolvidas atividades voltadas à prevenção de riscos e doenças, melhorando sua qualidade de vida e saúde. Ainda, com objetivo de fidelizá-los ao médico de referência;  A equipe multidisciplinar é composta por 97 profissionais que realizaram mais de 138 mil atendimentos em Espaço Vida Unimed

7  O Espaço Vida Unimed já atendeu mais de 12 mil clientes desde o ano 2003, sendo que mais de 4 mil frequentam as unidades regularmente;  No ano de 2010, a Unimed VTRP investiu mais de 2 milhões de Reais em Promoção à Saúde;  O Espaço Vida Unimed ainda desenvolve programas de Gerenciamento de Pacientes Crônicos e Home Care, atuando de forma integral junto ao seu cliente. Espaço Vida Unimed

8 Rev Bras Hipertens vol.17(1):18-21, Causa em Mortalidade por DCV “Em relação aos custos, em novembro de 2009 ocorreram internações por DCV, resultando em um custo de R$ ,33.” (DATASUS) Fig. 1 - Taxas de mortalidade por DCV e suas diferentes causas no Brasil, em AVE - Acidente Vascular Encefálico; DIC - Doença Isquêmica do Coração; HAS - Hipertensão Arterial Sistêmica.

9 Classificação dos clientes no Programa de Educação e Prevenção A Unimed VTRP, reconhecendo a relevância do impacto das doenças cadiovasculares na qualidade de vida dos clientes e nos custos assistencias, iniciou um processo de classificação do risco cardiovascular dos clientes atendidos no Espaço Vida, objetivando desenvolver planos de cuidados individualizados, visando ações específicas com cada indivíduo.

10 Classificação dos clientes no Programa de Educação e Prevenção  Através de avaliação aplicada por Enfermeira e Nutricionista, utilizando o software ePrime Care, os clientes são classificados em categorias baseadas no risco de desenvolver evento coronariano (morte coronariana ou infarto não fatal) em 10 anos;  Após a classificação, cada cliente tem um plano de cuidados desenvolvido para atender as suas necessidades específicas.

11 *APT III (Adult Treatment Panel) (BALLANTYNE, 2007). *Tabagismo, HAS (≥140/90 mmHg), HDL baixo (<40 mg/dl), História prematura de DCV (parentes 1º grau sexo masculino < 55 anos ou parentes 1º grau sexo feminino <65 anos), Idade (homens ≥45 anos, mulheres ≥65 anos). Classificação de risco cardiovascular global

12  O Plano de Cuidados visa atender as principais necessidades do cliente, norteando a equipe multidisciplinar ao longo dos atendimentos;  Neste plano, estão contemplados o histórico clínico, fatores de risco associados e objetivos do cliente, bem como a descrição das ações que serão realizadas;  Este plano de cuidados é acompanhado pelo gerenciador do cliente, que é responsável por mobilizá-lo e monitorá-lo, mantendo as informações de seu prontuário atualizadas. Plano de Cuidados

13  Semestralmente o plano de cuidados é revisado;  Junto a esta revisão, para os clientes com grau de risco Moderado, Alto Moderado e Alto, é feita a avaliação do atingimento das metas de saúde, medindo, desta forma, o desempenho do cliente;  As metas contemplam desde a frequência nas palestras, prática de atividades físicas, adesão ao tratamento médico, gerenciamento do peso, até resultados de exames laboratoriais, como colesterol total, HDL, LDL, triglicerídeos, pressão arterial e glicemia de jejum. Plano de Cuidados

14 ParâmetrosMetas Frequência70% Atividade físicaAvaliação educador físico Adesão tratamento medicamentoso Referida pelo paciente Redução peso Dieta e AF: 8,5% Dieta: 5-8% Col. Total<190 mg/dl Col. LDL Risco Moderado e Moderado Alto <130 mg/dl Alto Risco <100 mg/dl Col. HDL >40 mg/dl homens >50 mg/dl mulheres Triglicerídeos<150 mg/dl Glicose jj<110 mg/dl Pressão Arterial<140/90 mmHg Avaliação das metas de saúde

15 Referências A ferramenta para avaliação das metas de saúde foi desenvolvida levando em consideração as seguintes fontes:  ALMEIDA, Jussara C.; Revisão sistemática de dietas de emagrecimento: papel dos componentes dietéticos. ARQ. BRAS. ENDOCRINOLOGIA E METABOLOGIA, Vol. 53, nº  BALLANTYNE, C.M., et al. Dyslipidemia Essentials. Third Edition ISBN:  Índice histórico de frequência nos Programas de Promoção à Saúde da Unimed VTRP (2006 – 2009).  Organização Mundial da Saúde adaptada de revisões bibliográficas do American College of Sports Medicine e American Heart Association 2007.

16 Avaliação das metas de saúde A avaliação das metas de saúde é dividada em duas partes:  A primeira parte contempla o atingimento de metas de frequência, prática de atividades físicas e gerenciamento do peso, que representam 40% do peso total da avaliação;  A segunda parte da avaliação, contempla os resultados dos exames laboratoriais, representando 60% do peso total.

17  Foram realizadas 451 revisões de planos de cuidados entre Abril de 2010 e Fevereiro de 2011;  Destas, 240 foram de clientes de Baixo Risco, que não são avaliados quanto às metas de saúde;  Dos 211 clientes 48 não tiveram o processo concluído;  163 tiveram suas metas calculadas;  Destes, a média de idade é de 63,15 ±10,2 anos. População Sexo

18 Resultados Os 163 clientes avaliados, são distribuídos da seguinte forma: Grau de Risco Média de Idade (em anos) Sexo FM Risco Alto63,7886,42%13,58% Risco Alto Moderado68,7447,37%52,63% Risco Moderado60,6596,83%3,17% Graus de Risco

19 Distribuição dos clientes que atingiram as metas: Resultados Grau de RiscoFrequênciaAtividade Física Gerenciamento do Peso Risco Alto51,85%66,67%6,17% Risco Alto Moderado57,89%78,95%0,00% Risco Moderado46,03%76,19%7,94% Média da avaliação das metas de participação nas palestras, prática de atividades físicas e gerenciamento do peso.

20 Resultados Distribuição dos clientes que atingiram as metas: Média da avaliação das metas de exames laboratoriais: Colesterol Total, HDL, LDL, Triglicérides, Glicemia de Jejum e Pressão Arterial.

21 Resultados  De forma geral 75,46% dos clientes ATINGIRAM suas metas de saúde. Análise  Este resultado comprova a efetividade das ações de Educação e Prevenção, bem como confirma a relevância dos atendimentos da equipe multidisciplinar;  Impacto no futuro;  Adesão dos pacientes e colaboração do médico assistente;  “Rejuvenecimento” do EV;  Público masculino;  Estratégias quanto ao gerenciamento de peso.

22 Muito obrigado! Espaço Vida Unimed VTRP Fone: (51)


Carregar ppt "Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo Dr. Claus Dummer Coordenador de Promoção à Saúde."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google