A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

República Oligárquica (1894-1930) O Brasil de poucos! O Brasil do café com leite! A República de SP e MG!

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "República Oligárquica (1894-1930) O Brasil de poucos! O Brasil do café com leite! A República de SP e MG!"— Transcrição da apresentação:

1 República Oligárquica ( ) O Brasil de poucos! O Brasil do café com leite! A República de SP e MG!

2 Características Coronelismo; Clientelismo; Compadrio; Jagunços: Jagunço ou capanga é o nome que se dá, no nordeste brasileiro, ao indivíduo que, prestava-se ao trabalho paramilitar de proteção e segurança às lideranças políticas. Currais eleitorais; Voto de cabresto; Política dos governadores; Comissão Verificadora de Poderes; Degola: impedia que muitos candidatos vitoriosos nas urnas assumissem o cargo, pelo fato de eles não terem sido indicados pelos ricos fazendeiros e, por isso, eram degolados, ou seja, impedidos de tomar posse.

3

4

5

6

7 Café - Portinari

8 Lavrador de café - Portinari

9 Governo Prudente de Morais ( ) Preço do café caiu (devido a instabilidade política); Empréstimo de 7,5 milhões de libras – Banco Rotschild – Inglaterra; Revolta de Canudos – Bahia ( ):confronto entre o Exército Brasileiro e os integrantes de um movimento popular de fundo sócio-religioso liderado por Antônio Conselheiro. Atuação dos florianistas queriam centralizar o poder e tirar Prudente de Morais; Prisão de alguns florianistas (opositores a Prudente) Prudente adoeceu assume o vice Manoel Vitorino mas não tem sucesso; Prudente de Morais retorna ao governo; 1898: eleições: Vitória de: Campos Sales.

10

11 Governo Campos Sales ( ) Saneamento financeiro do país; Viajou para Londres: negociar a dívida: funding loan Estabelecia: 1)A concessão de um empréstimo no valor de 10 milhões de libras esterlinas, a ser utilizado para o pagamento dos juros da dívida externa brasileira nos três anos seguintes; 2)Prazo de 10 anos, além dos 3 iniciais, para o pagamento; 3)A penhora, a título de garantia para com os bancos credores, de toda a receita da alfândega do Rio de Janeiro, além de, em caso de necessidade, outras alfândegas; 4)A obrigação assumida perante os bancos de sanear a moeda brasileira, isto é, fortalecê-la pelo combate à inflação, com o objetivo de estabilizar a economia do país. Política dos governadores – elite de São Paulo e Minas Gerais; Indicou a sua sucessão o paulista Rodrigues Alves e vice o mineiro Afonso Pena

12 Governo Rodrigues Alves ( ) Progressista, modernizador; Realizou obras no Rio de Janeiro mas... Aumentou a dívida... Prefeito do RJ: engenheiro Pereira Passos Reforma sanitária Derrubou os cortiços intensificação das favelas Eliminar doenças Oswaldo Cruz Vacinação Revolta da Vacina Anexação do Acre ao Brasil – Tratado de Petrópolis – Barão de Rio Branco Pagou 2 milhões de libras para a Bolívia e construiu a estrada de ferro Madeira-Mamoré

13

14 Governo Afonso Pena ( ) Eleito em 1906, consolidou o café com leite; Firmou o Convênio de Taubaté A) Valorizar o café: o governo compra o excedente de café para evitar a queda dos preços; Aumento da dívida externa: o governo precisava de dinheiro para comprar o café; Reformas no Exército: uniformes, armamentos e treinamentos; 1909: morte de Afonso Pena. Substituído por Nilo Peçanha Eleições: Hermes da Fonseca (apoiado por MG) X Rui Barbosa (apoiado por SP) – quebra da política do café com leite

15

16 Governo Hermes da Fonseca ( ) Momento tumultuado; Revolta da Chibata - marinheiros; Guerra do Contestado – Santa Catarina ( ): conflito armado entre a população cabocla e os representantes do poder estadual e federal brasileiro, numa região rica em erva-mate e madeira disputada pelos estados brasileiros do Paraná e de Santa Catarina. Oposição de outros Estados queriam o fim do café com leite; Política das Salvações intervenções federais nos Estados apoiados pelo exército; Manifestação no Ceará Padre Cícero Romão Batista;

17 Governo Venceslau Brás ( ) Mineiro: retomada do café com leite; Apoiou o café com leite; No mundo: I Guerra Mundial: O brasil avança industrialmente pois a Europa estava ocupada com a Guerra; Brasil passa a exportar produtos industrializados; Advento do movimento operário 1918: eleições: Rodrigues Alves (paulista) venceu, mas morreu de gripe espanhola antes de assumir. Seu vice Delfim Moreira assume.

18 Epitácio Pessoa ( ) Eleições Candidatura do paraibano Epitácio Pessoa 1919 Crise da República Velha; Nova dívida externa; Investiu no Nordeste, porém não obteve resultados; Reação Republicana: Rio Grande do Sul, Pernambuco, Rio de Janeiro e Bahia formaram uma chapa de oposição ao Café com Leite e indicaram Nilo Peçanha para concorrer com Arthur Bernardes; Momento de tensão: Suposta carta de Arthur Bernardes atacando o Marechal Hermes da Fonseca. Isso gerou a oposição do exército; 18 do forte – Forte de Copacabana - Rio de Janeiro. Foi a primeira revolta do movimento tenentista. Foi feita por 17 militares e 1 civil que reivindicavam o fim das oligarquias do poder.

19 Governo Arthur Bernardes ( ) Mineiro Inquietação e crise política Maragatos voltam a manifestar no sul do país queriam o principio federalista Coluna Prestes A Coluna Prestes foi um movimento político-militar brasileiro existente entre 1925 e 1927 e ligado ao tenentismo de insatisfação com a República Velha, exigência do voto secreto, defesa do ensino público e a obrigatoriedade do ensino primário para toda população.

20

21 Governo Washington Luís ( ) Lema: Governar é abrir estradas; Racionalidade administrativa; 1929: Lei Celerada: combate ao comunismo e fim da liberdade de imprensa (contradição); 1930:Grande Depressão Convênio de Taubaté em ação a todo vapor; Manifestações de oposição

22 Movimentos na República Velha Movimentos Messiânicos: a crença divina - ou no retorno - de um enviado divino libertador, um messias, com poderes e atribuições que aplicará ao cumprimento da causa de um povo ou um grupo oprimido. Sentimento de "eleição" ou "chamado" para o cumprimento de uma tarefa "sagrada". O Cangaço: luta revolucionária que contou com a participação do governo nordestino como principal financiador. Principal líder Lampião (Virgulino Ferreira da Silva). Os cangaceiros eram homens que vagavam pelas cidades em busca de justiça e vingança pela falta de emprego, alimento e cidadania causando o desordenamento da rotina dos camponeses. O termo cangaço vem da palavra canga (peça de madeira usada para prender junta de bois a carro ou arado; jugo (banditismo social) O Movimento Operário;

23

24 TENENTISMO Reivindicação 1: reforma do Estado através da moralização da ordem política Reivindicação 2: adoção de medidas nacionalistas, promoção de vários ataques ao capital estrangeiro. Ação 1: Revolta dos 18 do Forte de Copacabana: inconformados com a eleição de Artur Bernardes, representante da dominação oligárquica. A eclosão do movimento se deu com a prisão do marechal Hermes da Fonseca. Em uma ação romântica e suicida, os tenentes marcharam, enfrentando as tropas legalistas. Ação 2: Revolução Paulista de 1924: São Paulo, com o objetivo de depor o presidente Artur Bernardes. Após dominar a cidade, os tenentes pretendiam seguir em direção à capi­tal. O fracasso dessa ação resultou na fuga dos militares, que se uniram aos rebeldes gaúchos, formando a Coluna Prestes.

25 MODERNISMO Modernismo e a reação cultural: Os artistas modernistas criticavam a arte que reproduzia padrões estéticos europeus e que não estava engajada com as raízes nacionais. O modernismo buscava, na cultura e nos valores do povo brasileiro, uma estética revolucionária e nacionalista. Os modernistas se opunham aos estilos românticos e parnasiano, considerado fortemente influenciado pelos valores europeus e por seguirem maior rigidez acadêmica e estética. Contra o academicismo. Artistas: Heitor Villa-Lobos na música; Mário de Andrade e Oswald de Andrade, na literatura; Victor Brecheret, na escultura; Anita Malfatti, Tarsila do Amaral e Di Cavalcanti, na pintura.

26 Semana de Arte Moderna de 1922 A Semana de Arte Moderna, também chamada de Semana de 22, ocorreu em São Paulo - Teatro Municipal da cidade. Apesar do designativo "semana", o evento ocorreu em cinco dias. Cada dia da semana trabalhou um aspecto cultural: pintura, escultura, poesia, literatura e música. O evento marcou o início do modernismo no Brasil e tornou-se referência cultural do século XX. A Semana, de uma certa maneira, nada mais foi do que uma ebulição de novas ideias totalmente libertadas, nacionalista em busca de uma identidade própria e de uma maneira mais livre de expressão

27 Abaporu de Tarsila do Amaral - ícone do Modernismo brasileiro. 1928

28 Operários (1933) – Tarsila do Amaral


Carregar ppt "República Oligárquica (1894-1930) O Brasil de poucos! O Brasil do café com leite! A República de SP e MG!"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google