A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Q UÍMICA D OCUMENTÁRIO HOME – N OSSO P LANETA, N OSSA C ASA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Q UÍMICA D OCUMENTÁRIO HOME – N OSSO P LANETA, N OSSA C ASA."— Transcrição da apresentação:

1 Q UÍMICA D OCUMENTÁRIO HOME – N OSSO P LANETA, N OSSA C ASA

2 A tarefa não é tanto ver o que ninguém viu ainda, mas pensar o que ninguém pensou sobre algo que todos vêem.Esse é o espaço que todos nós fazemos

3 HOME - NOSSO PLANETA, NOSSA CASA é uma experiência original que registra uma viagem única pelo planeta Terra. Filmado inteiramente do ponto de vista de cima, pelo consagrado fotógrafo Yann Arthus Bertrand, HOME visa sensibilizar, educar e conscientizar as platéias de todo o mundo sobre a fragilidade de nosso lar, ao demonstrar que tudo que é vivo e belo sobre nosso planeta está interligado. Seu lançamento em 5 de junho de 2009, dia mundial do meio ambiente, em mais de 50 países, com uma missão: alertar que, apesar dos males que causamos nos últimos 50 anos à Terra, ainda há chance de salvarmos nossa casa. Produção de Luc Besson. Yann Arthus Bertrand, é fotógrafo, jornalista, repórter e ambientalista. Se interessou pela natureza e pela vida selvagem ainda na infância.

4 A produção de Home, é uma iniciativa sem fins lucrativos e os produtores optaram por abrir mão dos direitos autorais em todos os formatos, desde a sala de cinema aos canais abertos na internet. A produção de Home levou dois anos de filmagens, em 54 países, e mais de 500 horas de material bruto, um documentário que mostra a situação do planeta e convida de maneira intensa, porém poética, para que cada pessoa seja sensibilizada e pense em soluções para uma vida mais sustentável e com equilíbrio. Ajude a divulgar!

5 Os documentários ambientais são os filmes-catástrofe da nossa época. Em relação aos primeiros sucessos do gênero, como Aeroporto (1970), O Destino do Poseidon (1972) e Terremoto (1974), existe uma inversão fundamental: agora a natureza é a vítima, e o vilão somos nós. A mudança desperta uma nova gama de sentimentos: além do pânico - agravado pelo fato de nada ser ficcional, agora o espectador precisa lidar também com a culpa. Consumimos em excesso e estamos extinguindo os recursos da Terra. Do ar, é fácil ver estas feridas. O que realmente quero é que as pessoas cujo consumo tem um impacto direto sobre a Terra, percebam a necessidade de mudar seu modo de vida depois de assistirem. (Yann Arthus-Bertrand).

6

7 Aquecimento global é um fenômeno climático de larga extensão, um aumento da temperatura média superficial global que vem acontecendo nos últimos 150 anos. O significado deste aumento de temperatura é objeto de análise por parte dos cientistas. Grande parte da comunidade científica acredita que o aumento de concentração de poluentes de origem humana na atmosfera é causa do efeito estufa. A Terra recebe radiação emitida pelo Sol e devolve grande parte dela para o espaço através de radiação de calor. Os poluentes atmosféricos retêm uma parte dessa radiação que seria refletida para o espaço, em condições normais. Essa parte retida causa um importante aumento do aquecimento global. Denomina-se efeito de estufa à absorção, pela atmosfera, de emissões infravermelhas (calor) impedindo que as mesmas escapem para o espaço exterior.

8 O efeito de estufa é uma característica da atmosfera terrestre, sem este efeito a temperatura seria muito mais baixa. O desequilíbrio atual acontece porque este efeito está a aumentar progressivamente. Os principais gases causadores do efeito de estufa são o dióxido de carbono (CO2), metano (CH4) e óxido nitroso (N2O) e CFCs (clorofluorcarbonetos). Atualmente as suas concentrações estão a aumentar. A concentração de dióxido de carbono na atmosfera aumenta devido à sua libertação através da indústria, transportes e pela desflorestação (as plantas retiram o dióxido de carbono da atmosfera). A principal evidência do aquecimento global vem das medidas de temperatura de estações meteorológicas em todo o globo desde Os dados mostram que o aumento médio da temperatura foi de 0.5 ºC durante o século XX. Os maiores aumentos foram em dois períodos: 1910 a 1945 e 1976 a 2000.

9

10 O Documentário, traça um perfil da Terra, desde a sua criação até os dias atuais. E que choca com o que a humanidade tem feito com o nosso Planeta, com a nossa Casa, nos últimos 50 anos. Nenhum homem é uma ilha… A morte de qualquer homem me diminui, por que eu faço parte da humanidade; então nunca pergunte por quem os sinos dobram, eles dobram por ti. (Ernest Hemingway).

11 No início parece que estamos de volta aos bancos escolares, tendo num audiovisual uma aula do surgimento do planeta, dos seres vivos… que nos parece longa, mas é esse um dos pontos chaves do filme: mostrar que agora temos pressa. Sem ao menos questionar para onde essa pressa levará todos nós. Por valorizar mais o supérfluo em detrimento do que nos é essencial. Num apetite voraz e egoísta. Num sobrevôo por partes importantes para esse alerta,observa-se que, o consumir muito, mais do que se necessita, termina por um esgotamento da terra, do seu subsolo e dos rios. Não há riqueza que pague o sentar a beira de um rio, com sua água límpida, vendo peixinhos nadarem.

12 Dados ao final do documentário: * 20% da população mundial consome 80% dos recursos do planeta. * O mundo gasta doze vezes mais em armas do que em ajuda de desenvolvimento de países. * pessoas morrem todos os dias por beber água poluída. * Um bilhão de seres humanos não têm acesso à água de beber salutar. * 1 bilhão de pessoas passam fome. * Mais de 50% do grão comercializado ao redor do mundo é usado para ração animal ou biocombustíveis.

13 * 40% da terra cultivável é degradada. * A cada ano, 13 milhões de hectares de florestas desaparecem. * 1 mamífero em 4, 1 pássaro em 8, 1 anfíbio em 3 estão ameaçados de extinção. As espécies estão desaparecendo mil vezes mais rápido do que o ritmo natural de extinção. * 75% dos produtos da indústria pesqueira estão extintos, esgotados ou em risco de extinção. * A temperatura média dos últimos 15 anos tem sido a mais alta desde o início de seu registro. * A calota polar perdeu 40% de sua espessura em 40 anos. * Poderá haver 200 milhões de refugiados do clima em 2050.

14

15

16

17

18 Além de uma mudança na forma de vida, eu gostaria que as pessoas quisessem ajudar. Há uma citação magnífica de Théodore Monod: "Nós tentamos tudo, exceto amar". Espero que esse documentário seja sinônimo de muito amor. A união de todos os habitantes da Terra, é necessária para a resolução de todos esses riscos ambientais.

19

20

21 E você, o que pretende fazer após assistir o documentário? O planeta Terra é a nossa casa. Cuidemos dele, agora, pois amanhã pode ser tarde demais. Uma boa semana. Prof. Marco Antônio


Carregar ppt "Q UÍMICA D OCUMENTÁRIO HOME – N OSSO P LANETA, N OSSA C ASA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google