A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

OBSERVATÓRIO DA INOVAÇÃO E COMPETITIVIDADE projeto DATAENGENHARIA

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "OBSERVATÓRIO DA INOVAÇÃO E COMPETITIVIDADE projeto DATAENGENHARIA"— Transcrição da apresentação:

1 OBSERVATÓRIO DA INOVAÇÃO E COMPETITIVIDADE projeto DATAENGENHARIA

2 Introdução -Apresentação do Observatório da Inovação e Competitividade -Projeto Núcleo de Apoio à Pesquisa PRP-USP + ABDI +... Sistema de indicadores de Engenharia -Visão geral do desenvolvimento: etapas, atividades e produtos -Sistema da Engenharia -Classes de indicadores -Que perguntas um sistema de indicadores deve ajudar a responder? Conclusões -Conclusões -Próximos passos Agenda/Estrutura da Reunião Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

3 Criado em iniciativa dos Profs. Glauco Arbix (FFLCH- USP) e Mario Sergio Salerno (POLI-USP) Histórico Objetivos Principais realizações Articulado com ABDI, CGEE e Ipea Sediado no Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (IEA-USP ) Foco - Inovação, Competitividade e Desenvolvimento na sociedade do conhecimento Objetivos - Geração de conhecimento; - Discussão de políticas públicas e de estratégias empresarias pró-inovação - Difusão Observatório da Inovação e Competitividade Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

4 Objetivos dos NAP s -Promover interação entre áreas do conhecimento -Permitir a reorganização da produção científica da universidade de modo a aumentar o impacto das atividades de pesquisa no cenário internacional -Fortalecer a relação com a sociedade Contemplar atividades que estabeleçam conexões entre as diferentes áreas e competências, objetivando a solução de problemas reais no âmbito de atuação da USP Projeto NAP/OIC Pólo aglutinador de competências para tratar de modo abrangente o tema da Inovação e Competitividade. Análise integrada de políticas públicas e processos de inovação

5 DataEngenharia: Sistema de indicadores de Engenharia Sistema de indicadores de Inovação Construção de sistema de indicadores que possibilite recortes temáticos (inovação não tecnológica, patentes, educação, etc.) e regionais, para permitir discussões de desenvolvimento e de políticas de inovação (nacionais, regionais, setoriais,...) Construção de um amplo e consistente sistema de indicadores que permita avaliar sistematicamente a situação das engenharias no Brasil, viabilizando análises regionais, setoriais e comparações internacionais. Projeto NAP/OIC Lançado publicamente dia 9 de maio de 2011 Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

6 5 diferentes Departamentos da USP Engenharia de Produção – POLI –Mario Sergio Salerno, Davi N. Nakano Sociologia – FFLCH –Glauco Arbix Economia de Ribeirão Preto – FEA –Sergio Kannebley Jr. Medicina Social – FMRP –José Carvalheiro Direito Econômico/Financeiro da Faculdade de Direito –Diogo Coutinho Colaboração externa / captação de parceiros UFMG/Cedeplar, EP-COPPE/UFRJ, FEI, UFABC MCT, ABDI, CGEE, Finep, IPEA Universidades no exterior articuladas em redes (ainda) pessoais Entidades diversas (em articulação):, Abenge, Confea, CNI, Fiesp... Equipe NAP/OIC Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

7 Projeto inicial em desenvolvimento DataEngenharia Projeto de desenvolvimento de Sistema de Indicadores para a Engenharia no Brasil Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

8 Objetivo do projeto Construção de um amplo e consistente sistema de indicadores que permita avaliar a qualidade, o escopo e a vitalidade das engenharias no Brasil, viabilizando análises regionais, setoriais e comparações internacionais DataEngenharia FASE 1 do projeto: até 01/12/2011 Equipe OIC e parceiros Lançamento de site: início dez Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

9 Processo de desenvolvimento do DataEngenharia Definição do escopo Investigação detalhada Desenvolvimento Teste e validação Lançamento Algumas atividades 1.Levantamento Internacional – o que existe? 2.Levantamento nacional – o que existe? 1.Aprofundamento da análise de indicadores 2.Captação das necessidades 3.Bases existentes 4.Projeto conceitual do site 1.Definição dos indicadores e de sua hierarquia a) principais relações b)equações etc. 1.Definição do layout do site 2.Aprofundamento de indicadores chave 1.Funcionalidade do site 2.Validação conforme principais temas 3.Validação experimental – simulação conforme tipos de usuários 1.Disponibili- zação do site aos usuários 2.Lançamento oficial do site (evento a ser detalhado) Prazo Realizado22/8/1123/08 a 15/11/ /11/ a 30/ /2011 Resultado Projeto lançado em 9 de maio 2011 (transmissão IPTV) Elenco de iniciativas mapeadas Projetos conceituais do Sistema de Indicadores e do site Site de Indicadores de Engenharia Site de indicadores testado e aprovado Site em funcionamento aberto para uso, ainda que ele vá evoluir

10 Processo de desenvolvimento do DataEngenharia Definição do escopo Investigação detalhada Desenvolvimento Teste e validação Lançamento Algumas atividades 1.Levantamento Internacional – o que existe? 2.Levantamento nacional – o que existe? 1.Aprofundamento da análise de indicadores 2.Captação das necessidades 3.Bases existentes 4.Projeto conceitual do site 1.Definição dos indicadores e de sua hierarquia a) principais relações b)equações etc. 1.Definição do layout do site 2.Aprofundamento de indicadores chave 1.Funcionalidade do site 2.Validação conforme principais temas 3.Validação experimental – simulação conforme tipos de usuários 1.Disponibili- zação do site aos usuários 2.Lançamento oficial do site (evento a ser detalhado) Prazo Realizado22/8/1123/08 a 15/11/ /11/ a 30/ /2011 Resultado Projeto NAP aprovado na USP – lcto 9 de maio 2011 (transmissão IPTV) Projetos conceituais do Sistema de Indicadores e do site Site de Indicadores de Engenharia Site de indicadores testado e aprovado Site em funcionamento aberto para uso, ainda que ela vá evoluir Foco da discussão de hoje a)Que perguntas um sistema de indicadores de engenharia deve ajudar a responder? b)Concepção do site (espécie de hub temático, incorporando n trabalhos de parceiros, não parceiros etc.) c)Sugestões gerais / prosseguimento d)Conselho Consultivo Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

11 Definição do escopo Levantamento das iniciativas internacionais Etapa 1 Levantamento das iniciativas nacionais Análise de bases de nacionais e internacionais Posicionamento conceitual do nosso sistema em relação ao que existe Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

12 A experiê ncia dos EUA Alemanha Sustainable Development in Germany Elaborado pela Federal Statistical Office of Germany O que é? Publicado pela primeira vez em 2002, foca desenvolvimento sustentável. A engenharia ocupa uma pequena parte do documento. Qual é o foco? Desenvolvimento sustentável Energia Proteção climática Uso da terra Diversidade das espécies Dívida nacional Inovação Educação e treinamento (inclui engenharia) Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP Algumas iniciativas internacionais

13 O que é? O primeiro e mais volumoso registro de dados quantitativos de alta qualidade da ciência e engenharias dos EUA e de outros países (2006 e 10) Aglutina 788 variáveis (primárias e secundárias) Várias análises no início do documento Qual é o foco? Ciências e Engenharia EUA Science and Engineering Indicators - NSB Patrocinado e publicado pelo National Science Board Algumas iniciativas internacionais Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

14 A experiê ncia dos EUA Brasil Diversas iniciativas não periódicas -Radar Tecnologia, Produção e Comércio Exterior - IPEA (2011) -Engenharia para o Desenvolvi- mento – CNI/Senai (2010) -Publicação do Confea (2010) que tangencia o tema -Modelagem Cedeplar (em desenvolvimento) -Indicadores de competitividade – FGCC (ABDI/OIC/Cedeplar/Ipea) Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP Algumas iniciativas brasileiras

15 Matriz de posicionamento conceitual comparado do DataEngenharia Internacional nacional Contínua Não sistemática DATAENGENHARIA. Periódico.Sistemático.Comparações internacionais DATAENGENHARIA. Periódico.Sistemático.Comparações internacionais Periocidade Cobertura Objetivos 1.Auxiliar no diagnóstico, monitoramento e análise de tendências para responder aos desafios colocados para a Engenharia Nacional 2.Auxiliar na formulação de políticas públicas 3.Ser um centro de inteligência sobre Engenharia Nacional 1.Disponibilização sistemática e periódica de séries de dados e índices 2.Elaboração, coleta e disponibilização de análises, projeções e estudos 3.Relatórios analíticos periódicos 4.Facilitar análises setoriais, regionais, internacionais 1.Disponibilização sistemática e periódica de séries de dados e índices 2.Elaboração, coleta e disponibilização de análises, projeções e estudos 3.Relatórios analíticos periódicos 4.Facilitar análises setoriais, regionais, internacionais Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

16 Investigação detalhada Projeto conceitual do Sistema de Indicadores de Engenharia Etapa 2 Projeto Conceitual do site Levantamento das necessidades do sistema de Indicadores Desenvolvimento inicial da lista de indicadores do Sistema Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

17 HistóricoPesquisaProjeçãoDiagnósticoMonitoramento Innovation Index Ipeadata O objetivo do site é servir como um centro de inteligência, diagnóstico e avaliação da Engenharia Nacional Algumas experiências inspiradoras Disponibilizará dados, relatórios e estudos sobre Engenharia em seus diversos aspectos Projeto conceitual do site Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

18 O Ipeadata disponibiliza séries de dados, organizadamente. É hiper útil achar n indicadores num local só. Pretendemos que via DataEngenharia se possa baixar séries diretamente para planilhas que possam ser usadas em SAS, SPSS ou assemelhados O Ipeadata disponibiliza séries de dados, organizadamente. É hiper útil achar n indicadores num local só. Pretendemos que via DataEngenharia se possa baixar séries diretamente para planilhas que possam ser usadas em SAS, SPSS ou assemelhados Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

19 Com megapatrocínios, possibilita comparar diretamente indicadores de diferentes países, disponibiliza análises, rankings e procura ser hub para o assunto. Pretendemos que o DataEngenharia possibilite algum tratamento dos dados diretamente no site e disponibilize análises próprias e de terceiros. Com megapatrocínios, possibilita comparar diretamente indicadores de diferentes países, disponibiliza análises, rankings e procura ser hub para o assunto. Pretendemos que o DataEngenharia possibilite algum tratamento dos dados diretamente no site e disponibilize análises próprias e de terceiros. Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

20 Parte 1: Sistema a ser mensurado Parte 2: Sistema de indicadores Parte 3: Fontes (bases) de dados DataEngenharia Representação do fenômeno a ser avaliado (historicamente, diagnóstico, monitoramento e projeções) -DataEngenharia: diferentes eixos temáticos (formação, ocupação, empresas de serviços de engenharia, produção científica Ajudar na discussão de temas relevantes para políticas: 1) Falta de engenheiros? 2) Qualidade dos engenheiros? entre outros Proposição de indicadores que expliquem o comportamento dos eixos temáticos Criação de classes de indicadores e de séries de índices que permitam compreender as diversas dimensões da questão Definição das bases de dados que permitam a disponibilidade dos dados que operacionalizam os indicadores com alto grau de confiança e periodicidade contínua Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

21 Municipal Estadual Nacional Ensino fundamental Firmas ICTs Administração pública Setores Ensino médio Ensino superior Ensino técnico Serviços de engenharia Startups... Formação Mercado de trabalho Internacional Parte 1: Representação do Sistema da Engenharia

22 Questões já mapeadas: Há ou haverá escassez de engenheiros? Em que setores? Em que regiões? Há problemas na qualidade dos engenheiros? Está na formação? Faltam vagas ou há muita evasão? Há relação entre emprego de engenheiros e inovação? Parte 1: Representação do Sistema da Engenharia Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

23 Especulações a pensar É possível medir PIB da engenharia (proxy: ARTs)? Relações entre o emprego de engenheiros e o desempenho de classes de firmas (análises probabilísticas: dispêndio P&D, faturamento, exportação, inovação em produto novo para o mercado, patentes etc..) Relação desempenho no ensino médio e opção por engenharia no vestibular Parte 1: Representação do Sistema da Engenharia Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

24 Classes de Indicadores 1. Formação: ensino fundamental 2. Formação: ensino médio 3. Formação: ensino técnico 4. Formação: ensino superior 5. Emprego e força de trabalho 6. Empresas de serviço de engenharia 7. P,D&I 8. Produção científica da engenharia Parte 2 : Classes ou eixos temáticos do DataEngenharia Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

25 Ensino fundamental Aluno Professor Estabelecimento Políticas públicas Exemplos de indicadores Séries de matrícula e de concluintes (definir quebra) Nota obtida pelos alunos na Prova Brasil (bianual), 4/5 as e 8/9 as séries, matemática e português Parte3: Fontes Censo escolar (INEP) Prova Brasil; Saeb (INEP) Munic (IBGE) Parte 2 : Classes ou eixos temáticos do DataEngenharia Classe 1: Ensino Fundamental Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

26 Ensino médio Aluno Professor Estabelecimento Políticas públicas Exemplos de indicadores Notas no SAEB e ENEM Desempenho dos alunos com mais de 15 anos no PISA Matriculados e concluintes, evasão, defasagem idade/série Parte 3: fontes Censo escolar, SAEB, ENEM (INEP) PISA (OCDE) RAIS (MTE) Munic (IBGE) Classe 2: Ensino médio Parte 2 : Classes ou eixos temáticos do DataEngenharia Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

27 Ensino técnico Aluno Professor Estabelecimento Políticas públicas Exemplos de indicadores Vagas, matriculados e concluintes Número de professores (rel.aluno/professor) Estabelecimentos de ensino técnico segundo tipo de instituição (pública e privada) Parte 3: fontes Censo escolar (INEP) Saeb (INEP) Munic (IBGE) Classe 3: Ensino técnico Parte 2 : Classes ou eixos temáticos do DataEngenharia Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

28 Ensino superior (graduação e pós- graduação) Aluno Professor Pesquisador Estabelecimento Políticas públicas Exemplos de indicadores Vagas, ingressantes e concluintes Bolsistas do ProUni em cursos de engenharia; bolsistas de pós em engenharia Estabelecimentos que oferecem cursos de engenharia por tipo de instituição (publica/privada) Parte 3: fontes Censo do ensino superior (INEP) Bases CNPq Classe 4: Ensino superior (graduação e pós-graduação) Parte 2 : Classes ou eixos temáticos do DataEngenharia Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

29 Dados Brutos 2008 ENSINO MÉDIO Matrículas iniciais : Concluintes: Matrículas iniciais em Eng a : Formados Eng a : mais alguns exemplos de indicadores da classe Ensino superior Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

30 TOTAL100% Educação25,921,1 Humanidades e Artes3,23,6 Ciências Sociais e Direito26,627,3 Economia e Administração13,213,7 Ciências e Matemática6,2%5,9% Ciências da Computação2,01,8 ENGENHARIA 5,6%5,1 % Arquitetura e Urbanismo1,20,8 Saúde e Bem-Estar Social13,016,0 Outros1,02,6 TOTAL DE EGRESSOS Fonte: Ministério da Educação. INEP. Censo da Educação Superior 107% 127%... mais alguns exemplos de indicadores da classe Ensino Superior Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

31 Quantos estudam? Onde estudam? MATRICULAS TOTAL Total Públicas46,8%37,1% Federais 29,7%23,0% Estaduais 15,1%11.0% Municipais 2,0%3,1% Total privadas53,1%62,9% CONCLUINTES10,3%10,1% Fonte: Ministério da Educação. INEP. Censo da Educação Superior AUMENTOU O PESO DA FACULDADE PRIVADA... mais alguns exemplos de indicadores da classe Ensino Superior Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

32 Egressos em eng a / total comparações internacionais (2007) Fonte:OCDE Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

33 Engenheiros/ habitantes comparações internacionais (2007) Fonte:OCDE Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

34 Formação de Doutores Eng a 11,3%12,0%12,8%12,2%11,9%11,7%11,3% Exatas10,5%11,3%11,1%10,6%10,1%10,4%10,9% TOTAL Fonte: CGEE. Estudos da demografia da base técnico-científica brasileira. Brasília, Elaborado a partir de dados do MEC/INEP Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

35 Força de Trabalho Escolaridade Emprego Engenheiros em P&D Salário Tempo de carreira Exemplos de indicadores % engenheiros na ocupação total Participação dos engenheiros no total empregado nas firmas segundo cortes (CNAE, região etc.) Salário dos engenheiros segundo setor de atividade Parte 3: fontes RAIS (MTE) Pintec (IBGE) Classe 5: Força de trabalho Parte 2 : Classes ou eixos temáticos do DataEngenharia Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

36 Empresas de Serviços de Engenharia Emprego Salário Evolução das empresas Exemplos de indicadores Número de empresas Emprego total e por frações Localização Relação com Petrobras Parte 3: fontes RAIS (MTE) Site Petrobras (contratos) Classe 6: Empresas de Serviços de Engenharia Parte 2 : Classes ou eixos temáticos do DataEngenharia Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

37 P, D & I Gastos – público, privado Pesquisadores Instituições Exemplos de indicadores Gasto com P&D segundo áreas do conhecimento Gasto público e privado em P&D Gasto P&D por estado, setor Gasto em P&D segundo origem de capital Parte 3: fontes RAIS (MTE) Bases CNPq Classe 7: Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação Parte 2 : Classes ou eixos temáticos do DataEngenharia Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

38 Produção Científica e Tecnológica da Engenharia Patentes Indústrias intensivas em conhecimento e/ou indústrias criativas Publicações Exemplos de indicadores Valor adicionado pelas indústrias intensivas em conhecimento e/ou criativas Intangíveis Patentes obtidas no Brasil e exterior Parte 3: fontes PIA/Pintec (IBGE) INPI, Secex (MDIC) ISI, Scopus e outras bases Classe 8: Produção científica e tecnológica formal da Engenharia Parte 2 : Classes ou eixos temáticos do DataEngenharia Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

39 Projeto ambicioso e difícil...porém, pertinente e relevante Envolve articulação e trabalho conjunto com vários atores externos... Governo, entidades, empresariado, outros pesquisadores,... Estamos abertos a parcerias, sugestões, trabalho conjunto, financiamentos...

40 Queremos continuar discutindo com vocês! Visualizamos 3 tipos de contribuições 1.Técnica – indicadores, equações etc. 2.Política: articulação com agentes / entidades de engenharia / do Estado 3.Rede: ajudar a localizar atores, iniciativas etc. Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

41 Comitê de Orientação Adesão voluntária, óbvio Confirmar comigo Quem falta aqui? Grupo via mail – sugestões, críticas.... Reuniões presenciais e/ou via internet Reuniões em grupos menores Outros? Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP

42 OBRIGADO! Contato: r.484 Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP


Carregar ppt "OBSERVATÓRIO DA INOVAÇÃO E COMPETITIVIDADE projeto DATAENGENHARIA"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google