A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

RDC nº15 aplicada no CME de um Hospital Público Enfermeira: Ivaní Cristina Santos Costa 2013.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "RDC nº15 aplicada no CME de um Hospital Público Enfermeira: Ivaní Cristina Santos Costa 2013."— Transcrição da apresentação:

1 RDC nº15 aplicada no CME de um Hospital Público Enfermeira: Ivaní Cristina Santos Costa 2013

2

3

4 SUS Função de organizar regionalmente as ações do Ministério da Saúde e também dos órgãos estaduais e municipais relacionados aos serviços da saúde.

5

6 ESPECIALIDADE SUSNão SUS BUCO MAXILO FACIAL CARDIOLOGIA CIRURGIA GERAL ENDOCRINOLOGIA GASTROENTEROLOGIA GINECOLOGIA NEFROLOGIAUROLOGIA NEUROCIRURGIA OFTALMOLOGIA ONCOLOGIA ORTOPEDIA TRAUMATOLOGIA OTORRINOLARINGOLOGIA PLASTICA TORACICA TRANSPLANTE QUEIMADO ADULTO 1292 QUEIMADO PEDIATRICO 512

7

8 multiplica Os recursos disponíveis, multiplica a utilização dos artigos nos Hospitais Públicos.

9 SIM

10 Boatos sobre fechamento da maternidade do Hospital São Salvador levam insegurança à população 06/09/2013 Postado por Redação do Agora Jornais Associados Boatos sobre fechamento da maternidade do Hospital São Salvador levam insegurança à população 06/09/2013 Postado por Redação do Agora Jornais Associados Em dificuldade financeira, Varela sofre com atrasos de repasses do poder público RS Data: 07 março Hora: 17:30 - Por: Portal JH Em dificuldade financeira, Varela sofre com atrasos de repasses do poder público RS Data: 07 março Hora: 17:30 - Por: Portal JH No RJ, Cremerj flagra idoso atendido em estante com lata de lixo em hospital municipal Julia Affonso Rio de Janeiro 17/05/ h56 Pará: Santa Casa PA está à beira de um colapso 11 de julho de 2013 Fonte: Diário do Pará Pará: Santa Casa PA está à beira de um colapso 11 de julho de 2013 Fonte: Diário do Pará PSF do Bairro Dona Lica está sem materiais para curativos, faltando medicamentos e a estrutura é precária BA Postado por Almir das Neves - Em Matéria completa em: das Neves Blog Merece Destaque

11

12 RDC n°15 objetivos desta norma técnica são orientar profissionais de saúde para o melhor uso e métodos para limpeza, desinfecção e esterilização de artigos e áreas em estabelecimentos de saúde do pais.

13 No atual cenário globalizado, a qualidade dos serviços prestados em órgãos públicos tem sido discutida e polêmica, principalmente tratando-se de instituições hospitalares.

14

15

16

17 Revista Gaúcha de Enfermagem On-line version ISSN Rev. Gaúcha Enferm. vol.33 no.1 Porto Alegre Mar ARTIGO ORIGINAL Riscos ocupacionais e mecanismos de autocuidado do trabalhador de um centro de material e esterilização Marcia Cristina Guimarães Espindola I ; Rosane Teresinha Fontana II I Mestre em Enfermagem, Docente dos Cursos de Graduação e Pós-Graduação da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), Campus Santo Ângelo, Rio Grande do Sul, Brasil II Enfermeira graduada pela URI, Campus Santo Ângelo, Rio Grande do Sul, Brasil Rev. Latino-Am. Enfermagem Artigo Original 18(1):[07 telas] jan-fev Eficácia da esterilização de canetas de bisturi elétrico de uso único reprocessadas Simone Batista Neto 1 Kazuko Uchikawa Graziano 2 Maria Clara Padoveze 3 Júlia Yaeko Kawagoe 4 QUALITY EVALUATION OF A CENTRAL SUPPLY UNIT AT A UNIVERSITY HOSPITAL AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE UMA CENTRAL DE MATERIAIS E ESTERILIZAÇÃO EM UM HOSPITAL ESCOLA PÚBLICA EVALUACIÓN DE LA CALIDAD DE UNA UNIDAD CENTRAL DE SUMINISTROS EN UN HOSPITAL UNIVERSITÁRIO Luciana Regina Tillvitz 1, Leonel Alves do Nascimento 2, Renata Perfeito Ribeiro 3, Ligia Fahl Fonseca 4 Revisão de Literatura VALIDAÇÃO DO PROCESSO DE LIMPEZA DE ARTIGOS ODONTO-MÉDICO-HOSPITALARES: UMA REVISÃO INTEGRATIVA MEDICAL DEVICES AND CLEANING VALIDATION: AN INTEGRATIVE REVIEW VALIDACIÓN DE LA LIMPIEZA DE DISPOSITIVOS ODONTO-MEDICO- HOSPITALARIOS: UNA REVISIÓN INTEGRADORA PINTO, Marília de Bastos; VILAS–BOAS, Vanessa Aparecida; FREITAS, Maria Isabel Pedreira de Vol.4,n.2,pp (Set-Nov 2013) Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research - BJSCR BJSCR Openly accessible at O PROCESSO DE ESTERILIZAÇÃO DE MATERIAIS EM SERVIÇOS DE SAÚDE: UMA REVISÃO INTEGRATIVA Rosana Amora ASCARI 1*, Joice VIDORI 2, Claudete Adriana MORETTI 2, Elenice Maria Folgiarini PERIN 2, Olvani Martins da SILVA 3, Eliana BUSS 4 1. Enfermeira. Mestre em Saúde Coletiva. Professora Assistente da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Membro do Grupo de Estudos sobre Saúde e Trabalho – GESTRA/UDESC. 2. Enfermeira. Graduada pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). 3. Enfermeira. Mestre em Terapia Intensiva. Professora Assistente da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Membro do Grupo de Pesquisa Enfermagem, Cuidado Humano e Processo Saúde-Adoecimento/UDESC. 4 Enfermeira. Mestre em Gestão de Políticas Públicas. Professora da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). * Rua 14 de Agosto, nº 807 E, Bairro Presidente Médice, CEP: Chapecó, Santa Catarina, Brasil. Recebido em 25/07/2013. Aceito para publicação em08/08/2013

18 A limpeza de materiais não devem dispensar nunca a utilização de escovas na primeira fase da limpeza. Especificamente a limpeza de lumens, devem ser complementadas com a utilização de lavadora ultrassônica com conexão para canulados. Entendimento da questão do lúmen inferior a 5mm

19 Com isso, à necessidade de um aprimoramento de técnicas que atendam no que diz respeito à limpeza, preparo, esterilização e armazenagem e, conseqüentemente, de pessoal capacitado para o desenvolvimento de tais tarefas destes materiais.

20

21

22

23

24 Este investimento buscou um processo organizado, com ferramentas e técnicas adequadas, planejando de forma eficaz e eficiente os processos do CME.

25 Indicadores de Qualidade Estabelecidos Indicadores estratégicos Indicadores de produtividade Indicadores de qualidade

26 Número de detecções de sujidade visível, após desinfecção; Materiais processados dia por meio da desinfecção por imersão;

27 Número de alterações de integridade na embalagem; Número de selagens incorretas;

28 Avaliação de resultado das condições de limpeza;

29 Parece que na área de saúde, a Gestão da Qualidade prescinde de mais métodos e ferramentas além do racional, que trabalhem a dimensão subjetiva das pessoas. É preciso desenvolver muito a cultura nos hospitais públicos universitários, no sentido de fazer emergir maior competência nos relacionamentos. Tudo o que for feito ainda não será suficiente para alcançar a plenitude da qualidade no tratamento com as pessoas e a transformação da cultura organizacional. É preciso promover mudanças extrínsecas (dependem da instituição), através de treinamento em ferramentas e métodos não só de conhecimento técnico em qualidade, como nas áreas de psicologia, sociologia, e relações humanas, que provoquem mudanças intrínsecas (dependem das pessoas).

30 Bibliografia Padoveze MC, Graziano KU (coordenação). Esterilização de artigos em Serviços de Saúde. APECIH,2010. ANVISA. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução – RDC nº 15 de 15 De março de Sociedade Brasileira de Enfermeiros de Centro Cirúrgico, Recuperação Anestésica e Centro de Material e Esterilização. SOBECC. Práticas Recomendadas. São Paulo, GRAZIANO KU, SILVA A, PSALTIKIDIS EM. Enfermagem em Centro de Material e Esterilização. SP, Manole, Alfa MJ, Olson N, Al-Fadhaly A. Cleaning efficacy of medical device washers in North American healthcare facilities. J Hosp Infect 2010 Feb;74(2): Possari JF. Centro de Material e Esterilização, Planejamento, Organização e Gestão. 4º edição ed. São Paulo: Lipscomb IP, Sihota AK, Botham M, Harris KL, Keevil CW. Rapid method for the sensitive detection of protein contamination on surgical instruments. J Hosp Infect Acesso em 02 agosto 2013

31 Enfa. Ivaní Costa Obrigada!


Carregar ppt "RDC nº15 aplicada no CME de um Hospital Público Enfermeira: Ivaní Cristina Santos Costa 2013."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google