A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Fórum de Bibliotecas Escolares e Públicas Biblioteca IFSUL Campus Sapucaia do Sul IFSUL. Apresentação biblioteca.Campus Sapucaia do Sul. Maio 2012.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Fórum de Bibliotecas Escolares e Públicas Biblioteca IFSUL Campus Sapucaia do Sul IFSUL. Apresentação biblioteca.Campus Sapucaia do Sul. Maio 2012."— Transcrição da apresentação:

1 Fórum de Bibliotecas Escolares e Públicas Biblioteca IFSUL Campus Sapucaia do Sul IFSUL. Apresentação biblioteca.Campus Sapucaia do Sul. Maio 2012.

2 Conhecendo a biblioteca do IFSUL

3 Usuários Usuários Alunos, professores, tec. administrativos, funcionários terceirizados; Cursos: Tec. Gestão Cultural, Tec. Informática, Tec. Administração (PROEJA), Tec. Plástico, Tec. Fabricação Mecânica, Tec. Gestão da Produção Industrial e Engenharia Mecânica

4 Acervo Acervo Principais áreas: Administração, Plástico, Informática, Física, Química, Literatura e Engenharia; Números acervo*: 5299 títulos de livros 7166 exemplares 08 títulos de periódicos 2490 exemplares Revistas como Polímeros, Máquinas e Metais, Plástico Industrial e Plástico Moderno * Levantamento maio/2012

5 Obras adquiridas recentemente

6 Serviços oferecidos Empréstimo domiciliar; Orientação na normalização de trabalhos acadêmicos; Levantamentos bibliográficos; Treinamento de usuários; Auxílio ao acesso a diversas fontes de informação ( Scielo, DOAJ, ) Scielo DOAJhttp://www.periodicos.capes.gov.br.ez45.periodicos.capes.gov.br/index.php

7 Biblioteca Viva: o livro na cena cultural do IFSUL (coordenadora do projeto; profa. Maria Helena Bairros com auxílio equipe biblioteca); Ampliando os muros da biblioteca: um convite à comunidade para apreciação da literatura (coordenação prof. Gisvaldo Araújo Silva com auxílio equipe biblioteca) Projetos Culturais

8 PNLL (PROGRAMA NACIONAL DO LIVRO E LEITURA) * DEMOCRATIZAR O ACESSO AO LIVRO E A OUTRAS FORMAS DE LEITURA; * FORTALECER A BIBLIOTECA PÚBLICA E A ESCOLA NA FORMAÇÃO DE LEITORES E INCLUIR ESPAÇOS NÃO CONVENCIONAIS; * APOIAR AS CADEIAS PRODUTIVA E CRIATIVA DO LIVRO E A MEDIADORA DA LEITURA; * TER A DIMENSÃO DE UMA POLÍTICA DE ESTADO PNLL (PROGRAMA NACIONAL DO LIVRO E LEITURA) * DEMOCRATIZAR O ACESSO AO LIVRO E A OUTRAS FORMAS DE LEITURA; * FORTALECER A BIBLIOTECA PÚBLICA E A ESCOLA NA FORMAÇÃO DE LEITORES E INCLUIR ESPAÇOS NÃO CONVENCIONAIS; * APOIAR AS CADEIAS PRODUTIVA E CRIATIVA DO LIVRO E A MEDIADORA DA LEITURA; * TER A DIMENSÃO DE UMA POLÍTICA DE ESTADO Âncora dos projetos

9 Baixos índices de leitura Baixa compreensão leitora Analfabetismo e Analfabetismo Funcional altos municípios sem bibliotecas Rede de bibliotecas em situação precária Desarticulação Estado x Sociedade Descontinuidade de ações Fonte: BRASIL. Ministério da Cultura. Programa Nacional do Livro e Leitura. [2005?] Baixos índices de leitura Baixa compreensão leitora Analfabetismo e Analfabetismo Funcional altos municípios sem bibliotecas Rede de bibliotecas em situação precária Desarticulação Estado x Sociedade Descontinuidade de ações Fonte: BRASIL. Ministério da Cultura. Programa Nacional do Livro e Leitura. [2005?]

10 França7 livros EUA/Inglaterra5 livros Colômbia2,4 livros Brasil 1,8 livros A leitura de livros no mundo* * Por habitante/ano (França- 64 milhões; EUA- 309 milhões; Inglaterra-63 milhões; Colômbia-46 milhões; Brasil- 192 milhões) Fonte: Centro de Fomento ao Livro na América Latina e Caribe (Cerlalc)/Unesco. [2004?].

11 Parceiros na sociedade -Bibliotecários; -Professores; -Escolas; -Universidades; -Gestores Culturais; -Escritores; -ONGS

12 Ilustrações referente leitura e biblioteca 24-doctubre-2011.html Fonte: BIBLIOTECA Pública Municipal Pla de la Font. Cocentaina; Alacant, Spain doctubre-2011.html 24-doctubre-2011.html

13 Homenagem ao bibliotecário, escritor e poeta Manuel Bastos Tigre. Engenheiro e bibliotecário por vocação Manuel Bastos Tigre, nasceu em Formou-se em Engenharia e em 1906 resolveu fazer aperfeiçoamento em eletricidade, no Estados Unidos. Uma vez lá, conheceu o bibliotecário Mevil Dewey que instituiu o Sistema de Classificação Decimal. Esse encontro foi decisivo na sua vida, porque, em 1915, aos 33 anos de idade, largou a engenharia para trabalhar com biblioteconomia. Trabalhou no Museu Nacional do Rio de Janeiro, Biblioteca Nacional, Biblioteca Central da Universidade de Brasília, trazendo grande contribuição social e cultural ao Brasil. Homenagem ao bibliotecário, escritor e poeta Manuel Bastos Tigre. Engenheiro e bibliotecário por vocação Manuel Bastos Tigre, nasceu em Formou-se em Engenharia e em 1906 resolveu fazer aperfeiçoamento em eletricidade, no Estados Unidos. Uma vez lá, conheceu o bibliotecário Mevil Dewey que instituiu o Sistema de Classificação Decimal. Esse encontro foi decisivo na sua vida, porque, em 1915, aos 33 anos de idade, largou a engenharia para trabalhar com biblioteconomia. Trabalhou no Museu Nacional do Rio de Janeiro, Biblioteca Nacional, Biblioteca Central da Universidade de Brasília, trazendo grande contribuição social e cultural ao Brasil. 12 de março- Dia do bibliotecário

14 OBRIGADA!


Carregar ppt "Fórum de Bibliotecas Escolares e Públicas Biblioteca IFSUL Campus Sapucaia do Sul IFSUL. Apresentação biblioteca.Campus Sapucaia do Sul. Maio 2012."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google