A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DEMAGOGIA Belo Horizonte, outubro 2008 A magia do equilibrar A grandeza do homem DEMAGOGIA, curta-metragem inédito de ficção, finalizado em 35mm com duração.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DEMAGOGIA Belo Horizonte, outubro 2008 A magia do equilibrar A grandeza do homem DEMAGOGIA, curta-metragem inédito de ficção, finalizado em 35mm com duração."— Transcrição da apresentação:

1 DEMAGOGIA Belo Horizonte, outubro 2008 A magia do equilibrar A grandeza do homem DEMAGOGIA, curta-metragem inédito de ficção, finalizado em 35mm com duração de 15 min, objetivando proporcionar ao telespectador um impacto múltiplo sobre ideologia, corrupção e falta de comprometimento. Possui uma temática atual, em que dilemas inerentes ao mundo moderno são tratados de uma maneira original, ambientado aos modos de viver dos moradores da cidade de Belo Horizonte. Margem é um agrupamento, um ideal de vivência artística. Fomenta a produção cinematográfica nacional, filmada na cidade de Belo Horizonte, visa o engrandecimento cultura da cidade, do estado e do Brasil, estimula o desenvolvimento de um pólo de produção, fora do eixo Rio - SP, ajudando a produzir filmes que reflitam as realidades brasileiras; gera empregos e reflexão sobre a realidade que estamos vivendo nos tempos atuais, pretendendo assim, mexer com o inconsciente coletivo das pessoas para que possam questionar suas próprias vidas sem se assustarem e tentando evitar o sofrimento e o adoecimento da raça humana. PORQUE INVESTIR EM CULTURA: A cultura é um componente essencial do desenvolvimento de qualquer Nação. Através dela, os grupos que formam a sociedade participam e contribuem para o bem coletivo. Junto com os fatores econômico e social, ela forma o tripé sobre o qual se apóia a cidadania de um povo. Este é o primeiro motivo para a iniciativa privada se associar ao Governo e apoiar o desenvolvimento da cultura visando ao aprimoramento da sociedade. As manifestações culturais, sejam de preservação e de memória, sejam de criação artística – todas, formas de expressão de identidades são importantes também porque geram empregos em vários setores da mão de obra artesanal à tecnologia avançada de informatização. Além disso, ao crescer em qualidade e quantidade, o entretenimento cultural cria um mercado próprio que se consolida com parte da estrutura do turismo e da indústria cultural do País. Por isso, o investimento privado em cultura é um poderoso parceira do Governo no desenvolvimento econômico e social. Experiências conhecidas de empresas que investem com regularidade em atividades culturais comprovam o retorno satisfatório desse tipo de marketing, tanto em termos institucionais como, em alguns casos, inclusive na alavancagem de produtos. Este resultado, aliado aos benefícios fiscais decorrentes da Lei Federal de Incentivo à Cultura, faz da parceria Estado/Iniciativa Privada/Produtor Cultural um mercado promissor, só comparável ao mercado publicitário, uma vez que envolve, necessariamente, os meios modernos de comunicação. Isso é o que faz o investimento em cultura um bom negócio. José Álvaro Moisés

2 DEMAGOGIA Belo Horizonte, outubro 2008 A magia do equilibrar A grandeza do homem Demagogia, foi aprovado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei de 1991) e publicado no Diário Oficial de 16 de outubro de 2007 Pronac: Processo: /07-33 Valor de R$ ,00 Está autorizado a captar recursos que permite que pessoas jurídicas usem 4% do total de seu imposto de renda devido como patrocínio ou doação em projetos culturais, sem qualquer ônus para a empresa patrocinada. NA VIABILIZAÇÃO DESTE PROJETO SUA EMPRESA GANHA UM MEIO NOBRE DE DIVULGAÇÃO DE SUA MARCA, gerando: Prestígio e enobrecimento da imagem institucional; Comunicação dirigida; Benefícios fiscais através das leis de incentivo à cultura; SUA EMPRESA PODERÁ PARTICIPAR ATRAVÉS DE PATROCÍNIO, APÓIO OU PERMUTA, gerando: Isenção Fiscal; Logomarca da empresa na abertura e/ou encerramento do filme; Logomarca da empresa em todas as peças publicitárias e de divulgação; Veiculação da marca em festivais nacionais e internacionais, Tv´s, mostras de cinema, salas de cinemas, locadoras, etc.; Merchandising cultural em mídia impressa e eletrônica que trará notícias da produção, estréia e lançamento do filme; Cota de 20% dos bens físicos produzidos pelo projeto. (DVD´s) No caso de Permuta, as empresas que optarem por essas formas de participação do Projeto, terão seu nome veiculado nos créditos finais dos programas e em toda a mídia impressa. Esses investimentos não terão acesso a benefícios fiscais. Publico Alvo Crianças Jovens Adultos Mostras Festivais Críticos Apresentações e Resultados

3 DEMAGOGIA Belo Horizonte, outubro 2008 A magia do equilibrar Margem é um agrupamento, um ideal de vivência artística. Críticos Márcia Alves Roteiro e Direção Equipe Principal Consultoria: Rafael Ciccarini: Licenciado em História pela Universidade Federal de Minas Gerais. Mestrando em Artes Visuais na Faculdade de Belas Artes da mesma universidade. EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL Professor da Escola Livre de Cinema: Disciplinas ministradas: "História do Cinema", "Cinema Brasileiro", "Cinematografias Raras" e "Crítica Cinematográfica. Autor de diversos textos sobre a sétima arte, sendo também autor de ensaios sobre arte comparada e estética em geral. - Critico Cinematográfico em Festivais, Mostras etc Assistente de Direção: Igor Ney Ferreira B acharel em Turismo, Especialização em cinema na Escola Livre de Cinema - BH –MG Estágio em Turismo na Inglaterra e Chile. EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL - Produtor cinematográfico independente, Johnny Pankada e o Mistério do Dr. Chapeleta. Produtor, efeitos especiais, co roteirista. Se Stivie Wonder Fosse Deus – Ator KM 576, Ator, Operador de Câmera, Co roteirista. O Kit 1º Assistente de direção, Ator. Produção Cláudio Costa Val Críticos Psicologia, pós-graduada em Análise de Sistemas e Política e Estratégia. Curso de Especialização em Marketing e Cinema. Atua no Grupo de Teatro Copasa com repasse de informações sobre Saúde, Relações Humanas e Vivências Empresariais. Na área cinematográfica como Roteirista, Diretora, Produtora e Pesquisadora. Grupo a 3º Margem Circo: Diretora de Marketing. Diretor de Produção: Cláudio Costa Val - Pós-graduação em Comunicação Audiovisual pela Universidad Internacional de Andalucía (Huelva, España), através de bolsa de estudos da Agência Espanhola de Cooperação Internacional - AECI. - Graduado em Administração de Empresas, com curso inacabado de Jornalismo, tendo assinado por vários meses a coluna diária "Cronista da Noite", no caderno cultural do Jornal Estado de Minas. Músico (contra baixista) com estudos na Fundação de Educação Artística e passagem por diversas bandas mineiras. - Ator formado pelo Teatro Universitário da UFMG - TU, com aperfeiçoamento através do 1° Oficinão Galpão Cine Horto. EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL - Atual professor das disciplinas "Teorias da Interpretação" e "Literatura Dramática" do Curso de Formação de Ator da Fundação Clóvis Salgado (CEFAR - Palácio das Artes). - Diretor da Parpadeo Cinema & Vídeo Ltda. BH – MG - Diretor e professor da Escola Livre de Cinema – BH- MG - Diretor de Produção e Produção executiva em mais de 30 filmes, curtas e longas-metragens em Belo Horizonte-MG Diretor de Fotografia : Sergio Gomes Formação em Direção Cinematográfica, Direção de Fotografia e Roteiro na School of Visual Arts (New York/USA) EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL Professor na Escola Livre de Cinema - Disciplinas ministradas: "Técnica Cinematográfica", "Direção de Fotografia I e II" e "Operação e Assistência de Câmera 16mm Elétrica. Diretor de Fotografia de inúmeros curtas e longas metragens Premiado como Melhor Direção de Fotografia no Festival de Brasília/2005 e no Festival FAM América Latina/2005. Diretora de Arte : Carolina Linhares * Formação em Cinema – Escola Livre de Cinema, julho / * Especialização Gestão Cultural – Fundação Clóvis Salgado, julho /2004. * Graduação em Publicidade e Propaganda - UNI-BH, dezembro /2001. EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL: Direção de Arte e Figurinos em vários curtas metragens produzidos em Belo Horizonte. Também Diretora de Produção, Assistente de Direção, Direção de Produção, Atora, Diretora e Roteirista * Grupo Galpão: Assistência de Produção * Festival Mundial de Circo do Brasil 2006: Produção do Cabaré do Circo, festa de encerramento do Festival, no Espaço Cultural Funarte – Casa do Conde, em outubro de * Instituto Cultural Sérgio Magnani: Assistência de Produção para o evento BID e Pré-produção do Projeto Bandas em Cidades Mineiras. * Art Bhz Produtora de Espetáculos Contando ainda com: Jordelino Campos: Continuidade, Marcos Coelho e Eduardo Gomes: Direção de Set, Luiz Fernando Gallo: Câmara, Guido Pádua:Montagem, Elzinha: Maquiagem, Renato Villaça: Trilha Sonora, Dani Morreale: Poesia, Esthefhânia Alves, Alexandre.Cruz e Xande Prokop: Atores Obs.: A equipe desenvolve trabalhos juntos a mais de 5 anos, em Belo Horizonte, garantindo assim a boa qualidade do filme.

4 DEMAGOGIA Belo Horizonte, outubro 2008

5 Nº 199, terça-feira, 16 de outubro de ISSN GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 652, DE 11 DE OUTUBRO DE 2007 O MINISTRO DE ESTADO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA, no uso de suas atribuições, resolve: Art 1º Designar o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia - IBICT para, na qualidade de Coordenador do Comitê Nacional do Programa Informação para Todos- IFAP da Organização Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura - UNESCO, desenvolver as seguintes ações para revitalizar o programa em âmbito nacional: I. Identificar as instituições pertinentes aos objetivos do IFAP, no Brasil, de natureza jurídica governamental, não governamental, setor produtivo e órgãos da mídia; II. Convidar as instituições identificadas para participar de um Fórum, objetivando a revitalização do Comitê Nacional do IFAP; III. Propor mecanismos para a indicação de representantes para compor o Comitê Nacional do IFAP; IV. Coordenar a instalação oficial do Comitê Nacional do IFAP; V. Coordenar o desenvolvimento de programa de trabalho em conformidade com os objetivos do IFAP visando: a) promover reflexão e debates sobre os desafios éticos, legais e sociais da sociedade da informação; b) promover e ampliar acesso à informação de domínio público, através da organização, digitalização e preservação da informação; c) apoiar treinamento, a educação continuada e aprendizagem permanente nos campos da comunicação, informação e informática; d) apoiar a produção de conteúdo local e estimular a disponibilidade de conhecimento endógeno de treinamento em alfabetização básica e treinamento em tecnologias de informação e comunicação; e) promover o uso de padrões internacionais e melhores práticas em comunicação, informação e informática nos campos de competência da Unesco. f) promover redes de informação e conhecimento, em nível local, regional e internacional. g) coordenar outras atividades eventualmente definidas pelas instâncias do IFAP.. Art 2º Designar o Diretor do IBICT para atuar como Secretário do Comitê Nacional do IFAP no Brasil Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. SERGIO MACHADO REZENDE ANEXO I Cidade Carqueiro (A)Aline Freire de Carvalho Frey CNPJ/CPF: Processo: /07-01 BA-Salvador Valor do Apoio R$ ,88 Prazo de Captação: 05/10/2007 a 31/12/2007 Produção de filme, curta metragem, com duração de 15 minutos, em 35mm CasimiroFernanda Moura BizarriaCNPJ/CPF: Processo: /07-03 AM-Manaus Valor do Apoio R$ ,40 Prazo de Captação: 05/10/2007a 31/12/2007 Produção de um documentário, média- metragem, em vídeo, com duração de 30 minutos Museu Nacional A História Além da História Natural (Título Provisório) Expressarte Produções Culturais Ltda. CNPJ/CPF: / Processo: /07-62 RJ-Rio de Janeiro Valor do Apoio R$ ,07 Prazo de Captação: 05/10/2007 a 31/12/2007 Produção de um documentário, média metragem, com duração aproximadamente 70 minutos Identidade A Constituição da Identidade do Sujeito do Grupo Quilombolas do Sapé Silvia Pereira Souto CNPJ/CPF: Processo: /07-10 MG-Belo Horizonte Valor do Apoio R$ ,00 Prazo de Captação: 05/10/2007 a 31/12/2007 Produção de um documentário média metragem, com duração de 70 minutos. Valor do Apoio R$ ,00 Prazo de Captação: 05/10/2007 a 31/12/2007 Produção de um documentário, média metragem, com duração de 70 minutos Circuito Petrobras de Cinema Livre (IV) Santa Cecilia Comunicação Publ.Tec. Inform. Ltda-ME CNPJ/CPF: / Processo: /07-19 BA-Salvador Valor do Apoio R$ ,00 Prazo de Captação: 05/10/2007 a 31/12/2007 Exibição de filmes no interior da Bahia, no período de 05 de Art. 2º Aprovar os projetos audiovisuais, relacionados no anexo I, para os quais os proponentes ficam autorizados a captar recursos, mediante doações ou patrocínios, nos termos do Art. 18 da Lei nº 8.313, de 23 de dezembro de 1991, com a redação dada pelo Art. 53, alínea f, da Medida Provisória nº , de 6 de setembro de Art. 3º Aprovar os projetos audiovisuais, relacionados no anexo II, para os quais os proponentes ficam autorizados a captar recursos, mediante doações ou patrocínios, nos termos do Art. 26 da Lei nº 8.313, de 23 de dezembro de Art. 4º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. SILVANA LUMACHI MEIRELES ANEXO I Signal Festival de Vídeo Art. Vertisement Eventos Ltda CNPJ/CPF: / Processo: /07-37 MG - Belo Horizonte Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação:09/10/2007 a 31/12/2007 Exibição de filmes de curta metragem em MG, no período de 20 de abril a 20 de dezembro de Produção de documentário, média metragem, com duração de 20 minutos Demagogia Márcia Maria Pereira Alves CNPJ/CPF: Processo: /07-33 MG - Belo Horizonte Valor do Apoio R$: ,38 Prazo de Captação: 09/10/2007 a 30/06/2008 Produção de filme, curta metragem, com duração de 15 minutos, em 35mm Difusão de Cultura em Juiz de Fora Realização de mostra de cinema, em Juiz de Fora, no período de maio de 2007 a maio de Interiores ou 400 Anos de Solidão a Art. 4º Aprovar os projetos audiovisuais, relacionados no anexo II, para os quais os proponentes ficam autorizados a captar recursos, mediante doações ou patrocínios, nos termos do Art. 26 da Lei nº 8.313, de 23 de dezembro de Art. 5º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. SILVANA LUMACHI MEIRELES Ministério da Cultura DEMAGOGIA Belo Horizonte, outubro 2008

6

7 Gráficos sobre as seleções públicas nos anos de 2006 e 2007 Dados sobre os editais do Ministério da Cultura e editais que usaram de recursos de incentivo fiscal da Lei Rouanet Editais de 2006 e 2007 Última atualização dos dados: 04/12/2007 DEMAGOGIA Belo Horizonte, outubro 2008

8 SINOPSE Uma câmara vai filmando dentro de um helicóptero, o alto da Av. Afonso Pena em Belo Horizonte, numa manhã de um dia ensolarado. A câmara para em uma praça bonita, com pessoas bem vestidas, crianças brincando, velhos andando e vários cachorros de raça. Em seguida, ainda na bela manhã de Belo Horizonte a câmara inicia a filmagem no bairro da Lagoinha, filmando os viadutos, as pensões, os hotéis familiares. Para de baixo de um viaduto, focando uma família de pessoas pobres, mal vestidas, com cachorros vira latas, crianças com dedo na boca, homens deitados com aparência de bêbados, muitos papelões e muito lixo. Logo depois, a câmara entra numa de uma família de classe média alta e flagra um diálogo a respeito da alimentação da cachorrinha Red que não está gostando do cardápio que está sendo servido para ela nas segundas feiras. Em contrapartida, volta para o viaduto e flagra a felicidade de uma menininha ao achar um pedaço de chocolate jogado no lixo. Mas... de repente... toda esta estória trata-se apenas de um filme que um professor de filosofia indicou para seus alunos para ser discutido em sala de aula. Durante a discussão, a estória se torna polêmica na medida em que os alunos vão dando suas opiniões sobre os valores morais de nossa existência atual. CONTATOS: Direção Márcia PAlves fone: (31) – Igor Ferreira fone: (31) Administração Paulo Radicchi fone: (31) – CRONOGRAMA Outubro/2007 – Início captação de recursos via Lei Rouanet Novembro-2007 /março/ 2007 – Captação e reuniões estratégicas abril/2008 – Filmagens – Desprodução junho/2008 – Montagem Agosto/2008 – Lançamento e Distribuição DEMAGOGIA Belo Horizonte, outubro 2008


Carregar ppt "DEMAGOGIA Belo Horizonte, outubro 2008 A magia do equilibrar A grandeza do homem DEMAGOGIA, curta-metragem inédito de ficção, finalizado em 35mm com duração."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google